DOZE ATITUDES

IMPORTANTES PARA
O LÍDER
DOZE ATITUDES IMPORTANTES PARA O LÍDER

Texto João 17
1. João 17.4 – Glorificar a Deus. Como? Consumando a obra que Deus nos
confiou. Estamos aqui para cumprir o nosso chamado e devemos glorificar a Deus.
2. João 17.6a - Manifestar o poder do nome de Jesus. Devemos manifestar o
nome de Jesus e não as nossas próprias habilidades. Quando manifestamos o nome dEle
vamos passar vida. Toda a nossa força está no nome de Jesus. Devemos tomar cuidado
para não estarmos procurando glória para nosso nome. Nosso ego gosta disso (Ninguém
vai querer ser nossos discípulos se não manifestarmos o poder do nome de Jesus).
3. João 17.6b – Não sermos possessivos. Princípio de mordomia. As ovelhas são
do Senhor. Deus nos confiou essas ovelhas para cuidarmos bem delas. Devemos levá-
las a guardar a palavra de Jesus. Devemos sempre confrontar com muito amor todas as
pessoas. O segredo é sempre querer recuperar cada pessoa. Todo pastor tem seus
espinhos na carne ( os Corés, ovelhas difíceis). Devemos tratá-los com amor.
4. João 17. 7 e 8 – Ser dependente de Deus. Devemos demonstrar que toda
virtude vem de Deus. Todos os nossos discípulos devem ter essa mentalidade, que é
buscando a Deus que crescemos (Jesus ensina-nos a orar).
5. João 17. 9 – Prioridade de oração. Jesus sabia que se Ele não orasse por
aqueles que Deus já tinha dado a Ele, Deus jamais confiaria o mundo a Ele. Prioridade
de oração: novas ovelhas, velar pelas almas confiadas a nós em oração.
6. João 17. 12 - Não perder nenhum. Isso não é ser possessivo. Se tivermos com
a motivação correta de edificar o reino de Deus, não é errado (Jesus fez uma oração de
prestação de contas). Função tríplice do pastor: “Estar com eles, guardá-los e protegê-
los”. Resultado - “Nenhum deles se perdeu”.
7. João 17. 15 – Devemos aplicar fé pelos nossos liderados para Deus protegê-
los do mal. Às vezes algumas pessoas são tão problemáticas que temos uma tendência
de querermos que Deus os tire do nosso meio. Essa atitude não é de Deus.
1. 8. João 17. 17 – Segredo da santificação. Estribar-se na palavra para santificarmos
nossas ovelhas. A palavra gera santificação. Ajude seu discípulo a crescer através da
palavra.
9. João 17. 18 – Contagiar nossas ovelhas com a paixão pelas almas. Jesus era
um evangelista nato. Não fazia acepção de pessoas. Pobres, ricos, intelectuais, todos
eram abrangidos pelo amor de Jesus. ( Ex. a mulher Samaritana, Nicodemos o fariseu,
Zaqueu o cobrador de impostos…). Jesus foi enviado ao mundo, cheio de amor, paixão,
pronto para pagar qualquer preço, para ganhar alguém. Leve seu discípulo para ver você
comunicando o amor de Deus, pelas almas perdidas.
10. João 17. 19 – Entrar em crise, se santificar para que as ovelhas sejam
santificadas. Só podemos transferir aquilo que estivermos praticando. Você não pode
produzir no seu discípulo o que você ainda não é, na prática. Seja modelo para suas
ovelhas orando, jejuando, meditando na palavra e etc.
11. João 17. 20 – Espírito de fé. Jesus tinha um espírito de fé tão grande, que já
estava orando pelas almas que os discípulos dEle iriam ganhar. Em tudo devemos ter
um espírito de fé. Orar com fé pelas almas que nossas ovelhas irão ganhar.
12. I Ts 2. 5-9 – Oferecer não só o evangelho, mas oferecer nossa vida. Exemplo
do apóstolo Paulo. Depois que Paulo e Barnabé separaram-se, a Bíblia nos dá de
entender que Paulo aprendeu muitas lições, inclusive tornar-se um “Barnabé”. Vamos
amar as ovelhas mesmo quando elas nos mordem, ter uma vida sacrificial por elas. Você
tem que está pronto para dar a sua própria vida por elas. II Co 4. 8-12 O segredo de
produzir vidas nos outros é crucificar o ego; é também o segredo de produzir mais vida
em mim. João 10. 17