CARACTERÍSTICAS COMUNS ÀS ENTIDADES DA

ADMINISTRAÇÃO INDIRETA
Princípios regedores da Administração Ìndireta:
- Princípio da reserva legal;/ Princípio da especialidade;/ Princípio do
controle.
VINCULAÇÃO À ADMÌNÌSTRAÇÃO DÌRETA
CONTROLE OU TUTELA (Princípio do Controle)
NÃO HÁ SUBORDÌNAÇÃO
HÁ MERA VÌNCULAÇÃO (o controle é finalístico)
PERSONALIDADE JURÍDICA PRÓPRIA ÷ (São titulares de direitos e
obrigações)
CRIAÇÃO OU AUTORÌZAÇÃO DE ÌNSTÌTUÌÇÃO POR LEÌ
ESPECÍFÌCA (Princípio da reserva legal - Constituição Federal)
“XIX – somente por lei específica poderá ser criada
autarquia e autorizada a instituição de empresa pública,
de sociedade de economia mista e de fundação,
cabendo à lei complementar, neste último caso, definir
as áreas de sua atuação”
AUTARQUIA o serviço autônomo, criado por lei, com personalidade
jurídica, patrimônio e receita próprios, para executar atividades típicas
da Administração Pública, que requeiram, para seu melhor
funcionamento, gestão administrativa e financeira descentralizada¨.
E!"#p$os %" A&'(r)&i(s:
- AUTARQUÌA PREVÌDÊNCÌÁRÌA ÷ Ìnstituto Nacional do Seguro
Social (ÌNSS);
- AUTARQUÌAS PROFÌSSÌONAÌS - (ou corporativas) ÷ OAB, CRM,
etc.
- AUTARQUÌAS CULTURAÌS ÷ Universidade Federal do Rio de
Janeiro (UFRJ)
- AUTARQUÌA ADMÌNÌSTRATÌVA ÷ Banco Central do Brasil (BACEN);
e
- AUTARQUÌA DE CONTROLE ÷ Agência Nacional de Energia
Elétrica, Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), ETC.
CARACTERÍSTICAS DAS AUTARQUIAS
Criação por lei específica; / Personalidade jurídica de direito público; /
Patrimônio próprio / Capacidade de auto-administração / Sujeição ao
controle ou tutela / Desempenho de atribuições públicas típicas
OUTROS CARACTERES PRÓPRIOS DAS AUTARQUIAS
Orçamento (art. 165, § 5º)
Dirigentes
Atos dos dirigentes
Contratos (são contratos administrativos ÷ Ver CF art. 22, XXVÌÌ e art.
37, XXÌ)
Pessoal
(Estatutário e celetista)
Probição de acumular cargos, empregos e funções (CF, art. 37 XVÌ e
XVÌÌ)
Ìmunidade de impostos (CF, art. 150, § 2º)
Ìmpenhorabilidade de seus bens e suas rendas (Art. 100 da CF)
Ìmprescritibilidade de seus bens CF, art. 183, § 3º e 191, § único e
Súmula 340 do STF)
Prescrição qüinqüenal (Art. 1º do Decreto nº 20.910/32)
Créditos sujeitos à execução fiscal (art. 1º da Lei nº 6.830/80)
Situações processuais específicas
custas só a final, quando vencidas (CPC, art. 27)
prazo em quáduplo para contestar e em dobro para recorrer (CPC, art.
188)
Juízo Privativo (CF, art. 109, Ì);
Direito de regresso (CF, art. 37, § 6º).
*UNDAÇ+ES P,-LICAS Trata-se de um patrimônio personalizado
e destinado a um determinado fim social. Portanto, com finalidade não
lucrativa. Não poderá atuar ou intervir no domínio econômico.
O comum é que as FUNDAÇÕES se destinem às seguintes atividades
atípicas do Poder Público: assistência social; / assistência médica e
hospital; / educação e cultura; e pesquisa
CARACTERÍSTICAS -.SICAS DAS *UNDAÇ+ES/
A figura do instituidor (nas fundações públicas o instituidor é o Estado);
O fim social da entidade;
A ausência de fins lucrativos.
Conforme o art. 37, XÌX da CF, c(0"r1 ( $"i co#p$"#"n'(r %"2inir (s
1r"(s %" ('&(34o5
V.RIAS TEM SIDO AS DENOMINAÇ+ES ATRI-UÍDAS ÀS
*UNDAÇ+ES P,-LICAS/
- fundações instituídas pelo Poder Público;
- fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público (Art. 71, ÌÌÌ, CF);
-fundações controladas pelo Poder Público (Art. 163,ÌÌ, CF);
- fundações sob controle estatal (Art. 8º, parágrafo 5º, ADCT, CF);
- fundações públicas (Art. 19, ADCT, CF);
- fundações governamentais, e outras do gênero;
"!"#p$os %" 2&n%(36"s p70$ic(s n( "s2"r( 2"%"r($:
Fundação Escola de Administração Pública;
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico;
Fundação Casa de Rui Barbosa;
Fundação Nacional do Índio;
Fundação Ìnstituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
Polêmica é a natureza jurídica das fundações, se de Direito Público ou
de Direito Privado.
As fundações públicas são consideradas espécies do gênero
autarquia, recebendo, inclusive, a denominação de fundações
autárquicas.
AUTARQUIAS E *UNDAÇ+ES
*UNDAÇ+ES ÷ (Lei 7.596, de 10.04.87 ÷ alterou a redação do artigo
4º do Decreto-Lei 200, de 25-02-67)
PESSOAS DE CORPORAÇÕES,
BASE CORPORATÌVA ASSOCÌAÇÕES,
(Associações de SOCÌEDADES
PESSOAS Pessoas)
JURÍDÌCAS
(Sejam de Dir.
Público ou de FUNDAÇÕES ÷ Patrimônio personalizado
Direito Privado (Personificação de uma finalidade)
(Código Civil, (Estruturas destinadas a certos fins de religião, ou de
art. 16, Ì) PESSOAS DE ciência ou arte, etc. Não são pessoas, mas coisas
BASE personificadas; não são fins para si; adquirem direitos
FUNDACÌONAL exercem-nos em proveito de certa classe de pessoas
Ìndistintamente.
São patrimônios administrados; a personalidade deles
pode-se considerar uma abstração] (Di Pietro, p. 365) ]
AUTARQUIAS ÷ "Posto possam ter fins idênticos ou análogos, não servem a tais fins, antes no alcançá-los buscam o seu próprio proveito, trabalham
no interesse da coletividade, ou do ser ideal que personifica¨. São pessoas e não coisas (Lacerda de Almeida, citado por Di Pietro, p. 365)
*UNDAÇ+ES P,-LICAS ÷ São pessoas de Direito Público, de capacidade exclusivamente administrativa, resulta que autarquias e que, pois, todo o
regime jurídico dantes exposto, aplica-se-lhes integralmente¨.
(Bandeira, pp-111-112 ÷ 11ª edição)
*UNDAÇ+ES instituídas pelo Poder Público como patrimônio, total ou parcialmente público, dotado de personalidade jurídica de direito público ou
privado, e destinado por lei ao desempenho de atividades do Estado na ordem social, com capacidade de auto-administração e mediante controle da
Administração Pública, nos limites da Lei (Di Pietro, p. 366).
O ato do Poder Público ÷ como instituidor ÷ não é irrevogável, ao contrário do que ocorre na fundação instituída por particular (Di Pietro, p. 368)
O Poder Público pode extinguí-la (Fundação Pública) a qualquer momento (Di Pietro, p. 368)
... Com relação às fundações instituídas por particulares, a função do MP justifica-se pela necessidade de atribuir a algum órgão público a função de
manter a entidade dentro dos objetivos para os quais foi instituída
(Di Pietro, p. 369)
... Como a fundação adquire vida própria e nela não mais interfere o instituidor, o MP assume essa função
(Di Pietro, p.369)
ENTIDADES POLÍTICAS E ADMINISTRATIVAS
UNIÃO
ENTIDADES ESTATAIS ESTADOS
8PESSOAS POLÍTICAS9 DISTRITOS *EDERAL
MUNICÍPIOS
ENTIDADE : A UNIDADE DE ATUAÇÃO DOTADA DE PERSONALIDADE JURÍDICA5
ENTIDADES ESTATAIS SÃO PESSOAS JURÍDICAS DE DIREITO P,-LICO QUE INTE;RAM A ESTRUTURA CONSTITUCIONAL DO
ESTADO E T<M PODERES POLÍTICOS E ADMINISTRATIVOS= TAIS COMO A UNIÃO= OS ESTADOSMEM-ROS= OS MUNICÍPIOS E O
DISTRITO *EDERAL 8>"$? Lop"s M"ir"$$"s95
ADMINISTRAÇÃO DIRETA 8Pr"si%@nci( %( R"p70$ic(= Minis'Arios= S"cr"'(ri(s= ÓrB4os95 S" cons'i'&i %os s"rCi3os in'"Br(%os n( "s'r&'&r(
(%#inis'r('iC( %( Pr"si%@nci( %( R"p70$ic( " %os #inis'Arios
8D"2ini34o %o D"cr"'o L"i DEE= DF5ED5GHIJK V"r L"i GE5ILM= DL5EF5DEEM95
ADMINISTRAÇÃO INDIRETA OU DESCENTRALINADA
G5 AUTARQUIAS OENTIDADES AUT.RQUICASP
A;<NCIAS EQECUTIVAS Lei 9.649, de 27.05.1998, art. 51.
ANEEL - Lei 9.427, 26.12.1996.
AGÊNCÌAS ANATEL ÷ Lei 9.472, 16.07.1997
RE;ULADORAS ANP - Lei 9.478, 06.08.1997
ANVISA - Lei 9.782, 26.01.1999
ANS - Lei 9.961, 28.01.2000
ANA - Lei 9.984, 17.07.2000
ANTT " ANTAQ -Lei 10.223, 6.6.2001
ANCINE -Lei 10.454, de 05.05.2002
ANAC Lei 11.182, de 27.9.2005
D5 *UNDAÇ+ES P,-LICASOENTIDADES *UNDACIONAISP
A;<NCIAS EQECUTIVAS
Lei 9.649, de 27.05.1998, art. 51.
M5 EMPRESASP,-LICAS
O ENTIDADES
R5 SOCIEDADES DE ECONOMIA EMPRESARIAIS P
MISTA
F5 CONSÓRCIOS P,-LICOS (Lei 11.107, de 06.04.2005).
Tp 67-A
ENTIDADES PARAESTATAIS E TERCEIRO SETOR
SERVIÇOS SOCIAIS AUTSNOMOS SENAI= SENAC=
8ENTES DE COOPERAÇÃO9 SESC= SESI
ENTIDADES
PARAESTATAIS ENTIDADES DE APOIO (Fundação, Associação ou Cooperativa ÷
E Lei 8.958, 20.12.1994)
TERCEIRO OR;ANINAÇ+ES SOCIAIS(Lei 9.637, de 15.05.98)
SETOR
OR;ANINAÇ+ES DA SOCIEDADE (Lei 9.790, 22.03.1999 e
CIVIL DE INTERESSE P,-LICODecreto nº 3.100, de 30.06.1999).
ENTIDADES POLÍTICAS E ADMINISTRATIVAS
UNIÃO
ENTIDADES ESTATAIS ESTADOS
8PESSOAS POLÍTICAS9 DISTRITOS *EDERAL
MUNICÍPIOS
ENTIDADE : A UNIDADE DE ATUAÇÃO DOTADA DE PERSONALIDADE JURÍDICA5
ENTIDADES ESTATAIS SÃO PESSOAS JURÍDICAS DE DIREITO P,-LICO QUE INTE;RAM A ESTRUTURA CONSTITUCIONAL DO
ESTADO E T<M PODERES POLÍTICOS E ADMINISTRATIVOS= TAIS COMO A UNIÃO= OS ESTADOSMEM-ROS= OS MUNICÍPIOS E O
DISTRITO *EDERAL 8>"$? Lop"s M"ir"$$"s95
ADMINISTRAÇÃO DIRETA 8Pr"si%@nci( %( R"p70$ic(= Minis'Arios= S"cr"'(ri(s= ÓrB4os95 S" cons'i'&i %os s"rCi3os in'"Br(%os n( "s'r&'&r(
(%#inis'r('iC( %( Pr"si%@nci( %( R"p70$ic( " %os #inis'Arios
8D"2ini34o %o D"cr"'o L"i DEE= DF5ED5GHIJK V"r L"i GE5ILM= DL5EF5DEEM95
ADMINISTRAÇÃO INDIRETA OU DESCENTRALINADA
G5 AUTARQUIAS OENTIDADES AUT.RQUICASP
A;<NCIAS EQECUTIVAS Lei 9.649, de 27.05.1998, art. 51.
ANEEL - Lei 9.427, 26.12.1996.
AGÊNCÌAS ANATEL ÷ Lei 9.472, 16.07.1997
RE;ULADORAS ANP - Lei 9.478, 06.08.1997
ANVISA - Lei 9.782, 26.01.1999
ANS - Lei 9.961, 28.01.2000
ANA - Lei 9.984, 17.07.2000
ANTT " ANTAQ -Lei 10.223, 6.6.2001
ANCINE - Lei 10.454, de 05.05.2002
ANAC Lei 11.182, de 27.9.2005
D5 *UNDAÇ+ES P,-LICAS OENTIDADES *UNDACIONAISP
A;<NCIAS EQECUTIVAS
Lei 9.649, de 27.05.1998, art. 51.
M5 EMPRESAS P,-LICAS
O ENTIDADES
R5 SOCIEDADES DE ECONOMIA EMPRESARIAIS P
MISTA
F5 CONSÓRCIOS P,-LICOS (Lei 11.107, de 06.04.2005).
Tp 67-A
ENTIDADES PARAESTATAIS E TERCEIRO SETOR

SERVIÇOS SOCIAIS AUTSNOMOS SENAI= SENAC=
8ENTES DE COOPERAÇÃO9 SESC= SESI
ENTIDADES
PARAESTATAIS ENTIDADES DE APOIO (Fundação, Associação ou Cooperativa ÷
E Lei 8.958, 20.12.1994)
TERCEIRO OR;ANINAÇ+ES SOCIAIS (Lei 9.637, de 15.05.98)
SETOR
OR;ANINAÇ+ES DA SOCIEDADE (Lei 9.790, 22.03.1999 e
CIVIL DE INTERESSE P,-LICO Decreto nº 3.100, de 30.06.1999).
A;<NCIAS RE;ULADORAS POR .REA DE ATUAÇÃO
O-JETO A;<NCIAS
SERVIÇOS P,-LICOS PROPRIAMENTE DITOS
ANEEL : AB@nci( N(cion($ %" En"rBi(
E$A'ric( 8L"i H5RDJ= DI5GD5GHHI9
ANATEL : AB@nci( N(cion($ %"
T"$"co#&nic(36"s 8L"i H5RJD=
GI5EJ5GHHJ9
ANTT : AB@nci( N(cion($ %"
Tr(nspor'"s T"rr"s'r"s
ANTAQ : AB@nci( N(cion($ %"
Tr(nspor'"s A)&(Ci1rios 8L"i
GE5DMM= EF5EI5DEEG9
ANAC : AB@nci( N(cion($ %" ACi(34o
CiCi$ 8L"i GG5GLD= %" DJH5DEEF9
ATIVIDADE DE *OMENTO E *ISCALINAÇÃO DE
ATIVIDADE PRIVADA
ANCINE : AB@nci( N(cion($ %o Cin"#(
8L"i GE5RFR= GM5EF5DEED9
ATIVIDADES EQERCIT.VEIS PARA PROMOVER A
RE;ULAÇÃO= A CONTRATAÇÃO E A *ISCALINAÇÃO
DAS ATIVIDADES ECONSMICAS INTE;RANTES DA
IND,STRIA DO PETRÓLEO
ANP : AB@nci( N(cion($ %o P"'rT$"o= ;1s
N('&r($ " -ioco#0&s'íC"is 8L"i
H5RJL= %" I5L5GHHJ9
ATIVIDADES QUE O ESTADO TAM-UM PROTA;ONINA ANVISA 8(n'"s ANVS9 : AB@nci(
8E QUANDO O *INER SERÃO SERVIÇOS P,-LICOS9=
MAS QUE= PARALELAMENTE= SÃO *ACULTADAS AOS
PARTICULARES
N(cion($ %" ViBi$Vnci( S(ni'1ri(
8L"i H5JLD= DI5G5GHHH=
r"B&$(#"n'(%( p"$o D"cr"'o
M5EDH= GI5R5GHHH9
A;<NCIA RE;ULADORA DE USO DE -EM P,-LICO ANA : AB@nci( N(cion($ %" .B&(s 8L"i
H5HLR= %" GJ5J5DEEE5
ENTIDADE AUT.RQUICA COM *UNÇ+ES DE ÍNDOLE
EQUIVALENTE ÀS DAS A;<NCIAS= MAS QUE NÃO
RECE-EU A DESI;NAÇÃO A;<NCIA
CVM : Co#iss4o %" V($or"s Mo0i$i1rios
ENTIDADES POLÍTICAS E ADMINISTRATIVAS
UNIÃO
ENTIDADES ESTATAIS ESTADOS
DISTRITOS *EDERAL
MUNICÍPIOS
ENTIDADES AUT.RQUICAS AUTARQUIAS

ENTIDADES *UNDACIONAIS *UNDAÇ+ES P,-LICAS
EMPRESAS P,-LICAS

ENTIDADES EMPRESARIAIS SOCIEDADES
DE ECONOMIA MISTA ADMINIST5
INDIRETA
A;<NCIAS EQECUTIVAS OU 2. Lei 9.649, de 27.05.1998, art. 51.
DESCEN
A;<NCIAS ANEEL ÷ Lei 9.427, 26.12.1996 TRALINADA
A;<NCIAS ANATEL ÷ Lei 9.472, 16.07.1997
RE;ULADORAS ANP - Lei 9.478, 06.08.1997
ANVÌSA - Lei 9.782, 26.01.1999
ANS - Lei 9.961, 28.01.2000
ANA - Lei 9.984, 17.07.2000
ANTT e ANTAQ -Lei 10.223, 6.6.2001
ANCÌNE - Lei 10.454, de 05.05.2002
SERVIÇOS SOCIAIS AUTSNOMOS SENAI= SENAC=
8ENTES DE COOPERAÇÃO9 SESC= SESI
ENTIDADES
PARAESTATAIS ENTIDADES DE APOIO (Fundação, Associação ou Cooperativa ÷
E Lei 8.958, 20.12.1994)
TERCEIRO OR;ANINAÇ+ES SOCIAIS (Lei 9.637, de 15.05.98)
SETOR
OR;ANINAÇ+ES DA SOCIEDADE (Lei 9.790, 22.03.1999 e
CIVIL DE INTERESSE P,-LICO Decreto nº 3.100, de 30.06.1999).
ADMINISTRAÇÃO PRESID<NCIA DA REP,-LICA
P,-LICA DIRETA SECRETARIAS
*EDERAL OU MINISTURIOS
CENTRALINADA ÓR;ÃOS
AUTARQUIAS
ADMINISTRAÇÃO *UNDAÇ+ES P,-LICAS
P,-LICA INDIRETA EMPRESAS P,-LICAS
OU DESCENTRALINADA SOCIEDADES DE ECONOMIA MISTA
GBS / Tp.67A
ENTIDADES POLÍTICAS E ADMINISTRATIVAS
ENTIDADE ÷ É pessoa jurídica, pública ou privada.
ÓR;ÃO - É elemento despersonalizado incumbido da realização das atividades da entidade a que pertence, através de seus agentes.
ENTIDADES ESTATAIS ÷ São pessoas jurídicas de direito público que integram a estrutura constitucional do Estado e tem poderes políticos e
administrativos, tais como a UNÌÃO, os ESTADOS-MEMBROS, os MUNÌCÍPÌOS e o DÌSTRÌTO
FEDERAL.
A UNIÃO é soberana.
As demais entidades estatais têm apenas autonomia política, administrativa e financeira, mas não dispõem de Soberania, que é privativa da Nação e
própria da Federação.