1

SETOR DE CIÊNCIAS HUMANAS
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS

EDITAL DE SELEÇÃO - 001/2014
TURMA 2015

O Colegiado do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal do
Paraná, no uso de suas atribuições, declara aberto o processo de seleção para a Turma 2015. Este
edital apresenta as normas gerais do processo seletivo para a turma de 2015, seguindo Resolução
65/09, do CEPE, que deve ser consultada pelos candidatos (disponível em
http://www.portal.ufpr.br/resolucao_dep_teses.pdf).

I – DA CARACTERIZAÇÃO

Os Cursos de Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-graduação em Letras são
reconhecidos pela Capes/MEC e contam atualmente com o conceito de avaliação 5.

O Programa está estruturado em duas áreas de concentração denominadas Estudos
Linguísticos e Estudos Literários, com as seguintes linhas de pesquisa:

Estudos Linguísticos:
Estudos gramaticais: descrição, análise, teoria, meta-teoria e historiografia
Linguagem e Práticas Sociais
Linguagens, culturas e identidades: ensino e aprendizagem
Alemão como Língua Estrangeira

Estudos Literários
Literatura, história e crítica
Literatura e outras linguagens
Alteridade, mobilidade e tradução

II – DOS PERÍODOS LETIVOS

As disciplinas dos cursos de Mestrado e Doutorado da área de Estudos Linguísticos são
ofertadas no período da tarde. As disciplinas dos cursos de Mestrado e Doutorado da área dos
Estudos Literários são ofertadas no período da manhã. Excepcionalidades em relação a este item
serão analisadas e eventualmente aprovadas pelo Colegiado do Curso (Copol).

III – DAS INSCRIÇÕES

As inscrições deverão ser feitas pessoalmente, na Secretaria do Programa ou por correio,
mediante postagem do material até a data limite de inscrição, tal como definida no Cronograma
abaixo. O material deve ser postado por SEDEX. Não serão aceitas outras formas de postagem.

Documentos necessários para a inscrição ao processo seletivo
a) Requerimento de inscrição devidamente preenchido, disponível na Secretaria do Curso e em sua
página na internet: http://www.pgletras.ufpr.br.
b) Para os candidatos ao curso de mestrado, cópia do histórico escolar e de documento
comprobatório da conclusão do curso de graduação de longa duração (os que estão no último
ano da graduação, devem anexar declaração de sua coordenação ou equivalente de que são
concluintes). No caso dos candidatos ao curso de doutorado, cópia do histórico escolar e de
2
documento comprobatório da conclusão do curso de mestrado. Diplomas obtidos no exterior
deverão estar devidamente reconhecidos ou em processo de revalidação, de acordo com as
normas brasileiras (esta documentação deverá fazer parte do caderno entregue para a prova de
títulos).
c) Caderno para a prova de títulos, organizado conforme as orientações na capa do
FORMULÁRIO DA PROVA DE CURRÍCULO (anexo I e II deste edital e disponível para
preenchimento e impressão na página do Programa).
d) Cópia simples de documento de identidade. Para candidato estrangeiro, anexar também
comprovante de situação regular no país.
e) Três cópias impressas do projeto de pesquisa e uma cópia eletrônica em formato pdf (em CD
devidamente identificado). O projeto deve conter no mínimo 12 e no máximo 16 páginas, em
corpo 12, fonte times new roman e espaçamento 1,5. Seu conteúdo deve ser adequado a uma
das linhas de pesquisa do Programa e à área de pesquisa do(s) orientador(es) indicado(s),
observando-se a disponibilidade de vagas divulgada na página do Programa (vide Quadro de
vagas). Na capa do projeto devem constar impreterivelmente: nome completo do candidato,
título do projeto, indicação da área de concentração, da linha de pesquisa e do nome do(s)
orientador(es) pretendido(s), local e data. Deve-se atribuir ao projeto um título informativo,
com destaque ao tema de pesquisa. O projeto deverá conter as seguintes partes: sumário,
introdução, justificativa, objetivos, fundamentação teórica, metodologia, cronograma de
execução, referências bibliográficas.
f) Cópia do certificado de suficiência em leitura ou de proficiência em língua estrangeira. Os
candidatos devem apresentar essa declaração no ato da inscrição para o processo seletivo.
Para obter mais detalhes sobre a comprovação de suficiência, observe-se o exposto no item IV
deste edital ou na página do Programa.

IV – DO CRONOGRAMA E DAS ETAPAS

PERÍODO DE INSCRIÇÕES: 01/09/2014 até 30/09/2014
1ª ETAPA (Eliminatória)
Homologação da certificação de suficiência em LE
(Divulgação do resultado da 1ª Etapa)
10/10/2014
2ª ETAPA (Eliminatória)
Prova escrita 17/10/2014, 14h00
Divulgação do resultado da 2ª Etapa 07/11/2014
Divulgação dos horários individuais para a defesa de projeto 07/11/2014
Vista da prova Até 48h após a
divulgação do
resultado da prova
escrita
Pedido de reconsideração Até 48h após o período
previsto para vista da
prova
3ª ETAPA
Análise e avaliação dos projetos de pesquisa e dos currículos 07 a 21/11/2014
4ª ETAPA
Defesa de projeto: discussão acadêmica do projeto de pesquisa
apresentado no ato da inscrição, observados o currículo e as intenções
profissionais do candidato.
24 a 28/11/2014
Resultado Final
Divulgação do resultado final até 11/12/2014

As etapas serão coordenadas por Bancas de Avaliadores, segundo as áreas de
concentração. Cada banca será composta por até cinco avaliadores, três titulares e dois suplentes,
designados pelo Colegiado do Programa (Copol) e nomeados para tal fim pela Coordenação do
3
Programa. A seleção será realizada em quatro etapas, assim descritas:

1
a
Etapa: Homologação da Inscrição: certificação de suficiência em Língua Estrangeira e
documentação exigida:

O candidato deve apresentar os documentos conforme o exposto no item III. Exige-se
comprovar a suficiência em uma língua para o mestrado e em duas para o doutorado (valendo
exames realizados para o mestrado).
Em relação à escolha das línguas, as áreas de concentração estabelecem o seguinte:

Estudos Literários: para o mestrado, o candidato deve comprovar suficiência em uma língua
dentre as estabelecidas: inglês, francês, alemão, italiano ou espanhol. Para o doutorado,
deverá comprovar suficiência em uma segunda língua dentre as estabelecidas (valendo,
como primeira língua estrangeira, o exame realizado para o mestrado).

(i) Os candidatos ao mestrado interessados no acordo bi-lateral com a Université Lumière
Lyon 2 (conforme documentação disponível no website do Programa) deverão apresentar
certificado de língua francesa de nível B2 se sua opção estiver mais voltada aos Estudos
de Literatura de Expressão Francesa e B1 na opção Literatura Comparada, privilegiando
os estudos de Literatura Brasileira ou Portuguesa, conforme notação da certificação do
Quadro Europeu Comum de Referência para Ensino e Aprendizagem das línguas.
(CEFR).

Estudos Linguísticos: para o mestrado, o inglês é obrigatório. Para o doutorado, faz-se
necessário escolher uma segunda língua. A escolha dessa segunda língua será entre
francês, alemão ou italiano. Se o candidato a doutorado tiver feito o mestrado em outra
instituição e a prova de suficiência não tiver sido em inglês, ele terá, nessa ocasião, de
escolher o inglês como a segunda língua, a fim de atender o requisito.

(i) Os candidatos ao mestrado à linha de pesquisa de Alemão como Língua strangeira
deverão comprovar proficiência em alemão, além da comprovação de suficiência em
inglês, como descrito acima. O grau de proficiência em alemão será avaliado na prova
escrita e na entrevista.

(ii) Os candidatos ao mestrado interessados no acordo bi-lateral com a Université Stendhal
Grenoble 3 (conforme documentação disponível no website do Programa) deverão
apresentar certificado de língua francesa de nível B2 na opção FLE (Francês como Língua
Estrangeira) e B1 na opção DILIPEM (Didática das Línguas e Engenharia Pedagógica
Multimídia), conforme notação da certificação do Quadro Europeu Comum de referência
para Ensino e Aprendizagem de Línguas (CEFR).

O Programa não se responsabilizará pelo exame de suficiência em língua estrangeira.
Serão aceitos certificados de suficiência ou proficiência emitidos pelo Núcleo de Concursos da
UFPR (http://www.nc.ufpr.br/), por Programas de Pós-Graduação reconhecidos pela Capes ou por
outras instituições competentes. A data de emissão dos certificados não pode ultrapassar 4 anos. A
comissão reserva-se o direito de não homologar documentação que não esteja de acordo com o
exposto. Importante: candidatos ao doutorado devem observar que a certificação de suficiência
apresentada para o mestrado tem de estar registrada no histórico de mestrado ou através de
declaração da coordenação do programa de pós-graduação onde o candidato completou o
mestrado. Caso contrário, deverá ser apresentada certificação em duas línguas estrangeiras,
conforme exigência das áreas exposta acima. Casos omissos serão resolvidos pelo Colegiado.
O resultado da homologação das certificações de suficiência será publicado em edital na
data firmada no cronograma acima.
Candidatos que não apresentarem certificação de suficiência no ato de inscrição ou que
tenham suas certificações indeferidas pelo Colegiado estarão eliminados do processo seletivo.
Candidatos cujas certificações de suficiência em língua estrangeira forem homologadas
4
pelo Colegiado passarão à etapa seguinte do processo seletivo.

2
a
Etapa: Prova escrita

A prova escrita, de caráter eliminatório, terá duração máxima de quatro horas e valerá de 0
(zero) a 10 (dez) pontos. Da prova escrita constarão questões baseadas em temas e problemas
relacionados às linhas de pesquisa, em cada uma das áreas de concentração. Segundo indicação na
capa do caderno de provas:

(i) a primeira questão será de caráter geral e obrigatória para todos os candidatos;
(ii) entre as demais questões, da parte variável, o candidato deverá escolher as que
atendam instruções específicas do caderno de provas.

Serão atribuídas a cada questão da prova escrita notas de zero a dez, observados os
seguintes critérios:

(i) capacidade de reconhecer e empregar noções, conceitos, princípios e definições
relativos à respectiva área de concentração;
(ii) capacidade de construir e fundamentar, em diálogo com a bibliografia indicada,
argumentos em torno de problemas teóricos e tarefas de análise cabíveis atinentes à área
de concentração e à linha de pesquisa;
(iii) qualidade da redação e adequação das respostas às demandas da questão proposta e
ao grau pretendido (mestrado ou doutorado).

A nota final será resultado da média aritmética das notas atribuídas a cada uma das
questões. Será classificado para a próxima fase do processo seletivo o candidato que, nesta
segunda etapa, obtiver o resultado igual ou superior a 7,0 (sete) na prova escrita.
Os candidatos selecionados nessa etapa serão listados em edital na data firmada no
cronograma acima. Os candidatos não classificados poderão obter vista da prova no prazo
estipulado no cronograma. Para tal, deverão solicitar horário de atendimento na coordenação de
curso pelo email do programa.

3
a
Etapa: Análise dos projetos de pesquisa e prova de títulos

(i) O projeto, etapa de caráter classificatório, valerá de 0 (zero) a 10 (dez) pontos.
As notas dos projetos serão atribuídas a partir da análise dos seguintes critérios:

(a) adequação a uma linha de pesquisa do Programa;
(b) adequação à área de pesquisa do(s) orientador(es) indicado(s);
(c) adequação ao nível pretendido (mestrado ou doutorado);
(d) pertinência, consistência e viabilidade da proposta;
(e) formatação e redação adequadas.

Importante: observe-se o exposto no item III deste edital, letra e.

(ii) Prova de títulos: com base no formulário de avaliação específica (Anexo I para o
mestrado e Anexo II para o doutorado) estabelecido pelo Colegiado de Curso, será atribuída
nota de zero a dez ao currículo do candidato. Esta etapa é de caráter classificatório.

Importante: observe-se o exposto no item III deste edital, letra c e formulários anexos.


4
a
Etapa: Defesa de projeto

Os membros da Banca atribuirão notas de zero a dez ao desempenho do candidato por
ocasião da defesa de projeto, atribuídas com base na argumentação e reflexão desenvolvidas pelo
5
candidato sobre o assunto e fundamentação teórica do projeto apresentado.

V – DOS CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO E APROVAÇÃO

Para obter aprovação, o candidato não poderá apresentar nota inferior a 7,0 (sete inteiros)
na prova escrita e a média final deverá ser igual ou superior a 7,0. A média final equivalerá à
média aritmética simples das notas obtidas nos quatro itens: prova escrita, projeto, títulos e defesa
de projeto. A homologação da certificação de suficiência é eliminatória e não está incluída nos
itens que compõem a média final. Considerados os valores mínimos, e a ordem decrescente das
médias finais, estarão aprovados os primeiros colocados, segundo o número total de vagas
estabelecidas neste Edital, à disposição na página do Programa.

VI – DO NÚMERO DE VAGAS, DAS LINHAS DE PESQUISA E DA INDICAÇÃO DE
ORIENTAÇÃO

O candidato deve inscrever-se em apenas uma das linhas de pesquisa, de acordo com a
vinculação acadêmica do projeto apresentado no ato da inscrição, indicando duas opções de
orientador.
A indicação do orientador é obrigatória e deve respeitar: (i) a adequação do projeto do
candidato à área de pesquisa do orientador pretendido; (ii) a disponibilidade de vagas do
orientador indicado (ver Quadro de Vagas na página do Programa).

O número total de vagas para a Turma 2015 é o seguinte:

Letras Estudos Linguísticos Mestrado 30
Letras Estudos Literários Mestrado 30
Letras Estudos Linguísticos Doutorado 15
Letras Estudos Literários Doutorado 15
Alemão como Língua Estrangeira Mestrado 07

Os orientadores que estão disponibilizando vagas neste edital aparecem listados no
Quadro de Vagas constante na página do Programa, com indicação do nível em que podem receber
orientandos. As vagas de cada docente serão preenchidas conforme: (i) a ordem decrescente de
classificação dos candidatos; (ii) a prioridade de indicação de orientação desses candidatos.
Em virtude da possibilidade de sobredemanda de vagas de orientação por alguns docentes,
candidatos que não forem contemplados em sua primeira indicação de orientação serão
remanejados para o orientador indicado como segunda opção. Caso a segunda indicação de
orientação também não possa ser respeitada em função da sobredemanda de vagas do respectivo
docente, o Colegiado julgará a adequação acadêmica de um remanejamento de orientação para um
terceiro docente. Candidatos que indicarem orientadores que não ofereceram vagas de orientação
neste processo seletivo, ou que não indicarem nenhum orientador como opção, ficarão sujeitos a
um remanejamento de orientação sem prioridade.
O número final de aprovados dependerá: (i) do desempenho apresentado pelos candidatos
nas diversas etapas do processo seletivo; (ii) da possibilidade de atendimento da demanda por
vagas de cada docente; (iii) da possibilidade de remanejamento de orientação no caso de
sobredemanda de vagas. Em razão disso, o número final de aprovados poderá ser eventualmente
inferior ao número total de vagas ofertadas neste edital.



VII – DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE

Em caso de empate a Banca terá como parâmetros de decisão os seguintes critérios, nesta
ordem: 1) nota na primeira questão da prova escrita; 2) desempenho apresentado na defesa de
projeto; 3) nota do projeto de pesquisa. Persistindo o empate, será considerado o currículo do
candidato.
6


VIII – DA BIBLIOGRAFIA BÁSICA

A bibliografia de referência para preparação dos candidatos constitui-se tão somente como
referência básica, devendo o candidato prover-se de bibliografia adicional, segundo a natureza de
seu projeto, área de concentração e linha de pesquisa escolhidas.

BIBLIOGRAFIA DE APOIO PARA ESTUDOS LINGUÍSTICOS:

1- BORGES NETO, J. Ensaios de Filosofia da Lingüística. São Paulo: Parábola, 2004. Obs: somente a
parte I: Questões Gerais.
2 - BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Educação em língua materna: a sociolingüística na sala de aula.
São Paulo: Parábola Editorial, 2004.
3- CANÇADO, Márcia. (2013). Manual de Semântica. São Paulo: Contexto.
4 - CASTILHO, Ataliba T. Nova Gramática do Português Brasileiro. São Paulo: Contexto, 2010.
5 - FARACO, Carlos Alberto. Norma culta brasileira – desatando alguns nós. São Paulo: Parábola, 2008.
6 - FIORIN, J.L. (org). Introdução à Linguística: objetos teóricos. São Paulo: Contexto, 2002.
7 - __________. Introdução à Lingüística: Princípios de análise. São Paulo: Contexto, 2003.
8- LIGHTBOWN, P.M. e SPADA A. N. How languages are learned. Oxford: Oxford University Press,
2013.
9- MARINHO M., TEODORO, G. (orgs). Cultura, Escrita e Letramento. Belo Horizonte, UFMG, 2011
10 - MATTOSO CÂMARA JR, J. Estrutura da língua portuguesa. Petrópolis: Vozes, 1971.
11 - MOITA LOPES, L.P. (org.) Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006.
12- MUSSALIM, F. & BENTES, A.C. (orgs.) Introdução à Linguística: domínios e fronteiras. vols 1 e 2.
São Paulo: Cortez, 2001.
13- SILVA, K.A., Aragão, R.C. (orgs). Conversas com formadores de professores de línguas avanços e
desafios. Campinas, Pontes Editores, 2013
14- SILVA, Thais Cristofaro. Fonética e fonologia do português. S. Paulo: Contexto, 2000.

Para a linha de pesquisa Alemão como Língua Estangeira, acrescem-se as seguintes obras:

15 - CAMPOS, Cynthia Machado. A política da língua na era Vargas: proibição do falar alemão e
resistências no Sul do Brasil. Campinas: Ed. Unicamp, 2006.
16 - KAUFMANN, Göz. Deutsch und Germanistik in Brasilien, Jahrbuch für Internationale
Germanistik, Jg. 35 (2003), H. 1, S. 29-39.
17 - BOHUNOVSKY, Ruth (org.). Ensinar alemão no Brasil: contextos e conteúdos. Curitiba: Ed. UFPR,
2011.

Tendo em vista uma formação mais ampla, espera-se que os candidatos à área de concentração em
Estudos Linguísticos demonstrem conhecimento dos fundamentos básicos da Linguística,
discutindo conceitos como concepções de língua, língua padrão, oposição entre língua oral e
língua escrita, variação linguística. Devem também conseguir traçar a relação entre língua e
cultura, a oposição entre as contribuições da linguística e a tradição gramatical, além de levantar
hipóteses sobre os procedimentos empregados pelos falantes tanto no aprendizado de sua língua
materna – oral e escrita – como no aprendizado de uma segunda língua. Os candidatos devem,
também, ser capazes de reconhecer o papel da linguística como ciência da linguagem,
identificando, em especial, o seu objeto de estudo e as especificidades desse objeto para cada área
de estudo (Sociolinguística, Linguística Textual, etc.). Considera-se como habilidade básica a
capacidade de analisar dados, demonstrando conhecimento dos rudimentos da fonologia, sintaxe e
semântica. Um ponto mais específico é a familiarização do candidato com os conceitos
fundamentais de aquisição de língua estrangeira, em especial para os que se habilitam à pesquisa
nessa área. Nesse campo, o candidato deve ser capaz de discutir: 1) conceitos relacionados à
interlíngua e seus aspectos linguísticos, psicolinguísticos, sociais e culturais; 2) a natureza do
processo de aprendizagem de línguas estrangeiras e as características do aprendiz e do professor;
3) questões relacionadas aos espaços educacionais formais e à formação inicial e continuada do
professor de línguas estrangeiras. A bibliografia apresentada acima é um referencial para esse
conhecimento, apesar de não esgotá-lo.


7

BIBLIOGRAFIA DE APOIO PARA ESTUDOS LITERÁRIOS:

1- AUERBACH, Erich. Mimesis. 2 ed. São Paulo: Perspectiva, 1987.
2- BRANDÃO, Luís Alberto. Teorias do Espaço Literário. São Paulo: Pesrpectiva, 2013.
3 - CALVINO, Italo. Por que ler os clássicos. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.
4 - CANDIDO, Antônio. Literatura e sociedade. São Paulo: Nacional, 1967.
5 – COMPAGNON, Antoine. O demônio da teoria. Belo Horizonte, Ed. UFMG, 1999.
6 - EAGLETON, Terry. Teoria da Literatura: uma introdução. São Paulo: Martins Fontes, 1997.
7 - ECO, Umberto. Seis passeios pelos bosques da ficção. São Paulo: Companhia das Letras,1994.
8- LEFEVERE, André. Tradução, reescrita e manipulação da fama literária. Trad. de Claudia Matos
Sligmann. Bauru, SP: Edusc, 2007.
9 - HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 8 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2003
10 - JOUVE, Vincent. A leitura. São Paulo: Edunesp, 2002.
11. ROUBINE, Jean-Jacques. Introdução às grandes teorias do teatro. (Trad.) André Telles. Rio de
Janeiro: Zahar, 2003.
12- SISCAR, Marcos. Poesia e crise. Campinas, SP: Ed. UNICAMP, 2011.

A bibliografia apresentada acima é um referencial para a reflexão e a discussão no âmbito
dos estudos literários, dentro das linhas de pesquisa abrangidas por este Programa, apesar de,
evidentemente, não esgotá-las.

IX – DO RESULTADO E DOS RECURSOS

Os resultados do processo de seleção – de cada área de concentração – serão divulgados
por meio de listagem, em ordem de classificação, divulgada em quadro de avisos da Coordenação
e na página do Programa na internet. Eventuais recursos deverão poderão ser interpostos em dois
momentos:
a) Em até 48 horas após expirar o tempo previsto para vista da prova escrita, com
requerimento específico protocolado junto à Secretaria do Programa.
b) Em até 48 horas após a publicação do resultado final, por meio de requerimento específico
protocolado junto à Secretaria.

X – DAS BOLSAS

Após a matrícula, será divulgado edital com prazos, procedimentos e critérios para
concorrer às bolsas, que têm número limitado e são distribuídas pela Comissão de Bolsas.

XI – DA MATRÍCULA

Por ocasião da divulgação do resultado final do processo seletivo, os candidatos
selecionados serão informados por Edital específico sobre os procedimentos e datas de matrícula.

XII - DAS INFORMAÇÕES E ENDEREÇOS

A Secretaria do Programa está situada à Rua General Carneiro, 460, sala 1019, 80060-150
Curitiba-PR. Os e-mails para contato são ppgglet@gmail.com e pglet@ufpr.br. Contatos
telefônicos serão atendidos sob o número (41) 3360-5102.

Curitiba, 07 de julho de 2014.

Prof
a
Dr
a
Maria José Foltran
Vice-Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Letras
Coordenadora do Processo Seletivo 2014-2015
8

ANEXO I
Este FORMULÁRIO está disponível na página do Programa para ser preenchido e impresso
pelo aluno (Informações Gerais > Formulários)

SETOR DE CIÊNCIAS HUMANAS
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS

FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO DA PROVA DE CURRÍCULO PARA SELEÇÃO DE
MESTRADO
Nome do candidato

Área de
Concentração


Declaro, para fins da Prova de Título, que o presente caderno está organizado da seguinte
forma:
1. Formulário de Pontuação da Prova de Títulos de MESTRADO.
2. Cópia do Curriculum Lattes.
(Como o registro pelo CNPq - www.cnpq.br - pode ocorrer em até 72 horas após o envio
pelo usuário, o candidato deve providenciar o seu currículo Lattes com a devida
antecedência para evitar transtornos de última hora.)
3. Todos os títulos organizados por Grupo conforme a sequência do formulário.
4. Todas as folhas deste caderno devidamente numeradas.
Declaro ter ciência do teor do EDITAL DE SELEÇÃO 001/2014-TURMA 2015, disponível em
www.pgletras.ufpr.br , e que recebi da Coordenação do Curso o comprovante de entrega
deste material.
Declaro, ainda, serem verídicas as informações concedidas neste formulário, para cuja
comprovação anexo a cópia atualizada de meu Currículo Lattes e os devidos
comprovantes (fotocópia simples apenas dos itens mencionados neste formulário). Tenho
ciência de que informações incompletas ou não comprovadas não serão levadas em conta
pela Comissão de Avaliação. Também tenho ciência de que cabe à Comissão de Avaliação,
instruída por critérios próprios, o julgamento da pertinência ou não de contabilizar, para
fins de cálculo da nota, as informações registradas.
Declaro, também, estar ciente de que a documentação que embasa este formulário poderá
ser retirada no prazo de até 90 dias a contar da data de divulgação do resultado final.
Depois disso, o material será descartado pelo Programa.

AUTENTICAÇÃO


Data:




Assinatura do Candidato

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
1. O candidato deverá informar nas colunas específicas a quantidade de títulos e a(s)
página(s) do caderno em que se encontram os comprovantes. A última coluna é de
uso restrito da comissão de avaliação que referendará ou não a pontuação dada
pelo candidato.
2. A prova de títulos, de caráter classificatório, terá peso unitário de 0 a 10 pontos
3. A prova de títulos compreenderá a avaliação dos comprovantes correspondentes ao
período dos últimos cinco anos que antecedem o início da inscrição, exceto para o
Grupo I.

9


GRUPO I – Títulos Acadêmicos
Observação: para este grupo, não haverá
limitação de data de obtenção do título. Grupo
limitado em 7,4 pontos.
Valor
do
título
Página(s)
do(s)
título(s)
Pontuação
atribuída
pelo
candidato
Pontuação
atribuída
pela
comissão
1.1 Diploma de graduação ou declaração
de concluinte de curso de graduação.
7,0
1.2 Especialização lato sensu na área de
Letras ou participação em projeto PDE.
Por certificado.
0,4
1.3 Especialização lato sensu em área afim. 0,2
1.4 Especialização lato sensu fora da área. 0,1
Total absoluto
Total do Grupo I
GRUPO II – Atividades Ligadas ao Ensino,
à Extensão e Estágios. Grupo limitado em
1,3 pontos.
Valor
do
título
Página(s)
do(s)
título(s)
Pontuação
atribuída
pelo
candidato
Pontuação
atribuída
pela
comissão
2.1 Exercício do magistério como docente
de Ensino Superior em curso de
graduação. Não cumulativa com outras
quaisquer atividades no mesmo
período. Por semestre letivo.
0,5
2.2 Exercício do magistério, como docente
na Educação Básica. Não cumulativa
com outras atividades no mesmo
período. Por semestre letivo
0,3
2.3 Exercício do magistério, como docente
em cursos livres. Não cumulativa com
outras atividades no mesmo período. .
Por semestre letivo.
0,1
2.4 Exercício do magistério, como docente
em curso de extensão com carga
horária ≥15h. Por curso.
0,1
2.5 Estágio de pesquisa (iniciação
científica-PIBIC) ou iniciação à
docência (PIBID). Por projeto.
0,2
2.6 Estágio de monitoria. Por semestre. 0,1
2.7 Participação regular em atividades de
Grupos de pesquisa/estudo/leitura
ligados a projetos de pesquisa. Por
semestre.
0,1
2.8 Participação em Projeto de Extensão.
Por projeto.
0,1
2.9 Participação em organização de
eventos científicos. Por evento
0,05
2.10 Participação em curso de extensão.
Por curso com carga horária ≥15h.
0,05
2.11 Atividade profissional relacionada com
a área de conhecimento.
0,05
2.12 Outros 0,05
Total absoluto
Total do Grupo II
GRUPO III – Produção Científica, Técnica,
Artística e Cultural na área. Grupo limitado
em 1,3 pontos.
Valor
do
título
Página(s)
do(s)
título(s)
Pontuação
atribuída
pelo
candidato
Pontuação
atribuída
pela
comissão
3.1 Publicação de livro (ISBN) ou capítulo
de livro. Por unidade.
0,7
3.2 Publicação em periódico com ISSN. Por 0,5
10
unidade.
3.3 Publicação em Anais. Por publicação. 0,2
3.4 Apresentação de comunicação oral ou
painel em evento científico. Por
apresentação.
0,1
3.5 Participação em eventos sem
publicação de trabalhos. Por evento
com carga horária ≥ 15h.
0,05
3.6 Participação em cursos de extensão.
Por curso com carga horária ≥ 30h.
0,05
3.7 Atividade cultural relacionada com a
área de conhecimento.
0,05
3.8 Outros 0,05
Total absoluto
Total do Grupo III
Nota Geral da Prova de Títulos

11

ANEXO II
Este FORMULÁRIO está disponível na página do Programa para ser preenchido e impresso
pelo aluno (Informações Gerais > Formulários)

SETOR DE CIÊNCIAS HUMANAS
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS

FORMULÁRIO DE PONTUAÇÃO DA PROVA DE CURRÍCULO PARA SELEÇÃO DE
DOUTORADO

Nome do candidato

Área de
Concentração


Declaro, para fins da Prova de Título, que o presente caderno está organizado da seguinte
forma:
1. Formulário de Pontuação da Prova de Títulos de DOUTORADO.
2. Cópia do Curriculum Lattes.
(Como o registro pelo CNPq - www.cnpq.br - pode ocorrer em até 72 horas após o envio
pelo usuário, o candidato deve providenciar o seu currículo Lattes com a devida
antecedência para evitar transtornos de última hora.)
3. Todos os títulos organizados por Grupo conforme a sequência do formulário.
4. Todas as folhas deste caderno devidamente numeradas.
Declaro ter ciência do teor do EDITAL DE SELEÇÃO 001/2014-TURMA 2015, disponível em
www.pgletras.ufpr.br , e que recebi da Coordenação do Curso o comprovante de entrega
deste material.
Declaro, ainda, serem verídicas as informações concedidas neste formulário, para cuja
comprovação anexo a cópia atualizada de meu Currículo Lattes e os devidos
comprovantes (fotocópia simples apenas dos itens mencionados neste formulário). Tenho
ciência de que informações incompletas ou não comprovadas não serão levadas em conta
pela Comissão de Avaliação. Também tenho ciência de que cabe à Comissão de Avaliação,
instruída por critérios próprios, o julgamento da pertinência ou não de contabilizar, para
fins de cálculo da nota, as informações informadas.
Declaro, também, estar ciente de que a documentação que embasa este formulário poderá
ser retirada no prazo de até 90 dias a contar da data de divulgação do resultado final.
Depois disso, o material será descartado pelo Programa.

AUTENTICAÇÃO


Data:




Assinatura do Candidato

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
1. O candidato deverá informar nas colunas específicas a quantidade de títulos e a(s)
página(s) do caderno em que se encontram os comprovantes. A última coluna é de
uso restrito da comissão de avaliação que referendará ou não a pontuação dada
pelo candidato.
2. A prova de títulos, de caráter classificatório, terá peso unitário de 0 a 10 pontos
3. A prova de títulos compreenderá a avaliação dos comprovantes correspondentes ao
período dos últimos cinco anos que antecedem o início da inscrição, exceto para o
Grupo I.
12


GRUPO I – Títulos Acadêmicos
Observação: para este grupo, não haverá
limitação de data de obtenção do título. Grupo
limitado em 6,4 pontos.
Valor
do
título
Página(s)
do(s)
título(s)
Pontuação
atribuída
pelo
candidato
Pontuação
atribuída
pela
comissão
1.1 Diploma de mestrado, declaração ou ata de
defesa. (Se o candidato ainda não defendeu
mestrado, deverá apresentar histórico dos
créditos concluídos e declaração do
orientador com resultado da qualificação e
previsão de defesa.)
6,0
1.2 Especialização lato sensu na área de Letras
ou participação em projeto PDE. Por
certificado.
0,3
1.3 Especialização lato sensu em área afim. 0,05
1.4 Especialização lato sensu fora da área. 0,05
Total absoluto
Total do Grupo I


GRUPO II – Atividades Ligadas ao Ensino, à
Extensão e Estágios. Grupo limitado em 1,6
pontos.
Valor
do
título
Página(s)
do(s)
título(s)
Pontuação
atribuída
pelo
candidato
Pontuação
atribuída
pela
comissão
2.1 Exercício do magistério como docente de
Ensino Superior em curso de graduação.
Não cumulativa com outras quaisquer
atividades no mesmo período. Por semestre
letivo.
0,4
2.2 Exercício do magistério, como docente na
Educação Básica. Não cumulativa com
outras atividades no mesmo período. Por
semestre letivo.
0,3
2.3 Exercício do magistério, como docente em
cursos livres. Não cumulativa com outras
atividades no mesmo período. Por semestre
letivo.
0,2
2.4 Exercício do magistério, como docente em
curso de extensão com carga horária ≥15h.
Por curso.
0,1
2.5 Participação regular em atividades de
Grupos de pesquisa/estudo/leitura ligados a
projetos de pesquisa. Por semestre.
0,1
2.6 Participação em Projeto de Extensão. Por
projeto.
0,1
2.7 Participação em organização de eventos
científicos. Por evento.
0,05
2.8 Participação em curso de extensão. Por
curso com carga horária ≥15h.
0,05
2.9 Orientação de aluno bolsista de monitoria.
Pontuação por bolsista-ano.
0,1
2.10 Orientação de aluno bolsista de extensão.
Pontuação por bolsista-ano.
0,1
2.11 Orientação de monografia ou trabalho final
de curso. Pontuação por orientando.
0,1
2.12 Participação em Banca de avaliação de
monografia de conclusão de curso, de
especialização ou de Iniciação Científica.
Pontuação por banca.
0,05
2.13 Atividade profissional relacionada com a
área de conhecimento. Pontuação por
0,05
13
atividade.
2.14 Outros 0,05
Total absoluto
Total do Grupo II

GRUPO III – Produção Científica, Técnica,
Artística e Cultural na área. Grupo limitado em
2,0 pontos.
Valor
do
título
Página(s)
do(s)
título(s)
Pontuação
atribuída
pelo
candidato
Pontuação
atribuída
pela
comissão
3.1 Publicação de livro (ISBN) ou capítulo de
livro. Pontuação por publicação.
1,0
3.2 Publicação em periódico com ISSN.
Pontuação por publicação.
1,0
3.3 Publicação em Anais. Pontuação por
publicação.
0,6
3.4 Apresentação de comunicação oral ou painel
em evento científico. Pontuação por
apresentação.
0,3
3.6 Participação em eventos sem publicação de
trabalhos. Pontuação por evento com carga
horária ≥15h.
0,1
3.7 Participação em cursos de extensão.
Pontuação por curso com carga horária ≥
30h.
0,1
3.8 Atividade cultural relacionada com a área de
conhecimento. Pontuação por atividade.
0,05
3.9 Outros 0,05
Total absoluto
Total do Grupo III



Nota Geral da Prova de Títulos