PRINCÍPIOS CONTÁBEIS

E
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
E
OPERAÇÕES COM MERCADORIAS
Controle de Estoque
Inventário Permanente: Nesse sistema, o custo das mercadorias
vendidas é apurado no momento da venda. Dessa forma, há
necessidade de se estabelecer mecanismos de controle do estoque,
por tipo de produto, a fim de se possa determinar a qualquer
momento o custo do produto.
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
E como podemos
fazer esse
controle? Há
algum critério já
estabelecido?
Controle de Estoque
Critérios: há diversos critérios para controle permanente do
estoque. Dentre eles, podemos citar: PEPS, UEPS, PREÇO
MÉDIO, CUSTO DE REPOSIÇÃO E PREÇO ESPECÍFICO.
Você poderia
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Você poderia
explicar cada um
deles?
Controle de Estoque
PEPS ou FIFO: é o método no qual se faz o controle dos preços de
compras(custo das compras) na ordem cronológica de forma que,
quando houver venda, o custo será apurado considerando-se os
preços de custo seguindo a ordem das primeiras para as últimas
unidades compradas. Em resumo, o método se baseia na premissa:
primeiro que entra, primeiro que sai.
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
UEPS OU LIFO: é o método no qual se faz o controle dos preços de
compras(custo das compras) também na ordem cronológica de forma
que, quando houver venda, o custo será apurado considerando-se os
preços de custo seguindo a ordem das últimas para as primeiras
unidades compradas. Em resumo, o método se baseia na premissa:
último que entra, primeiro que sai.
Controle de Estoque
MÉDIA PONDERADA MÓVEL OU PREÇO MÉDIO: é o método no
qual se faz o controle dos preços de compras(custo das compras),
baseado na média aritmética dos preços dessas compras,
ponderando-se com as quantidades compradas, ou seja, as
quantidades serão os pesos dos respectivos preços das compras.
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
E por que é
chamada média
móvel?
Porque a média dos custos das compras é
alterada à medida que ocorrem novas
compras com preços diferentes do custo
registrado no estoque.
Controle de Estoque
PREÇO ESPECÍFICO: é o método no qual pode-se efetuar o controle dos
preços das compras por unidade comprada. Para exemplificar, isso ocorre na
compra de veículos e eletrodomésticos. Observe que, nesses casos, é
perfeitamente possível identificar, no momento da venda do produto, seu custo
de compra, pois pode-se verificar o número de série etiquetado no produto.
CUSTO DE REPOSIÇÃO(NIFO): é o método que se baseia na premissa:
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
CUSTO DE REPOSIÇÃO(NIFO): é o método que se baseia na premissa:
próximo a entrar, primeiro a sair. Esse método esbarra na falta de objetividade
de controle dos preços de custos, uma vez que teria que obter informações de
fornecedores no momento de cada venda. Além disso, iria usar preço orçado e
não o preço real de entrada no patrimônio. A idéia de sua implementação seria
a de que, no momento da venda, a empresa obtivesse o preço pelo qual ela
compraria novamente aquele produto e esse preço seria considerado como
custo unitário da venda. Na verdade, quando se puder implementar mais
objetividade pode-se considerar como o método que melhor traduz a situação
do custo.
Controle de Estoque
Ficha de controle de estoque: para implementar o controle permanente
do estoque e, consequentemente, do custo das vendas, será necessário o
uso de fichas de controle para cada tipo de produto da empresa. Veja
abaixo um modelo.
PRODUTO:_____________
MÉTODO:____________
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Data Operação
Entradas Saídas Saldo(estoque)
Quantidade
Valor
Unitário Total Quantidade
Valor
Unitário Total Quantidade
Valor
Unitário Total
Controle de Estoque
Instruções para preenchimento da ficha:
Coluna DATA: nesse campo, deve-se registrar a data da operação relativa
a mercadorias.
Coluna OPERAÇÃO: nesse campo, deve-se registrar o tipo de operação,
tais como: Compras(C), Vendas(V), Devoluções de Compras(DC),
Devoluções de Vendas(DV), Abatimentos(Abat.s/C)) ou
Descontos(Desc.s/C) sobre Compras, Frete(F s/C) sobre compras
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Coluna ENTRADAS: nessa coluna há três campos: quantidade, valor
unitário e total. O campo total deverá ser obtido pelo produto entre a
quantidade e o valor unitário de custo da compra do produto. Aqui devem
ser registradas as compras, as devoluções de compras, os abatimentos e
descontos sobre compras e as despesas acessórias sobre compras, como
é o caso do frete sobre compras.
Coluna SAÍDAS: nessa coluna também há os mesmos três campos como
na coluna ENTRADAS. Portanto, o procedimento é análogo.
Controle de Estoque
Instruções para preenchimento da ficha:
Observações importantes:
1 - Na coluna Saídas, os valores unitários são aqueles do custo do produto.
Assim, no campo total desse coluna, teremos o custo da mercadoria
vendida a cada operação. Portanto, caso queiramos saber o CMV de um
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
vendida a cada operação. Portanto, caso queiramos saber o CMV de um
período, bastará somar o campo Total da coluna Saídas.
2 – Na coluna Saídas, não se deve registrar operações relativas a frete
sobre vendas, abatimentos ou descontos sobre vendas.
Coluna SALDO: Nessa coluna, deve-se registrar o estoque depois de cada
operação relativa a mercadorias. Assim, teremos sempre o valor do estoque
final da data em quantidade e em valores monetários.
Exercício de Aplicação
Nas lâminas seguintes há exercícios sobre controle de estoque
com uso da ficha de controle. O primeiro é apresentado com três
soluções, conforme o método de controle utilizado: PEPS, UEPS
ou PREÇO MÉDIO.
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
E o que devo
fazer?
Procure entender as soluções, de preferência
refazendo o exercício, e, somente depois, e faça os
exercícios seguintes. Mãos à obra.
Controle de Estoque
• 1 - A empresa Onça Maior contabilizou suas compras e vendas
do mês com mercadorias isentas da tributação de ICMS,
utilizando um critério de avaliação de estoque. Dita empresa
apresenta o seguinte resumo de sua ficha de controle de
estoque referente ao mês de maio de 2001:
• estoque inicial 20 unidades a R$ 25,00
• compras a vista 50 unidades a R$ 30,00
• vendas a prazo 40 unidades a R$ 28,00
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• vendas a prazo 40 unidades a R$ 28,00
• compras a prazo 100 unidades a R$ 40,00
• vendas a vista 60 unidades a R$ 38,00
• Podemos dizer que o RCM - Resultado com Mercadorias
(equivalente na DRE – Demonstração do Resultado do
Exercício, ao Resultado Operacional Bruto, sem o PIS –
Faturamento e a COFINS) será que valor?
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - PEPS
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25 500
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - PEPS
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25 500
C 2 50 30 1500
20 25 500
50 30 1500
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - PEPS
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25 500
C 2 50 30 1500
20 25 500
50 30 1500
20 25 500
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
V 3
20 25 500
30 30 900
20 30 600
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - PEPS
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25 500
C 2 50 30 1500
20 25 500
50 30 1500
20 25 500
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
V 3
20 25 500
30 30 900 20 30 600
C 4 100 40 4000
30 30 900
100 40 4000
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - PEPS
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25 500
C 2 50 30 1500
20 25 500
50 30 1500
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
V 3
20 25 500
30 30 900 20 30 600
C 4 100 40 4000
30 30 900
100 40 4000
V 5
30 30 900
70 40 2800 30 40 1200
Resultado com Mercadorias - PEPS
RCM = Vendas – CMV
RCM = 3400 – 3200
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
RCM = 200
Controle de Estoque
• 1 - A empresa Onça Maior contabilizou suas compras e vendas
do mês com mercadorias isentas da tributação de ICMS,
utilizando um critério de avaliação de estoque. Dita empresa
apresenta o seguinte resumo de sua ficha de controle de
estoque referente ao mês de maio de 2001:
• estoque inicial 20 unidades a R$ 25,00
• compras a vista 50 unidades a R$ 30,00
• vendas a prazo 40 unidades a R$ 28,00
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• vendas a prazo 40 unidades a R$ 28,00
• compras a prazo 100 unidades a R$ 40,00
• vendas a vista 60 unidades a R$ 38,00
• Podemos dizer que o RCM - Resultado com Mercadorias
(equivalente na DRE – Demonstração do Resultado do
Exercício, ao Resultado Operacional Bruto, sem o PIS –
Faturamento e a COFINS) será que valor?
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - UEPS
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25 500
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - UEPS
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25 500
C 2 50 30 1500
20 25 500
50 30 1500
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - UEPS
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25 500
C 2 50 30 1500
20 25 500
50 30 1500
V 3 40 30 1200
20 25 500
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
V 3 40 30 1200
20 25 500
10 30 300
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - UEPS
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25 500
C 2 50 30 1500
20 25 500
50 30 1500
V 3 40 30 1200
20 25 500
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
V 3 40 30 1200
10 30 300
C 4 100 40 4000
20 25 500
10 30 300
100 40 4000
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - UEPS
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total
Quant
. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25 500
C 2 50 30 1500
20 25 500
50 30 1500
V 3 40 30 1200
20 25 500
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
V 3 40 30 1200
10 30 300
C 4 100 40 4000
20 25 500
10 30 300
100 40 4000
V 5 60 40 2400
20 25 500
10 30 300
40 40 1600
Resultado com Mercadorias - UEPS
• RCM = VENDAS – CMV
• RCM = 3400 – 3600
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• RCM = -200
Controle de Estoque
• 1 - A empresa Onça Maior contabilizou suas compras e vendas
do mês com mercadorias isentas da tributação de ICMS,
utilizando um critério de avaliação de estoque. Dita empresa
apresenta o seguinte resumo de sua ficha de controle de
estoque referente ao mês de maio de 2001:
• estoque inicial 20 unidades a R$ 25,00
• compras a vista 50 unidades a R$ 30,00
• vendas a prazo 40 unidades a R$ 28,00
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• vendas a prazo 40 unidades a R$ 28,00
• compras a prazo 100 unidades a R$ 40,00
• vendas a vista 60 unidades a R$ 38,00
• Podemos dizer que o RCM - Resultado com Mercadorias
(equivalente na DRE – Demonstração do Resultado do
Exercício, ao Resultado Operacional Bruto, sem o PIS –
Faturamento e a COFINS) será que valor?
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - PM
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25,00 500,00
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - PM
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25,00 500,00
C 2 50 30 1500
70 28,57 2.000,00
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
C 2 50 30 1500
70 28,57 2.000,00
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - PM
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25,00 500,00
C 2 50 30 1500
70 28,57 2.000,00
V 3 40 28,57 1.142,80
30 28,57 857,20
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
V 3 40 28,57 1.142,80
30 28,57 857,20
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - PM
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25,00 500,00
C 2 50 30 1500
70 28,57 2.000,00
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
70 28,57 2.000,00
V 3 40 28,57 1.142,80
30 28,57 857,20
C 4 100 40 4000
130 37,36 4.857,20
Solução do Exercício
Ficha de Controle de Estoque - PM
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
EI 1 20 25,00 500,00
C 2 50 30 1500
70 28,57 2.000,00
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
V 3 40 28,57 1.142,80
30 28,57 857,20
C 4 100 40 4000
130 37,36 4.857,20
V 5 60 37,36 2.241,60
70 37,37 2.615,60
Resultado com Mercadorias – PM
• RCM = VENDAS – CMV
• RCM = 3400 – 3384,40
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• RCM = 15,60
Controle de Estoque - Preço Médio
2 - A Comercial SILPA LTDA comercializa um único artigo
e utiliza o sistema de inventário permanente, média
ponderada móvel, para o controle do estoque. As
operações durante 19X2 foram:
• 01/01 – Inventário Inicial de 15 unidades a R$ 60,00
cada
• 07/03 – Compra de 30 unidades a R$ 90,00 cada
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• 07/03 – Compra de 30 unidades a R$ 90,00 cada
• 10/05 – Venda de 9 unidades a R$ 110,00 cada
• 18/08 – Compra de 12 unidades a R$ 120,00 cada
• 05/12 – Venda de 23 unidades a R$ 150,00 cada.
• Desconsidere o efeito dos impostos nessas operações
e determine o CMV, o estoque final em unidades
monetárias e em quantidade e o RCM.
Controle de Estoque-MÉTODO UEPS
3 - A Comercial SUCESSO LTDA comercializa um único artigo
denominado Produto Alfa e utiliza o sistema de inventário
permanente pelo método UEPS para o controle do estoque. As
operações durante 19X2 foram:
• 01/01 – Inventário Inicial de 15 unidades a R$ 60,00 cada
• 07/03 – Compra de 30 unidades a R$ 90,00 cada
• 08/03 – Pagamento de frete relativo à compra anterior no valor de
R$ 300,00
• 10/04 – Devolução de 10 unidades da compra anterior
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• 10/04 – Devolução de 10 unidades da compra anterior
• 10/05 – Venda de 24 unidades a R$ 110,00 cada
• 15/06 – Devolução de 5 unidades relativas à venda anterior
• 18/08 – Compra de 12 unidades a R$ 120,00 cada
• 25/08 – Abatimento de R$ 20,00 em cada unidade da compra
anterior.
• 05/12 – Venda de 23 unidades a R$ 150,00 cada.
• Determine o CMV, o estoque final em quantidade e em unidades
monetárias e, além disso, determine o RCM.
Controle de Estoque
Ficha de Controle de Estoque
Operação Data
Entradas Saídas Saldo(Estoque)
Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total Quant. V. Unit. Total
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Exercício Exercício --PEPS PEPS
• A Cia. “G” efetuou, durante x9, as seguintes operações com mercadorias :
• O estoque inicial, em 1º-1-x9, constava de 180 unidades adquiridas a $ 90,00 cada
uma;
• 2/1 – Compras de 130 unidades do artigo x, ao preço unitário de $ 100,00 à vista;
• 7/2 – Compras de 260 unidades a $ 125,00 a unidade,a vista;
• 15/3 – Vendas de 270 unidades do mesmo artigo, ao preço unitário de $ 150,00, a
vista;
• 10/6 – Compras de 90 unidades a $ 170,00 cada uma, a prazo;
• 11/6 – Devolução de 20 unidades das 90 adquiridas no dia anterior, por
apresentarem defeito;
• 11/6 – Sobre as restantes 70 unidades, foi obtido um abatimento de $ 5,00 por
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• 11/6 – Sobre as restantes 70 unidades, foi obtido um abatimento de $ 5,00 por
unidade;
• 15/7 – Vendas de 110 unidades a $ 200,00 cada, a vista;
• 25/8 – Compras de 50 unidades pelo total de $ 10.000,00 a vista;
• 25/8 – Pagamento de gastos com transporte da compra anterior, $ 500,00;
• 14/9 – Pagamento da dívida assumida em 10/6, com desconto de $ 50,00;
• 3/10 – Vendas de 230 unidades a vista, pelo total de $ 69.000;
• 4/10 – Da venda anterior são recebidas, em devolução, 50 unidades;
• 4/10 – Sobre as outras unidades vendidas, em 3/10, foi concedido abatimento de $
20,00 por unidade, por apresentarem defeitos.
.
Produto: Método: PEPS
Data operação
Entradas Saídas Saldo
Quant V. Unit Total Quant V. Unit Total Quant V. Unit Total
01/jan EI 180 90 16200
02/jan C 130 100 13000
180 90 16200
130 100 13000
07/fev C 260 125 32500
180 90 16200
130 100 13000
260 125 32500
180 90 16200 40 100 4000
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
15/mar V
180 90 16200 40 100 4000
90 100 9000 260 125 32500
10/jun C 90 170 15300
40 100 4000
260 125 32500
90 170 15300
11/jun DC 20 170 3400,00
40 100 4000
260 125 32500
70 170 11900
11/jun DC 20 170 3400,00
40 100 4000
260 125 32500
70 170 11900
11/jun Abat. 350,00
40 100 4000
260 125 32500
70 165 11550
15/jul V
40 100 4000 190 125 23750
70 125 8750 70 165 11550
25/ago C 50 200 10000
190 125 23750
70 165 11550
50 200 10000
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
25/ago C 50 200 10000 50 200 10000
25/ago F 500
190 125 23750
70 165 11550
50 210 10500
03/out V
190 125 23750 30 165 4950
40 165 6600 50 210 10500
04/out DV
40 165 6600,00 10 125 1250
10 125 1250,00 70 165 11550
50 210 10500
Exercício Exercício -- UEPS UEPS
• A Cia. “G” efetuou, durante x9, as seguintes operações com mercadorias :
• O estoque inicial, em 1º-1-x9, constava de 180 unidades adquiridas a $
90,00 cada uma;
• 2/1 – Compras de 130 unidades do artigo x, ao preço unitário de $ 100,00
à vista;
• 7/2 – Compras de 260 unidades a $ 125,00 a unidade,a vista;
• 15/3 – Vendas de 270 unidades do mesmo artigo, ao preço unitário de $
150,00, a vista;
• 10/6 – Compras de 90 unidades a $ 170,00 cada uma, a prazo;
• 11/6 – Devolução de 20 unidades das 90 adquiridas no dia anterior, por
apresentarem defeito;
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
apresentarem defeito;
• 11/6 – Sobre as restantes 70 unidades, foi obtido um abatimento de $ 5,00
por unidade;
• 15/7 – Vendas de 110 unidades a $ 200,00 cada, a vista;
• 25/8 – Compras de 50 unidades pelo total de $ 10.000,00 a vista;
• 25/8 – Pagamento de gastos com transporte da compra anterior, $
500,00;
• 14/9 – Pagamento da dívida assumida em 10/6, com desconto de $ 50,00;
• 3/10 – Vendas de 230 unidades a vista, pelo total de $ 69.000;
• 4/10 – Da venda anterior são recebidas, em devolução, 50 unidades;
• 4/10 – Sobre as outras unidades vendidas, em 3/10, foi concedido
abatimento de $ 20,00 por unidade, por apresentarem defeitos.
FICHA DE ESTOQUE FICHA DE ESTOQUE -- UEPS UEPS
Data Op. Quant. V. unit. Total Quant. V. unit. Total Quant. V. unit. Total
1/jan EI 180 90,00 16.200,00
2/jan C 130 100,00 13.000,00 180 90,00 16.200,00
130 100,00 13.000,00
7/fev C 260 125,00 32.500,00 180 90,00 16.200,00
130 100,00 13.000,00
260 125,00 32.500,00
15/mar V 260 125,00 32.500,00 180 90,00 16.200,00
10 100,00 1.000,00 120 100,00 12.000,00
10/jun C 90 170,00 15.300,00 180 90,00 16.200,00
120 100,00 12.000,00
90 170,00 15.300,00
11/jun Dc (20.) 170,00 (3.400,00) 180 90,00 16.200,00
120 100,00 12.000,00
70 170,00 11.900,00
ENTRADA SAÍDA SALDO
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
70 170,00 11.900,00
11/jun Ac (350,00) 180 90,00 16.200,00
120 100,00 12.000,00
70 165,00 11.550,00
15/jul V 70 165,00 11.550,00 180 90,00 16.200,00
40 100,00 4.000,00 80 100,00 8.000,00
25/ago C 50 200,00 10.000,00 180 90,00 16.200,00
80 100,00 8.000,00
50 200,00 10.000,00
25/ago Fc 500,00 180 90,00 16.200,00
80 100,00 8.000,00
50 210,00 10.500,00
3/out V 50 210,00 10.500,00 80 90,00 7.200,00
80 100,00 8.000,00
100 90,00 9.000,00
4/out Dv (50.) 90,00 (4.500,00) 130 90,00 11.700,00
530 67.550,00 610 72.050,00 130 11.700,00 TOTAL
Lançamentos contábeis em operações com mercadorias
Inventário Permanente
Compras à vista/a prazo:
D – Mercadorias...................................X
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
D – Mercadorias...................................X
C – Caixa ou Bancos/Fornecedores..........X
Devolução de parte das Compras(pelo preço da compra)
D – Caixa ou Bancos/Fornecedores..............Y
C – Mercadorias...............................................Y
Lançamentos contábeis em operações com mercadorias
Abatimento sobre as compras:
D – Caixa ou Bancos/Fornecedores.................Z
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
D – Caixa ou Bancos/Fornecedores.................Z
C – Mercadorias.....................................................Z
Frete sobre compras:
D – Mercadorias.................................W
C – Caixa ou Bancos/Títulos a Pagar.........W
Lançamentos contábeis em operações com mercadorias
Vendas à vista/a prazo:
Pelo reconhecimento da receita
D – Caixa ou Bancos/Clientes...........................X
C – Receita de Vendas...........................................X
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Pela apropriação do custo das mercadorias vendidas
D – CMV.....................................................Y
C – Mercadorias...............................................Y
Lançamentos contábeis em operações com mercadorias
Devolução de parte da venda:
Redução da Venda sem alterar a Receita Bruta de Vendas
D – Devolução de Vendas(Dedução de Venda).........Z
C – Caixa ou Bancos/Clientes..........................................Z
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
C – Caixa ou Bancos/Clientes..........................................Z
Pelo ajuste do Estoque e redução do CMV
D – Mercadorias............................................W
C – CMV................................................................W
Lançamentos contábeis em operações com mercadorias
Abatimento/desconto sobre vendas(Deduções de Vendas)
D – Abatimento/desconto sobre vendas......................K
C – Caixa ou Bancos/Clientes..........................................K
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Fretes sobre vendas(são despesas para a vendedora)
D – Frete sobre vendas..........................................Y
C – Caixa ou Bancos/Títulos a Pagar..........................Y
Inventário Periódico
• Nessa forma de contabilizar as
operações com mercadorias, temos
duas possibilidades:
a) Sistema Misto da conta Mercadorias;
b) Sistema Desdobrado da conta
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
b) Sistema Desdobrado da conta
Mercadorias;
a) Sistema misto da Conta Mercadorias:
Usamos a conta Mercadorias para
registrar os estoques, as compras e as
vendas. O estoque final(EF) é apurado
de forma extracontábil.
Inventário Periódico
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
de forma extracontábil.
Mercadorias
Est. Inicial(EI)
Compras(C)
Vendas(V)
Saldo Dev.(SD)
O resultado com
mercadorias(RCM) é
calculado da seguinte
forma:
RCM=EF - SD
Havendo saldo credor, veja:
Inventário Periódico
Mercadorias
Est. Inicial(EI)
Compras(C)
Vendas(V)
Saldo Cred.(SC)
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Saldo Cred.(SC)
O resultado com
mercadorias(RCM) é
calculado da seguinte
forma:
RCM = EF + SC
b) Sistema desdobrado da conta Mercadorias
Usamos contas específicas para os registros
das operações com mercadorias, veja:
1. Mercadorias: Essa conta só é utilizado para o
registro dos estoques. Isso é feito com débito
na conta. Ela é conta patrimonial(ativo);
Inventário Periódico
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
2. Compras: essa conta é utilizada para o registro
de todas as compras. Isso é feito com débito na
conta. Ela é conta de resultado(despesa).
3. Vendas: essa conta é utilizada para o registro
das vendas brutas. Isso é feito com crédito na
conta. Ela é conta de resultado(receita).
• O Custo das Mercadorias Vendidas é
encontrado de duas maneiras:
• Matematicamente: CMV = EI + C – EF
• Contabilmente:
Inventário Periódico
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• Contabilmente:
Mercadorias
(Si) EI
Compras
C
CMV
EI (1)
(1) EI
C (2)
(2) C
EF (3)
(3) EF
CMV
• O Resultado com Mercadorias é obtido
como segue:
• Matematicamente: RCM = V - CMV ;
• Contabilmente:
Inventário Periódico
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• Contabilmente:
Vendas
V
CMV
CMV
RCM
(1) V
V (1) CMV (2) (2) CMV
LB PB
Exemplo de DRE com Inventário Periódico Exemplo de DRE com Inventário Periódico
• No dia 30-6-x4, o balancete de verificação da Cia. Tuim apresentava as contas a seguir com os
seguintes saldos (em $):
• Mercadorias, $ 1.100,00;
• Compras, $ 4.500,00;
• Devoluções e abatimentos de compras , $ 100,00;
• Fretes e carretos de compras, $ 50,00;
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• Descontos sobre compras, $ 20,00;
• Vendas, $ 6.500,00;
• Devoluções e abatimentos de vendas, $ 500,00;
• Fretes e carretos de vendas, $ 10,00;
• Descontos sobre vendas, $ 30,00;
• Despesas diversas, $ 850,00;
Elaboração da DRE Elaboração da DRE
• DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO DA CIA. TUIM
• Vendas brutas 6.500,00
• (-) Dev. e abat.de vendas ((500 500,,00 00))
• (-) Descontos s/ vendas ((30 30,,00 00)) (530,00)
• (=) Vendas Líquidas 5.970,00
• (-) CMV
• Estoque Inicial 1.100,00
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
• Estoque Inicial 1.100,00
• (+)Compras brutas 4.500,00
• (-)Descontos s/ compras ((20 20,,00 00))
• (-)Dev. e abat. s/ compras (100,00)
• (+)Frete s/ compras 50,00
• (-)Estoque final ((33..000 000,,00 00)) ((22..530 530,,00 00))
• (=) Lucro bruto 3.440,00
• (-) Despesas
Frete s/ vendas (10,00)
Despesas diversas (850,00) ((860 860,,00 00))
• Lucro Líquido 22..580 580,,00 00
Contabilidade Básica
• Uma introdução ao estudo dos princípios
contábeis, segundo o Conselho Federal
de Contabilidade.
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Leia com atenção os textos apresentados em seguida, pois eles
serão o suporte na resolução das atividades propostas
correlacionadas.
São verdadeiras regras
para padronização da
contabilidade!
Pilares da Contabilidade:
Para atingir os objetivos almejados, a
contabilidade se utiliza de princípios que são
verdades aceitas como base da ciência. Às
vezes funcionam como postulados para todos
os países; Outras, como princípios aceitos em
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
os países; Outras, como princípios aceitos em
um país.
Como
será no
Brasil?
Órgãos Responsáveis pelo
Estabelecimento de Princípios
Contábeis
Organismos Nacionais
Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e
Financeiras da FIPECAFI/FEA-USP, Comissão de
Valores Mobiliários (CVM) e o Instituto dos Auditores
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
O Conselho Federal de
Contabilidade (CFC) estabeleceu através da
Resolução CFC nº 750/93 os Princípios
Fundamentais de Contabilidade (PFC).
Valores Mobiliários (CVM) e o Instituto dos Auditores
Independentes do Brasil (IBRACON) aprovaram a Estrutura
Conceitual Básica da Contabilidade (ECBC).
A
t
u
a
l
i
z
a
ç
ã
o

M
o
n
e
t
á
r
i
a
R
e
g
i
s
t
r
o

p
e
l
o

V
a
l
o
r

O
r
i
g
i
n
a
l
O
p
o
r
t
u
n
i
d
a
d
e
C
o
m
p
e
t
ê
n
c
i
a
Princípios CFC 750/93
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Entidade
Continuidade
P
r
u
d
ê
n
c
i
a
A
t
u
a
l
i
z
a
ç
ã
o

M
o
n
e
t
á
r
i
a
R
e
g
i
s
t
r
o

p
e
l
o

V
a
l
o
r

O
r
i
g
i
n
a
l
O
p
o
r
t
u
n
i
d
a
d
e
C
o
m
p
e
t
ê
n
c
i
a
Postulados
Ambientais
Princípios Contábeis:
Entidade: O patrimônio da
entidade não se confunde com o
patrimônio dos seus
proprietários.
Então, quando o
proprietário usa
dinheiro da empresa,
para pagar despesas
pessoais, está
infringindo esse
princípio!
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Continuidade: Pressupõe que a empresa
é algo em andamento, em continuidade,
que funcionará por prazo indeterminado.
Influencia o valor dos ativos e, em muitos
casos, o valor ou o vencimento dos
passivos.
Princípios Contábeis:
Oportunidade: todas as variações que ocorrem no patrimônio de uma
entidade deverão ser registradas e relatadas no momento em que elas
ocorrem, em toda sua integridade, mesmo que sejam estimadas.
Registro pelo Valor Original: os registros são feitos pelos valores originais
das transações com o mundo exterior, expressos em moeda corrente do
país. Usa-se o registro objetivo baseado em documentação da transação.
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
país. Usa-se o registro objetivo baseado em documentação da transação.
Atualização Monetária: a atualização monetária ajusta o valor defasado
mediante aplicação de índices oficiais que reflitam o poder aquisitivo da
moeda. Complementa o princípio do registro pelo valor original.
Prudência: determina a adoção do menor valor para os componentes do
Ativo e do maior valor para os do Passivo, sempre que se apresentem
alternativas igualmente válidas para a quantificação das mutações
patrimoniais que alterem o PL.
Princípios Contábeis:
Competência: as receitas e as despesas devem ser incluídas na apuração
do resultado do período em que ocorrerem, sempre simultaneamente
quando se correlacionarem, independentemente de recebimento ou
pagamento.
Receita ocorre
quando é ganha ou
Despesa ocorre quando
é incorrida, ou seja,
O que é
isso?
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
quando é ganha ou
auferida ou realizada.
é incorrida, ou seja,
ocorre seu fato gerador.
A Receita é realizada quando:
1. há venda ou prestação de serviço;
2. há extinção, parcial ou total, de um passivo, sem o desaparecimento
concomitante de um ativo de valor igual ou maior;
3. há geração natural de novos ativos independentemente da intervenção de
terceiros ou recebimento de doações e subvenções.
isso?
A Despesa é incorrida quando:
1. deixar de existir o correspondente valor ativo, por transferência de sua
propriedade para terceiro;
2. houver diminuição ou extinção do valor econômico de um ativo;
3. surgir um passivo sem o correspondente ativo.
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Multas, juros de mora ou
quando há utilização de
serviços de terceiros como
dos empregados da entidade.
Consumo de material de
expediente, desgaste de bens
de uso da entidade.
Tratamento do ICMS
1. Para o adquirente da Mercadoria e/ou Serviço de Transporte
a) o ICMS faz parte do custo de aquisição, quando a mercadoria e/ou
serviço são adquiridos para consumo do estabelecimento; Portanto o
lançamento contábil é feito como se a mercadoria e/ou serviço fossem
isentos do imposto;
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
isentos do imposto;
b) O ICMS não faz parte do custo de aquisição, quando a mercadoria
e/ou serviço são adquiridos para comercialização ou industrialização.
Portanto, o lançamento é efetuado retirando-se do valor da compra e/ ou
do serviço o ICMS, sendo que este fica como crédito (ICMS a Recuperar),
visando compensar com o ICMS devido (ICMS a Recolher) quando da
venda.
Tratamento do ICMS
Exemplo 1:
Compra de mercadorias, à vista, pelo valor de R$ 12.000,00 com ICMS de
12% para comercialização do estabelecimento.
Mercadorias/compras
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Mercadorias/compras
12.000
Caixa
12.000
Tratamento do ICMS
Exemplo 2:
Compra de mercadorias, à vista, pelo valor de R$ 12.000,00, com ICMS de
12%, para consumo do estabelecimento.
Mercadorias/compras
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Mercadorias/compras
10.560
Caixa
12.000
Icms a Recuperar
1.440
Tratamento do ICMS
2. Para o vendedor da mercadoria ou prestador do serviço (Invent. Periód.)
Nesse caso, registramos a venda ou prestação de serviço pelo valor
bruto e, em seguida, fazemos o lançamento de retirada do ICMS do valor
da venda, ou seja, o valor do ICMS da venda é uma dedução do valor da
venda. Como exemplo, vamos registrar a compra anterior no vendedor:
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
venda. Como exemplo, vamos registrar a compra anterior no vendedor:
Vendas Brutas
Caixa
ICMS s/Vendas
ICMS a Recolher
12000(1) (1)12000
1440 (2)
1440 (2)
Tratamento do ICMS
3. Para o vendedor da mercadoria ou prestador do serviço (Invent. Perm.)
Nesse caso, registramos a venda ou prestação de serviço pelo valor
bruto e, em seguida, fazemos o lançamento de retirada do ICMS do valor
da venda, ou seja, o valor do ICMS da venda é uma dedução do valor da
venda. Como exemplo, vamos registrar a compra anterior no vendedor:
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
venda. Como exemplo, vamos registrar a compra anterior no vendedor:
Vendas Brutas
Caixa
ICMS s/Vendas
ICMS a Recolher
12000(1) (1)12000
1440 (2)
1440 (2)
Tratamento do ICMS
4. Para o vendedor da mercadoria ou prestador do serviço (Invent. Perm.)
Supondo que a venda teve um custo de R$ 7.000,00, teremos que
registrar esse custo das mercadorias vendidas como segue:
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Mercadorias
CMV
7000 (3) (3) 7000
Tratamento do ICMS
5. Devolução de Venda
Caso o vendedor receba em devolução a mercadoria, ou parte dela,
vendida para comercialização ou industrialização, deve fazer o seguinte
registro:
Dev. de Vendas
Caixa
X
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
X
X
ICMS a Recuperar
Y
ICMS s/DV
Y
X: valor bruto da devolução
Y: valor do ICMS da devolução
Tratamento do ICMS
6. Para o vendedor da mercadoria ou prestador do serviço (Invent. Perm.)
É necessário fazer um ajuste no estoque das mercadorias e no custo das
mercadorias vendidas como segue:
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Mercadorias
CMV
Z Z
Exercício 1
A empresa Onça Maior contabilizou suas compras e vendas
do mês como se as mercadorias fossem isentas da
tributação de ICMS. Utilizando o critério PEPS para
avaliação do estoque, dita empresa apresenta o seguinte
resumo de sua ficha de controle de estoque referente ao
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
resumo de sua ficha de controle de estoque referente ao
mês de maio de 2001:
estoque inicial 20 unidades a R$ 25,00
compras a vista 50 unidades a R$ 30,00
vendas a prazo 40 unidades a R$ 28,00
compras a prazo 100 unidades a R$ 40,00
vendas a vista 60 unidades a R$ 38,00
Z
Ao retificar a escrituração, contabilizando esses mesmos
dados com a tributação de ICMS à alíquota de 10%, igual
para compras e vendas, podemos dizer que o RCM -
Resultado com Mercadorias (equivalente na DRE –
Demonstração do Resultado do Exercício, ao Resultado
Operacional Bruto, sem o PIS – Faturamento e a COFINS)
Contabilidade Básica
Prof. Me. Antonio Luiz Santos
Operacional Bruto, sem o PIS – Faturamento e a COFINS)
será um lucro no valor de
a) R$ 520,00
b) R$ 130,00
c) R$ 470,00
d) R$ 260,00
e) R$ 180,00