You are on page 1of 15
ORIENTAÇÕES SOBRE O COMBATE AO PLÁGIO 2 0 1 4 Este material foi elaborado por REMER
ORIENTAÇÕES SOBRE O COMBATE AO PLÁGIO
2
0
1
4
Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado,
copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.
Introdução Parabéns por fazer parte do corpo discente e docente da UCS. Acreditamos no seu potencial

Introdução

Parabéns por fazer parte do corpo discente e docente da UCS. Acreditamos no seu potencial e temos o compromisso de fornecer as melhores ferramentas para o desenvolvimento do seu senso crítico capacitando-o para o mercado de trabalho.

Introdução Parabéns por fazer parte do corpo discente e docente da UCS. Acreditamos no seu potencial
Introdução Parabéns por fazer parte do corpo discente e docente da UCS. Acreditamos no seu potencial
Introdução Parabéns por fazer parte do corpo discente e docente da UCS. Acreditamos no seu potencial

Durante a sua vida acadêmica você terá muito contato com pesquisas e elaboração de textos. Tais pesquisas são de suma importância para o seu desenvolvimento intelectual e por isso consideramos o plágio seu maior vilão.

Importante esclarecer que ao plagiar, o aluno, além de cometer o ato ilícito de tomar para si o trabalho de outrem, se priva da atividade de pensar, tornando-se incapaz de desenvolver e formar suas próprias ideias.

Alertamos que todos os trabalhos acadêmicos (sejam deveres de casa, pesquisa, provas, etc.) devem ser de autoria do aluno. O plágio, portanto, não será tolerado dentro desta Universidade.

Sabemos que o conceito de plágio é um pouco obscuro. O plágio apresenta diversas facetas, podendo ocorrer de forma verbal ou escrita, ser integral, parcial ou conceitual. E para complicar ainda mais, existem formas de reprodução permitidas, como as paráfrases e paródias, e uma série de normas aplicáveis à correta utilização do trabalho de terceiros no desenvolvimento do próprio texto.

Em razão da importância e complexidade do tema, elaboramos a presente cartilha, que é um guia exemplificativo de como elaborar seus trabalhos acadêmicos.

Abaixo, explicamos como será a sua vida universitária em relação às pesquisas e desenvolvimento dos trabalhos acadêmicos, apresentaremos as formas de citação, nos aprofundando em diversos conceitos de plágio, ensinando-o a evitá-los por meio de exemplos. Por fim, concluímos dando uma visão das consequências de plagiar nos termos das leis que visam a proteção de direitos autorais.

Todos os alunos devem ler integralmente esta cartilha e se familiarizar com o seu conteúdo. Havendo dúvidas acerca de como preparar seu trabalho acadêmico, você deverá contatar seu orientador e/ou professor da disciplina para esclarecê-las.

Caso a Universidade de Caxias do Sul detecte que você redigiu qualquer trabalho acadêmico sem a correta citação das fontes ou que praticou alguma modalidade de plágio, você estará sujeito a sanções disciplinares que poderão resultar em diversas penalidades, sem prejuízo de sanção criminal.

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

Os trabalhos originais na UCS A UCS é uma comunidade intelectual onde professores e alunos se

Os trabalhos originais na UCS

Os trabalhos originais na UCS A UCS é uma comunidade intelectual onde professores e alunos se
Os trabalhos originais na UCS A UCS é uma comunidade intelectual onde professores e alunos se
Os trabalhos originais na UCS A UCS é uma comunidade intelectual onde professores e alunos se

A UCS é uma comunidade intelectual onde professores e alunos se unem em busca dos seus interesses acadêmicos. Isto significa dizer que no campus todos aprendem com todos e se beneficiam com a troca de ideias, de teorias, soluções e interpretações.

De tal forma, durante a sua formação você será exposto a uma série de teorias científicas, ideias, trabalhos criativos de inúmeros professores, cientistas e artistas e, inevitavelmente, suas ideias serão formadas com base no que será ensinado dentro das salas de aula e na leitura da obras de outros autores.

Seu desafio intelectual será pesquisar, avaliar e repensar as ideias de outros autores para chegar às suas próprias conclusões. Temos em comum com nossos alunos o objetivo primordial de desenvolvimento do pensamento crítico. E para que tenhamos certeza de que chegaremos neste objetivo, você deverá confiar nas suas próprias conclusões e apresentá-las de forma clara em seus textos acadêmicos.

Assim sendo, esperamos que os seus trabalhos acadêmicos sejam redigidos de forma ética. Portanto, você deverá, sempre,

Lembre-se que é sua

distinguir aquilo que foi escrito por você daquilo que foi apresentado pelas suas fontes de pesquisa.

obrigação apresentar textos originais, que não constituam cópias de ideias anteriormente publicadas, em quaisquer meios, por

outras pessoas.

Criar um trabalho original significa pesquisar e formular um texto, apresentando a opinião das fontes de pesquisa de forma original e colocando o seu ponto de vista, seja concordando ou discordando, de forma fundamentada, com o que foi dito anteriormente.

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

Formas de reprodução permitidas Como explicitado acima, você deverá apresentar de forma clara o conteúdo do

Formas de reprodução permitidas

Como explicitado acima, você deverá apresentar de forma clara o conteúdo do seu texto que foi escrito por outro. É importante citar as fontes, que deverão ser reproduzidas, pelos seguintes motivos: dar credibilidade ao seu trabalho, permitir que o leitor busque mais informações sobre o assunto, dar ao leitor a opção de verificar o que foi escrito pela pessoa citada e permitir a distinção do que foi escrito por você daquilo que foi escrito por outros.

Formas de reprodução permitidas Como explicitado acima, você deverá apresentar de forma clara o conteúdo do
Formas de reprodução permitidas Como explicitado acima, você deverá apresentar de forma clara o conteúdo do
Formas de reprodução permitidas Como explicitado acima, você deverá apresentar de forma clara o conteúdo do

Além disso, citar as fontes poderá ajudá-lo a definir se você foi capaz de chegar às suas próprias conclusões. Caso seu trabalho não apresente conclusões próprias, você deverá aprofundar suas pesquisas.

São formas de citação: citação direta; citação de fatos; citação de imagens e estatísticas; resumos; paráfrases ou citação indireta.

Citação direta: Transcrição textual de parte da obra do autor consultado. Independe do tamanho. Toda vez que você se utilizar das palavras de outro autor, seja uma frase ou um parágrafo inteiro, você deverá transcrever as palavras da obra original entre aspas e fazer a citação com referência ao autor em nota de rodapé ou seu nome e a data de publicação da obra entre parênteses (normalmente utilizado quando o autor já tiver sido citado anteriormente). Tratando-se da primeira citação da obra no seu trabalho, a forma mais apropriada de citar é através da nota de rodapé, cuja remissão deve ser feita da seguinte forma: nome do autor, título da obra, local de publicação, edição, editora, ano e página 1 .

Por exemplo: “O homem, à semelhança de deus, cria” Ascensão, José de Oliveira, Direito Autoral, Rio de Janeiro, 2ª Ed. Refundida e ampliada, Renovar, 1997, Pág. 3.

Esse tipo de citação é aconselhável quando as ideias do autor forem apresentadas de forma clara expressando exatamente o que você gostaria de dizer.

1 Lembramos que mesmo a citação direta tem tantas outras regras que dependem das diversas características da estrutura textual, como por exemplo, do tamanho da citação. Convidamos o aluno a conhecer melhor as regras de citação direta, consultando as normas adotadas por esta Universidade.

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

 Citação de Software/Programas : Assim como livros, artigos e palestras, por exemplo, os programas eletrônicoshttp://www.ufrgs.br/bibbio/referencias.html . Acessado em: 22 de setembro de 2011. Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-4-2" src="pdf-obj-4-2.jpg">

Citação de Software/Programas: Assim como livros, artigos e palestras, por exemplo, os programas eletrônicos também precisam ser devidamente citados quando forem fonte de pesquisa. O modo correto é:

 Citação de Software/Programas : Assim como livros, artigos e palestras, por exemplo, os programas eletrônicoshttp://www.ufrgs.br/bibbio/referencias.html . Acessado em: 22 de setembro de 2011. Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-4-9" src="pdf-obj-4-9.jpg">
 Citação de Software/Programas : Assim como livros, artigos e palestras, por exemplo, os programas eletrônicoshttp://www.ufrgs.br/bibbio/referencias.html . Acessado em: 22 de setembro de 2011. Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-4-11" src="pdf-obj-4-11.jpg">
 Citação de Software/Programas : Assim como livros, artigos e palestras, por exemplo, os programas eletrônicoshttp://www.ufrgs.br/bibbio/referencias.html . Acessado em: 22 de setembro de 2011. Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-4-13" src="pdf-obj-4-13.jpg">

AUTOR. Título, número da versão (desnecessário indicar quando se tratar da primeira versão). Cidade de publicação, publicador, ano. Descrição física.

Exemplo dado pela norma da ABNT (NBR 6023): MICROSOFT Project for Windows 95, version 4.1: Project planning software. [S.1]: Microsoft Corporation, 1995. Conjunto de programas. 1 CD-ROM. 2

Citação de texto em língua estrangeira: Citação em língua estrangeira deve aparecer traduzida no texto, enquanto a forma original deve ser colocada em nota de rodapé. Todo o trabalho deve ser escrito em único idioma. Deve-se incluir após a chamada da citação a expressão tradução nossaentre parênteses.

Citação de citação: Citação de citação é utilizada apenas nos casos em que não é possível o acesso à fonte original, indica- se o nome do autor do trecho transcrito seguido de “– citado porou apud, e o nome do autor, que transcreve o texto, ano e página.

Citação de fotos, imagens e estatísticas: Se você incluir em seu trabalho fotos, tabelas, gráficos, imagens, charges, etc., eles deverão ser devidamente citados. Por exemplo, ao escrever um trabalho sobre a demografia brasileira você poderá colocar um gráfico do IBGE. É imprescindível que você diga que o gráfico foi desenvolvido pelo IBGE, o estudo a que ele se refere e o ano de publicação. Caso você tenha obtido acesso ao gráfico pela internet você deverá, ainda, citar a URL e data do acesso. Por exemplo:

2 Biblioteca Setorial do Instituto de Biociência da UFRGS. Disponível em: http://www.ufrgs.br/bibbio/referencias.html. Acessado em: 22 de setembro de 2011.

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

Gráfico 1 – Moradores do Município de São Paulo Fonte: IBGE / Censos Demográficos de 1940< http://www.pucsp.br/ponto-e-virgula/n7/artigos/htm/pv7- 09-mmcora.htm > acessado em 19 de setembro de 2011.  Resumo : Apresentar as ideias de outro autor de forma concisa. Nestes casos, você deverá citar a fonte nos mesmos moldes da citação direta, ou seja, em nota de rodapé da seguinte forma: nome do autor, título da obra, local de publicação,edição,editora,ano e página.  Paráfrases : Passar as ideias de outro para suas próprias palavras. Os textos parafraseados, apesar de não demandarem citação completa, requerem o nome do autor do conceito original e o título da publicação. Não há necessidade de transcrever entre aspas a ideia do autor original. Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-5-2" src="pdf-obj-5-2.jpg">

Gráfico 1 Moradores do Município de São Paulo

Gráfico 1 – Moradores do Município de São Paulo Fonte: IBGE / Censos Demográficos de 1940< http://www.pucsp.br/ponto-e-virgula/n7/artigos/htm/pv7- 09-mmcora.htm > acessado em 19 de setembro de 2011.  Resumo : Apresentar as ideias de outro autor de forma concisa. Nestes casos, você deverá citar a fonte nos mesmos moldes da citação direta, ou seja, em nota de rodapé da seguinte forma: nome do autor, título da obra, local de publicação,edição,editora,ano e página.  Paráfrases : Passar as ideias de outro para suas próprias palavras. Os textos parafraseados, apesar de não demandarem citação completa, requerem o nome do autor do conceito original e o título da publicação. Não há necessidade de transcrever entre aspas a ideia do autor original. Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-5-8" src="pdf-obj-5-8.jpg">
Gráfico 1 – Moradores do Município de São Paulo Fonte: IBGE / Censos Demográficos de 1940< http://www.pucsp.br/ponto-e-virgula/n7/artigos/htm/pv7- 09-mmcora.htm > acessado em 19 de setembro de 2011.  Resumo : Apresentar as ideias de outro autor de forma concisa. Nestes casos, você deverá citar a fonte nos mesmos moldes da citação direta, ou seja, em nota de rodapé da seguinte forma: nome do autor, título da obra, local de publicação,edição,editora,ano e página.  Paráfrases : Passar as ideias de outro para suas próprias palavras. Os textos parafraseados, apesar de não demandarem citação completa, requerem o nome do autor do conceito original e o título da publicação. Não há necessidade de transcrever entre aspas a ideia do autor original. Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-5-10" src="pdf-obj-5-10.jpg">
Gráfico 1 – Moradores do Município de São Paulo Fonte: IBGE / Censos Demográficos de 1940< http://www.pucsp.br/ponto-e-virgula/n7/artigos/htm/pv7- 09-mmcora.htm > acessado em 19 de setembro de 2011.  Resumo : Apresentar as ideias de outro autor de forma concisa. Nestes casos, você deverá citar a fonte nos mesmos moldes da citação direta, ou seja, em nota de rodapé da seguinte forma: nome do autor, título da obra, local de publicação,edição,editora,ano e página.  Paráfrases : Passar as ideias de outro para suas próprias palavras. Os textos parafraseados, apesar de não demandarem citação completa, requerem o nome do autor do conceito original e o título da publicação. Não há necessidade de transcrever entre aspas a ideia do autor original. Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-5-12" src="pdf-obj-5-12.jpg">
Gráfico 1 – Moradores do Município de São Paulo Fonte: IBGE / Censos Demográficos de 1940< http://www.pucsp.br/ponto-e-virgula/n7/artigos/htm/pv7- 09-mmcora.htm > acessado em 19 de setembro de 2011.  Resumo : Apresentar as ideias de outro autor de forma concisa. Nestes casos, você deverá citar a fonte nos mesmos moldes da citação direta, ou seja, em nota de rodapé da seguinte forma: nome do autor, título da obra, local de publicação,edição,editora,ano e página.  Paráfrases : Passar as ideias de outro para suas próprias palavras. Os textos parafraseados, apesar de não demandarem citação completa, requerem o nome do autor do conceito original e o título da publicação. Não há necessidade de transcrever entre aspas a ideia do autor original. Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-5-14" src="pdf-obj-5-14.jpg">

Fonte: IBGE / Censos Demográficos de 1940 a 2000 (adaptado de Bógus e Pasternak, 2004) Disponível em <http://www.pucsp.br/ponto-e-virgula/n7/artigos/htm/pv7- 09-mmcora.htm> acessado em 19 de setembro de 2011.

Resumo: Apresentar as ideias de outro autor de forma concisa. Nestes casos, você deverá citar a fonte nos mesmos moldes da citação direta, ou seja, em nota de rodapé da seguinte forma: nome do autor, título da obra, local de publicação,edição,editora,ano e página.

Paráfrases: Passar as ideias de outro para suas próprias palavras. Os textos parafraseados, apesar de não demandarem citação completa, requerem o nome do autor do conceito original e o título da publicação. Não há necessidade de transcrever entre aspas a ideia do autor original.

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

Texto Original Paráfrase “Duzentos anos atrás, nem mesmo a expressão brasileiro era reconhecida como sendo a
Texto Original Paráfrase “Duzentos anos atrás, nem mesmo a expressão brasileiro era reconhecida como sendo a
Texto Original
Paráfrase
“Duzentos anos atrás, nem mesmo a expressão brasileiro era
reconhecida como sendo a designação das pessoas que nasciam
no Brasil. Panfletos e artigos publicados no começo do século XIX
discutiam se a denominação correta seria brasileiro, brasiliense ou
brasiliano. O jornalista Hipólito José da Costa, dono do Jornal
Correio Brasiliense, publicado em Londres, achava que as pessoas
naturais do Brasil deveriam chamar brasilienses. Na sua opinião, o
brasileiro era o português ou estrangeiro que aqui se estabelecera.
Brasiliano, o indígena.”
Não podemos dizer que o Brasil que conhecemos hoje mantém os
mesmos traços do Brasil colonial. As fronteiras e até mesmo o
linguajar sofreram sensíveis mudanças.
Gomes, Laurentino, 1808, 1ª ed., Editora Planeta, pág. 121.
Para exemplificar, Laurentino Gomes, em seu livro 1808, relata que
no início do século XIX havia discussões levantadas por artigos e
panfletos sobre qual seria a denominação da pessoa que nascia no
Brasil: brasileiro, brasiliense ou brasiliano. Nem quanto a isto o
Brasil ficou estático! Há duzentos anos, a expressão que utilizamos
atualmente para nos designar não era a favorita. Como lembra o
autor de 1808, o influente jornalista Hipólito José da Costa, dono do
primeiro jornal brasileiro (embora publicado em Londres), Correio
Brasiliense, apoiava a ideia de que os nascidos no Brasil seriam os
brasilienses, muito embora os indígenas devessem ser tratados de
brasilianos. Os brasileiros, portanto, eram considerados os
portugueses e estrangeiros que aqui se estabeleceram.

As paráfrases podem ser usadas se você conseguir restabelecer no contexto da sua obra as ideias abordadas na fonte de forma mais clara. Assim sendo, elas devem trazer alguma ideia original sua. O melhor jeito de parafrasear é deixar de lado o texto-fonte e escrever com suas próprias palavras a ideia do autor e ver se você conseguiu explicá-la de forma mais clara. Caso você não consiga explicitar as ideias do autor original de forma mais clara, você deverá fazer uma citação.

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

Caso existam informações suplementares que você considere que possam ser de interesse do leitor, mas que

Caso existam informações suplementares que você considere que possam ser de interesse do leitor, mas que você não julgue necessárias para o desenvolvimento do seu trabalho, você poderá criar uma nota de rodapé convidando o leitor a se aprofundar no assunto, apontando as publicações pertinentes com nome do autor, título da obra, local de publicação, editora, ano e página.

Caso existam informações suplementares que você considere que possam ser de interesse do leitor, mas que
Caso existam informações suplementares que você considere que possam ser de interesse do leitor, mas que
Caso existam informações suplementares que você considere que possam ser de interesse do leitor, mas que

Exceções à regra geral de citação

Em alguns casos não será necessário citar o autor original da obra, seja porque suas palavras são amplamente difundidas e estão no domínio público, seja porque o fato é notório e, também, no caso das paródias.

Citação de fatos: Caso você cite em seu texto fatos que são de conhecimento público, como, falar que o presidente Luis Inácio Lula da Silva governou por dois mandatos, não há necessidade de fazer citação.

Conhecimentos amplamente difundidos: Citações de conhecimentos que estão no domínio público e que são universalmente difundidos como “ser ou não ser, eis a questão”. As palavras devem aparecer entre aspas, pois não se trata da sua criação, mas não é necessário citar que é de autoria de Shakespeare, já que a citação é tão famosa que dispensa apresentações.

Paródia: Na paródia você usa uma ideia fonte e a desenvolve modificando-a por completo de forma a criar um novo trabalho criativo e original. Jamais deve ser confundida com as paráfrases. Veja o exemplo abaixo:

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

Disponível em: <a href=< http://colunistas.ig.com.br/cip/tag/parodia/ > Acessado em 19 de setembro de 2011 O uso da internet A internet é um grande facilitador na hora das pesquisas acadêmicas. Ela permite que o aluno tenha acesso a ilimitado número de informações advindas de qualquer lugar do mundo. Contudo, seu uso deve ser muito sensato. Como qualquer um pode postar qualquer coisa na web, não é raro que alunos se deparem com informações incorretas e/ ou imprecisas. Portanto, não utilize fontes de origem duvidosa nos seus trabalhos acadêmicos! Ao contrário dos livros e artigos científicos, os textos publicados na internet muitas vezes não são objeto de análise criteriosa e revisão. Portanto, ao conduzir suas pesquisas on-line busque informações em sites de instituições renomadas, como universidades, jornais de grande circulação, revistas especializadas e publicações de autores conhecidos. Além disso, é importante frisar que tudo que está na internet foi escrito por alguém. De tal forma, as ideias retiradas da internet também deverão ter a autoria devidamente mencionada no seu trabalho. As citações de trabalhos retirados da internet, de acordo com as regras da ABNT, devem ser feitas da seguinte forma: Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-8-2" src="pdf-obj-8-2.jpg">
Disponível em: <a href=< http://colunistas.ig.com.br/cip/tag/parodia/ > Acessado em 19 de setembro de 2011 O uso da internet A internet é um grande facilitador na hora das pesquisas acadêmicas. Ela permite que o aluno tenha acesso a ilimitado número de informações advindas de qualquer lugar do mundo. Contudo, seu uso deve ser muito sensato. Como qualquer um pode postar qualquer coisa na web, não é raro que alunos se deparem com informações incorretas e/ ou imprecisas. Portanto, não utilize fontes de origem duvidosa nos seus trabalhos acadêmicos! Ao contrário dos livros e artigos científicos, os textos publicados na internet muitas vezes não são objeto de análise criteriosa e revisão. Portanto, ao conduzir suas pesquisas on-line busque informações em sites de instituições renomadas, como universidades, jornais de grande circulação, revistas especializadas e publicações de autores conhecidos. Além disso, é importante frisar que tudo que está na internet foi escrito por alguém. De tal forma, as ideias retiradas da internet também deverão ter a autoria devidamente mencionada no seu trabalho. As citações de trabalhos retirados da internet, de acordo com as regras da ABNT, devem ser feitas da seguinte forma: Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-8-4" src="pdf-obj-8-4.jpg">
Disponível em: <a href=< http://colunistas.ig.com.br/cip/tag/parodia/ > Acessado em 19 de setembro de 2011 O uso da internet A internet é um grande facilitador na hora das pesquisas acadêmicas. Ela permite que o aluno tenha acesso a ilimitado número de informações advindas de qualquer lugar do mundo. Contudo, seu uso deve ser muito sensato. Como qualquer um pode postar qualquer coisa na web, não é raro que alunos se deparem com informações incorretas e/ ou imprecisas. Portanto, não utilize fontes de origem duvidosa nos seus trabalhos acadêmicos! Ao contrário dos livros e artigos científicos, os textos publicados na internet muitas vezes não são objeto de análise criteriosa e revisão. Portanto, ao conduzir suas pesquisas on-line busque informações em sites de instituições renomadas, como universidades, jornais de grande circulação, revistas especializadas e publicações de autores conhecidos. Além disso, é importante frisar que tudo que está na internet foi escrito por alguém. De tal forma, as ideias retiradas da internet também deverão ter a autoria devidamente mencionada no seu trabalho. As citações de trabalhos retirados da internet, de acordo com as regras da ABNT, devem ser feitas da seguinte forma: Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-8-6" src="pdf-obj-8-6.jpg">
Disponível em: <a href=< http://colunistas.ig.com.br/cip/tag/parodia/ > Acessado em 19 de setembro de 2011 O uso da internet A internet é um grande facilitador na hora das pesquisas acadêmicas. Ela permite que o aluno tenha acesso a ilimitado número de informações advindas de qualquer lugar do mundo. Contudo, seu uso deve ser muito sensato. Como qualquer um pode postar qualquer coisa na web, não é raro que alunos se deparem com informações incorretas e/ ou imprecisas. Portanto, não utilize fontes de origem duvidosa nos seus trabalhos acadêmicos! Ao contrário dos livros e artigos científicos, os textos publicados na internet muitas vezes não são objeto de análise criteriosa e revisão. Portanto, ao conduzir suas pesquisas on-line busque informações em sites de instituições renomadas, como universidades, jornais de grande circulação, revistas especializadas e publicações de autores conhecidos. Além disso, é importante frisar que tudo que está na internet foi escrito por alguém. De tal forma, as ideias retiradas da internet também deverão ter a autoria devidamente mencionada no seu trabalho. As citações de trabalhos retirados da internet, de acordo com as regras da ABNT, devem ser feitas da seguinte forma: Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-8-8" src="pdf-obj-8-8.jpg">
Disponível em: <a href=< http://colunistas.ig.com.br/cip/tag/parodia/ > Acessado em 19 de setembro de 2011 O uso da internet A internet é um grande facilitador na hora das pesquisas acadêmicas. Ela permite que o aluno tenha acesso a ilimitado número de informações advindas de qualquer lugar do mundo. Contudo, seu uso deve ser muito sensato. Como qualquer um pode postar qualquer coisa na web, não é raro que alunos se deparem com informações incorretas e/ ou imprecisas. Portanto, não utilize fontes de origem duvidosa nos seus trabalhos acadêmicos! Ao contrário dos livros e artigos científicos, os textos publicados na internet muitas vezes não são objeto de análise criteriosa e revisão. Portanto, ao conduzir suas pesquisas on-line busque informações em sites de instituições renomadas, como universidades, jornais de grande circulação, revistas especializadas e publicações de autores conhecidos. Além disso, é importante frisar que tudo que está na internet foi escrito por alguém. De tal forma, as ideias retiradas da internet também deverão ter a autoria devidamente mencionada no seu trabalho. As citações de trabalhos retirados da internet, de acordo com as regras da ABNT, devem ser feitas da seguinte forma: Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares. " id="pdf-obj-8-10" src="pdf-obj-8-10.jpg">

Disponível em:<http://colunistas.ig.com.br/cip/tag/parodia/> Acessado em 19 de setembro de 2011

O uso da internet

A internet é um grande facilitador na hora das pesquisas acadêmicas. Ela permite que o aluno tenha acesso a ilimitado número de informações advindas de qualquer lugar do mundo. Contudo, seu uso deve ser muito sensato. Como qualquer um pode postar qualquer coisa na web, não é raro que alunos se deparem com informações incorretas e/ ou imprecisas. Portanto, não utilize fontes de origem duvidosa nos seus trabalhos acadêmicos!

Ao contrário dos livros e artigos científicos, os textos publicados na internet muitas vezes não são objeto de análise criteriosa e revisão. Portanto, ao conduzir suas pesquisas on-line busque informações em sites de instituições renomadas, como universidades, jornais de grande circulação, revistas especializadas e publicações de autores conhecidos.

Além disso, é importante frisar que tudo que está na internet foi escrito por alguém. De tal forma, as ideias retiradas da internet também deverão ter a autoria devidamente mencionada no seu trabalho.

As citações de trabalhos retirados da internet, de acordo com as regras da ABNT, devem ser feitas da seguinte forma:

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

 Se forem originárias de trabalhos já publicados, você deverá citar a obra original, indicando a

Se forem originárias de trabalhos já publicados, você deverá citar a obra original, indicando a URL entre < >, antecedido da expressão disponível eme, posteriormente, citar a data de acesso com dia, mês e ano.

 Se forem originárias de trabalhos já publicados, você deverá citar a obra original, indicando a
 Se forem originárias de trabalhos já publicados, você deverá citar a obra original, indicando a
 Se forem originárias de trabalhos já publicados, você deverá citar a obra original, indicando a

Quando o artigo não tiver sido publicado em papel, a referência se realiza pelo nome do autor, título, URL entre < >, antecedido da expressão disponível eme, posteriormente, citar a data de acesso com dia, mês e ano.

Quando os autores não forem citados você poderá atribuir a autoria à entidade responsável pelo site. Assim sendo, a citação é feita pelo endereço do site, sucedida da data de acesso.

O Plágio

Agora que você já sabe o que esperamos de você na elaboração dos seus trabalhos acadêmicos e já conhece a devida forma de citar, teceremos nossas considerações acerca do plágio, que, reiteramos, não será permitido dentro desta instituição.

O plágio é uma conduta que caracteriza prática antiética universitária e constitui crime. Ele não se configura apenas pela cópia de todo ou de parte de um texto escrito por outrem, sem a devida citação. O plágio pode se apresentar das seguintes formas:

Cópia/reprodução integral ou parcial de obra/expressão alheia;

Cópia/reprodução conceitual, ou seja, a cópia literal, dissimulada ou disfarçada de obra/expressão alheia;

Ausência de citação da fonte original com a finalidade de apresentar a obra como se fosse de sua autoria, ou simplesmente, deixar a entender.

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

 Citação de obra que não foi pesquisada nem utilizada no seu trabalho. Desta forma, o

Citação de obra que não foi pesquisada nem utilizada no seu trabalho.

 Citação de obra que não foi pesquisada nem utilizada no seu trabalho. Desta forma, o
 Citação de obra que não foi pesquisada nem utilizada no seu trabalho. Desta forma, o
 Citação de obra que não foi pesquisada nem utilizada no seu trabalho. Desta forma, o

Desta forma, o plágio pode se caracterizar em muitas outras situações que não sejam apenas o famoso Ctrl C + Ctrl V” ou “Copia e Cola”!

Espécies de plágio:

Plágio conceitual: consiste em parafrasear as ideias de determinado autor sem dar a devida autoria, conforme exemplificamos quando da conceituação de paráfrase (ver exemplo na página 5 acima). Como explicitado anteriormente, a paráfrase não é proibida desde que tenhamos o cuidado de indicar o autor original da ideia e não copiar literalmente o que está escrito ou simplesmente trocar palavras usadas no texto original por sinônimos, ou somente inverter as frases. Ex.:

trocar voz ativa por passiva.

Plágio literal ou Ctrl C + Ctrl V: é forma mais óbvia e conhecida de plágio: copiar e colocar, todo ou parte do texto, sem qualquer esforço intelectual e sem dar a devida autoria. Não há qualquer pensamento crítico sobre o texto e o plagiador literalmente roubaa ideia de outro e apresenta como se fosse sua.

Plágio “colcha de retalhos”: copiar e colardiversos trechos de diversos autores, de forma a criar um texto “novo”. A forma correta seria indicar as citações de cada trecho literal copiado, entre as partes desenvolvidas pelo próprio aluno.

Vejamos um exemplo:

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

Textos originais Texto plagiado Forma correta Texto 1 - “Duzentos anos atrás, nem A designação brasileiro,
Textos originais
Texto plagiado
Forma correta
Texto 1
-
“Duzentos anos atrás,
nem
A designação brasileiro, como denominação de etnia
Havia discussões acerca do uso da denominação
mesmo a expressão brasileiro era
das pessoas nascidas em território brasileiro é
Brasileiro para designar as pessoas nascidas no
reconhecida como sendo a designação
incorreta. O sufixo “eiro” exprime profissão habitual,
Brasil. Neste sentido, nas palavras de Carlos
das pessoas
que
nasciam
no
Brasil.
ou ofício: o trabalhador do ferro, ferreiro; do campo,
Zatti, em artigo intitulado Brasileiro & Brasiliense
Panfletos e artigos publicados no começo
campeiro; da pedra, pedreiro; do pão, padeiro; de
“o sufixo “eiro” exprime profissão habitual, ou
do século XIX discutiam se a
caminhão, caminhoneiro; da erva, ervateiro; de
ofício: o trabalhador do ferro, ferreiro; do campo,
denominação
correta
seria
brasileiro,
tropa, tropeiro
...
Por conseguinte, nunca será
campeiro; da pedra, pedreiro; do pão, padeiro; de
brasiliense ou brasiliano.
“brasileiro” o designativo étnico de “Brasil”. De feito
caminhão, caminhoneiro; da erva, ervateiro; de
cronológico, vir para o Brasil era tentar exercer a
tropa, tropeiro
...
Por conseguinte, nunca será
Gomes, Laurentino, 1808, 1ª ed., Editora
profissão de “brasileiro”, ou aventurar-se a adquirir
“brasileiro” o designativo étnico de “Brasil” (
...
)
De
Planeta, pág. 121.
fortuna no Brasil, não já com tinta do extinto pau-
feito cronológico, vir para o Brasil era tentar
brasil, mas na exploração da inesgotável natureza.
exercer a profissão de “brasileiro”, ou aventurar-
Texto 2
“O
sufixo “eiro” exprime
se a adquirir fortuna no Brasil, não já com tinta do
profissão habitual, ou ofício: o trabalhador
Além disso, há duzentos anos, nem mesmo a
extinto pau-brasil, mas na exploração da
do ferro, ferreiro; do campo, campeiro; da
expressão brasileiro era reconhecida como sendo a
inesgotável natureza”*. Sob essa perspectiva, há
pedra,
pedreiro;
do
pão,
padeiro;
de
designação das pessoas que nasciam no Brasil.
duzentos anos, como lembra Laurentino Gomes
caminhão,
caminhoneiro;
da
erva,
Panfletos e artigos publicados no começo do século
ervateiro; de tropa, tropeiro
...
Por
em seu livro 1808, não havia consenso entre
XIX discutiam se a denominação correta seria
conseguinte,
nunca
será
“brasileiro”
o
utilização das expressões brasileiro, brasiliense e
designativo étnico de “Brasil” (
)De
feito
brasileiro, brasiliense ou brasiliano.
brasiliano como adjetivo para indicar a
cronológico, vir para o Brasil era tentar
nacionalidade dos nascidos no Brasil.
exercer
a
profissão
de
“brasileiro”,
ou
aventurar-se a adquirir fortuna no Brasil,
* Carlos Zatti, Brasileiro&Brasiliense. Disponível
não
com tinta
do
extinto pau-brasil,
em
site:
mas na exploração da inesgotável
<http://www.triplov.com/Venda_das_Raparigas/C
natureza.”
arlos-Zatti/2009/brasileiro.html >, acessado em 18
de setembro de 2011.
Carlos
Zatti,
Brasileiro&
Brasiliense.
Disponível
em
site:
<http://www.triplov.com/Venda_das_Rapa
rigas/Carlos-Zatti/2009/brasileiro.html
>,
acessado em 18 de setembro de 2011.

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

Engana-se quem pensa que o plágio somente requer a cópia de um texto-fonte escrito por outro.

Engana-se quem pensa que o plágio somente requer a cópia de um texto-fonte escrito por outro. O plágio tem muitas outras facetas com as quais podemos nos deparar:

 Plágio Oral Amanhã você assistirá a uma palestra, irá a um congresso, assistirá a uma
Plágio Oral
Amanhã você assistirá a uma palestra, irá a um congresso, assistirá a uma aula ou até mesmo verá uma reportagem ou
documentário na TV. Muitas das pessoas que você ouvirá serão verdadeiras autoridades em determinados temas e
desenvolveram seus textos e opiniões de forma original e criativa.
Reproduzir escrita ou oralmente ideia/frase/opinião que outrem expressou, de forma escrita ou oral, sem dar o devido crédito
e/ou pedir autorização também é plágio!
Exemplo de texto plagiado por fonte oral:
Forma Plagiada
Texto oral original
“Atualmente, o domínio da língua inglesa é quase imprescindível para
“Hoje, eu acho que as pessoas que querem estudar inglês por conta
arranjar um lugar no mercado de trabalho. Felizmente, a globalização
própria têm uma grande vantagem de ter a disposição delas um monte
possibilitou que o encurtamento entre as barreiras linguísticas entre
de material e conteúdos em inglês na internet, música, filme
...
Acho que
as pessoas. Hoje, as pessoas que querem estudar inglês por conta
a coisa mais importante é você, como princípio geral, aliar uma coisa
própria têm uma grande vantagem de ter a disposição delas uma
que você gosta; uma música que você gosta, um filme que você gosta
série de materiais e conteúdos em inglês tanto na internet, quanto na
com a possibilidade, com a disciplina de ver esse filme várias vezes. Por
música e no cinema. A coisa mais importante é você, como princípio
exemplo, acho que o legal seria ver primeiro com legenda para você se
geral, aliar uma coisa que você gosta, filme ou música, com a
apropriar do filme: saber o que você está vendo e se inteirar da história.
possibilidade e com a disciplina de ver esse filme várias vezes. Por
E depois, ouvir o filme de novo, ver o filme de novo só relaxando e
exemplo, o legal seria acompanhar o filme ou música com legenda
tentando se familiarizar com o inglês, vendo que não é assim um bicho
para que você possa se apropriar do conteúdo do material, se inteirar
de sete cabeças (
...
)”.
da história. E depois, ouvir de novo, só relaxando e tentando se
familiarizar com o inglês, vendo que não é assim um bicho de sete
cabeças”
Depoimento de Maria do Carmo Righini, coordenadora acadêmica, concedida ao Jornal
Hoje da emissora Globo, exibida em 6 de julho de 2009. A entrevista está disponível em
<http://www.youtube.com/watch?v=iLQc4to8x_4>. Acessado em 19 de setembro de 2011.

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

A forma correta de fazer a citação de uma fonte oral depende do modo como você

A forma correta de fazer a citação de uma fonte oral depende do modo como você irá utilizá-la: paráfrase, citação direta e etc. O importante é não se esquecer de fazer a referência!

A recíproca também é verdadeira. Citar em uma apresentação as palavras de outro autor sem lhe
A recíproca também é verdadeira. Citar em uma apresentação as palavras de outro autor sem lhe dar crédito também constitui
plágio.
Plágio de imagens: incluir em trabalhos fotos, tabelas, gráficos, imagens, charges, etc. sem a correta citação da fonte ou
autor é plágio!
Versão correta
Versão plagiada
Disponível em: <http://metodologiaci.blogspot.com/2011/03/citar-referenciar-
para-nao-cometer.html> Acessado em: 17 de setembro de 2011

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.

Conclusão

Esperamos que esta cartilha lhe auxilie durante a elaboração dos seus trabalhos acadêmicos e que você aproveite ao máximo sua experiência dentro da Universidade.

Conclusão Esperamos que esta cartilha lhe auxilie durante a elaboração dos seus trabalhos acadêmicos e que
Conclusão Esperamos que esta cartilha lhe auxilie durante a elaboração dos seus trabalhos acadêmicos e que
Conclusão Esperamos que esta cartilha lhe auxilie durante a elaboração dos seus trabalhos acadêmicos e que

Cabe por fim ressaltar que o plágio constitui infração aos direitos autorais de terceiros e que a função da proteção autoral perante a sociedade é promover a literatura e outras formas de produção criativas (como músicas, desenhos, fotos, etc.) visando o desenvolvimento social. Como demonstrado, as universidades desempenham papel fundamental auxiliando o Estado na proteção dos direitos autorais.

Conclusão Esperamos que esta cartilha lhe auxilie durante a elaboração dos seus trabalhos acadêmicos e que

A não observação das regras relativas aos direitos autorais implica em sanções de ordem civil e criminal. Na esfera civil, nos termos do Art. 102 da Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/98), o titular cuja a obra seja fraudulentamente reproduzida, divulgada ou de qualquer forma utilizada, poderá requerer a apreensão dos exemplares produzidos ou a suspensão da divulgação, sem prejuízo da indenização cabível” e o Art. 103 da mesma lei estabelece que “quem, na utilização, por qualquer modalidade, de obra intelectual, deixar de indicar ou de anunciar, como tal, o nome, pseudônimo ou sinal convencional do autor ou intérprete, além de responder por danos morais, está obrigado a divulgar-lhes a identidade.Na esfera penal, conforme destaque ao lado, a violação pode causar multa e pena de prisão de detenção ou reclusão.

Além disso, a lei dá aos autores, entre outros, os direitos de reivindicar, a qualquer tempo, a autoria da sua obra; o de ter seu nome, pseudônimo ou sinal convencional indicado ou anunciado, como sendo o do autor na utilização da sua obra; o de assegurar a integridade da obra, opondo-se a quaisquer modificações ou à prática de atos que, de qualquer forma, possam prejudicá-la ou atingi-lo, como autor, em sua reputação ou honra; o direito exclusivo de utilizar, fruir e dispor da obra literária, artística ou científica. Depende de autorização expressa e prévia do autor a utilização da obra, por quaisquer modalidades, tais como a reprodução parcial ou integral, edição; adaptação; tradução para qualquer idioma.

Por fim, respeitar as regras contidas neste parecer será fundamental durante a sua vida acadêmica e fora dela. Esperamos que após a sua formação você continue contribuindo com a evolução cientifica do nosso país sempre agindo de forma ética, respeitando os direitos autorais de terceiros.

Este material foi elaborado por REMER VILLAÇA & NOGUEIRA ASSESSORIA E CONSULTORIA DE PROPRIEDADE INTELECTUAL S/S LTDA, sob encomenda da UCS, não podendo ser utilizado, copiado, divulgado, sob qualquer forma, sem a prévia e expressa anuência de seus titulares.