Universidade Estadual de Maringá

Centro de Tecnologia
Departamento de Engenharia de Produção





Engenharia do Produto

Professora: Carla Fernanda

PROJETO INFORMACIONAL
Projeto ProBike
Equipe:
Diego Mercado Trovo
Eliton Ricardo Cardoso
Mariane Seneme Nani
Thiago Luiz Picolli
Vinícius Castro Berçanetti
Vinícius Gustavo Herculano

Ênfase Construção Civil – Turma 33



Maringá
Outubro de 2013
Projeto Informacional
Necessidades dos Clientes e Requisitos dos Clientes e do Produto
Para a construção da matriz QFD foi necessária a definição dos requisitos
técnicos do produto ou serviço em questão. As necessidades dos clientes foram
obtidas de acordo com o resultado do questionário sobre o produto, elaborado pelos
membros da equipe de projeto, intitulado Projeto ProBike.
Para nosso produto em desenvolvimento, que se constitui em uma bicicleta
elétrica, os requisitos primários dos clientes que possuem maior importância são:
durabilidade, conforto, segurança e preço. A partir da obtenção dos requisitos
primários, foram definidos os requisitos secundários que estão dispostos na tabela a
seguir:

Requisitos
Primários
Requisitos
Secundários
Durabilidade
Vida útil
Não enferrujar rápido
Resistência a
intempéries
Conforto
Facilidade ao pedalar
Guidão ergonômico
Conforto do banco
Segurança
Freios bem regulados
Resistência mecânica
Preço Preço Baixo

Com os requisitos dos clientes primários e secundários em mãos, foi possível a
elaboração da matriz QFD, que foi construída de acordo com os conhecimentos
prévios adquiridos em sala de aula.
Para a construção da matriz de correlações principal QFD, foram relacionados
os requisitos primários e secundários, a fim de estabelecer o grau de relação entre os
dois requisitos. Sendo o grau de relação dispostos de acordo com a tabela a seguir:

9 Forte
3 Alguma
1 Possível
0 Nenhuma

Especificações-Meta do Projeto
Chegada à etapa final da elaboração do QFD fez-se necessário o levantamento
dos dados de benchmarking, ou seja, o exame de como outras empresas concorrentes
de negócio desempenham os requisitos dos clientes e requisitos técnicos. O grau de
importância foi definido a partir de uma escala de valores para cada requisito, este
variando de 1 a 5, sendo 1 o menor desempenho e 5 o melhor desempenho.
Para determinar a “Qualidade Planejada”, foi feita uma avaliação competitiva
dos clientes com as empresas concorrentes. As empresas adotadas foram a Empresa
X e a Empresa Y, que foram analisadas a fim de comparação com a nossa empresa
(NE). Além das comparações benchmarking realizadas, foram fixados os valores dos
campos “Meta” e “Argumento de Venda”. Em busca da meta ideal, comparou-se o
grau de importância dos requisitos demonstrados pelos clientes por meio de pesquisas
com os valores atuais oferecidos pela empresa, buscando elevar ao máximo o
desempenho daqueles mais valorizados pelos clientes. Ambos os dados foram
utilizados pelo software para realização do cálculo da “Taxa de Melhoria”, que reflete
quantas vezes o produto precisa melhorar seu desempenho, em relação ao produto
atual, para alcançar a situação planejada, sendo que tal valor é obtido pela divisão do
valor meta, ou desempenho desejado para o produto, pelo valor efetivo do produto
atual (SANTANA, 2010).
Em continuação, foram atribuídos a alguns requisitos dos clientes os valores de
argumento de venda, que podiam ser: 1,5 para os argumentos fortes, ou seja, aqueles
os quais consumidor é mais sensível e são estratégicos para a empresa; 1,2 para
argumento simples de venda, ou que o consumidor possui certa sensibilidade; ou 1,0
para aqueles que não são argumentos de venda, ou seja, o consumidor não é sensível
a sua promoção.
As necessidades dos clientes que receberam os maiores argumentos de venda
(1,5) foram: Facilidade ao pedalar, Freios bem regulados e Preço baixo. Estes
requisitos foram apontados como os principais na preferência dos clientes, seguidos
por Vida Útil, Resistência a Intempéries, Guidão Ergonômico, Conforto do banco e
Resistência mecânica, que receberam valor de 1,2 no argumento de vendas, também
podendo ser um atrativo para o marketing do serviço. O outro requisito, que no caso
foi somente o de Não enferrujar rápido, foi definido apenas como exigência básica dos
consumidores, sem grande importância perante aos outros requisitos.
Por fim, através da multiplicação dos valores do “grau de importância”, “índice
de melhoria” e “argumento de venda”, foi calculado o peso absoluto de cada requisito,
e após a obtenção deste peso absoluto, com a divisão destes valores pela soma de
todos os pesos absolutos, resultaram-se os valores dos respectivos pesos relativos,
que estão demonstrados na Matriz QFD.
Com a matriz QFD finalizada, foi feita uma análise de forma geral a fim de
verificar quais requisitos que possuem maior exigência dos clientes da nossa empresa,
sendo estes: Resistência mecânica, que obteve o maior peso relativo de 14%, seguido
de Vida útil, Resistência a intempéries e Freios bem regulados, que obtiveram o peso
relativo de 13%.
De acordo com essas exigências, nossa empresa deve procurar readequação
em alguns processos de fabricação, através de maiores investimentos em matéria-
prima, equipamentos e funcionários qualificados, assim como a incorporação de
valores de qualidade em todos os processos da empresa, entre eles sugere-se o da
“melhoria contínua” e “5S”, proporcionando melhor ambiente de trabalho, melhores
produtos e atendimento, garantindo assim, maior qualidade e satisfação dos clientes
com nossa empresa.