You are on page 1of 7

DANDO SIGNIFICADO AS FUNÇÕES AFINS E FUNÇÕES LINEARES.

ESCRITO PELO PROF ALZIR FOURNY MARINHOS.

Função afim (afim, vem do latin, affinis , que significa conectado com) . Uma função afim preserva a colinearidade (alinhamento) entre pontos quaisquer, isto é, três pontos quaisquer que se encontram em uma linha continuam a ser colineares após a transformação ou (de forma consequente), três pontos quaisquer que se encontram em uma linha e têm p1, p2, p3 , quaisquer, tal que, | | p2 − p1 | | / | | p3 − p2 | |, mantém esta razão após a transformação. Entendemos que f: R→R, ao preservar a colinearidade entre três pontos do eixo x ou do eixo y, quaisquer, e os correspondentes do gráfico ou preservar a mesma razão entre três pontos, quaisquer, no eixo das abscissas ou ordenadas e a mesma razão entre os correspondentes no gráfico, será definida como função afim. Veja a função definida por f: R→R tal que f(x) = 2x + 4:

Ao levarmos os três pontos ( -4,0), (-2,0) e (1,0) que estão sobre a reta x, portanto colineares, aos pontos correspondentes sobre o gráfico y = 2x +4, (-4,-4), (-2,0) e (1,6), continuam colineares, já que o gráfico y = 2x + 4 é uma reta. A função acima é afim. Veja a função definida por f: R→R tal que f(x) = ax + b:

Ao levarmos três pontos ( na reta x ou na reta y) para o gráfico, estes pontos continuam colineares ( observado no próprio gráfico, por ser gráfico de reta). Estas funções são afins. Veja que isto não acontece com a função definida por f(x) = ax2 + bx + c, sendo “a” diferente de zero. f: R→R tal que

Na função quadrática f(x) = x2 + x acima: Ao levarmos (0,0), (1,0) e (2,0), pontos sobre o eixo x colineares, ao gráfico, teremos os os pontos (0,0), (1,2) e (2,6), no gráfico, não colineares. Logo a função f(x) = x2 + x não é afim. Agora vamos ver de outra forma: Veja a função definida por f: R→R tal que f(x) = 2x + 4:

Vamos ver três pontos sobre o eixo x: A(-5,0), B(0,0) e C(2,0). Vejamos: A distância entre A e B são 5u e a distância entre B e C são 2u. A razão entre AB e BC é 5/2. Agora , na reta a distância entre ( -5, -6) e (0,4) vale 5 A distância entre (0,4) e (2, 8) vale 2 A razão entre as distâncias é 5
5 5 5

u.

u. que é 5/2 ( a mesma razão).

/2

5

Então a função f(x) = 2x + 4 é afim. Vejamos a função f(x) = x2 + x.

Vamos ver três pontos sobre o eixo x: A(-2,0), B(0,0) e C(1,0). Vejamos: A distância entre A e B são 2u e a distância entre B e C é 1u. A razão entre AB e BC é 2. Agora , na parábola a distância entre ( -5, 2) e (0,0) vale A distância entre (0,0) e (1,2 ) vale A razão entre as distâncias é
29 5 29

u.

u. , que não é igual a 2.

/

5

Logo a função f(x) = x2 + x não é afim. Uma função definida por f: R→R, quando existem constantes a, b que pertencem ao conjunto dos reais, tais que f(x)= ax + b para todo x ∈ R é uma função afim. Veja que podemos ter f(x) = ax + 0 = ax ou f(x) = 0.x + b = b. São casos particulares de função afim as funções lineares e constante. Função linear Função linear é a função matemática que possui as seguintes propriedades: f(x + x') = f(x) + f(x'); para todo x , x’ pertencentes ao domínio da função. f(ax) = af(x); para todo x pertencente ao domínio da função.

As funções cujo gráfico é uma reta e passam sempre pela origem do sistema cartesiano são lineares. Vejam: 1 ) f(x) = kx , para todo k pertencente ao Real. a) f (a + b) = f(a) + f(b). k(a + b) = k a + k b. b) f(a x) = a f(x). kax = akx Assim podemos ter f(x) = 2x; f(x) = 1x ; f(x) = 0 x. Veja para f(x) = 2x. Fazendo, como exemplo, a = 3 e b = -2 para uma verificação. a) f( 3 + (-2)) = f(3) + f(-2) f( 1 ) = 2.(3) + 2 . (-2). 2 .(1) = 6 + (-4). b) f(3x) = 3 f(x) 2 . (3x) = 3 . (2x). Então f(x) = 2x é uma função linear. 2) f(x) = 0x ou f(x) = 0. Esta função representa o eixo x ( passa pela origem do sistema). É uma função linear pois tem as propriedades acima satisfeitas. Uma função definida por f: R→R, quando existe uma constante a ∈ R, tal que f(x) = ax para todo x ∈ R, chama-se linear. (É afim linear).

Domínio:D=R Imagem: Im = R Veja que uma função f(x) = ax + b , b diferente de zero, não é linear. Cuidado: Se a=0 e b=0, a função é linear. F(x) = 0 é linear. Exemplo: f(x) = 2x + 4. f(1 + 2) = f(1) + f (2) ? f(3) = f(1) + f(3) ? 10 = 6 + 10? Não é igual. Logo a função não é linear. É afim não linear. A função afim e linear f(x) = x é também chamada de função identidade. Lembramos que podemos ter funções não lineares (que não são representadas por retas), e que podem ter satisfeita a primeira propriedade e não satisfeita a segunda propriedade (da álgebra linear). Daí, na sua plenitude, a necessidade de verificarmos as duas propriedades. Função constante Uma função definida por f: R→R chama-se constante quando existe uma constante b ∈ R tal que f(x) = b para todo x ∈ R. A lei que define uma função constante é:

O gráfico de uma função constante, é uma reta paralela ou coincidente ao eixo Ox que cruza o eixo Oy no ponto de ordenada b.

As funções constantes f(x) = b , sendo b diferente de zero, são funções afins e não lineares. A função constante f(x) = 0 é afim e linear.