Número 183

Sessões: 28 e 29 de janeiro de 2014
Este Informativo, elaborado a partir das deliberações tomadas pelo Tribunal nas sessões de julgamento das
Câmaras e do Plenário, contém resumos de algumas decisões proferidas nas datas acima indicadas, relativas
a licitações e contratos, e tem por finalidade facilitar o acompanamento, pelo leitor, dos aspectos relevantes
!ue envolvem o tema" # seleç$o das decisões !ue constam do Informativo é feita pela %ecretaria das %essões,
levando em consideraç$o ao menos um dos seguintes fatores& ineditismo da deliberaç$o, discuss$o no
colegiado ou reiteraç$o de entendimento importante" 's resumos apresentados no Informativo n$o s$o
reposit(rios oficiais de jurisprud)ncia" Para aprofundamento, o leitor pode acessar o inteiro teor da
deliberaç$o, bastando clicar no n*mero do #c(rd$o +ou pressione a tecla CT,- e, simultaneamente, cli!ue
no n*mero do #c(rd$o."
SUMÁRIO
Plenrio
/" ' regime jur0dico1administrativo a !ue est$o sujeitos os particulares contratantes com a #dministraç$o n$o
les dá direito ad!uirido 2 manutenç$o de erros observados nas composições de preços unitários,
precipuamente !uando em ra3$o de tais falas estiver ocorrendo o pagamento de serviços acima dos custos
necessários e realmente incorridos para a sua reali3aç$o"
4" 5 obrigat(ria, nas licitações cujo objeto seja divis0vel, a adjudicaç$o por item e n$o por preço global, de
forma a permitir uma maior participaç$o de licitantes !ue, embora n$o dispondo de capacidade para o
fornecimento da totalidade do objeto, possam fa3)1lo com relaç$o a itens ou unidades aut6nomas"
7" # adoç$o de critério de julgamento distinto da!ueles constantes no edital, ainda !ue pr(prio das rotinas do
Comprasnet, macula o certame"
P!"NÁRIO
1# O re$ime j%r&di'o(adminis)ra)i*o a +%e es),o s%jei)os os -ar)i'%lares 'on)ra)an)es 'om a
.dminis)ra/,o n,o l0es d direi)o ad+%irido 1 man%)en/,o de erros o2ser*ados nas 'om-osi/ões de
-re/os %ni)rios3 -re'i-%amen)e +%ando em ra4,o de )ais 5al0as es)i*er o'orrendo o -a$amen)o de
ser*i/os a'ima dos '%s)os ne'essrios e realmen)e in'orridos -ara a s%a reali4a/,o#
Embargos de 8eclaraç$o apontaram omiss$o e contradiç$o em decis$o !ue determinara ao 8epartamento
9acional de Infraestrutura de Transportes +89IT. a repactuaç$o de contrato para e:ecuç$o de obras de
restauraç$o de rodovias, bem como a devoluç$o de valores pagos a maior" ' recorrente alegara, em s0ntese,
!ue ;não era cabível a retroação da tabela Sicro para alcançar atos já praticados, consoante o princípio da
segurança jurídica e o entendimento jurisprudencial consolidado desta Corte de Contas ... ;" #legara ainda
!ue ;os serviços relativos aos referenciais modificados já haviam sido executados, sendo incabível a
correção determinada ..";, e !ue o preço oferecido pela contratada baseou1se ;nos referenciais disponíveis à
poca;" ' relator entendeu n$o aver a omiss$o e a contradiç$o alegadas, destacando entendimento
consubstanciado no #c(rd$o 77<7=4>/71Plenário, de sua relatoria& ;""" não há !ue se falar em violação do
princípio da segurança jurídica em face da contratação com sobrepreço. Constatada a sua presença no
ajuste, o controle deve incidir para promover a ade!uação necessária. Sendo materiali"ado o
enri!uecimento sem causa da contratada, a saída a devolução dos valores pactuados em excesso,
conforme jurisprud#ncia desta Corte $%c&rdãos '()*+),-./C0.1lenário, +.)23*+))4./C0.1lenário e
,.(2(*+))4./C0.1lenário e 5ecisão 24)*+)))./C0.1lenário67. 'bservou !ue, no caso concreto, n$o se
trata de ;aplicação retroativa de nova composição de custo unitário;, mas sim de ;mera correção de
composição vigente, cuja aplicação aos contratos em andamento tem como objetivo evitar o enri!uecimento
sem causa do particular em detrimento da %dministração, nos termos dos princípios da boa.f contratual e
probidade administrativa;" Por fim, ressaltou !ue ;o regime jurídico.administrativo a !ue estão sujeitos os
particulares contratantes com a %dministração não lhes dá direito ad!uirido à manutenção de erros
observados nas composiç8es de preços unitários, precipuamente !uando em ra"ão de tais falhas estiver
ocorrendo o pagamento de serviços acima dos custos necessários e realmente incorridos para a sua
reali"ação;" ' Tribunal, ao acoler a proposta do relator, negou provimento ao recurso" Acórdão 117/2014-
Plenário, TC 004.993/2011-3, relator Ministro en!a"in #$"ler, 29.1.2014.
2# 6 o2ri$a)7ria3 nas li'i)a/ões '%jo o2je)o seja di*is&*el3 a adj%di'a/,o -or i)em e n,o -or -re/o $lo2al3
de 5orma a -ermi)ir %ma maior -ar)i'i-a/,o de li'i)an)es +%e3 em2ora n,o dis-ondo de 'a-a'idade
-ara o 5orne'imen)o da )o)alidade do o2je)o3 -ossam 5a48(lo 'om rela/,o a i)ens o% %nidades
a%)9nomas#
,epresentaç$o relativa a preg$o eletr6nico promovido pelo ?ospital @ederal dos %ervidores do Estado
+?@%E., para a!uisiç$o de insumos para serviço de cirurgia bariátrica por meio de sistema de registro de
preços, apontara, dentre outras irregularidades, a ;inobserv9ncia do art. ,', inciso :;, e art. +-, <,=, da >ei
4.222*,33-, em ra"ão do agrupamento de diversos itens em apenas um lote;" ,eali3adas as oitivas
regimentais e a suspens$o cautelar do certame, o relator observou !ue ;o agrupamento de alguns itens no
mesmo lote mostra.se pertinente, por exemplo, para os itens ,, + e - $grampeador cir?rgico, grampos para
tecido normal e grampos para tecido vascular6@ e itens A, ', 2, ( e 4 $trocater descartável de 'mm, c9nula
para trocater de ' mm, trocater descartável de ,,mm, trocater descartável de ,+ mm e c9nula para trocater
de ,+ mm6. 5esse modo, conforme a nature"a, os itens poderiam ser divididos, a princípio, em pelo menos
tr#s lotes distintos;" ,essaltou, contudo, !ue a entidade n$o apresentou ;justificativas tcnicas ra"oáveis
para !ue os materiais !ue comp8em os nove itens sejam licitados em um ?nico lote;" Em relaç$o ao aspecto
competitivo, registrou !ue a modelagem da licitaç$o em lote *nico permitiu a participaç$o de apenas duas
licitantes " #lém disso, ;foram identificadas outras licitaç8es reali"adas por &rgãos p?blicos !ue obtiveram
preços pr&ximos a ,*- do valor obtido no pregão em !uestão para os itens , a - e at +2B menor para o
item 3;" #o concluir !ue a aus)ncia de competitividade no certame n$o permitiu a seleç$o da melor
proposta, destacou !ue ;a jurisprud#ncia desta Corte pacífica no sentido de !ue obrigat&ria, nas
licitaç8es cujo objeto seja divisível, a adjudicação por item e não por preço global, de forma a permitir uma
maior participação de licitantes !ue, embora não dispondo de capacidade para o fornecimento da
totalidade do objeto, possam fa"#. lo com relação a itens ou unidades autCnomas;" ' Tribunal, ao acoler a
proposta do relator, julgou parcialmente procedente a ,epresentaç$o e fi:ou pra3o para a anulaç$o do
certame" Acórdão 122/2014-Plenário, TC 031.937/2013-%, relator Ministro en!a"in #$"ler, 29.1.2014.
3# . ado/,o de 'ri):rio de j%l$amen)o dis)in)o da+%eles 'ons)an)es no edi)al3 ainda +%e -r7-rio das
ro)inas do ;om-rasne)3 ma'%la o 'er)ame#
#gravo interposto por sociedade empresária, em processo de ,epresentaç$o, contestou despaco concessivo
de medida cautelar para obstar o in0cio da e:ecuç$o de eventual contrato derivado de preg$o eletr6nico
condu3ido pelo Tribunal ,egional Eleitoral do Estado do ,io Arande do 9orte +T,E=,9., destinado 2
contrataç$o de serviços de rede de comunicaç$o multim0dia para interligaç$o dos cart(rios eleitorais e de
outras unidades da Bustiça Eleitoral 2 sede do Tribunal" # medida acautelat(ria fora motivada, dentre outros
aspectos, por alteraç$o do critério de julgamento das propostas no momento dos lances" %obre esse aspecto,
apontou o relator !ue Da alteração do critrio de julgamento das propostas dos licitantes no momento dos
lances não se reveste em impropriedade formal, sendo indício grave o bastante para embasar a medida
adotada e provocar o exame mais acurado do certame7" ,elembrou o relator !ue o edital consignara !ue o
julgamento adotaria o critério de Dmenor preço unitário por lote7, declarando1se vencedora Da!uela !ue
apresentar o menor preço por lote7" E !ue, provocado pela representante, o pregoeiro esclarecera !ue Do
critrio seria a Emenor soma de todos os preços unitários de determinado loteF7. 9o entanto, constatado !ue
o sistema Comprasnet n$o permitiria a utili3aç$o do critério adotado no edital C admitindo apenas o Dmenor
preço global do loteE C, inclinou1se o pregoeiro pela revogaç$o do certame" # 8iretora1Aeral do T,E=,9,
contudo, decidiu pelo prosseguimento do preg$o" #nalisando o mérito, consignou o relator !ue Dainda !ue a
agravante possa ter ra"ão !uanto a eventual aus#ncia de dubiedade na presença da palavra EunitárioF no
subitem 2., do edital, o esclarecimento do pregoeiro concedeu ao fato outra dimensão7" Em tais condições,
o relator entendeu !ue Dao concreti"ar o julgamento pelo critrio disponibili"ado pelo Comprasnet,
diferente da!uele constante no edital e reforçado pelo pregoeiro, o certame foi maculado7 e !ue tal alteraç$o
Defetivamente afetou o resultado da licitação7" 9esse sentido, n$o afastados o fumus boni iuris e o
periculum in mora motivadores da cautelar concedida, o Plenário acatou a proposta da relatoria, negando
provimento ao #gravo e adotando as demais medidas destinadas ao saneamento dos autos" Acórdão
130/2014-Plenário, TC 031.114/2013-0, relator Ministro &os' &or(e, 29.1.2014.
4
)la*ora+ão, -ecretaria das
-ess.es
Contato, in/o!0ris1tc0.(o2.*r
7