O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também

tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai e com
seu Filho Jesus Cristo. Estas coisas vos escrevemos, para que o
vosso gozo se cumpra. as, se an!armos na luz, como ele na luz
est", temos comunhão uns com os outros, e o sangue !e Jesus
Cristo, seu Filho, nos puri#ca !e to!o peca!o. $ JO%O $.&,',(
)ele *Jesus+, estava a vi!a *zoé+ e a vi!a *zoé+ era a luz !os
homens. JO%O $.'
),s sabemos que passamos !a morte para a vi!a, porque amamos
os irmãos; quem não ama a seu irmão permanece na morte.
-ualquer que aborrece a seu irmão é homici!a. E v,s sabeis que
nenhum homici!a tem permanente nele a vi!a eterna. $ JO%O
&.$',$.
O amor ag/enta muito e é paciente e bon!oso; o amor nunca é
inve0oso nem transbor!a em ci1mes 2erventes *...+ $ CO34)56O7
$&.'
O amor *...+ não se u2ana, não se ensoberbece, não 2az e8ibi9:es !e
altivez. )ão é vão ; arrogante e insu<a!o !e orgulho; não é gros;
seiro, nem ru!e, nem se con!uz inconvenientemente *...+ $
CO34)56O7 $&.',.
*...+ o amor *o amor !e =eus em n,s+ não insiste nos seus pr,prios
!ireitos nem na sua pr,pria vonta!e, porque não procura os seus
pr,prios interesses *...+ $ CO34)56O7 $&..
O amor *...+ não é melin!roso, não se e8aspera nem #ca ressenti!o;
não leva em conta o mal2eito contra ele *não presta aten9ão >
in0usti9a que so2re+. $ CO34)56O7 $&.. ?@AB
O amor *...+ não se alegra com a in0usti9a e com a imorali!a!e, mas
regozi0a;se quan!o a reti!ão e a ver!a!e prevalecem. O amor
persevera no meio !e to!as as coisas que aparecem, e est" sempre
!isposto a crer no melhor a respeito !e to!as as pessoas *...+ $
CO34)56O7 $&.C,( ?@AB
*...+ as esperan9as *!o amor+ não 2altam em nenhuma
circunstDncia, e ele suporta tu!o *sem en2raquecer+. O amor nunca
2alha *nunca vai apagan!o;se, nem se torna obsoleto, nem chega
ao #m+... $ CO34)56O7 $&.(,E ?@AB
E, !espo0an!o os principa!os e potesta!es, os e8pFs publicamente
e !eles triun2ou em si mesmo. COGO77E)7E7 H.$.
Eis aI vos !ei autori!a!e para pisar!es serpentes e escorpi:es e
sobre to!o o po!er !o inimigo, e na!a, absolutamente, vos causar"
!ano. GJC@7 $K.$L ?@3@B
7e v,s estiver!es em mim, e as minhas palavras estiverem em v,s,
pe!ireis tu!o o que quiser!es, e vos ser" 2eito. )isto é glori#ca!o
meu PaiM que !eis muito 2ruto; e assim sereis meus !iscIpulos. JO%O
$..(,E
)isto to!os conhecerão que sois meus !iscIpulos, se vos amar!es
uns aos outros. JO%O $&.&.
Porque =eus não nos !eu o espIrito !e temor, mas !e 2ortaleza, e
!e amor, e !e mo!era9ão. H 56N5EO $.(
@ morte e a vi!a estão no po!er !a lIngua; e aquele que a ama
comer" !o seu 2ruto. P3OOP3A6O7 $E.H$
Favo !e mel são as palavras suavesM !oces para a alma e sa1!e
para os ossos. P3OOP3A6O7 $C.H'
J" estou cruci#ca!o com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive
em mim; e a vi!a que agora vivo na carne vivo;a na 2é !o Filho !e
=eus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim. QRG@5@7
H.HK
@ssim que, se alguém est" em Cristo, nova criatura éM as coisas
velhas 0" passaram; eis que tu!o se 2ez novo. H CO34)56O7 ..$(
=ese0ai a2etuosamente, como meninos novamente nasci!os, o leite
racional, não 2alsi#ca!o, para que, por ele, va!es crescen!o. $
PE=3O H.H
7e con2essarmos os nossos peca!os, ele é #el e 0usto para nos
per!oar os peca!os e nos puri#car !e to!a in0usti9a ?$ Jo $.LB
@ntes, sub0ugo o meu corpo e o re!uzo > servi!ão, para que,
pregan!o aos outros, eu mesmo não venha !e alguma maneira a
#car reprova!o. $ CO34)56O7 L.H(
E aconteceu que, quan!o eles uni2ormemente tocavam as
trombetas, e cantavam, para 2azerem ouvir uma s, voz, ben!izen!o
e louvan!o ao 7E)SO3; e levantan!o eles a voz com trombetas,
cImbalos, e outros instrumentos musicais, e louvan!o ao 7E)SO3,
!izen!oM Porque ele é bom, porque a sua benigni!a!e !ura para
sempre, então a casa se encheu !e uma nuvem, a saber, a casa !o
7E)SO3;E os sacer!otes não po!iam permanecer em pé, para
ministrar, por causa !a nuvem; porque a gl,ria !o 7E)SO3 encheu
a casa !e =eus.H CrFnicas .M$&,$'
@ palavra !e Cristo habite em v,s abun!antemente, em to!a a
sabe!oria, ensinan!o;vos e a!moestan!o;vos uns aos outros, com
salmos, hinos e cDnticos espirituais, cantan!o ao 7enhor com gra9a
em vosso cora9ão.Colossenses &M$C
Por isso, não !es2alecemos; mas, ain!a que o nosso homem
e8terior se corrompa, o interior, contu!o, se renova !e !ia em !ia.
H CO34)56O7 '.$C
O 7E)SO3, tu és o meu =eus; e8altar;te;ei, e louvarei o teu nome,
porque #zeste maravilhas; os teus conselhos antigos são ver!a!e e
#rmeza.6saIas H.M$
O en2eite !elas não se0a o e8terior, no 2risa!o !os cabelos, no uso
!e 0,ias !e ouro, na compostura !e vestes, mas o homem
encoberto no cora9ão, no incorruptIvel tra0o !e um espIrito manso
e quieto, que é precioso !iante !e =eus. $ PE=3O &.&,'
Provérbios 8:17 Eu amo aos que me amam, e os que cedo me buscarem, me acharão.
Salmos 127:2 Inúil vos ser! levanar de madru"ada, re#ousar arde, comer o #ão de
dores, #ois assim d! ele aos seus amados o sono.
$oão %:&7 'ssim como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo #elo Pai, assim, quem de
mim se alimena, ambém viver! #or mim.
Jr31;3 Há muito que o SENHOR me apareceu, dizendo: Porquanto com amor
eterno te amei, por isso com beninidade te atra!"
(eueronomio18
) * +uando enrares na erra que o SE,-./ eu (eus e der, não a#render!s a 0a1er
con0orme as abomina23es daquelas na23es. 14 Enre i não se achar! quem 0a2a #assar
#elo 0o"o a seu 0ilho ou a sua 0ilha, nem adivinhador, nem #ro"nosicador, nem
a"oureiro, nem 0eiiceiro5 11 ,em encanador, nem quem consule a um es#6rio
adivinhador, nem m!"ico, nem quem consule os moros5 12 Pois odo aquele que 0a1 al
coisa é abomina2ão ao SE,-./5 e #or esas abomina23es o SE,-./ eu (eus os
lan2a 0ora de diane de i.
Salmos 112.7 ,ão emer! maus rumores5 o seu cora2ão es! 0irme, con0iando no
SE,-./.
Sa#mos $%
1
* 7Salmo de (avi #ara o músico8mor9 Es#erei com #aci:ncia no SE,-./, e ele se
inclinou #ara mim, e ouviu o meu clamor.
2
;irou8me dum la"o horr6vel, dum charco de lodo, #<s os meus #és sobre uma rocha,
0irmou os meus #assos.
$oão 1&:1= ,in"uém em maior amor do que ese, de dar al"uém a sua vida #elos seus
ami"os.
@pocalipse $H.$$
$$. E eles venceram pelo 7@)QJE =O CO3=E63O, e pela palavra !o
seu testemunho, e não amaram as suas vi!as até a morte.
T7aben!o que não 2oi com coisas corruptIveis, como prata ou ouro,
que 2ostes resgata!os !a vossa vã maneira !e viver que por
tra!i9ão recebestes !os vossos pais, mas com o P3EC6O7O 7@)QJE
=E C3675O, como um cor!eiro imacula!o e incontamina!o ...U ?$
Pe!ro $.$E;$LB.
Provérbios 11 >ilho meu, não re?eies a corre2ão do SE,-./, nem e eno?es da sua
re#reensão. 12 Porque o SE,-./ re#reende aquele a quem ama, assim como o #ai ao
0ilho a quem quer bem.