EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA...

VARA CÍVEL DO FORO DA
COMARCA DE VOLTA REDONDA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
SÉRGIO..., nacionalia!..., !"#ao ci$il...,
%&o'i""(o..., %o&#ao& a c)*la ! i!n#ia! RG n.+..., in"c&i#o no C,F-MF "o. o n.+...,
&!"i!n#! ! o/iciliao na &*a..., .ai&&o..., cia! ! Vol#a R!ona, no !"#ao o Rio !
Jan!i&o, %o& in#!&/)io ! "!* a$o0ao 1in"#&*/!n#o ! /ana#o an!2o3, co/ !n!&!4o
%&o'i""ional na &*a..., .ai&&o..., cia!..., on! &!c!.! in#i/a45!", $!/, &!"%!i#o"a/!n#!, 6
%&!"!n4a ! Vo""a E2c!l7ncia, %&o%o& A89O CAUTELAR DE ANULA89O DE ,ROTESTO
COM
,EDIDO LIMINAR, co/ '*na/!n#o no" a&#i0o" :;< ! <=>, a/.o" o C?i0o ! ,&oc!""o Ci$il,
!/ !"'a$o& ! ALFA, %!""oa @*&Aica ! i&!i#o %&i$ao, in"c&i#a no CN,J-MF..., "o. o n.+ ...,
co/ "!! na &*a..., .ai&&o..., cia! ! S(o ,a*lo, no !"#ao ! S(o ,a*lo, %!la" &aB5!" ! 'a#o
! ! i&!i#o C*! %a""o a !2%o&D
I- FORO COMPETENTE
A presente ação discute questões que mostram conexão com re!ação de
consumo" portanto# inicia!mente# para $usti%car a esco!&a desse 'oro para
apreci(-!a e dirimir a questão apresentada# o Autor in)oca o dispositi)o
constante do C*di+o espec,%co dos -ireitos do Consumidor ./0 102314526# onde
se estampa a possi7i!idade de propositura de ação $udicia! no domic,!io do
autor .art0 828# I60 A!9m do mais# tem-se que e)entuais contratos# ainda que
t(citos# de prestação de ser)iços e4ou de consumo# )incu!am-se# de uma 'orma
ou de outra# : exist;ncia de <re!ação de consumo=# como no presente caso
tra>ido : 7ai!a0
II- -O? FATO?
O Autor# c!iente da empresa R9# 'oi comunicado pe!a empresa de te!e'onia em
questão# que sua 'atura# )encida no m;s de $u!&o de @288# consta)a em a7erto
e# caso não pa+asse o )a!or correspondente# no tota! de RA 3B5#22# no pra>o
de 8C dias ap*s o rece7imento da comunicação# seu nome seria !ançado nos
cadastros dos *r+ãos de proteção ao cr9dito0
?urpreso com a co7rança# o ?r0 ?9r+io consu!tou a documentação pertinente ao
ser)iço uti!i>ado# $( que tin&a certe>a do pa+amento e encontrou o
compro)ante de pa+amento da 'atura supostamente em a7erto0
Imediatamente# en)iando-a )ia 'ax para a empresa A!'a a %m de dirimir o
pro7!ema0
?ucede# entretanto# que# ao tentar concreti>ar a compra do tão son&ado
autom*)e!# mediante %nanciamento a!+uns dias depois# )iu 'rustrado o
ne+*cio# ante a in'ormação de que o cr9dito !&e 'ora ne+ado# uma )e> que seu
nome esta)a inscrito nos cadastros de maus pa+adores pe!a empresa A!'a# em
)irtude de d97ito )encido em $u!&o de @288# no )a!or de RA 3B5#220
O7ser)a-se# portanto# que a empresa R9# não adota crit9rios s9rios de contro!e
para suas co7ranças# e muito menos preocupa-se em 'a>er re+istrar os nomes
de seus c!ientes4consumidores nos *r+ãos de restrição de cr9dito# como assim
'e> com o Autor0
II6 -O -IREITO
A reparação que o7ri+a o o'ensor a pa+ar e permite ao o'endido rece7er 9
princ,pio de $ustiça# com 'eição# punição e recompensa# dentro do princ,pio
$ur,dico uni)ersa! que adote que nin+u9m de)e !esar nin+u9m# o que os
romanos consu7stanciar( no a'orismo do no !aedere0
Aque!e que# por ação ou omissão )o!unt(ria# ne+!i+;ncia# ou imprud;ncia#
)io!ar direito# ou causar pre$u,>o a outrem# %ca o7ri+ado a reparar o dano0
Portanto# se+undo o art0 @3D ou BE8 do CPC ou 1B FD do C-C no que tan+e a
antecipação de tute!a quanto a o7ri+ação de 'a>er se 'a> necess(ria para
de)o!)er o cr9dito ao R9u# que in$ustamente !&e 'oi retirado0
Todo e qua!quer dano causado : a!+u9m ou ao seu patrimGnio# de)e ser
indeni>ado# de ta! o7ri+ação não se exc!uindo o mais importante de!es# que 9 o
dano mora!# que de)e automaticamente ser !e)ado em conta0 .H0R0 /imon+i
França# Iurisprud;ncia da Responsa7i!idade Ci)i!# Ed0 RT# 851160
O art0 CJ# da Constituição Federa! do Krasi!# diri+e-se : tute!a dos direitos e aos
de)eres indi)iduais co!eti)os# no seu inciso HL
Asse+ura o direito de resposta proporciona! ao a+ra)o# a!9m da indeni>ação
por dano materia! ou mora! ou : ima+em0
E# ainda# seu inciso M asse+ura queL
?ão in)io!()eis a intimidade# a )ida pri)ada# a &onra e a ima+em das pessoas#
asse+urando o direito : indeni>ação pe!o dano materia! ou mora! decorrente de
sua !ocação0
Nesse contexto $ur,dico# t;m-se ar+umentos dentro da !*+ica do ra>o()e! e
)o!tados para as rea!idades &umanas que en)o!)em as condutas em sociedade#
a e!e)ação a n,)e! constituciona! do mandamento da indeni>ação por dano
puramente mora! por o'ensa aos 7ens e )a!ores imateriais que estruturam os
direitos da persona!idade0 Como )ersa os Arts0 88# 8@# e 5@3 do CC42D ou EJ# HI
do C-C0
A $urisprud;ncia tem mantido o se+uinte posicionamentoL
Responsa7i!idade Ci)i! - -ano Mora! - Aponte do nome no ?PC0
Indeni>ação0 Restrição ao cr9dito e da mora!0 ?er)iço de Proteção ao Cr9dito -
O direito : moderada indeni>ação# de )a!or estimado pe!o $u!+ador# o
comprador que )a!endo-se de credi(rio e tendo !iquidado pontua!mente as
prestações de)idas# tem seu nome# por erro da )endedora# inde)idamente
anotado no ?er)iço de Proteção ao Cr9dito .?PC60 O pre$u,>o# tanto mora! como
econGmico# decorre e)idente de ta! de)ida comunicação a entidade que tem
o7$eti)o exatamente a!ertar as %!iadas quanto aos consumidores cu$os nomes
'oram anotados# no sentido que !&es se$a ne+ado cr9dito0 Nma condenação
moderada# : 'a!ta de compro)ação do montante exato dos pre$u,>os so'ridos#
ser)e tam79m como ad)ert;ncia no sentido de que ta! expediente se$a# para
7ene',cio das pr*prias empresas e do pO7!ico em +era!# uti!i>ado a maior
caute!a0 .Ac0 un0 da DP C0 Ci)0 do TI RI - Ac @0333413 - Re!0 -es0 Pau!o Pinto -
ApteL Martin Q Macie!" ApdoL A7da!a Reide - -I RI @8028011# p0 5E - ementa
o%cia!60
Responsa7i!idade Ci)i! - Cadastro Ne+ati)o no ?PC - Ne+!i+;ncia
Ação de reparação de danos0 Cadastro ne+ati)o no ?PC0 - A empresa que !e)a
o nome de c!iente ao cadastro ne+ati)o do ?PC imputando-!&e a 'ama de mau
pa+ador# a que $( de)idamente pa+as as prestações# a tanto autori>aram# atua
com ne+!i+;ncia# sem dO)ida# tornando-se passi)a de reparar os pre$u,>os
causados# Sex )iS da re+ra escrita no art0 8C5# do C*di+o Ci)i!0 .Ac0 un0 da @P C0
Ci)0 do TI CE - Ac @80@11 - Re!0 -es0 ?tenio /eite /in&ares - $0 21021052 - ApteL
Came!o Ri7eiro Q Cia /tda" ApdoL Francisco ATres Uuinte!a - -I CE 28082052# p0
2B - ementa o%cia!60
III6 -O PE-I-O
Requer-se a condenação da requerida : indeni>ação do requerente# pe!os
danos causados pe!a restrição ao cr9dito" e ainda# os danos morais apurado o
quantum pe!a !iquidação da sentença# em re+ra por ar7itramento" e por
exceção# na 'orma do C*di+o de Processo0 A!9m da concessão initio !itis de
antecipação de tute!a para exc!uir seu nome dos cadastros de inadimp!ente#
so7 pena de mu!ta0
Fina!mente# a ap!icação do disposto art0 @2# do C*di+o de Processo Ci)i!# com o
pa+amento pe!o requerido das custas e &onor(rios ad)ocat,cios0
a6 Requer a concessão initio !itis de antecipação de tute!a para exc!uir seu
nome dos cadastros de inadimp!ente# so7 pena de mu!ta0
76 Requer a citação da requerida# Empresa de Te!e'onia A!'a# por seu
representante !e+a!# para con&ecimento dos termos desta inicia!# o'ertando a
sua de'esa ora! ou escrita# so7 pena de re)e!ia# de)endo comparecer :
audi;ncia de instrução e $u!+amento"
c6 Requer a antecipação de tute!a0
d6 Requer uma dec!aração de inexist;ncia de d97ito0
e6 Requer a condenação do R9u a pa+ar indeni>ação por danos morais0
'6 Requer a condenação do R9u a pa+ar custas processuais e &onor(rios
ad)ocat,cios0
A!9m da pro)a documenta! $( produ>ida em anexo# o requerente protesta por
todas as pro)as admitidas em direito que se %>erem necess(rias0
-(-se : causa o )a!or de RA D0222#220
Termos em que#
Pede -e'erimento0
Ho!ta Redonda V RI# 2B de setem7ro de @28D0
WWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWW
Xusta)o A0 /0 -0 F0 Ma>>ocato OAK .xxx6
Anexo I
PROCNRAYZO A- IN-ICIA
ONTORXANTEL ?9r+io# 7rasi!eiro# promotor de )endas# so!teiro# portador da
Carteira de Identidade nJ .xxx6# inscrito no CPF so7 o nJ .xxx6# residente e
domici!iado : Rua .xxx6# nJ .xxx6# Kairro .xxx6# Cidade Ho!ta Redonda# CEP0
.xxx6# no Estado do Rio de Ianeiro# nomeia e constitui como seu procurador o
ad)o+ado"
ONTORXA-OL Xusta)o A0 /0 -0 F0 Ma>>ocato# inscrito na Ordem dos Ad)o+ados
do Krasi! so7 o nJ .xxx6# ?eção do Estado .xxx6# ?u7seção .xxx6# com escrit*rio
pro%ssiona! situado na Rua .xxx6# Kairro .xxx6# cidade de No)o [am7ur+o - R?#
Cepa0 .xxx60
PO-ERE?L outor+ando-!&e amp!os poderes# inerentes ao 7om e %e!
cumprimento deste mandato# 7em como para o 'oro em +era!# con'orme
esta7e!ecido no arti+o D1 do C*di+o de Processo Ci)i!# e os especiais para
transi+ir# 'a>er acordo# %rmar compromisso# su7sta7e!ecer# renunciar# desistir#
recon&ecer a proced;ncia do pedido# rece7er intimações# rece7er e dar
quitação# praticar todos os atos perante repartições pO7!icas Federais#
Estaduais e Municipais# e *r+ãos da administração pO7!ica direta e indireta#
praticar quaisquer atos perante particu!ares ou empresas pri)adas# recorrer a
quaisquer inst\ncias e tri7unais# podendo atuar em con$unto ou
separadamente# dando tudo por 7om e )a!ioso# com %m espec,%co para# propor
AYZO IN-ENI]AT^RIA CNMN/A-A COM OKRIXAYZO -E FA]ER E -EC/ARAYZO
-E INEMI?T_NCIA -E -`KITO COM ANTECIPAYZO -E TNTE/A em 'ace da
Te!e'onia A!'a0
Ho!ta Redonda V RI# 2B de setem7ro de @28D0
WWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWW
?r0 ?9r+io
Anexo II
Compro)ante de pa+amento da 'atura no m;s de $u!&o de @288# da empresa de
te!e'onia A!'a0