AGROECOLOGIA: PROCESSOS ECOLÓGICOS EM AGRICULTURA SUSTENTÁVEL

Gliessman, Stephen R.
O COMPLEXO AMBIENTAL (pág. 329-331)
Capítulos anteriores consideraram as influências isoladas de fatores ambientais
individuais -luz, temperatura, precipitação, vento, solo, umidade do solo, fogo e outros
organismos - sobre as culturas. Embora seja importante entender o impacto que cada um
desses fatores tem por si só, raramente eles agem sozinhos ou de maneira constante sobre
o organismo. Além disso, todos os fatores que foram discutidos como componentes
separados do ambiente também interagem e afetam uns aos outros. Portanto, o ambiente
no qual um organismo individual ocorre precisa ser compreendido como um conjunto
dinâmico, em constante mudança, de todos os fatores ambientais em interação - ou seja,
como um complexo ambiental.
Quando todos os fatores que agem sobre uma planta cultivada são considerados em
conjunto, é possível examinar as características do ambiente que emergem somente pela
interação desses fatores. Essas características - que incluem complexidade,
heterogeneidade e mudança dinâmica - são os principais tópicos deste capítulo. Seu
exame, em termos do impacto sobre a planta cultivada, representa a etapa final da análise
auto-ecológica dos agroecossistemas e nos prepara para o nível sinecológico de análise
que começa no capítulo seguinte.
O ambiente como um complexo de fatores
O ambiente de um organismo pode ser definido como a soma de todas as forças e
fatores externos, tanto bióticos quanto abióticos, que afetam seu crescimento, sua estrutura
e reprodução. Em agroecossistemas, é vital compreender quais fatores neste ambiente - por
sua condição ou nível num dado momento podem estar limitando um organismo, e conhecer
que níveis de determinados fatores são necessários para um ótimo desempenho. O desenho
e manejo de agroecossistemas baseia-se amplamente em tais informações. As bases para
entender isto foram apresentadas nos capítulos anteriores deste livro. Os fatores individuais
foram explorados e diversas opções agrícolas para manejá-Ias foram revisadas. Uma vez
que o ambiente é um complexo de todos esses fatores, toma-se igualmente importante
compreender como cada fator afeta ou é afetado pelos outros, separadamente ou em
combinações complexas que variam no tempo e no espaço. É a complexidade das
interações dos fatores que compõe o ambiente total do organismo.
FATORES DO AMBIENTE
O conceito de um complexo ambiental está apresentado esquematicamente na figura
12.1. Embora as linhas representando as conexões não tenham sido desenhadas, a figura
quer mostrar que há interações entre os próprios fatores, bem como entre cada fator e o
organismo cultivado. Os fatores que compõem o ambiente, discutidos em capítulos
anteriores, estão incluídos, bem como diversos outros. Sendo impossível a divisão precisa
de todo o ambiente nos seus diversos componentes, ou a inclusão de todos os fatores
possíveis, os mostrados na figura 12.1 são simplificados e se sobrepõem. Além disso, cada
fator não tem a mesma importância num determinado momento. Por isto, o tempo não está
relacionado como um fator independente, mas deve ser considerado como o contexto básico
no qual o complexo total dos fatores está em transformação.

umidade e atividade biológica mais altas. As necessidades da cultura são consideradas em termos isolados e. As intervenções podem ser para modificar fatores individuais. ou podem se fazer sentir através de uma seqüência de efeitos em outros fatores. então. maior disponibilidade de nutrientes estavam simultaneamente associadas ao pequeno sombreamento que ocorria. possivelmente. mas o impacto potencial sobre outros fatores também é sempre considerado. em contraste. cada fator é manejado separadamente para alcançar rendimento máximo. e. Como outro exemplo. um composto alelopático liberado pelas raízes de uma cultura pode interagir com o sombreamento. fica claro que seus fatores podem afetar os organismos tanto de forma combinada quanto independentemente. além de outros fatores. freqüentemente é um desafio prever as conseqüências de qualquer modificação isolada no agroecossistema. estresse por falta de umidade. Devido a tais interações. para afetar um organismo. Os fatores podem trabalhar juntos. não apenas no rendimento da cultura.Devido à complexidade do ambiente. as temperaturas mais baixas. herbivoria. e essa combinação de fatores alterou eficazmente as condições para o crescimento das plantas. susceptibilidade a doenças. . para favorecer ou reduzir a eficácia do composto fitotóxico na limitação do crescimento das ervas adventícias em um sistema de cultivo. de forma simultânea e sinérgica. O manejo agroecológico. Neste local de microclima específico. começa com o sistema de produção como um todo e desenha intervenções segundo a maneira com que causarão impacto no sistema como um todo. Uma das debilidades da abordagem agronômica convencional no manejo de agroecossistemas é que ela ignora as interações de fatores e a complexidade ambiental.