30/09/2009

Requisitos Legais e Outros Requisitos Aplicáveis ao SGSSO – OHSAS 18001:2007

Responsabilidades:

OHSAS 18001:07– Item 4.3.2
Requisitos Legais e Outros
A organização deve estabelecer, implementar e manter procedimento(s) para identificar e ter acesso à legislação e a outros requisitos de SST que lhe são aplicáveis. A organização deve assegurar que tais requisitos legais aplicáveis e outros requisitos subscritos por ela sejam levados em consideração no estabelecimento, implementação e manutenção de seu SGSST.

1

30/09/2009

Legislação de SSO:
NO BRASIL TEMOS AS LEGISLAÇÕES E OUTROS REQUISITOS DO SGSSO ESPALHADAS PELOS SEGUINTES ÓRGÃOS E OU AUTARQUIAS DO GOVERNO NO ÂMBITO FEDERAL: MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL MINISTÉRIO DA SAÚDE MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES

Legislação de SSO:
PODER EXECUTIVO - CÓDIGO CIVIL E CRIMINAL AGÊNCIA NACIONAL DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA AGÊNCIA NACIONAL DOS TRANSPORTES TERRESTRES DELEGACIAS E SUPERINTENDÊNCIAS REGIONAIS DO TRABALHO ETC.

2

30/09/2009

Legislação de SSO:
HÁ AINDA OS OUTROS REQUISITOS: CONVENÇÕES COLETIVAS ENTRE OS SINDICATOS REPRESENTANTES DO “CAPITAL”, DO “TRABALHO” E GOVERNO ÓRGÃOS TÉCNICOS LIGADOS AO GOVERNO, TAIS COMO “FUNDACENTRO”, “INMETRO”, “ABNT”, ETC

Legislação de SSO:
HÁ AINDA OS OUTROS REQUISITOS: ÓRGÃO NÃO GOVERNAMENTAIS: ABHO, ABICLOR, ABIQUIM (PROGRAMA ATUAÇÃO RESPONSÁVEL - SASSMAQ), ASSOCIQUIM (PRODIR), INSTITUTO DO PVC, ETC

3

30/09/2009

Legislação de SSO: MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL

Legislação de SSO:
• Acidente de Trabalho (MPAS):
– A Lei n.º 8.213, de 24 de julho de 1991, no seu art. 19, conceitua acidente do trabalho como :

4

30/09/2009

Legislação de SSO:
• Acidente de Trabalho:
– “acidente do trabalho é o evento danoso que ocorre com o obreiro no exercício dos misteres que lhe são atribuídos enquanto a serviço da empresa. Portanto, é o fato que provoca, imediata ou mediatamente, lesão corporal, perturbação funcional ou do doença que leve à morte, à perda total ou parcial, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho, o que engloba, também, os acidentes suportados no ir e vir do trabalho para o lar, e vice-versa. Esta última modalidade se denomina acidente in itinere.”

Legislação de SSO:
• Acidente de Trabalho: – O acesso aos “benefícios” da previdência social dá-se a partir do 15º. dia de afastamento pelo acidente do trabalho; – Deve-se requerer estes “benefícios” através do preenchimento da COMUNICAÇÃO DO ACIDENTE DO TRABALHO (CAT); – A CAT pode ser preenchida pela INTERNET. Só é válida após registro no MPAS. Deve ser preenchida em até 24 horas do acidente do trabalho, com ou sem lesão. A CAT também deve ser emitida em caso de doença ocupacional.

5

30/09/2009

Legislação de SSO:
• Consequências para o empregador: – Pagamento salarial aos trabalhadores acidentados durante os 15 primeiros dias seguintes ao do acidente; – Reflexos negativos no ambiente de trabalho onde ocorreu o acidente, com conseqüente queda de produtividade; – Pagamento do imposto sobre o “SAT” p/ aposentadoria especial.

Legislação de SSO:
• Acidente de Trabalho: – Esta legislação, apesar de não ser “preventiva”, DEVE SER aplicável ao item 4.5.3 da OHSAS 18001:2007; Ela trata do registro do acidente com dano pessoal, ou para a doença ocupacional.

Site: www.mpas.gov.br (cadastro de CAT)

6

30/09/2009

Legislação de SSO: CÓDIGOS CIVIL E PENAL AS RESPONSABILIDADES PELO ACIDENTE E SUAS CONSEQUÊNCIAS

Legislação de SSO:
• Responsabilidade Civil sobre o acidente do trabalho (Códigos Civil e Penal): – Todos as pessoas são responsáveis, em maior ou menor grau, pelas conseqüências dos seus atos, salvo as exceções legais, nas quais, comumente, atribui-se a outrem o dever de indenizar.

7

30/09/2009

Legislação de SSO:
• Responsabilidade Penal: Decorre não só pelo acidente do trabalho, quando o preposto ou empregador agem com dolo ou culpa, mas, outrossim, pelo fato de não cumprirem com as normas de segurança e higiene do trabalho.

Legislação de SSO:
• Responsabilidades: O fundamento da responsabilidade civil repousa sobre o princípio de NÃO LESAR O PRÓXIMO, que pode ter origem em: – Ato ilícito; – Contrato de trabalho; – Legislação

8

30/09/2009

Legislação de SSO:
• Responsabilidades... – As três espécies têm, em comum, a indenização pelo dano causado.

Legislação de SSO:
Responsabilidade Civil: RESPONSABILIDADE OBJETIVA. – Quem lucra com certa atividade tem o dever de indenizar o dano decorrente do seu exercício.

9

30/09/2009

Legislação de SSO:
• Mais consequências:
– Danos ou avarias nos equipamentos, máquinas ou ferramentas que porventura estejam sendo utilizadas pelo trabalhador vitimado;

Legislação de SSO:
Mais consequências:
– Paralisação de uma máquina ou equipamento componente da linha de produção, podendo afetar o processo produtivo como um todo, até que se proceda o reparo ou a substituição da máquina ou equipamento danificado;

10

30/09/2009

Legislação de SSO:
Mais consequências:
– Reflexos negativos na boa imagem da empresa , variável esta que dependerá da gravidade do acidente e do grau de repercussão causado à comunidade.

Responsabilidades:

OHSAS 18001:2007– Item 4.4.1
Recursos, funções, responsabilidades, prestações de contas e autoridades
A Alta Direção deve assumir a responsabilidade final pela SST e pelo SGSST. Todos aqueles com responsabilidade administrativa devem demonstrar seu comprometimento com a melhoria contínua do desempenho da SST. A organização deve assegurar que as pessoas no local de trabalho assumam responsabilidades por aspectos da SST sobre os quais elas exercem controle, incluindo a conformidade com os requisitos aplicáveis de SST da organização.

11

30/09/2009

SEGURANÇA. RESPONSABILIDADE DE TODOS.

Legislação de SSO: EXEMPLOS DE OUTROS REQUISITOS PROGRAMA ATUAÇÃO RESPONSÁVEL

12

30/09/2009

Atuação Responsável®
Um Compromisso da Indústria Química

Associação Brasileira da Indústria Química

Objetivo
Elevar o respeito e a confiança da sociedade na Indústria Química, através de um processo de melhoria contínua em Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Qualidade.

13

30/09/2009

O Atuação Responsável é um conjunto de códigos de conduta nos negócios da Empresas químicas, tendo por foco SS, MA e Q, compartilhado pelas empresas associadas à Associação Brasileira das Indústrias Químicas (ABIQUIM)

PROGRAMA ATUAÇÃO RESPONSÁVEL:
COMPOSTO POR 06 CÓDIGOS DE MELHORES PRÁTICAS DA INDÚSTRIA QUÍMICA COM O INTUITO DE MELHORAR A IMAGEM DESTAS EMPRESAS. OS CÓDIGOS SÃO: TRADI = TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO (O SASSMAQ FOI CRIADO A PARTIR DESTE CÓDIGO!!!)
PA = PROTEÇÃO AMBIENTAL

SST = SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO
DCPAE = DIÁLOGO COMUNIDADE E PREPAR. E ATEND. A EMERGÊNCIAS
GEPRO = GERENCIAMENTO DE PRODUTOS

SEPRO = SEGURANÇA PRODUTOS

14

30/09/2009

O Atuação Responsável impacta:
1. Desempenho 2. Tecnologia 3. Sistemas de gestão 4. Cultura 5. Imagem

Elementos Básicos
1. Princípios Diretivos 2. Códigos de Práticas Gerenciais 3. Comissões de Atuação Responsável 4. Conselhos Comunitários Consultivos 5. Avaliação de Progresso 6. Extensão para a Cadeia Produtiva

15

30/09/2009

O Código de Transporte e Distribuição
Atuação Responsável

Objetivo Minimizar os riscos potenciais para os trabalhadores das indústrias químicas, transportadores, distribuidores, contratados e o público em geral, decorrentes de atividades ligadas ao transporte e distribuição de produtos químicos. A partir deste código, surgiu o SASSMAQ !!!

Difusão para a Cadeia Produtiva
É o conjunto de esforços realizados pela Indústria Química junto aos demais setores que integram a sua cadeia produtiva, visando neles instaurar os mesmos compromissos com o Programa Atuação Responsável.

16

30/09/2009

O que é o SASSMAQ

?

Sistema de avaliação de prestadores de serviços de logística - módulo transporte rodoviário, aplicado por organismos de terceira parte
Avaliação padronizada e focada em Segurança, Saúde, Meio Ambiente e Qualidade

2ª Edição SASSMAQ: foco na Melhoria Contínua

Diretrizes
Base revisão CEFIC 2004 / Sugestões envolvidos Divulgação Site Abiquim Relatórios Organismos Certificadores Evidências

17

30/09/2009

2ª Edição SASSMAQ
Elementos Centrais / Específicos
Indicadores Idade da Frota (própria e contratados) Sub contratados Security Mandatórios

Estrutura do SASSMAQ (6 REQUISITOS):
1. Gerenciamento e Qualidade: Requisitos do sistema de gestão de SSMA e Qualidade das empresas; 2. Equipamentos: Requisitos para inspeção e manutenção de equipamentos, abordando inclusive requisitos nos processos de calibração e aferição de peças; 3. Operações: Controles e procedimentos das atividades operacionais e administrativas da empresa de transporte;

18

30/09/2009

Estrutura do SASSMAQ (6 REQUISITOS):
4. Segurança, saúde e meio ambiente: Instruções e requisitos legais de transporte, meio ambiente, segurança e saúde ocupacional (Leis, Normas Regulamentadoras e outros Requisitos); 5. Segurança Patrimonial: Padrões e procedimentos de proteção de pessoas, propriedade e produtos; 6. Inspeção no Local: Inspeção de áreas da empresa, equipamentos fixos e de transporte.

Módulos do SASSMAQ:
ANTES 1ª EDIÇÃO
Seis requisitos , 289 questões, 573 respostas (SS, MA, Q):

ATUAL 2ª EDIÇÃO

Seis requisitos
534 questões, 707 respostas (SS, MA, Q): SS, Q): Gerenciamento SSMA Equipamento Planejamento das Operações Segurança Patrimonial Inspeção no Local

Gerenciamento e Segurança Saúde e Meio Ambiente Qualidade Equipamento Operações Segurança Patrimonial Inspeção no Local

19

30/09/2009

DISTRIBUIÇÃO DOS ITENS
REQUISITOS INDÚSTRIA MANDATÓRIOS DESEJÁVEIS TOTAL GERAL
ITENS SSMAQ
APLICÁVEIS

NC

CONFORMES

% OBTIDA

% EXIGIDA

498

70

141
68 707

100
N.A.
----

Elementos Centrais

Elementos Específicos (RO)

A MAIOR PARTE DAS QUESTÕES MANDATÓRIAS SÃO DECORRENTES DE REQUISITOS LEGAIS OU REQUISITOS DAS INDÚSTRIAS!!!
Elementos Específicos (RO)

20

30/09/2009

Legislação de SSO: MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES

Legislação

Orange Book
(Recommendations on the Transport of Dangerous Goods) Editado ONU. desde 1956 pela

14 th Edition / 2003. Revisão bianual. Serve como base normativa para o desenvolvimento de normas específicas para cada modal de transporte.

21

30/09/2009

Legislação

Resolução 420/04 (Mercado interno)

Decreto 1797/96 (Mercosul)

Orange Book
ONU

IMO 2001

13a edição

DGR - 2002

Dec. 1797 de 25/01/96 Decreto no. 96.044 18.05.1988
Acordo para a Facilitação do Transporte de Produtos no Mercosul

Normas ABNT

Resolução 420 / 04 e 701 / 04 (Ministério dos Transportes) 12.02 e 25/08 de 2004

22

30/09/2009

Decreto nº 96.044 - 18.05.1988
Aprova o Regulamento para o Transporte Rodoviário de Produtos Perigosos.
• Veículos e equipamentos • Carga e seu acondicionamento • Itinerário • Estacionamento • Pessoal envolvido na operação • Documentação • Procedimentos em casos de emergência • Deveres, obrigações e responsabilidades • Fiscalização • Infrações e penalidades

Resolução 420 – ANTT de 12/02/04
Aprova as Instruções Complementares aos Regulamentos dos Transportes Rodoviário e Ferroviário de Produtos Perigosos.

Baseada nas Recomendações do Comitê de Peritos da ONU para o transporte de produtos perigosos.

23

30/09/2009

Resolução 420 ANTT – 12/02/04
• Número ONU • Nome Apropriado para Embarque • Classes de risco (1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9) • Grupo de Embalagem • Painel de Segurança • Ficha de Emergência • ...

Resolução 420 ANTT – 12/02/04
CLASSE 1: Substâncias explosivas CLASSE 2: Gases (inflamáveis, tóxicos, inertes, corrosivos etc) CLASSE 3: Líquidos inflamáveis CLASSE 4: Sólidos combustíveis CLASSE 5: Substâncias oxidantes (peróxidos, por exemplo) CLASSE 6: Substâncias tóxicas CLASSE 7: Substâncias radiativas CLASSE 8: Substâncias corrosivas CLASSE 9: Substâncias diversas (outros riscos...)

24

30/09/2009

Acordo para a Facilitação do Transporte de Produtos Perigosos no Mercosul - 1996
Divulgação das medidas de segurança aplicáveis ao transporte rodoviário e ferroviário de produtos perigosos no âmbito do Mercosul. Base: Recomendações da Organização das Nações Unidas para o Transporte de Produtos Perigosos. Baseado na 7a. edição do Orange Book Processo de atualização em andamento

Normas ABNT – Vigentes
NBR 7500 NBR 7501 NBR 7503 NBR 9735 NBR 10271 NBR 12982 NBR 13221 NBR 14064 NBR 14095 NBR 14619
Identificação para o transporte armazenamento de produtos terrestre, manuseio, movimentação e Transportes Terrestre de produtos perigosos - Terminologia Ficha de Emergência e envelope para o transporte de produtos perigosos – Características, dimensões e preenchimento Conjunto de equipamentos para emergências no transporte terrestre de produtos perigosos Conjunto de equipamentos para emergências no transporte rodoviário de ácido fluorídrico Desvaporização de tanque para transporte terrestre de produtos perigosos – Classe de Risco 3 – Líquidos Inflamáveis. Transporte de Resíduos Atendimento a emergências no transporte terrestre de produtos perigosos Área de estacionamento para veículos rodoviários de transporte de produtos perigosos Transporte terrestre de produtos perigosos – Incompatibilidade química.

25

30/09/2009

Legislação de SSO: MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO

REQUISITOS LEGAIS DO MTe:
Os principais requisitos legais do Ministério do Trabalho e Emprego são as NORMAS REGULAMENTADORAS – NRs, aprovadas pela Portaria 3214/78 do MTe. Elas são decorrentes de Resoluções da OIT, as quais o Brasil é signatário.

26

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece as atribuições de empregados e empregadores relativas à segurança do trabalho. Nenhum trabalhador pode executar suas atividades sem que os riscos dela sejam conhecidos. OHSAS 18K:07 – 4.3.1, 4.4.2, 4.4.6

01
DISPOSIÇÕES GERAIS

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Institui, para os estabelecimentos novos, a obrigação de solicitar aprovação de suas instalações ao Ministério do Trabalho. Para a operação adequada do ponto de vista ocupacional é necessário obter um documento chamado CAI (certificado de aprovação de instalações) OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6
GERENCIAMENTO DE MUDANÇAS

02
INSPEÇÃO PRÉVIA

27

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Dispõe sobre o embargo ou interdição de atividade com condição ambiental de trabalho que possa causar acidente ou lesão profissional OHSAS 18K:07 – 4.4.1 e 4.5.3

03
Embargo ou Interdição

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Dispõe sobre a manutenção do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho. Cada Empresa, em função de seu “grau de risco” e “número de funcionários” deve dimensionar, ou não, este SEESMT. Os profissionais são EST, MT, TST, AET, ET. Deve haver o registro do SESMT na DRT. OHSAS 18K:07 – 4.4.1, 4.4.2 e 4.4.3

04
SEESMT

28

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Dispõe sobre a organização e o funcionamento da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA OHSAS 18K:07 – 4.4.1 e 4.4.3

05
CIPA

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Dispõe sobre a obrigação de fornecer aos empregados EPI adequado ao risco e em perfeito estado de conservação e funcionamento. O EPI deve ser o “último recurso”. Ele deve possuir o “Certificado de Aprovação”, concedido pelo MTbE aos fabricantes. OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

06
EPI

29

30/09/2009

30

30/09/2009

É só digitar o número do CA do EPI !!!

EPI’s protetores auditivos possuem no CA, o valor de atenuação de ruído que o mesmo oferece, quando corretamente utilizado !!!!

É só digitar o número do CA do EPI !!!

31

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Dispõe sobre a elaboração e implementação do Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional, que tem o objetivo de promover e preservar a saúde dos trabalhadores. Exames devem ser realizados em conformidade com o PPRA (NR-09), ou seja, de acordo com a exposição ocupacional a agentes ambientais: “químicos”, “físicos” e “biológicos”. Registros importantes são o “documento base do PCMSO”, “ASO”, “Relatório Anual do PCMSO”, “Laudos de Calibração de instrumentos utilizados para os exames médicos”

07
PCMSO

OHSAS 18K:07 – 4.3.1, 4.4.6 e 4.5.1

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece os requisitos técnicos que devem ser observados nas edificações para garantir a segurança e o conforto dos que nelas trabalham. Rodapés de escadas, guarda corpos, pé direito etc. OHSAS 18K:07 – 4.4.6

08
Edificações

32

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Dispõe sobre a elaboração e implementação do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. O documento base do PPRA é um dos documentos principais. Neste programa baseado em “PDCA”, são identificados os perigos “químicos”, “físicos” e “biológicos” e quando possível avaliados quantitativamente para comparar com os LT’s da NR15. OHSAS 18K:07 – 4.3.1, 4.4.6 e 4.5.1

09
PPRA

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Fixa as condições mínimas exigíveis para garantir a segurança dos empregados que trabalham em instalações elétricas OHSAS 18K:07 – 4.3.1, 4.4.6

10
Instalações e Serviços de Eletricidade

33

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece normas de segurança para o transporte, manuseio movimentação e armazenagem de materiais OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

11
Transporte e Manuseio de Materiais

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece normas de segurança para as atividades relacionadas com a utilização de máquinas e equipamentos. Em empresas metalúrgicas e afins há um programa de proteção de riscos de prensas e similares (PPRPS), acordado com o Sindicato da Categoria. OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

12
Máquinas e Equipamentos

34

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Dispõe sobre as diretrizes para construção, operação, manutenção, inspeção e supervisão de inspeção de caldeiras e vasos de pressão. OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

13
Caldeiras e Vasos de Pressão

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Dispõe sobre as diretrizes para construção, operação e manutenção dos fornos OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

14
Fornos

35

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Dispõe sobre as atividades e operações insalubres. Para os perigos químicos, físicos e biológicos estabelece os Limites de Tolerância para a Exposição. Estabelece Atividades e Operações Insalubres também o “Adicional de Insalubridade” OHSAS 18K:07 – 4.3.1, 4.4.6 e 4.5.1

15

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Dispõe sobre as atividades e operações perigosas. Estabelece o Adicional de Periculosidade para trabalhos na presença de substâncias “explosivas”, “inflamáveis” e Atividades e “radiativas”, além de atividades em Operações Perigosas “eletricidade” OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

16

36

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece parâmetros para adaptação das condições de trabalho às características pisico-fisiológicas dos trabalhadores. Solicita a Avaliação Ergonômica do Trabalho e as adequações relacionadas às correções após a avaliação. OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

17
Ergonomia

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Trabalhos em altura, ambientes confinados, equipamentos energizados, andaimes, telhados, etc. Estabelece as necessidades de controle. OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

18
PCMAT
(CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO)

37

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece os controles sobre substâncias explosivas, incluindo armazenagem, manuseio, plant lay-out, SPDA, combate a emergências etc. OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

19
Explosivos

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece o controle sobre estas substâncias. Define que líquido inflamável é aquela substância que possui PF < 70ºC e PV <= a 2,8 kg/cm2 absoluta a 37,7ºC e líquido combustível como todo aquele que possua PF > = a 70ºC e inferior a 93,3ºC. Dá outras disposições incluindo o manuseio e armazenagem. OHSAS 18K:07 – 4.3.1, 4.4.2, 4.4.6

20
Líquidos Combustíveis e Inflamáveis

38

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Nos trabalhos realizados a céu aberto, é obrigatória a existência de abrigos, ainda que rústicos, capazes de proteger os trabalhadores contra intempéries. Serão exigidas medidas especiais que protejam os trabalhadores contra a insolação excessiva, o calor, o frio, a umidade e os ventos inconvenientes. OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

21
Trabalho a céu aberto

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Tem por objetivo disciplinar os preceitos a serem observados na organização e no ambiente de trabalho, de forma a tornar compatível o planejamento e o desenvolvimento da atividade mineira com a busca permanente da segurança e saúde dos trabalhadores. OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

22
SSO na mineração

39

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece as condições de proteções passiva e ativa nas instalações industrias para evitar, minimizar e ou agir em casos de incêndio. Estabelece também a necessidade de ter equipes de combate à incêndios e explosões OHSAS 18K:07 – 4.3.1, 4.4.6 e 4.4.7

23
Proteção Contra Incêndios

NR

Legislação de SSO:
ASSUNTO
Estabelece as exigências referentes à condições sanitárias no ambiente de trabalho. Por extensão há outros requisitos complementares do MS (Portaria 518/04 – água potável e ANVISA 216/04 – segurança alimentar). Há ainda o Decreto 3523/98 (PLANO DE
MANUTENÇÃO OPERAÇÃO E CONTROLE – PMOC) Para equipamentos e dutos de ar condicionado “central”.

24
Condições Sanitárias e de Conforto no ambiente ocupacional

OHSAS 18K:07 – 4.3.1, 4.4.6 e 4.5.1

40

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Indica a forma de manipulação e armazenagem segura de resíduos industriais. OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

25
Resíduos Industriais

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Fixa as cores que devem ser usadas nos locais de trabalho para a prevenção de acidentes.
Exemplos: Amarelo: tubulações de gás, para indicar “cuidado” em escadas, corrimões, parapeitos, equipamentos de transporte de cargas (empilhadeiras, tratores etc) e junto com o preto para parachoques...

26
Sinalização de Segurança

OHSAS 18K:07 – 4.4.3 e 4.4.6

41

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Fixa as cores que devem ser usadas nos locais de trabalho para a prevenção de acidentes.
Exemplos: Vermelho: para distinguir e indicar equipamentos e aparelhos de proteção e combate a incêndio. Não deverá ser usada na indústria para assinalar perigo, por ser de pouca visibilidade em comparação com o amarelo (de alta visibilidade) e o alaranjado (que significa alerta).

26
Sinalização de Segurança

OHSAS 18K:07 – 4.4.3 e 4.4.6

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Dispõe sobre o registro profissional do técnico de segurança do trabalho OHSAS 18K:07 – 4.4.1 e 4.4.2

27
Registro do TST

42

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece as multas que são pagas em caso de não atendimento das NR’s. OHSAS 18K:07 – 4.2

28
Fiscalização e Penalidades

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece as condições de segurança para o trabalho portuário. OHSAS 18K:07 – 4.3.1, 4.4.1, 4.4.2, 4.4.3, 4.4.6, 4.4.7

29
Trabalhos portuários

43

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece as diretrizes para a proteção e a regulamentação das condições de segurança e saúde dos trabalhadores aquaviários. Aplica-se aos trabalhadores das embarcações comerciais, de bandeira nacional, bem como às de bandeiras estrangeiras, no limite do disposto na Convenção da OIT n.º 147 OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

30
Trabalho Aquaviário

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece as atribuições de empregados e empregadores relativas à segurança do trabalho. Nenhum trabalhador pode executar Trabalho na suas atividades sem que os riscos dela Agricultura, Pecuária, Silvicultura, Florestal sejam conhecidos. e Aquicultura OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

31

44

30/09/2009

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece as diretrizes básicas p/ a implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde em geral. Para fins de aplicação desta NR entende-se por serviços de saúde qualquer edificação destinada à prestação de assistência à saúde da SSO na Saúde população, e todas as ações de promoção, recuperação, assistência, pesquisa e ensino em saúde em qualquer nível de complexidade.

32

OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

Legislação de SSO:
NR ASSUNTO
Estabelece as condições de proteção do trabalhador em espaços confinados OHSAS 18K:07 – 4.3.1 e 4.4.6

33
Espaços confinados

45

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful