You are on page 1of 45

UNÌVERSÌDADE ESTADUAL DE GOÌÁS

UNÌDADE NÌVERSÌTÁRÌA DE CALDAS NOVAS
CURSO DE ADMÌNÌSTRAÇÃO
AMANDA FERNANDES DA SÌLVA
MARÌA DE FÁTÌMA ALVES
ROGÉRÌO RAMOS COTÌAN
SERÌNEY LONY
OLÌBER SÌCSU
OPERAÇÕES E PROCESSOS CONTÁBEIS DA EMPRESA
SERINEY TECNOLOGIA LTDA
CALDAS NOVAS
2011
AMANDA FERNANDES DA SÌLVA
MARÌA DE FÁTÌMA ALVES DA SÌLVA
ÓLÌBER RODRÌGUES SÌCSÚ
ROGÉRÌO RAMOS COTÌAN
SERÌNEY LONY BARBOSA
OPERAÇÕES E PROCESSOS CONTÁBEIS DA EMPRESA
SERINEY TECNOLOGIA LTDA
Trabalho apresentado ao Curso de Administração da
UEG ÷ UnU de Caldas Novas, do 3° ano matutino,
objetivando à obtenção de nota para o 4° bimestre, na
disciplina de Planejamento Tributário, sob a
orientação da Prof. Célia Benvinda A.S. Moreira.
CALDAS NOVAS
2011
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO
Nos dias atuais a violência e acidentes tem sido uma ameaça para milhões de
pessoas, algumas não conseguiram se salvar com vida, ao longo de dez anos,
houve muitos acidentes aéreos e pessoas não foram localizadas até hoje, neste ano
de 2011 ocorreu várias enchentes e deslizamento de terras, soterrando pessoas que
também não foram encontradas. Considerando este cenário, a empresa Lony
Security preocupou em proporcionar melhores condições de segurança e assim
reduzir o índice destas ocorrências, criou um anel localizador, que pode ser a
solução para estes problemas na sociedade. O produto tem tecnologia de GPS via
satélite, o qual será apresentado a seguir.
Através de inspiração em outros produtos com pequenas semelhanças
desenvolvemos um produto adaptável e customizado para o mercado consumidor
composto este por executivos, gerente de bancos, empresários e políticos.
2 DEFINIÇÃO DA EMPRESA E DO NEGÓCIO
Nome da Empresa: Lony Security
Razao Social : Seriney Tecnologia LTDA
CNPJ: 6538972/001-89
Sede : Av. Nick Costa nº 234 ÷ Bairro Webster ÷ Goiânia ÷ GO
Cx. Postal - 654
Website: www.lonysecurity.com.br
Email: informações_lonysecurity@hotmail.com
Telefone: (62) 3233-1700 / 3233-1701
Fax: (62) 3233-1464
27 Lojas próprias e 10 franquiadas
Ramo de atividade: tecnologia em segurança
Receita bruta média anual: R$ 1.500.000,00
3 Sócios (1 Sócio administrador ÷ o presidente, atuando na empresa e 2 sócios
quotistas, que contribuem apenas c/ capital
Capital social: R$5.000.000,00
200 funcionários terceirizados e 20 diretos
A nossa empresa é líder no mercado nacional de tecnologia em segurança,
oferecendo produtos com tecnologia de ponta e garantia ÌSO 9001. Com sede
própria, atuamos a 10 anos no mercado, com franquias nos centros comerciais e
shoppings das capitais. Trabalhamos com a produção e venda de acessórios e
equipamentos de alarmes, dispositivos, câmeras e segurança em geral para o
mercado consumidor.

2.1 Missão
''Suprir as necessidades de nossos clientes associados, acionistas e
sociedade em geral, atuando como referência no setor de tecnologia em segurança.''
2.2 Visão
''Ser líder no mercado global de tecnologia em segurança, buscando sempre
excelência em inovações tecnológicas em prol da segurança de nossos clientes.''
2.3 Valores
• Ética
• Ìntegridade
• Responsabilidade Social
• Foco em Resultados
• Tecnologia
• Qualidade Total
• Crenças Culturais
• Trabalho em Equipe
• Garantia
• Excelência no atendimento ao Cliente
2.4 Recursos humanos
A nossa empresa terceiriza em especial, a equipe de produção e área de
contabilidade, contratamos funcionários somente para trabalhar no essencial do
negócio, que é a venda e a equipe gerencial, o restante é terceirizado. 45,8% dos
colaboradores são mulheres. Contamos com 20 colaboradores diretos:
a) 7 Vendedores ÷ terá sua descrição posteriormente
b) 3 Recepcionista ÷ terá sua descrição posteriormente
c) 2 Seguranças ( 1 diurno e um noturno).
d) 1 Representante de vendas;
e) 1 Gerente de operações,
f) 1 Supervisor de Operações,
g) 1 Supervisora de Atendimento
h) 1 Gerente administrativo financeiro,
i) 2 Operadores de telemarketing

Abaixo segue os cargos e salários de nossa empresa:
a) Presidente ÷ Pró-labore R$4.000,00, conforme estabelecido por lei na
abertura da empresa.
Responsável pelas tomadas decisões da empresa, dirige o negócio como se fosse o
dono. È a autoridade máxima, o braço direito dos proprietários, planeja, organiza e
controla a empresa de forma macro. O presidente ainda olha por todos os setores
da empresa, podendo reestruturar ou reorganizar a empresa. Definindo ainda os
objetivos presentes e futuros da empresa.
b) Supervisora de Atendimento ÷ salário R$2.000,00+ 20% de comissão
Responsável pelo planejamento, organização, coordenação e controle das
atividades de Atendimento da filial, observando as diretrizes da empresa, visando
assegurar o cumprimento e superação das metas do contrato de gestão, com o
objetivo de contribuir para o crescimento da filial, garantindo a qualidade do
atendimento a clientes.
c) Supervisor de Operações ÷ salário R$2.000,00+ 20% de comissão
Garantir que todos os processos, padrões e custos da área de Operações fiquem
dentro do esperado em relação às diretrizes da Matriz, bem como selecionar, treinar
e acompanhar; demais cargos da área de sua região de atuação.
d) Gerente de operações salário R$4,000 + 20% de comissão
Responsável pelo desenvolvimento, implementação, controle e coordenação das
ações mercadológicas para venda de produtos, garantindo adequada estrutura de
pessoal, controle administrativo e controle de caixa, assegurando o cumprimento
dos objetivos de volume e rentabilidade estabelecidos em Contrato de Gestão
definido para a loja.
e) Representante de vendas ÷ salário R$2.000,00+ 20% de comissão
Responsável pela venda, bem como pelo acompanhamento, manutenção e
ampliação da carteira de pequenos e médios clientes, visando contribuir para o
desenvolvimento dos negócios e a qualidade da receita.
f) Atendente salário R$1.000,00 + 20% de comissão
Atender aos diversos públicos e clientes, prestando informações, informando suas
vantagens e facilitadores, analisar o perfil dos clientes pessoa física, liberando ou
não a venda, abrindo/fechando os contratos , a fim de promover a venda dos
serviços e atender às necessidades e expectativas dos clientes.
g) Segurança ÷ salário R$1.000,00, + adicional noturno.
Trabalha 12 X 36. Vigiar e ficar observando a entrada de indivíduos diversos
na garagem e na agencia.
h) Gerente administrativo financeiro ÷ salário R$4, 000 + 20% de comissão
Gerir a logística, RH, finanças marketing e T.Ì da nossa empresa, sempre
interligando suas decisões com o contador, com o advogado da empresa e
com o gestor de operações.
i) Operadores de telemarketing - $1.000,00, + ad noturno +20% de comissão
Realizar vendas pela central de atendimento, realizar cobranças, ligar para
clientes atuais e potenciais, ouvir reclamações e registrá-las
3 PROCEDIMENTOS PARA A ABERTURA DA EMPRESA
Segue abaixo, os passos utilizados na abertura de nossa empresa.
3.1 Viabilidade legal (e local)
Fazer um levantamento do que seria necessário - local, instalações,
maquinário, número de funcionários, material que será trabalhado, etc. Depois,
analisar a legislação da cidade da empresa, restrições diversas e impacto ambiental
da atividade (para não ter a desagradável surpresa de descobrir que o prédio que foi
alugado não pode ser utilizado para o que se pretende).
3.2 Elaborar o contrato social
O Contrato entre os sócios é o instrumento que rege a empresa, mostrando
as responsabilidades, valores de quotas, direitos e deveres de seus membros e de
terceiros. O Contrato Social também faz referência aos dados cadastrais da
empresa e das pessoas que compõem a sociedade, bem como as atividades que
serão desenvolvidas pela mesma. No caso de nossa empresa, o contrato deve ser
assinado por todos os sócios e pelo advogado da empresa. Logo após, as firmas
são reconhecidas em cartório e o contrato é registrado na JUCEG (Junta Comercial
do Estado de Goiás).
3.3 Registro na Junta
Para tanto exige-se o contrato social impresso em 03(três) vias de igual teor e
forma, com rubrica, assinatura dos sócios, assinatura das testemunhas e assinatura
do e Cópia Autenticada do RG e CPF dos Sócios;
3.4 Tirar CNPJ
O CNPJ é o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas expedido pela Receita
Federal. Primeiro, é necessário gerar um pedido que se chama Documento Básico
de Entrada do CNPJ (DBE) . Assim, é necessário efetuar o download de dois
programas fornecidos gratuitamente pela Receita Federal do Brasil: CNPJ e
RECEÌTANET no site da Receita: http://www.receita.fazenda.gov.br); Após gerar o
DBE, imprimi-lo em 1 (uma) via, assiná-lo e enviá-lo juntamente com contrato social
para a JUCEG, pois assim que a Junta aprovar o documento irá transmitir para a
Receita Federal o DBE para receber o número do CNPJ da empresa.
3.5 Tirar Ìnscrição Estadual
A Ìnscrição Estadual é expedida na Secretaria Estadual da Fazenda e é
obrigatória para nossa empresa . Para a obtenção da inscrição estadual, a empresa
deverá solicitar a sua inscrição via internet. Para isso, é necessário ter um contador,
e este deve estar pré-autorizado (ter senha de acesso) na Secretaria Estadual da
Fazenda, pois é ele quem fará a solicitação de inscrição.
3.6 Registro na prefeitura
O penúltimo passo é a inscrição da empresa na Prefeitura do Município para fins de
obtenção do Alvará de Funcionamento e/ou de Vigilância Sanitária. O Alvará pode
ser de localização (ponto comercial) ou de ponto de referência (sem atividade no
local, normalmente concedido para empresas prestadoras de serviços). É
necessário para o registro neste órgão:
a) Contrato Social;
b) CNPJ;
c) DECA (Declaração Cadastral de Contribuintes);
d) ÌPTU;- RG, CPF e Comprovante de residência dos sócios;
e) Requerimento assinado pelo sócio administrador ou procurador.
3.7 Registro no sindicato
Ìdentificando a atividade principal da empresa, se identifica o sindicato
correspondente a ela. As empresas devem recolher a Contribuição Sindical Patronal
na ocasião do registro da abertura de empresa e posteriormente proceder ao
recolhimento obrigatório anual conforme data a ser consultada no respectivo
sindicato. A base de cáculo da Contribuição é o valor do Capital Social registrado na
Junta.Caso exista alguma dúvida em relação a definição do seu sindicato patronal,
consulte o COPOS (Conselho de Organização Sindical): http://2006.fecomercio-
rs.org.br/copos/questionario.html.
3.8 Registro no ÌNSS
Para cadastrar a empresa no ÌNSS, cujo atendimento de pessoas jurídicas é
no orgão Receita Federal, basta apenas apresentar o original do Contrato Social e
do CNPJ. Normalmente, o cadastro de matrícula no ÌNSS é feito simultaneamente
com a inscrição de CNPJ ou no prazo de 30 dias quando não está sujeito a inscrição
de CNPJ.
3.9 Registros na CEF
O Cadastro na caixa é simples, basta apresentar o Contrato social e se for o
caso e CNPJ, porém cada posto de atendimento tem um procedimento diferente,
podendo pedir Original ou Cópia Autenticada do Contrato, CNPJ e Procuração caso
não seja o próprio dono da empresa que requera a inscrição Quanto ao FGTS o
empregador deve se cadastrar na Caixa Econômica Federal pelo acesso
"Conectividade Social¨ e fazer o download do programa de cadastro. Através desse
cadastro a empresa pode fazer o recolhimento do FGTS de seus empregados e
conseguir o Certificado de Regularidade.- Contactar o departamento de Recursos
Humanos para providenciar a entrega de GFÌP - Guia de recolhimento do Fundo de
Garantia e Ìnformações a Previdencia Social.
3.10 Registros diversos
a) Bombeiros - Vistoria do Corpo de Bombeiro, verificar na sua região a
possibilidade de emissão desta vistoria, dependendo do tamanho do imóvel
não é obrigatória a solicitação deste documento;
b)Ìmpressão de NF - A autorização para emitir Notas Fiscais é concedida pelo
Posto Fiscal da Secretaria da Fazenda de sua jurisdição (Comércio e
Ìndústria) .Normalmente, a própria gráfica contratada pelo empresário,
providencia a autorização. Após a impressão de documentos fiscais, a gráfica
deve fornecer sua Nota Fiscal referente à impressão e o original do formulário
contendo a autorização do Orgão Público correspondente: Secretaria da
Fazenda ou Prefeitura
c) Contratar um bom contador e um advogado em prol da manutenção da
empresa
4 REGISTRO DE DOIS FUNCIONÁRIOS COM FUNÇÕES DIFERENTES

É vedado por lei o trabalho sem que o empregado tenha a sua CTPS
assinada, estando o empregador sujeito a multa pelo não cumprimento da
obrigação. É prudente que a empresa providencie e remeta os dados e documentos
ao escritório, para efetuar o registro, antes mesmo do empregado começar a
trabalhar, pois, o prazo para efetuar o registro é de 48 horas. Alertamos que mesmo
em contrato de experiência o funcionário deve ser registrado, deve-se fazer as
anotações na carteira, a falta de registro invalida o contrato de experiência. O
contrato de experiência pode ter vigência de até 90 dias, podendo ser fracionado em
2 partes. Ex.: 30 dias e prorrogado por mais 60 dias.
A prorrogação do contrato de experiência também deve ser assinada pelo
empregado e pelo empregador dentro do prazo legal. Se a empresa cumpriu
rigorosamente os prazos inicial, de prorrogação e de término do contrato de
experiência, e não havendo mais interesse em permanecer com o empregado em
seu término, a dispensa pode ser feita sem pagamento da multa de 40% do FGTS
depositado e do aviso prévio, por se tratar de uma extinção contratual. Nossa
empresa trabalha com contrato de experiencia de 90 dias, primeiramente, e depois
contrata efetivamente
4.1 Documentação
Para ser formalizada a admissão do empregado a empresa solicita ao
trabalhador a apresentação de alguns documentos que terá como finalidade, além
da sua identificação, possibilitar o correto desempenho das obrigações trabalhistas,
não só em relação ao próprio trabalhador, mas também nas relações da empresa
com a fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego ÷ MTE.
4.2 Documentos Necessários à Admissão
Segue, abaixo a relação dos documentos necessários para a admissão do
empregado:
a) Carteira de Trabalho e Previdência Social ÷ CTPS;
b)Apresentar o número da inscrição junto ao ÌNSS para os devidos recolhimentos
previdenciários na GPS.
c) Atestado de Saúde Ocupacional - ASO: é obrigatório, devendo ser pago pelo
empregador, o qual ficará responsável pela guarda do comprovante do custeio de
todos os exames ou consultas realizadas com o empregado (Art.168 da CLT);;
d) título de eleitor, para os maiores 18 de anos;
e)certificado de reservista ou de alistamento militar, para os empregados brasileiros
do sexo masculino com idade entre 18 e 45 anos;
f) certidão de nascimento, casamento ou Carteira de Ìdentidade - RG, conforme o
caso;
g) Cadastro Pessoas Físicas - CPF;
h) Documento de Ìnscrição no PÌS/PASEP - DÌPÌS, ou anotação correspondente na
CTPS;
i) cópia da certidão de nascimento de filhos menores de 14 anos, para fins de
recebimento de salário-família;
A empresa solicitar, ainda, em alguns casos, outros documentos, tais como:
a) cartas de referência;
b) atestado de escolaridade ou outros;
c) fotos 3x4;
d) atestado de antecedentes criminais.
4.3 Retenção dos Documentos
Observamos que não é permitido a retenção de qualquer documento de
identificação pessoal, mesmo que apresentado por xerocópia autenticada, inclusive
de comprovante de quitação com o serviço militar, título de eleitor, CTPS, registro de
nascimento, certidão de casamento, comprovante de naturalização e carteira de
identidade de estrangeiro. Ao ser exigido pela empresa, o documento de
identificação, cabe ao empregador extrair, no prazo de cinco dias, os dados que
interessam, devolvendo em seguida o documento ao empregado . Portanto, é
recomendável que a entrega, pelo empregado, dos documentos citados, bem como
a respectiva devolução, seja feita contra- recibo.
4.4 Preenchimento de Documentos
a) Anotar na CTPS a data de admissão, a remuneração e as condições especiais,
se houver;
b)Preencher a ficha de salário-família;
c) Anotar na CTPS a data de admissão, a remuneração e as condições especiais,
se houver;
d)Preencher a ficha de salário-família;
e)Ìncluir a admissão no CAGED - Cadastro Geral de Empregados e
Desempregados-.http://www.mte.gov.br/
f) Efetuar o cadastro no PÌS, caso o empregado não possua a sua matrícula;
g)Devolver ao empregado sua CTPS em 48 horas.
O registro do empregado deverá ser providenciado imediatamente após a sua
admissão, devendo ser adquirido o livro ou as fichas de registro, dispensadas de
autenticação. Havendo mais de um estabelecimento, a empresa poderá centralizar o
controle de registro, devendo deixar em cada estabelecimento o livro ou as fichas de
registro à disposição da fiscalização.
Na contratação de empregados, são necessários os procedimentos e preenchimento
dos seguintes documentos:
a)obter a Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS do empregado,
entregando-lhe recibo desta obtenção para efetuar as anotações e devolvê-la no
prazo máximo de 48 horas;
b)preencher o livro ou ficha de registro de empregados, com os dados necessários
do trabalhador;
c)formalizar o contrato de trabalho e, caso haja cláusulas específicas que rejam o
vínculo empregatício, registrá-la na CTPS;
d)preencher a ficha de salário família, usada para lançar os dados extraídos das
certidões de nascimento dos filhos menores de 14 anos;
e) preencher o acordo de prorrogação de horas, caso a jornada de trabalho seja
prorrogada;
f) celebrar acordo coletivo com o sindicato da categoria, para regime de
compensação de horas de trabalho ( banco de horas), se for o caso;
g) fazer a matricula do funcionário, preencher o cartão de ponto ou incluir o nome do
empregado no livro de ponto, para sua assinalação, caso a empresa esteja obrigada
a manter o registro do horário de trabalho e o empregado esteja sujeito a horário
controlado pela empresa;
h) preencher a ficha referente ao Programa Controle Médico de Saúde Ocupacional
- PCMSO, cujas anotações serão feitas por Médico do Trabalho com o objetivo de
promoção e preservação da saúde do trabalhador.
4.5 Demais Procedimentos
O empregador, ao admitir o empregado, deve verificar e adotar, por meio da
documentação apresentada, os procedimentos seguintes.
a) Cadastramento no PÌS - A empresa deverá verificar, na CTPS, na parte de
"Anotações Gerais", registro do cadastramento no PÌS. Na falta dessa anotação e
não tendo o empregado apresentado o documento que comprove o cadastramento,
a empresa deverá cadastrá-lo. Esclarecemos, ainda, que por ocasião da emissão da
1a via da CTPS o cadastramento no sistema PÌS/PASEP será de competência das
Delegacias Regionais do Trabalho (art. 1o da Portaria SPES nº 1/97).
b) Contribuição Sindical - Na admissão de empregados durante ano, a empresa
verificará se o empregado já contribuiu em emprego anterior. Caso positivo, a
empresa não deverá efetuar novo desconto, ficando, nessa hipótese, obrigada a
anotar no livro ou ficha de registro de empregados a informação quanto ao desconto
e recolhimento da referida contribuição pela empresa anterior. Caso negativo, a
empresa efetuará o desconto de um dia do salário, no mês subsequente ao da
admissão. Por exemplo, o empregado admitido no mês de maio, sofrerá o desconto
da contribuição sindical no mês de junho e o recolhimento ao sindicato será efetuado
no mês de julho. Para os empregados admitidos nos meses de janeiro e fevereiro, o
desconto deve ser realizado apenas no mês de março, juntamente com os demais
empregados da empresa.
c) CAGED- Nas admissões, demissões ou transferências de empregados para outro
estabelecimento, ocorridos no mês, deverão ser comunicados ao Ministério do
Trabalho e Emprego até o dia 07 do mês subsequente, por meio do formulário
Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).
4.6 Fiscalização
Deverão permanecer no local de trabalho, à disposição da fiscalização do
Ministério do Trabalho, o livro de registro de empregados, o livro de inspeção do
trabalho, bem como o registro de horário de trabalho (cartão, livro de ponto ou
registro magnético).
4.7 Penalidades
A empresa que mantiver empregados não registrados a seu serviço estará
sujeita à autuação e ao pagamento de multa, aplicada pelo fiscal do Ministério do
Trabalho e Emprego, em valor equivalente a 378,2847 Ufirs, por empregado em
situação irregular, dobrado na reincidência.As demais infrações relativas a
irregularidades no registro de empregados sujeitarão o empregador à multa de valor
equivalente a 189,1424 Ufirs, igualmente dobrada no caso de reincidência.
4.8.Observações
4.8.1 Legislação Específica
A legislação que trata do assunto é a própria CLT - Consolidação das Leis do
Trabalho, que tem por objetivo regular as relações individuais e coletivas de trabalho
(já amparadas pela Constituição Federal de 1988) e os acordos ou convenções
coletivas de trabalho. Neste sentido, nossa empresa segue fielmente este código e
paga devidamente os principais encargos sociais:
a) FGTS: recolher até o dia 7 do mês seguinte ao da incidência, 8% sobre o valor da
folha de pagamento a empregados. As empresas não enquadradas no SÌMPLES (o
caso de nossa empresa) recolhem 8,5%. Sendo feriado ou dia não útil o
recolhimento deverá ser antecipado para o dia útil imediatamente anterior. Ex. Dia
07 é Domingo ÷ o recolhimento deverá ser antecipado para o dia 05, sexta-feira. O
mesmo aconteceria se no dia 07 não houvesse expediente bancário ou fosse
feriado.
b) ÌNSS: recolher até o dia 02 do mês seguinte ao da incidência a retenção do
empregado quando se tratar de microempresa ou empresa de pequeno porte. As
empresas não enquadradas no SÌMPLES (o nosso caso) recolherão além do valor
retido de empregados, o equivalente à parte da empresa e contribuição de terceiros.
c) Vale-Transporte: Do empregado é descontado 6% sobre o seu salário, e a
empresa arca a despesa excedente, isto é, o valor da diferença entre valor total
gasto pelo empregado e o valor descontado.
d) Salário-família é o benefício pago pela Previdência Social brasileira aos
trabalhadores com salário mensal na faixa de baixa renda, para auxiliar no sustento
de filhos (assemelham-se ao conceito de filhos: o enteado, o tutelado ou o que está
sob a guarda do empregado) de até 14 anos de idade.[1] O segurado recebe uma
quota por filho e por emprego e ambos os pais recebem.
e) Plano de saúde ÷ nossa empresa desconta 30% da folha e arca com os oiutros
70%
f) Fornece-se o card alimentação (cartão), no valor de r$120,00 para os cargos de
recepcionista e vendedor
4.8.2 Aquisição CTPS

Caso o empregado doméstico não possua a CTPS deverá se dirigir à DRT -
Delegacia Regional do Trabalho, portando: 2 fotos, 3 x 4; Qualquer documento
oficial de identificação pessoal do interessado, no qual possam ser colhidos dados
referentes ao nome completo, filiação, data e lugar de nascimento.
4.8.3 Ìnscrição na Previdência Social

O empregador deverá registrar o contrato de trabalho na CTPS do empregado
doméstico, e em seguida proceder a inscrição do segurado junto ao ÌNSS via
internet, pelo PREVfone ou nas agências da Previdência, mediante a apresentação
da seguinte documentação:
a) Documentos pessoais do empregado e do empregador: Certidão de nascimento
ou casamento, conforme o caso; Carteira de identidade; CPF - Cadastro de Pessoa
Física e Título de eleitor.
4.8.4 Anotações na CTPS
Na CTPS do empregado deverão ser anotados: Nome do empregador; CPF
do empregador; Endereço completo; Espécie de estabelecimento: residencial; Cargo
C.B.O ; Data de admissão; Remuneração e Assinatura do empregador.
4.9 Caso de registro de dois funcionários com funções diferentes
4.9.1 Cargo ÷ Vendedor
Miss! "! #$%&!' Atender clientes no balcão das lojas Lony Security para venda de
produtos
D(s#%i)! "! #$%&!' Fechar negociações com clientes;
Elaboração, negociação e aprovação de propostas, contratos e cumprimento de metas;
Apresentar produtos; Ìdentificar suas necessidades e orientar com todas as
informações necessárias sobre os produtos disponíveis e sua adequada
utilização;Consultar CPF de clientes junto a Receita, SPC, SERASA e sistema de
cadastro;Verificar pedidos e falta de produtos na área de vendas e efetuar as
solicitações ao Departamento de Logística.
P%* %(+,isi-!s' Ensino médio completo, maior de 21 anos, inglês fluente,
conhecimentos do Pacote office, Pró-atividade, flexibilidade de horário, boa
comunicação, criatividade e vontade de crescer
S$./%i!' R$ 1.200,00 + 10% de comissão
C!0-%$-$)!' CLT(efetivo).
B(0(12#i!s' Vale transporte; Card Alimentação e Plano de saúde.
4.9.2 Cargo ÷ Recepcionista
Miss! "! #$%&!' Atender no balcão da recepção da fábrica (matriz) da Seriney
Tecnologia LTDA;
D(s#%i)! "! #$%&!' Realizar o despacho, encaminhamento e recebimento de
documentos, materiais diversos, ordens de serviço e entre outros para os setores
responsáveis;Controlar o fluxo de pessoas nos interiores da fábrica;Prestar
informações ao público geral;Encaminhar o público aos setores apropriados;
Filtrar os problemas que chegam aos setores, resolvendo rapidamente os casos
mais simples; Atender telefone, realizando transferências aos ramais e filtragem de
ligações; Receber correspondências e anotar recados, repassado-os aos
responsáveis;Preencher formulários e notas e Analisar documentações;Guardar e
verificar arquivos físicos e digitais.
P%* %(+,isi-!s' Ensino médio completo, maior de 21 anos,ingles fluente,
conhecimentos do pacote Office, boa memória, capacidade de organização, Pró-
atividade, flexibilidade de horário, boa comunicação, criatividade e vontade de
crescer
S$./%i!' R$ 1.000,00
C!0-%$-$)!3 Carteira assinada, regime CLT.
B(0(12#i!s' Vale transporte; Card Alimentação e Plano de saúde.
4.9.3 Cálculo de contratação
4!! B$-is-$ "( S!,s$ 5 6(0"("!% 7 8$-%i#,.$ 393:
Salário base: .........................R$ 1.000,00
ÌNSS 8%................................R$ 80,00
PL saúde 30% : ....................R$ 45,00
V. Transporte 6%: ................R$ 60,00
Alimentação 2,52%: .............R$ 25,20
ÌRRF: .....................................R$ Ìsento
S$./%i! .2+,i"! 8(0s$.' ;;;;;;;R< 9:4=>?
C,s-! "! 1,0#i!0/%i! @$%$ (8@%(s$'
ÌNSS .......................................R$ 75,00
PL Saúde ...............................R$ 105,00
Salário família ........................R$ Ìsento
FGTS .....................................R$ 80,00
Transporte .............................2400/40= R$ 60,00
PÌS ........................................1,65%=R$ 16,50
ÌRRF .....................................Ìsento
Alimentação .........................R$ 94,80
ÌSS ...................................... 5% R$ 50,00
Alocação de farias ............. R$ 111,11
Alocação do 13º ..................R$ 83,33
C,s-! T!-$. "! 1,0#' ................R$ 675,74+794,80= R< 149?=A4
Quanto custou o recepcionista, Cléber Augusto dos Santos, Matrícula 34545? Ele
recebe um salário nominal de R$ 1.000,00. Ele recebe também um ticket de refeição
no valor de R$ 8,00 e vale transporte de R$ 4,60 (valores diários). A empresa paga
plano de saúde para seus empregados com custos nominais de R$ 68,00.
Vamos ver quanto esse empregado custa para a sua empresa ao ano:
Salários: (1.000,00 x 12) = R$ 12.000,00
Décimo terceiro: R$ 1.000,00
Adicional de férias: R$ 333,33
Ticket refeição (8,00 x 235 dias) = R$ 1.880,00
Vale transporte (4,60 x 235 dias) = R$ 1.081,00
Plano saúde (68,00 x 12) = R$ 816,00
ÌNSS (aprox.): R$ 3.573,33
FGTS: R$ 1.533,33
Custo anual total da empresa: R< 22;21B=::
Custo nominal mensal: R$ 1.851.41
Custo nominal trabalhado (11 meses devido à dedução do período de férias): R$
2.019,72
Custo por dias úteis/ trabalhados = 250 dias: R$ 88,86
Custo por hora (08): R$ 11,10
Agora vamos ver como fica o extrato anual do empregado:
Salários: (1.000,00 x 12) = R$ 12.000,00
Décimo terceiro: R$ 1.000,00
Adicional de férias: R$ 333,33
Total anual bruto: R$ 13.333,33
ÌNSS: R$ 1.200,00
ÌRPF (base R$12.133,33, ajuste anual simplificado): R$ 0,00
Total anual líquido: $ 12.133,33
Ticket refeição (8,00 x 235 dias) = R$ 1.880,00
Vale transporte (4,60 x 235 dias) = R$ 1.081,00
Plano saúde (68,00 x 12) = R$ 816,00
Total anual líquido, com benefícios: $ 15.910,33
Depósitos FGTS : R$ 1.066,67
Total anual líquido, com FGTS: R$ 16.977,00
Pelo exemplo, o empregado recebeu em média mensal de R$ 1.414,75.
Como ele trabalhou em média 250 dias, o seu rendimento diário foi de R$ 67,90,
sendo assim sua hora/trabalho foi de R$ 8,48.Como a empresa desembolsou por
ano R$ 22.216,99 e o empregado só recebeu R$ 16.977,00, sabe-se que R$
5.219,99 foi o custo que a empresa pagou para 'o sistema empregatício brasileiro'.
Ou seja, todos os dias úteis, a empresa pagou R$ 20,07 só para ter esse empregado
em exemplo (um terço do que o empregado recebe ou um quarto do que a empresa
pagou.

A DEMISSÃO SEM 4USTA CAUSA DE UM DOS FUNCIONÁRIOS E FCRIAS DE
OUTRO FUNCIONÁRIO
5.1 Demissão

Existem 02 (dois) tipos de demissão:por iniciativa do empregado - a pedido e por
iniciativa do empregador - por justa causa e sem justa causa. Na rescisão do
contrato de trabalho, por iniciativa do empregador, sem que o empregado tenha
dado, para tanto, motivo justo, os direitos a que faz jus são (Empregado com menos
de um ano):
a) Aviso prévio: na ausência de aviso prévio, deverão ser pagos os salários
correspondentes;
b) Décimo terceiro proporcional (aos meses que trabalhou);
c) Saldo de salários(dias que o empregado trabalhou e não recebeu);
d) Férias proporcionais (contando-se sempre do mês que o empregado
começou a trabalhar e o 1/3 adicional.
e) Depósitos do FGTS inclusive o referente à quitação e ao mês anterior;
depósito de importância igual a 40% do montante dos depósitos de FGTS em
conta vinculada, acrescidos de juros e atualização monetária;
f) saque do FGTS depositado na Caixa Econômica Federal;
g) seguro desemprego, se tiver no mínimo seis meses de trabalho.
Empregado com mais de 1 ano: Os direitos são os mesmos do empregado com
menos de 1 ano de serviço, acrescentando-se somente as férias vencidas, se ainda
não as tiver gozado.
O aviso prévio tem por finalidade garantir ao empregado a possibilidade de
obter novo emprego. É um aviso de que o mesmo está sendo dispensado, que é
mandado com antecedência, para evitar surpresas. O aviso prévio é uma obrigação
tanto do empregador como do empregado, isto é, se o empregado não desejar mais
trabalhar é obrigado a informar de sua vontade com no mínimo 30 (trinta dias) de
antecedência, o mesmo ocorrendo com o empregador que não desejar mais os
serviços do empregado. Se o empregador não der aviso prévio terá que indenizá-lo,
isto é, pagará ao empregado 30 (trinta) dias a mais no salário e seus reflexos sobre
o 13º salário e férias. Tanto o aviso prévio como o pedido de demissão
obrigatoriamente serão por escrito e mediante recibo. Quando o empregado for
dispensado e tiver de cumprir o aviso prévio, sua jornada de trabalho será reduzida
em duas horas, ou poderá trabalhar 23 dias corridos e faltar ao serviço por 7 dias
corridos sem prejuízo do salário.
5.1.1 Cálculo de recisão
SERVÌDORA: Lucinéia Costa Barros
Admissão...................: 07-07-2001
Afastamento...............: 20-11-2011
Motivo do afastamento: Dispensa sem justa causa
Salário base...............: R$ 1.000,00
Aviso prévio...............: indenizado
Férias vencidas...........: sim
D$.!% $ s(% @$&! (8@%(s$ R< A;1?2=?B
FGTS........................................: R$ 80,00
Multa 40% FGTS........................: R$ 32,00
T!-$. G(%$.;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;' R< A;214=?B
M(8E%i$ "( C/.#,.!
D(0#i8(0-!s
Saldo de salário (20/30)................: R$ 666,67
Aviso prévio.................................: R$ 1.000,00
Décimo terceiro aviso (1/12).........: R$ 83,33
Décimo terceiro proporc. (11/12)...: R$ 916,67
Férias vencidas.............................: R$ 1.000,00
1/3 sobre férias vencidas...............: R$ 333,33
Férias proporc. (12/12)....................: R$ 1.000,00
1/3 sobre férias proporcionais........: R$ 333,33
Férias indenizadas.........................: R$ 83,33
1/3 sobre férias indenizadas...........: R$ 27,78
Total dos vencimentos....................: R$ 5.444,45
D(s#!0-!s
ÌNSS salário (base 1.666,67)%........: R$ 133,33
ÌNSS 13º salário (base 916,67)%..: R$ 73,33
ÌRPF (base 4.361,11)%.....................: R$ 135,72
Total dos descontos............................: R$ 342,39
CALCULO DE FGTS
Admissão..............................: 07-07-2001
Afastamento..........................: 20-11-2011
Meses trabalhados..................: 125
Salário base...........................: R$ 1.000,00
Valor Depósito FGTS/mês(8%).: R$ 80,00
S$."! FGTS R< 1?;???=??
SEGURO DESEMPREGO
Total de meses trabalhados.....: 125
Você tem direito a...................: 5 parcelas no valor de: R$ 767,42 totalizando: R$
3.837,08
Parcelas calculadas de acordo com a última tabela informada pelo ministério do
trabalho de 01 de janeiro de 2011.
AF!0! "! PIS
R$ 545,00
Se você (trabalhador) recebeu em média, até 02 (dois) salários mínimos mensais no
ano anterior; Estiver cadastrado no Programa de Ìntegração Social PÌS ou Programa
de Formação do Patrimônio do Servidor Público. PASEP há pelo menos 5 (cinco)
anos. Trabalhou no ano anterior, com vínculo empregatício, pelo menos 30 (trinta)
dias. tem direito a receber o abono salrial no valor de um salário R$ 545,00.
Consulte informações detalhadas no site do ministério do trabalho Fonte:
www.mte.gov.br - Ministério do Trabalho
Atenção: Utilize nossa página como simples consulta, não deixe de forma alguma de
consultar um profissional habilitado para maiores dúvidas e esclarecimentos.
http://www.calcule.net/calculos.trabalhistas/rescisaoCLT.php
C/.#,.! @$%#(.$s s(&,%! "(s(8@%(&!


Média aritmética..............................................: R$ 1.000,00
Meses trabalhados...........................................: 124,00
Recebeu seguro desemprego nos últimos 16 meses?: não
D!#G -(8 "i%(i-! $ A @$%#(.$s 0! 6$.!% "(' R< 9B3=2: -!-$.iH$0"!' R< 3;>1B=43
Parcelas calculadas de acordo com a última tabela informada pelo ministério do
trabalho de 01 de Março de 2011.
Fonte: www.mte.gov.br - Ministério do Trabalho
E0-(0"$ ! F(0(12#i!
* "(6i"! $ -!"! -%$F$.I$"!% "is@(0s$"! s(8 J,s-$ #$,s$ +,( #!8@%!6$%'
haver recebido salários consecutivos nos últimos 06 (seis) meses; haver trabalhado
pelo menos 06 (seis) meses nos últimos 36 (trinta e seis) meses; não estar
recebendo nenhum benefício da Previdência Social de prestação continuada, exceto
auxílio-acidente ou pensão por morte. não possuir renda própria para o seu sustento
próprio e de seus familiares.
P$%$ ! %(#(Fi8(0-! "( s(&,%!K"(s(8@%(&! * #!0si"(%$"!'
• dispensa sem justa causa: a que ocorre contra a vontade do trabalhador;
dispensa indireta: a que ocorre quando o empregado solicita judicialmente a
dispensa do trabalho, alegando que o empregador não está cumprindo as
disposições do contrato; salário: contraprestação paga diretamente pelo
empregador ao trabalhador; considera-se salário qualquer fração superior ou
igual à remuneração de um dia de trabalho no mês; remuneração: salário-
base acrescidas das vantagens pessoais;
$ %(8,0(%$)! #!8@%((0"('
• a) salário-base; b) adicional de insalubridade; c) adicional de periculosidade;
d) adicional noturno; e) adicional de transferência, nunca inferior a 25% do
salário que o empregado percebia naquela localidade, enquanto durar essa
situação; f) anuênios, biênios, triênios, qüinqüênios e decênios; g) comissões
e gratificações; h) descanso semanal remunerado; i) diárias para viagens em
valor superior a cinqüenta por cento do salário; j) horas extras, segundo sua
habitualidade; l) prêmios, pagos em caráter de habitualidade; m) prestação in
natura.
C!8! %(#(F(% ! S(&,%! "(s(8@%(&!'
• Ao ser dispensado sem justa causa, o trabalhador receberá do empregador o
formulário próprio "Comunicação de Dispensa, em duas vias, devidamente
preenchido. No prazo de 07 (sete) a 120 (cento e vinte) dias, contados a partir
da data de sua dispensa, o trabalhador deverá dirigir-se a um Posto do
Ministério do Trabalho e Emprego: DRT - Delegacias Regionais do Trabalho;
SDT - Subdelegacias do Trabalho; PRT - Postos Regionais do Trabalho; PLT -
Postos Locais do Trabalho; Postos Estaduais do SÌNE - Sistema Nacional de
Emprego ou Entidades Sindicais cadastradas pelo TEM
Além do formulário de "Comunicação de Dispensa" o trabalhador deverá levar
os seguintes documentos: Carteira de Trabalho e Previdência Social; Cartão
do PÌS/PASEP ou extrato atualizado; Termo de Rescisão do Contrato de
Trabalho - TRCT - devidamente quitado; Comprovante de recebimento do
FGTS; 02 (dois) últimos contracheques; Sentença judicial ou homologação de
acordo (para trabalhadores com ação reclamatória trabalhista); Carteira de
Ìdentidade.
L,$0-i"$"( "( @$%#(.$s "! S(&,%! "(s(8@%(&!'
• O trabalhador poderá receber até cinco parcelas do benefício, de forma
contínua ou alternada, a cada período aquisitivo de dezesseis meses, sendo:
três parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo
seis meses e no máximo onze meses, nos últimos trinta e seis meses; quatro
parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo
doze meses e no máximo 23 meses, nos últimos 36 meses; cinco parcelas,
se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo 24 meses,
nos últimos 36 meses. Período aquisitivo é o limite de tempo que estabelece
a carência para recebimento do benefício. A partir da data da última dispensa
que habilitar o trabalhador a receber o Seguro-Desemprego, deve-se contar
os dezesseis meses que compõem o período aquisitivo.
P$%$ 8$i!%(s "M6i"$s ( (s#.$%(#i8(0-!s= #!0s,.-( i01!%8$)N(s "(-$.I$"$s 0!
si-( "! 8i0is-*%i! "! -%$F$.I! F!0-(' OOO;8-(;&!6;F% K Mi0is-*%i! "! T%$F$.I!
Calcula o valor do imposto de renda devido ÌRRF
Salário base...........................: R$ 1.000,00
I8@!s-! "(6i"!..................: R$ 0,00 Ìsento
M(8E%i$ "( #/.#,.!'
ÌNSS.........................................: 80,00
Dependentes...........(Qtd)..7.....: R$ 1.054,83 (O valor da dedução mensal é R$
150,69 por dependente)
Outras deduções.........................: R$ 6,50
Base para cálculo.....................: R$ -141,33
F$iP$ "$ B$s( "(
C/.#,.!
A.2+,!-$ D$.!% "! I8@!s-!
1ª faixa 1.499,15 Ìsento 0,00
2ª faixa 0,00 7,5% 0,00
3ª faixa 0,00 15% 0,00
4ª faixa 0,00 22,5% 0,00
5ª faixa 0,00 27,5% 0,00
T!-$. 1.499,15 0,00
T$F(.$s ,-i.iH$"$s @$%$ #!8@!% ! #/.#,.!
IMPOSTO DE RENDA INSS
FCRIAS DE UM SERDIDOR'
Calcula o valor das férias do empregado
Dados informados:
Salário Bruto.......................................:R$ 1.246,00
Valor médio de Horas Extras no ano......:R$ 192,00
Dependentes:(deduções)......................: 7
Dias de férias:.....................................: 30 dias
Abono Pecuniário(vender 1/3):...............: sim
Adiantar 1ª parcela 13º:.........................: sim

Li+,i"! F*%i$s; .....................................: R$ 2.968,54
M(8E%i"$ "( #/.#,.!'
Valor férias.................................:R$ 1.438,00
1/3 férias....................................:R$ 479,33
Abono pecuniário.........................:R$ 479,33
1/3 abono pecuniário....................:R$ 159,78
Adiantamento 13º........................:R$ 623,00
Total de verbas............................:R$ 3.179,44

D(s#!0-!s'
ÌNSS.......................................: R$ 210,91
Dependentes...........(Qtd)..7.....: R$ 1.054,83 (O valor da dedução mensal é R$
150,69 por dependente)
Ìmposto de renda (ÌRPF).............: R$ 0,00
Total de descontos......................:R$ 210,91
F$iP$ "$ B$s(
"( C/.#,.!
A.2+,!-$
D$.!% "!
I8@!s-! QIRPFR
1ª faixa 1.434,59 Ìsento 0,00
2ª faixa 0,00 7,5% 0,00
3ª faixa 0,00 15% 0,00
4ª faixa 0,00 22,5% 0,00
5ª faixa 0,00 27,5% 0,00
T!-$. 1.499,15 0,00
Uma proposta de trabalho com carteira assinada costuma ter como base o salário
bruto, mas no final das contas o valor recebido pelo empregado é bem menor, já que
são descontados alguns encargos e contribuições, como o Ìmposto de Renda e o
ÌNSS. Assim, como sabemos, o salário bruto é bem maior do que cairá na sua conta
no final do mês.
Para obter o salário líquido que o trabalhador recebe é necessário retirar os
descontos oficiais:
INSS QI0s-i-,-! N$#i!0$. "( S(&,%i"$"( S!#i$.R
É calculado segundo a tabela que se segue, aplicada ao salário bruto:
• Salário bruto até R$ 965,67: tem um desconto de 8%* sobre o salário bruto;
• Salário bruto de R$ 965,68 a R$ 1.609,45: tem um desconto de 9%* sobre o
salário bruto;
• Salário bruto de R$ 1.609,46 até R$ 3.218,90: tem um desconto de 11% sobre
o salário bruto;
* Alíquota reduzida para salários e remunerações até três salários mínimos, em
razão do disposto no inciso ÌÌ do art. 17 da Lei nº 9.311, de 24 de outubro de 1996,
que instituiu a Contribuição Provisória sobre Movimentação ou Transmissãode
Valores e de Créditos e de Direitos de Natureza Financeira ? CPMF. A fonte é o site
do Ministério da Previdência Social.
I8@!s-! "( R(0"$
O Ìmposto de Renda retido na fonte é calculado segundo a tabela que se segue,
aplicada ao salário bruto
• Salário bruto até R$ 1.434,59 é isento;
• Salário bruto de R$ 1.434,60 até R$ 2.150,00: tem um desconto de 7,5%
sobre o salário bruto, menos uma dedução de R$ 107,59;
• Salário bruto de R$ 2.150,01 até R$ 2.866,70: tem um desconto de 15%
sobre o salário bruto, menos uma dedução de R$ 268,84;
• Salário bruto de R$ 2.866,71 até R$ 3.582,00: tem um desconto de 22,5%
sobre o salário bruto, menos uma dedução de R$ 483,84;
• Salário bruto superior a R$ 3.582,00: tem um desconto de 27,5% sobre o
salário bruto, menos uma dedução de 662,94.
Fonte: site da Receita Federal do Brasil.
Como é feito o cálculo de base para o Ìmposto de Renda?
A base de cálculo é a remuneração mensal menos:
• a) o valor da contribuição ao ÌNSS;
• b) R$ 150,69 por dependente legal;
É importante lembrar que o dependente legal é o marido ou a mulher, filho, filha ou
enteados até 21 anos (pode ser até 24 anos se forem universitários ou estiverem
cursando escola técnica de segundo grau), todos não declarantes de ÌR.
Exemplo:
Um empregado que ganha R$ 2.800,00 e tem um filho como dependente legal
pagará 15% de Ìmposto de Renda e 11% de ÌNSS. O cálculo do desconto deve ser
feito da seguinte forma:
Salário bruto menos o valor dedutível por dependente legal e o desconto do ÌNSS.
Em números:
R$ 2.800,00 ÷ R$ 150,69 ÷ R$ 308,00 = R$ 2.341,31
Sobre esse resultado, o empregado deve calcular a alíquota de 15% de ÌR (o que dá
um total de R$ 351,19) e, desse valor, deduzir os R$ 268,84 (dedução estabelecida
para salários entre R$ 2.150,01 até R$ 2.866,70). O valor do ÌR a ser descontado
mensalmente será de R$ 82,35.
D(",)! "( F(0(12#i!s
Além dos descontos oficiais, o empregado deve deduzir o valor de outras possíveis
contribuições, como a contribuição sindical (equivalente a um dia de salário) que é
descontado uma vez ao ano.
Para ter o vale-transporte, por exemplo, são descontados 6% do salário do
trabalhador.
Hoje em dia, a remuneração não é só o salário líquido mas envolve uma série de
benefícios concedidos por muitas empresas, como plano de previdência privada,
academia de ginástica, plano de saúde, plano odontológico, programa de
participação nos lucros, creche, investimentos na educação dos funcionários, entre
outros.
Fique atento às regras dos benefícios oferecidos pela sua empresa, pois muitos
deles podem estar sendo descontados do seu salário no final do mês sem o seu
conhecimento.
Pode ser que muitas pessoas que visitam o Profissão Web não conheçam ou não
precisem do vale transporte, mas este benefício é de todos os trabalhadores.
O vale transporte é um valor pago antecipadamente para o empregado para que ele
se desloque da sua casa para o trabalho. Porém, este valor é dividido entre o
empregado e a empregadora.
S! "(s#!0-$"!s BS "! s$./%i! "! -%$F$.I$"!%= e o custo para locomoção fica
por conta da empresa. O profissional que ganha por exemplo, R$ 1.000,00, tem
descontado R$ 60,00 de passe. Digamos que na sua cidade o preço do ônibus é R$
2,00 e que você precisa de 4 passes por dia (para poder almoçar em casa). Em um
mês você pagaria R$ 200,00, mas não pagará porque este é um direito do
trabalhador. Os outros R$ 140,00 serão pagos pela empregadora.
Para ter este direito o trabalhador deve informar, por escrito, ao empregador seu
endereço residencial e os meios de transporte que utiliza para se deslocar de sua
residência para o trabalho. Depois, será feita uma análise pela empresa para ajudá-
lo a adequar o número de passes diários, seja 2 ou 4 passes por dia.
Evento Ref. Provento Desconto Valor Férias - R$ 666,96 - 1/3 Férias - R$ 222,32 -
Abono Pecuniário - R$ 222,32 - 1/3 Abono Pecuniário - R$ 74,11 - Adiantamento 1ª
Parcela 13º - R$ 500,00 - ÌNSS 8,00% - R$ 71,14 ÌRRF Ìsento - R$ 0,00 T!-$. - R$
1.685,71 R$ 71,14
D$.!% F*%i$s L2+,i"!
R< 1;B14=AB
TRABALTO DA PROFESSORA CCLIA
CONTRATAÇÃO DE UM FUNCIONÁRIO
4!! B$-is-$ "( S!,s$ 8$-%i#,.$ 393:
Salário base: .........................R$ 1.000,00
ÌNSS 8%................................R$ 80,00
PL saúde 30% : ....................R$ 45,00
V. Transporte 6%: ................R$ 60,00
Alimentação 2,52%: .............R$ 25,20
ÌRRF: .....................................R$ Ìsento
S$./%i! .2+,i"! 8(0s$.' ;;;;;;;R< 9:4=>?
C,s-! "! 1,0#i!0/%i! @$%$ (8@%(s$'
ÌNSS .......................................R$ 75,00
PL Saúde ...............................R$ 105,00
Salário família ........................R$ Ìsento
FGTS .....................................R$ 80,00
Transporte .............................2400/40= R$ 60,00
PÌS ........................................1,65%=R$ 16,50
ÌRRF .....................................Ìsento
Alimentação .........................R$ 94,80
ÌSS ...................................... 5% R$ 50,00
Alocação de farias ............. R$ 111,11
Alocação do 13º ..................R$ 83,33
C,s-! T!-$. "! 1,0#' ................R$ 675,74+794,80= R< 149?=A4
RECÌSÃO DA SERVÌDORA: Lucinéia Costa Barros
Admissão...................: 07-07-2001
Afastamento...............: 20-11-2011
Motivo do afastamento: Dispensa sem justa causa
Salário base...............: R$ 1.000,00
Aviso prévio...............: indenizado
Férias vencidas...........: sim
D$.!% $ s(% @$&! (8@%(s$ R< A;1?2=?B
FGTS........................................: R$ 80,00
Multa 40% FGTS........................: R$ 32,00
T!-$. G(%$.;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;' R< A;214=?B
M(8E%i$ "( C/.#,.!
D(0#i8(0-!s
Saldo de salário (20/30)................: R$ 666,67
Aviso prévio.................................: R$ 1.000,00
Décimo terceiro aviso (1/12).........: R$ 83,33
Décimo terceiro proporc. (11/12)...: R$ 916,67
Férias vencidas.............................: R$ 1.000,00
1/3 sobre férias vencidas...............: R$ 333,33
Férias proporc. (12/12)....................: R$ 1.000,00
1/3 sobre férias proporcionais........: R$ 333,33
Férias indenizadas.........................: R$ 83,33
1/3 sobre férias indenizadas...........: R$ 27,78
Total dos vencimentos....................: R$ 5.444,45
D(s#!0-!s
ÌNSS salário (base 1.666,67)%........: R$ 133,33
ÌNSS 13º salário (base 916,67)%..: R$ 73,33
ÌRPF (base 4.361,11)%.....................: R$ 135,72
Total dos descontos............................: R$ 342,39
CALCULO DE FGTS
Admissão..............................: 07-07-2001
Afastamento..........................: 20-11-2011
Meses trabalhados..................: 125
Salário base...........................: R$ 1.000,00
Valor Depósito FGTS/mês(8%).: R$ 80,00
S$."! FGTS R< 1?;???=??
SEGURO DESEMPREGO
Total de meses trabalhados.....: 125
Você tem direito a...................: 5 parcelas no valor de: R$ 767,42 totalizando: R$
3.837,08
Parcelas calculadas de acordo com a última tabela informada pelo ministério do
trabalho de 01 de janeiro de 2011.
AF!0! "! PIS
R$ 545,00
Se você (trabalhador) recebeu em média, até 02 (dois) salários mínimos mensais no
ano anterior; Estiver cadastrado no Programa de Ìntegração Social PÌS ou Programa
de Formação do Patrimônio do Servidor Público. PASEP há pelo menos 5 (cinco)
anos. Trabalhou no ano anterior, com vínculo empregatício, pelo menos 30 (trinta)
dias. tem direito a receber o abono salrial no valor de um salário R$ 545,00.
Consulte informações detalhadas no site do ministério do trabalho Fonte:
www.mte.gov.br - Ministério do Trabalho
Atenção: Utilize nossa página como simples consulta, não deixe de forma alguma de
consultar um profissional habilitado para maiores dúvidas e esclarecimentos.
http://www.calcule.net/calculos.trabalhistas/rescisaoCLT.php
C/.#,.! @$%#(.$s s(&,%! "(s(8@%(&!


Média aritmética..............................................: R$ 1.000,00
Meses trabalhados...........................................: 124,00
Recebeu seguro desemprego nos últimos 16 meses?: não
D!#G -(8 "i%(i-! $ A @$%#(.$s 0! 6$.!% "(' R< 9B3=2: -!-$.iH$0"!' R< 3;>1B=43
Parcelas calculadas de acordo com a última tabela informada pelo ministério do
trabalho de 01 de Março de 2011.
Fonte: www.mte.gov.br - Ministério do Trabalho
E0-(0"$ ! F(0(12#i!
* "(6i"! $ -!"! -%$F$.I$"!% "is@(0s$"! s(8 J,s-$ #$,s$ +,( #!8@%!6$%'
haver recebido salários consecutivos nos últimos 06 (seis) meses; haver trabalhado
pelo menos 06 (seis) meses nos últimos 36 (trinta e seis) meses; não estar
recebendo nenhum benefício da Previdência Social de prestação continuada, exceto
auxílio-acidente ou pensão por morte. não possuir renda própria para o seu sustento
próprio e de seus familiares.
P$%$ ! %(#(Fi8(0-! "( s(&,%!K"(s(8@%(&! * #!0si"(%$"!'
• dispensa sem justa causa: a que ocorre contra a vontade do trabalhador;
dispensa indireta: a que ocorre quando o empregado solicita judicialmente a
dispensa do trabalho, alegando que o empregador não está cumprindo as
disposições do contrato; salário: contraprestação paga diretamente pelo
empregador ao trabalhador; considera-se salário qualquer fração superior ou
igual à remuneração de um dia de trabalho no mês; remuneração: salário-
base acrescidas das vantagens pessoais;
$ %(8,0(%$)! #!8@%((0"('
• a) salário-base; b) adicional de insalubridade; c) adicional de periculosidade;
d) adicional noturno; e) adicional de transferência, nunca inferior a 25% do
salário que o empregado percebia naquela localidade, enquanto durar essa
situação; f) anuênios, biênios, triênios, qüinqüênios e decênios; g) comissões
e gratificações; h) descanso semanal remunerado; i) diárias para viagens em
valor superior a cinqüenta por cento do salário; j) horas extras, segundo sua
habitualidade; l) prêmios, pagos em caráter de habitualidade; m) prestação in
natura.
C!8! %(#(F(% ! S(&,%! "(s(8@%(&!'
• Ao ser dispensado sem justa causa, o trabalhador receberá do empregador o
formulário próprio "Comunicação de Dispensa, em duas vias, devidamente
preenchido. No prazo de 07 (sete) a 120 (cento e vinte) dias, contados a partir
da data de sua dispensa, o trabalhador deverá dirigir-se a um Posto do
Ministério do Trabalho e Emprego: DRT - Delegacias Regionais do Trabalho;
SDT - Subdelegacias do Trabalho; PRT - Postos Regionais do Trabalho; PLT -
Postos Locais do Trabalho; Postos Estaduais do SÌNE - Sistema Nacional de
Emprego ou Entidades Sindicais cadastradas pelo TEM
Além do formulário de "Comunicação de Dispensa" o trabalhador deverá levar
os seguintes documentos: Carteira de Trabalho e Previdência Social; Cartão
do PÌS/PASEP ou extrato atualizado; Termo de Rescisão do Contrato de
Trabalho - TRCT - devidamente quitado; Comprovante de recebimento do
FGTS; 02 (dois) últimos contracheques; Sentença judicial ou homologação de
acordo (para trabalhadores com ação reclamatória trabalhista); Carteira de
Ìdentidade.
L,$0-i"$"( "( @$%#(.$s "! S(&,%! "(s(8@%(&!'
• O trabalhador poderá receber até cinco parcelas do benefício, de forma
contínua ou alternada, a cada período aquisitivo de dezesseis meses, sendo:
três parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo
seis meses e no máximo onze meses, nos últimos trinta e seis meses; quatro
parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo
doze meses e no máximo 23 meses, nos últimos 36 meses; cinco parcelas,
se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo 24 meses,
nos últimos 36 meses. Período aquisitivo é o limite de tempo que estabelece
a carência para recebimento do benefício. A partir da data da última dispensa
que habilitar o trabalhador a receber o Seguro-Desemprego, deve-se contar
os dezesseis meses que compõem o período aquisitivo.
P$%$ 8$i!%(s "M6i"$s ( (s#.$%(#i8(0-!s= #!0s,.-( i01!%8$)N(s "(-$.I$"$s 0!
si-( "! 8i0is-*%i! "! -%$F$.I! F!0-(' OOO;8-(;&!6;F% K Mi0is-*%i! "! T%$F$.I!
Calcula o valor do imposto de renda devido ÌRRF
Salário base...........................: R$ 1.000,00
I8@!s-! "(6i"!..................: R$ 0,00 Ìsento
M(8E%i$ "( #/.#,.!'
ÌNSS.........................................: 80,00
Dependentes...........(Qtd)..7.....: R$ 1.054,83 (O valor da dedução mensal é R$
150,69 por dependente)
Outras deduções.........................: R$ 6,50
Base para cálculo.....................: R$ -141,33
F$iP$ "$ B$s( "( C/.#,.! A.2+,!-$ D$.!% "! I8@!s-!
1ª faixa 1.499,15 Ìsento 0,00
2ª faixa 0,00 7,5% 0,00
3ª faixa 0,00 15% 0,00
4ª faixa 0,00 22,5% 0,00
5ª faixa 0,00 27,5% 0,00
T!-$. 1.499,15 0,00
T$F(.$s ,-i.iH$"$s @$%$ #!8@!% ! #/.#,.!
IMPOSTO DE RENDA INSS
FCRIAS DE UM SERDIDOR'
Calcula o valor das férias do empregado
Dados informados:
Salário Bruto.......................................:R$ 1.246,00
Valor médio de Horas Extras no ano......:R$ 192,00
Dependentes:(deduções)......................: 7
Dias de férias:.....................................: 30 dias
Abono Pecuniário(vender 1/3):...............: sim
Adiantar 1ª parcela 13º:.........................: sim

Li+,i"! F*%i$s; .....................................: R$ 2.968,54
M(8E%i"$ "( #/.#,.!'
Valor férias.................................:R$ 1.438,00
1/3 férias....................................:R$ 479,33
Abono pecuniário.........................:R$ 479,33
1/3 abono pecuniário....................:R$ 159,78
Adiantamento 13º........................:R$ 623,00
Total de verbas............................:R$ 3.179,44

D(s#!0-!s'
ÌNSS.......................................: R$ 210,91
Dependentes...........(Qtd)..7.....: R$ 1.054,83 (O valor da dedução mensal é R$
150,69 por dependente)
Ìmposto de renda (ÌRPF).............: R$ 0,00
Total de descontos......................:R$ 210,91
F$iP$ "$ B$s( "( C/.#,.! A.2+,!-$ D$.!% "! I8@!s-! QIRPFR
1ª faixa 1.434,59 Ìsento 0,00
2ª faixa 0,00 7,5% 0,00
3ª faixa 0,00 15% 0,00
4ª faixa 0,00 22,5% 0,00
5ª faixa 0,00 27,5% 0,00
T!-$. 1.499,15 0,00
Uma proposta de trabalho com carteira assinada costuma ter como base o salário
bruto, mas no final das contas o valor recebido pelo empregado é bem menor, já que
são descontados alguns encargos e contribuições, como o Ìmposto de Renda e o
ÌNSS. Assim, como sabemos, o salário bruto é bem maior do que cairá na sua conta
no final do mês.
Para obter o salário líquido que o trabalhador recebe é necessário retirar os
descontos oficiais:
INSS QI0s-i-,-! N$#i!0$. "( S(&,%i"$"( S!#i$.R
É calculado segundo a tabela que se segue, aplicada ao salário bruto:
• Salário bruto até R$ 965,67: tem um desconto de 8%* sobre o salário bruto;
• Salário bruto de R$ 965,68 a R$ 1.609,45: tem um desconto de 9%* sobre o
salário bruto;
• Salário bruto de R$ 1.609,46 até R$ 3.218,90: tem um desconto de 11% sobre
o salário bruto;
* Alíquota reduzida para salários e remunerações até três salários mínimos, em
razão do disposto no inciso ÌÌ do art. 17 da Lei nº 9.311, de 24 de outubro de 1996,
que instituiu a Contribuição Provisória sobre Movimentação ou Transmissãode
Valores e de Créditos e de Direitos de Natureza Financeira ? CPMF. A fonte é o site
do Ministério da Previdência Social.
I8@!s-! "( R(0"$
O Ìmposto de Renda retido na fonte é calculado segundo a tabela que se segue,
aplicada ao salário bruto
• Salário bruto até R$ 1.434,59 é isento;
• Salário bruto de R$ 1.434,60 até R$ 2.150,00: tem um desconto de 7,5%
sobre o salário bruto, menos uma dedução de R$ 107,59;
• Salário bruto de R$ 2.150,01 até R$ 2.866,70: tem um desconto de 15%
sobre o salário bruto, menos uma dedução de R$ 268,84;
• Salário bruto de R$ 2.866,71 até R$ 3.582,00: tem um desconto de 22,5%
sobre o salário bruto, menos uma dedução de R$ 483,84;
• Salário bruto superior a R$ 3.582,00: tem um desconto de 27,5% sobre o
salário bruto, menos uma dedução de 662,94.
Fonte: site da Receita Federal do Brasil.
Como é feito o cálculo de base para o Ìmposto de Renda?
A base de cálculo é a remuneração mensal menos:
• a) o valor da contribuição ao ÌNSS;
• b) R$ 150,69 por dependente legal;
É importante lembrar que o dependente legal é o marido ou a mulher, filho, filha ou
enteados até 21 anos (pode ser até 24 anos se forem universitários ou estiverem
cursando escola técnica de segundo grau), todos não declarantes de ÌR.
Exemplo:
Um empregado que ganha R$ 2.800,00 e tem um filho como dependente legal
pagará 15% de Ìmposto de Renda e 11% de ÌNSS. O cálculo do desconto deve ser
feito da seguinte forma:
Salário bruto menos o valor dedutível por dependente legal e o desconto do ÌNSS.
Em números:
R$ 2.800,00 ÷ R$ 150,69 ÷ R$ 308,00 = R$ 2.341,31
Sobre esse resultado, o empregado deve calcular a alíquota de 15% de ÌR (o que dá
um total de R$ 351,19) e, desse valor, deduzir os R$ 268,84 (dedução estabelecida
para salários entre R$ 2.150,01 até R$ 2.866,70). O valor do ÌR a ser descontado
mensalmente será de R$ 82,35.
D(",)! "( F(0(12#i!s
Além dos descontos oficiais, o empregado deve deduzir o valor de outras possíveis
contribuições, como a contribuição sindical (equivalente a um dia de salário) que é
descontado uma vez ao ano.
Para ter o vale-transporte, por exemplo, são descontados 6% do salário do
trabalhador.
Hoje em dia, a remuneração não é só o salário líquido mas envolve uma série de
benefícios concedidos por muitas empresas, como plano de previdência privada,
academia de ginástica, plano de saúde, plano odontológico, programa de
participação nos lucros, creche, investimentos na educação dos funcionários, entre
outros.
Fique atento às regras dos benefícios oferecidos pela sua empresa, pois muitos
deles podem estar sendo descontados do seu salário no final do mês sem o seu
conhecimento.
Pode ser que muitas pessoas que visitam o Profissão Web não conheçam ou não
precisem do vale transporte, mas este benefício é de todos os trabalhadores.
O vale transporte é um valor pago antecipadamente para o empregado para que ele
se desloque da sua casa para o trabalho. Porém, este valor é dividido entre o
empregado e a empregadora.
S! "(s#!0-$"!s BS "! s$./%i! "! -%$F$.I$"!%= e o custo para locomoção fica
por conta da empresa. O profissional que ganha por exemplo, R$ 1.000,00, tem
descontado R$ 60,00 de passe. Digamos que na sua cidade o preço do ônibus é R$
2,00 e que você precisa de 4 passes por dia (para poder almoçar em casa). Em um
mês você pagaria R$ 200,00, mas não pagará porque este é um direito do
trabalhador. Os outros R$ 140,00 serão pagos pela empregadora.
Para ter este direito o trabalhador deve informar, por escrito, ao empregador seu
endereço residencial e os meios de transporte que utiliza para se deslocar de sua
residência para o trabalho. Depois, será feita uma análise pela empresa para ajudá-
lo a adequar o número de passes diários, seja 2 ou 4 passes por dia.
Evento Ref. Provento Desconto Valor Férias - R$ 666,96 - 1/3 Férias - R$ 222,32 -
Abono Pecuniário - R$ 222,32 - 1/3 Abono Pecuniário - R$ 74,11 - Adiantamento 1ª
Parcela 13º - R$ 500,00 - ÌNSS 8,00% - R$ 71,14 ÌRRF Ìsento - R$ 0,00 T!-$. - R$
1.685,71 R$ 71,14
D$.!% F*%i$s L2+,i"!
R< 1;B14=AB

B TRIBUTAÇÃO INCIDENTE
A empresa Lony Securiy, é uma sociedade Limitada - responsabilidade de cada
um é limitada à importância do capital social, dividido em 3 quotas (pois há 3 sócios)
e distribuído proporcionalmente entre eles.
Porte: MÉDÌO
De acordo com o ÌBGE, uma empresa com 100 a 499 empregado é considerada
como média. Ela também poderá ser considerada média se tiver mais de R$
2. 400.000,00 de receita bruta anual.
DADOS GERAÌS
R(&i8( "( -%iF,-$)!' LUCRO PRESUMIDO
Utilizado nas médias empresas, o Lucro Presumido é determina a base de cálculo
do imposto de renda e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido - CSLL
das pessoas jurídicas.
Presume-se o lucro da pessoa jurídica a partir de sua receita bruta e outras
receitas sujeitas à tributação. trata-se de um lucro fixado a partir de
percentuais padrões aplicados sobre a Receita Operacional Bruta. No caso de
nossa empresa (indústria e comércio varejista) a alíquota é 12%.
PLANE4AMENTO TRIBUTÁRIO DA EMPRESA SERINEY TECNOLOGIA LTDA
2?12
INTRODUÇÃO
No Brasil, existem mais de 70 diferentes taxas, impostos e contribuições!!! A maneira
legal de se economizar tributos chama-se elisão fiscal (mais conhecida como
planejamento tributário) e a forma ilegal denomina-se evasão ÷ sonegação,
simulação e fraude fiscal. O planejamento tributário é um conjunto de sistemas
legais que visam diminuir o pagamento de tributos. A LONY SECURÌTY tem o direito
de estruturar o seu negócio da maneira que melhor lhe pareça, procurando a
diminuição dos custos de seu empreendimento, inclusive dos impostos. Se a forma
celebrada é jurídica e lícita, a fazenda pública deve respeitá-la..
1U 5 TRABALTAMOS A CONSCIVNCIA FINANCEIRA DOS ADMINISTRADORES
E COLABORADORES DA LONY SECURITY
Cada operação que ocorre na empresa, há um ou vários Fatos Geradores de um ou
vários tributos...
a) Na compra de nossa Matéria Prima para a Transformação: Você está pagando:
ÌCMS, Pis e Cofins, além dos demais tributos indiretos que a empresa vendedora
repassa no seu Preço de Venda.
b) Na compra de Materiais de Consumo Ìnterno: Você também está pagando os
mesmos tributos acima.
c) Nos Serviços Prestados: Você está pagando, ÌSS, Pis e Cofins, e os demais
tributos indiretos que a empresa prestadora repassa no seu Preço do Serviço.
2U 5 LUESTIONAMENTO
Aprender a questionar sobre essa ou aquela operação. Qual a melhor forma de
fazer? Qual o melhor tempo de fazer? Aonde fazer? Quando comprar? Quando
vender? De quem comprar? Pra quem vender? Posso fazer diferente? Qual maneira
há maior ônus tributário? Como evitar o fato gerador de uma forma lícita, antes que
ele ocorra? Onde está uma ''brecha'' na lei? Etc.
3U K APRODEITAMENTO DE TODOS OS CRCDITOS FISCAIS
Evitamos comprar de empresas participantes do SUPERSÌMPLES ou SÌMPLES
NACÌONAL. Essas empresas não nos dão crédito do ÌCMS, temos que pagar para o
Fisco o imposto total sem descontar o crédito, ou repassar 100% do imposto para o
consumidor, elevando nossa carga tributária e encarecendo o produto para o
consumidor.
4U K LUCRO PRESUMIDO 5 REDUÇÃO DO WNUS TRIBUTÁRIO
O imposto devido é calculado com base em um lucro que não é formalmente
apurado, mas estimado com base em uma alíquota fixa sobre o faturamento da
empresa. Será sobre esse lucro que a empresa irá recolher o imposto de renda. A
modalidade é vantajosa pois a empresa apresenta margens de lucro superiores às
definidas. Uma das vantagens do lucro presumido são as alíquotas de PÌS e
COFÌNS que são menores que as praticadas no lucro real.
AU K PROGRAMAÇÃO E PLANE4AMENTO
Pagar os tributos em dia, para se evitar juros e multas. Manter um Estoque médio
sem muitas variações para cima ou para baixo nos auxilia a Planejar o pagamento
dos tributos. A compra deve ser consciente e planejada. Procurando lugares onde há
incentivos e as alíquotas são menores, fornecedores próximos (para diminuir custos
logísticos) e rotas que se economizam as despesas com pedágio.
BU K ESCOLTA DO CDK CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO
A escolha do local da sede de nossa empresa, no centro de Goiás, objetivou melhor
escoamento de produtos e redução de custos logísticos e tributários indiretos.
Escolhemos, portanto um determinado pólo de Catalão, onde o ÌPTU e valor venal
do imóvel (sede), sai menos oneroso que cidades metropolitanas ou megalópoles.
9U REDUÇÃO DO ICMS
Com o cadastramento do ÌE - inscrição estadual, nas Companhias de Energia
Elétrica obtém-se o desconto de ÌCMS na fatura (N/F) de energia elétrica
>U K TERCEIRIXAÇÃO
Terceirizamos a área de Recursos Humanos (CATHO), contabilidade (ATS) e
monitoramento e segurança 24h (Águia Dourada). Com isto temos um trabalho
especializado, cortamos custos e tributos (Há uma redução das contribuições
previdenciárias sobre a folha de pagamento). Estas áreas têm autonomia de gestão,
no final sai mais barato e vantajoso para todas as partes.
:U K LEASING7ARRENDAMENTO MERCANTIL
O leasing diferencia-se do aluguel e do financiamento. O bem é da empresa que fez
o leasing, que concede o direito de uso do bem por determinado prazo e condições
previamente acertados entre as partes.Grande parte das salas comerciais, imóveis e
móveis como nossa frota de para transporte e entrega de mercadorias, foram
adquiridos por meio de leasing..
Por que leasing?
• Poderá ser feito o leasing de qualquer tipo de bem;
• Durante a vigência do contrato, os bens ficam em nome da empresa de
leasing e não fazem parte do nosso ativo, com isto, o valor pago, nas
prestações é considerado como custo em face ao Ìmposto de renda podendo
ser dedutível no próximo período. Além disso, o leasing não figura como
endividamento no balanço da empresa e, desta forma, os principais
indicadores financeiros utilizados pelos analistas de mercado
(endividamento/liquidez) são mantidos intactos, proporcionando maiores
facilidades para a obtenção de futuros créditos no mercado.
• Agilidade na contratação, diferente do financiamento.
• Não incidência de ÌOF (imposto de operações financeiras), que não é
majorado o valor de 6 % ao ano, como é no financiamento
CONCLUSÃO
O planejamento tributário tem um objetivo a economia (diminuição) legal da
quantidade de dinheiro a ser entregue ao governo. Os tributos (impostos, taxas e
contribuições) representam importante parcela dos custos das empresas, senão a
maior. Com a globalização da economia, tornou-se questão de sobrevivência
empresarial a correta administração do ônus tributário. Em média, 33% do
faturamento empresarial é dirigido ao pagamento de tributos. Do lucro, até 34% vai
para o governo. Da somatória dos custos e despesas, mais da metade do valor é
representada pelos tributos. Assim, imprescindível a adoção de um sistema de
economia legal. Planejamento tributário é saúde para o bolso, pois representa maior
capitalização do negócio, possibilidade de menores preços e ainda facilita a geração
de novos empregos, pois os recursos economizados poderão possibilitar novos
investimentos. Por ser saudável, a LONY SECURTY recomenda: pratique o
Planejamento Tributário!'
TRÌBUTAÇÃO

ORGANOGRAMA
2.7 Estrutura Funcional
Presidente
Gerente de
operações
Gerente
administrador
financeiro
Supervisor de
operações
Supervisor
de
atendimento
Motorista Recepção
Telemarketing
Representante
de vendas
MATRÌZ (A6; Ni#Y C!s-$ 0Z 234 5
B$i%%! [(Fs-(% Goiânia - GO)
PLANTA DA
FÁBRÌCA(Sede própria
-1000 M²)