INTRODUÇÃO

:
O livro “As tranças de Bintou” é um conto escrito pela autora
Sylviane A. Diouf.
Relata a historia de uma garotinha chamada Bintou que
sonhava em ter tranças e se livrar dos birotes, que eram um tipo de coque
nos cabelos e ela achava feio, sonhava que os passarinhos faziam ninho
nos seus birotes.
Bintou admirava as longas tranças de sua irmã, e vivia
sonhando com aquelas tranças.
Pois o trabalho relata sobre esse tema, a diversidade cultural
dos afro- descendentes, mostrando um povo rico por seus conhecimentos
e valores.
Este trabalho também faz uma intertextualidade com o texto
“uma abordagem integrada da aprendizagem” pois ele abrange as áreas
do conhecimento.

Síntese Reflexiva:

As tranças de Bintou é relata a historia de uma garotinha
chamada Bintou, que sonhava em ter tranças e se livrar dos birotes, que
eram um tipo de coque nos cabelos e ela achava feio, sonhava que os
passarinhos faziam ninho nos seus birotes,
Bintou admirava as longas tranças de sua irmã, e queria muito
ter o cabelo igual.
Um dia sua avó Soukeye conta a ela uma historia e explica
porque as crianças da aldeia não usam tranças, então Bintou fica mais
conformada com as explicações de sua avó. A avó de Bintou passa óleo
perfumado em seus cabelos, faz birotes e os enfeita com laços e pássaros
amarelos e azuis, e quando Bintou olha no espelho se acha muito bonita.
Podemos perceber a historia valoriza a diversidade cultural e os
afro descendentes que são um povo rico em valores e conhecimentos, e
que cada povo tem sua historia, seus costumes e origens, que devem ser
valorizados e tratados sem preconceitos.
No texto Uma Abordagem Integrada da Aprendizagem, no
primeiro parágrafo, relata o seguinte: Ao permitirmos que as crianças
percebam conceitos mais abstratos funcionando na realidade de seu
mundo familiar, forja-se outro elo significativo de aprendizagem. Isso
mostra que a criança aprendeu outro conceito fundamental para seu
desenvolvimento cognitivo. Na historia de Bintou isso ocorre quando a
criança não se conforma e questiona porque não pode ter tranças. Então
entra ai a figura de uma pessoa experiente como a avó de Bintou. Pois
assim como nas experiências cientificas o aprendizado passa de geração
para geração.
Percebemos que a leitura desta historia faz se uma
intertextualidade com o texto cientifica: Uma Abordagem Integrada da
Aprendizagem, devendo e podendo-se usar diversas atividades
integrando a educação cientifica.
Segundo Howard Gardner: as crianças percebem que há um
elo entre os conceitos abstratos e a realidade do seu mundo familiar,
constituindo assim um elo significativo de aprendizagem através das
diversas formas de inteligências.
GARDNER (2002, p.46) entende por inteligência “a capacidade
de resolver problemas ou dificuldades genuínos que ele encontra e,
quando adequado a criar um produto eficaz, e deve também apresentar
o potencial para encontrar ou criar problemas, por meio disso
propiciando um alicerse para aquisição de conhecimento novo.
Gardner cataloga sete inteligências: lógico-matemática, lingüística,
musical, corporal-cinestésica, espacial e pessoal (esta última consolida a
interpessoal e intrapessoal).
Na inteligência lógico matemática a criança que tem aptidão
especial apresenta facilidade para fazer cálculos, resolver problemas,
contar e criar noções práticas de raciocínio.
A inteligência linguística é a habilidade de usar a linguagem
para convencer, estimular, agradar ou transmitir idéias.
A inteligência reproduzir musical se manifesta através de
habiblidade para apreciar, compor ou uma peça musical. Inclui
discriminação de sons, habilidades para notar temas musicais, rítimos,
timbres e habilidades para produzir.
A inteligência cinestesica se refere a habilidade de resolver
problemas, usar a coordenação motora grossa e fina, a criaça dotada
dessa inteligência demonstra habilidade atlética ou coordenação motora
fina perfeita.
A inteligência espacial é a capacidade que a crinaça tem para
perceber o mundo visual e espacial de uma forma precisa e de manipular
formas ou objetos menntalmente.
A inteligência interpessoal é a habilidade para entender e
responder a humores, temperamentos, motivações e desejos de outras
pessoas adequadamente.
Na inteligência intra pessoal é o correlativo interno da
inteligência pessoal, é a habilidade ter acesso aos próprios sentimentos,
sonhos e ideias para discriminá-los ou usá-los na solução de problemas.
Todas essas inteligências e habilidades devem ser trabalhadas
em todas as áreas do conhecimento: Matemática, linguagem, artes
natureza e sociedade, de maneira agradável para que aumente a
compreensão de conceitos e fortaleça a retenção de informações obtidas.