You are on page 1of 23

Como Poupar

Dinheiro
(e gerir as suas finanças pessoais)
www.poupardinheiro.info
Conteúdo
Introdução .................................................................................................................................... 4
A Dica Mais Importante Sobre Dinheiro ....................................................................................... 4
astar Menos Dinheiro ............................................................................................................ !
anhar Mais Dinheiro .............................................................................................................. !
Pa" de #sp$rito %inanceira ............................................................................................................. !
Dei&ar a 'bsessão Por Dinheiro #m ( Simp)es Passos .................................................................. *
Como dei&ar a obsessão com dinheiro e em +e" disso centrar,se na -ua)idade de +ida. ....... *
' Inicio ..................................................................................................................................... *
%inanças Pessoais a Dois ............................................................................................................... /
Aprendam a fa)ar sobre finanças pessoais e ob0ecti+os ........................................................... /
%açam um p)ano financeiro ...................................................................................................... 1
2e+er as finanças pessoais semana)mente ............................................................................... 1
Começar 3m %undo de #merg4ncia ........................................................................................... 56
' -ue 7 um fundo de emerg4ncia. ........................................................................................ 56
8uanto de+o poupar num fundo de emerg4ncia. ................................................................. 56
Como %a"er 3m 'rçamento Pessoa) .......................................................................................... 55
' sucesso começa com ob0ecti+os e reso)uç9es ..................................................................... 55
A sua atitude .......................................................................................................................... 55
:raçar ob0ecti+os pre)iminares ............................................................................................... 55
8uais são os resu)tados -ue pretende. .................................................................................. 5(
' h;bito de orçamentar ......................................................................................................... 5(
'rçamentos 2ea)istas ............................................................................................................. 5(
Inicie o p)aneamento .............................................................................................................. 5(
Como +i+er uma +ida fruga) ........................................................................................................ 5<
Como 7 -ue se +i+e uma a +ida fruga). .................................................................................. 5<
Por-u4 +i+er uma +ida fruga). ................................................................................................ 54
Como %a"er 3m 'rçamento %ami)iar ......................................................................................... 54
's ! Me)hores #&erc$cios Para %a"er #m Casa ............................................................................ 5=
%)e&9es .................................................................................................................................... 5=
Abdominais ............................................................................................................................. 5=
Sa)tar sem sair do s$tio ............................................................................................................ 5*
S-uats (Agachamento) ........................................................................................................... 5*
>ac? e&tension (e&tensão das costas) ..................................................................................... 5*
De" Coisas 8ue @ão De+e Comprar @o+as ................................................................................. 5/
Como #conomi"ar #m Comida ................................................................................................... 5/
Como %icar 2ico #m Apenas < Passos ......................................................................................... 51
Poupar Dinheiro #m Combust$+e) ............................................................................................... 51
Descu)pas InAteis Para @ão Poupar Dinheiro ............................................................................. (6
Começo a poupar dinheiro mais tarde ................................................................................... (5
@ão ganho o suficiente ........................................................................................................... (5
#u mereço a)guns )u&os .......................................................................................................... (5
Como #)iminar a D$+ida .............................................................................................................. (5
:er ob0ecti+os ......................................................................................................................... ((
Criar um fundo de emerg4ncia ............................................................................................... ((
%a"er orçamento dom7stico ................................................................................................... ((
#)iminar as d$+idas com o m7todo bo)a de ne+e .................................................................... (<
Introdução
>em,+indo ao Poupar DinheiroB -ue o +ai ensinar a gerir as suas finanças pessoais.
• @ão sabe como criar um orçamento dom7stico.
• @ão sabe como in+estir na bo)sa.
• @ão sabe como poupar ;gua em casa.
• @ão sabe como ganhar mais dinheiro.
#stes e muitos outros assuntos importantesB re)ati+os a finanças pessoaisB podem ser
encontrados no site Poupar DinheiroB mas o a0udar imediatamente compi);mos a)guns dos
me)hores artigos 0; pub)icados no site. São apenas uma pe-uen$ssima parte da-ui)o -ue +ai
encontrar no siteB por isso aconse)hamos -ue se registe gratuitamente na neCs)etterB para
estar sempre a par das me)hores oportunidades para poupar e ganhar dinheiro.
Mas +amos ao -ue interessa. 8uer aprender a gerir as suas finanças pessoais.
A Dica Mais Importante Sobre
Dinheiro
Finanças pessoais são fáceis e simples. Existe uma lei fundamental para gerir o seu
dinheiro, e ainda por cima é muito simples:
Para ser rico, tem de gastar menos do que ganha!
Se gasta mais do que ganha, está a perder a sua fortuna e a acumular d!idas. Está a ir
na direcção errada, no entanto se ganhar mais do que gasta, está a acumular rique"a.
#uanto maior for a diferença desta equação, maior será a sua rique"a. $omo equação
matemática seria:
www.poupardinheiro.info
RIQU!A " #A$%&S ' #AS(&S
Existem apenas duas coisas que podem ser feitas para aumentar a sua rique"a: #astar
menos e ganhar mais)
#astar Menos Dinheiro
%oupar dinheiro é algo que pode fa"er imediatamente, com pouco ou nenhum esforço.
&asta parar de gastar dinheiro. ' sério( 'penas isso( )ão compre *coisas+. $laro que é
sempre necessário comprar produtos e ser!iços para a,astecer as nossas necessidades,
mas se aprender a poupar dinheiro no essencial -comida, renda, roupa, di!ersão. e se
conseguir redu"ir os seus dese/os materiais, irá poupar dinheiro de uma forma
assom,rosa. 'prenda a fa"er compras correctamente e aprenda a fa"er a sua pr0pria
comida. 1esen!ol!a a frugalidade em si, e tenha uma !ida simples, mas feli".
#anhar Mais Dinheiro
2anhar mais é a outra metade da equação. Se conseguir aumentar os seus rendimentos,
irá acumular rique"a mais rapidamente. $omo é tão importante ganhar dinheiro, muitos
li!ros de finanças pessoais di"em que a sua carreira * o seu acti+o mais importante)
)ão é a sua casa, nem o seu fundo de in!estimento, e muito menos o seu carro. 3 a sua
carreira, por isso é que a educação é tão importante e pode a/udá4lo a conseguir um
emprego melhor, que lhe garanta maiores rendimentos no futuro. %or isso a sua
reputação profissional é tão importante, o que o seu chefe pensa de si, os seus colegas
ou os seus clientes. 5odos eles t6m um papel importante na sua carreira.
%ode parecer simples, mas o ,ásico de finanças pessoais é isto: gaste menos do que
ganha. 5udo o resto apenas suporta esta lei fundamental, por isso assimile este conceito
para o futuro.
Pa, de sp-rito .inanceira
3 um facto: as nossas finanças são uma das coisas que mais stress causa nas nossas
!idas. Se procuramos uma !ida sem stress, então temos de enfrentar as nossas finanças
e encontrar formas de manter o stress com dinheiro, o mais ,aixo poss!el.
Em primeiro lugar, identifique as consequ6ncias financeiras que causam stress na sua
!ida. %ara muitas pessoas, estas incluem: preocupação com o endi!idamento, pagar
tarde as facturas, não ter segurança financeira lquida, não ter controlo so,re as suas
finanças, e discuss7es so,re finanças com os companheiros ou companheiras.
8amos a,ordar cada um destes com algumas soluç7es simples:
Sair da d-+ida) 9sto é muitas !e"es o primeiro passo necessário. :as como fa"er isso;
Em primeiro lugar, acompanhe o seu impulso para gastar dinheiro de forma a parar. <se
o modelo ,ola de ne!e como plano para sair da d!ida.
www.poupardinheiro.info
Pagar as suas contas assim que chegam) Esta é uma das maneiras mais fáceis para
eliminar o stress com as facturas. #uando rece,er a factura da electricidade, passe um
cheque, coloque4o num en!elope, e en!ie pelo correio no dia seguinte. =u pague online
-preferencialmente., !á para o seu computador, faça login e en!ie o seu pagamento
electr0nico. %ara fa"er isso, precisa de ter uma almofada na sua conta ,ancária, de
forma a ter sempre o suficiente para pagar as facturas imediatamente.
/o0ocar os pagamentos autom1ticos) 3 uma grande alternati!a ao método acima
referido. Em !e" de pagar as facturas > medida que elas chegam, pode configurar
pagamentos automáticos, e poupanças automáticas, para que logo que o seu salário entre
na sua conta, mande um determinado montante para poupança -ou in!estimentos..
#ualquer método funciona ,em.
Desen+o0+er uma segurança 2inanceira 0-quida) 9sto é algo que tam,ém de!e fa"er
imediatamente.
%rimeiro, se é casado ou tem qualquer dependente, de!e ter seguros de !ida. Faça uma
análise para ter a certe"a que tem a ap0lice certa para as suas necessidades.
Em segundo lugar, olhe para os outros seguros para !er se preenchem as suas
necessidades, desde o autom0!el até > ha,itação.
Em terceiro lugar, certifique4se que tem um testamento, isto pode não parecer
necessário se ainda é /o!em, mas se ti!er algum dependente, esta é uma o,rigação.
Em quarto lugar, crie um fundo de emerg6ncia ? imediatamente( 9sso é algo que todos
os especialistas aconselham, porque sem um fundo de emerg6ncia, nunca terá pa" de
esprito financeira. 'cumule entre @ a A meses para sustentar o seu modo de !ida, ou
qualquer montante que !oc6 precisar para se sentir seguro.
/ontro0ar as 2inanças, pelo menos, semanalmente. %ara ter um sentimento de controlo
so,re as suas finanças, !oc6 tem de as acompanhar. $ertifique4se de que está
!erificando a sua conta, para garantir que não tem cheques de!ol!idos ou transacç7es
em dé,ito. :esmo que as facturas se/am automáticas, !oc6 de!erá certificar4se de que
elas estão a ser pagas. 5ire BC4DC minutos cada semana, para olhar para o seu
orçamento, as suas despesas, o seu rendimento, e certifique4se de que tem tudo so,
controlo. Se tem um parceiro, façam isto em con/unto.
.a0ar sobre dinheiro com o seu parceiro. = dinheiro pode ser um grande factor de
stress num relacionamento. 3 importante que se fale de dinheiro, numa ,ase regular, de
forma não emocional, não importa o quão difcil possa parecer. 3 fundamental, de facto,
para a so,re!i!6ncia do !osso relacionamento. 8oc6s t6m que estar na mesma página,
ou aca,arão por discutir e ter crises importantes so,re finanças. %recisam de falar so,re
os !ossos sonhos e metas financeiras, os !ossos gastos padrão, o !osso orçamento, o
!osso rendimento, a !ossa poupança, as !ossas d!idas, de segurança financeira, letras e
afins. Se ainda não o fa"em, pode demorar algum tempo no incio e ser difcil. :as
tentem fa"64lo como uma equipa, e não acusarem4se mutuamente de qualquer coisa,
tentem ser positi!os e construti!os. $om o tempo, !ai ser mais fácil. )o mnimo,
dediquem BC a DC minutos cada semana para re!er as !ossas finanças em con/unto,
www.poupardinheiro.info
re!endo as metas, e certificando4se de que estão sintoni"ados. 8ai ser uma grande
diferença no !osso relacionamento e no seu n!el de stress.
Dei3ar a &bsessão Por Dinheiro m 4
Simp0es Passos
/omo dei3ar a obsessão com dinheiro e em +e, disso centrar5se na qua0idade
de +ida6
Essa é uma grande pergunta. :uitos de n0s lutam com essa questão toda a nossa !ida.
'o longo do tempo, muitos perdem de !ista as coisas mais !aliosas e as quest7es de
dinheiro e o dese/o de querer sempre mais, impedem4nos de alcançar a qualidade de
!ida.
& Inicio
Enquanto não pro/ectarmos as nossas !idas em torno desse estilo de !ida ? e prioriti"ar
as coisas que mais queremos ? não encontraremos a !erdadeira felicidade e satisfação.
5odos ou!imos, e alguns acreditam, que o dinheiro não pode comprar felicidade. 'inda
que por !e"es nos preocupemos com dinheiro até ao ponto de o,sessão. = primeiro
passo para ultrapassar esses receios exige reflexão. 5emos que fa"er um exame de
consci6ncia para determinar as nossas crenças acerca do dinheiro, que nos mant6m
afastados de !i!er a !ida que dese/amos.
%or !e"es pensamos que:
B. )ão importa quanto dinheiro temos, sempre queremos mais. %orqu6; %orque
associamos dinheiro com 6xito: o *status+ e a capacidade de !i!er *a ,oa !ida+.
D. #uanto mais dinheiro queremos, mais necessitamos de tra,alhar arduamente. 5emos
a ideia de que o segredo da !ida é tra,alhar duro e fa"er sacrifcios ho/e, para tudo
funcionar amanhã.
@. %ara fa"er muito dinheiro temos de acumular conhecimentos, aptid7es e experi6ncia.
5emos de sa,er mais do que todos os outros so,re a área profissional que escolhemos.
E. #uem tem muito dinheiro não pode ser contri,uir com algo Ftil para a sociedade.
Eles estão a ser simplesmente capitalistas, que t6m de /ustificar e racionali"ar a sua
a,ordagem empresarial e práticas.
G. )ão merecemos prosperar.
#uando pensamos profundamente so,re estas as atitudes e crenças, rapidamente nos
aperce,emos que estamos sa,otando, não s0 o nosso ,em4estar financeiro, mas tam,ém
o nosso ,em4estar geral.
www.poupardinheiro.info
= segundo passo é transformar essas crenças em afirmaç7es positi!as. 8e/a como:
B. = dinheiro não pode comprar felicidade. 8i!er uma !ida de encontro aos nossos
!alores, da nossa famlia, amigos e comunidade, é onde encontramos essas coisas.
D. :uitas pessoas não tra,alham arduamente, mas fa"em dinheiro. 1inheiro suficiente
para manter os estilos de !ida.
@. Há muitas pessoas que t6m a mesma quantidade de conhecimento que n0s. 'lgumas
t6m mais, mas muitos t6m menos porque optaram por suprimir informaç7es
desnecessárias nas suas !idas, em !e" de constantemente tentar acumular e organi"á4los.
E. :uitas pessoas estão na realidade contri,uindo su,stancialmente para o mundo
atra!és das suas !ocaç7es. =s seus o,/ecti!os nos neg0cios e na !ida é fa"er
exactamente isso, não para ganhar dinheiro, para aumentar a rique"a e status, como uma
afirmação de sucesso.
G. 5odos somos dignos de ganhar dinheiro atra!és de empreendimentos empresariais.
Esta não é, de forma alguma, comprometer princpios. 'm,ição pessoal não é o inimigo
de fortalecer e ala!ancar o nosso talento criati!o.
<ma !e" alteradas as !elhas crenças, con!enç7es e paradigmas so,re dinheiro podemos
encontrar a confiança que precisamos para pro/ectar uma !ida que cuide do nosso ,em4
estar financeiro e glo,al. 8oc6 é capa"(
.inanças Pessoais a Dois
#uando se está em relaç7es longas, como um casamento ou uma !ida con/unta, /á se
discutiu so,re dinheiro. $hega até a ser um dos principais moti!os pelos quais as
pessoas se separam.
' principal causa para esses pro,lemas é a diferença de !alores e há,itos de cada um
dos parceiros relati!amente ao dinheiro, aliando ainda a falta de comunicação so,re este
assunto > mesa de /antar ou em qualquer outro momento em con/unto.
%ara resol!er esses pro,lemas há duas medidas fundamentais:
• 'prender a falar so,re dinheiro
• 'linhar os o,/ecti!os financeiros
Se conseguirem aplicar estas duas regras, a situação da sua relação ficará muito mais
fácil e agradá!el no que di" respeito a 2inanças pessoais.
Aprendam a 2a0ar sobre 2inanças pessoais e ob7ecti+os
%ode parecer desnecessário mas não é. :uitos casais esquecem este passo em,ora
pareça 0,!io que não o de!am fa"er.
www.poupardinheiro.info
:uitas !e"es t6m o,/ecti!os diferentes para o que fa"er com o dinheiro, o que não é
errado, o que está errado é não falarem so,re esses o,/ecti!os para chegarem a um
consenso e para definirem apenas um plano.
<m dos elementos do casal pode querer manter uma !ida mais frugal para poder /untar
dinheiro para uma reforma mais agradá!el, enquanto o outro elemento pode querer
/untar dinheiro para en!iar os filhos para uma faculdade no estrangeiro.
%ara o curto pra"o tam,ém podem ter ideias diferentes. Enquanto um dese/a comprar
roupa o outro quer ir de férias. Existem muitos exemplos de !alores que podem ser
diferentes nos parceiros.
• )o incio, coloquem numa folha de papel tudo o que dese/am fa"er com o
dinheiro. $asa, carro, roupa, etc.
• $omecem a prioriti"ar as despesas e os o,/ecti!os, !endo aqueles que são
comuns >s duas partes.
• Se ti!erem di!erg6ncias so,re o que fa"er, parem e falem so,re esse o,/ecti!o
em particular -por exemplo, comprar um segundo autom0!el..
)o final deste exerccio /á de!em ter os o,/ecti!os que am,os concordam e pela ordem
de importIncia definida tam,ém pelas duas partes.
.açam um p0ano 2inanceiro
'p0s terem decidido o que fa"er como as !ossas 2inanças pessoais, está na altura de
sa,erem como o !ão fa"er. 3 aqui que se define um plano financeiro para os pr0ximos
anos.
%ara concreti"ar esse plano t6m de sa,er > partida !árias informaç7es financeiras so,re
a !ossa situação: rendimentos, despesas, créditos, d!idas, ,ens im0!eis, etc.
1epois é necessário escolher o que fa"er. 5irar uma percentagem do salário para
poupar, ganhar mais dinheiro, !ender o carro, !ender a casa, redu"ir despesas na
alimentação, nas férias, etc.
%ara cada um dos o,/ecti!os de!erá ser colocada uma data limite, para sa,er quanto
dinheiro terá de poupar para atingir esse o,/ecti!o. $riem um orçamento pessoal para
sa,erem o que fa"er todos os meses.
<m exemplo de um o,/ecti!o ,em definido é:
• &b7ecti+o: fa"er uma !iagem a %aris.
• Pra,o: )os pr0ximos DE meses.
• Acção: %oupar BCCJ por m6s.
Re+er as 2inanças pessoais semana0mente
Esta medida é muito importante e tam,ém um passo a que muitos casais não dão
importIncia.
www.poupardinheiro.info
:esmo que /á tenham feito os passos anteriores e sai,am para onde !ão, não significa
que as coisas este/am a correr ,em. 8ão acontecer pro,lemas ao longo do percurso e !ai
ser necessário tomar medidas que alterem ligeiramente o plano, sem alterar o o,/ecti!o
final. #uando acontecem esses pro,lemas, t6m de ser os dois elementos a resol!erem,
não pode ficar tudo nas mãos de um, enquanto o outro não quer ter nada a !er com isso.
&asta fa"erem uma pequena reunião familiar, de meia hora no fim4de4semana, para
re!erem as !ossas contas, os pra"os de pagamento, os rendimentos e tam,ém cada um
dos planos que definiram nos passos anteriores.
/omeçar Um .undo de merg8ncia
Existem !árias coisas que pode fa"er para poupar dinheiro, mas os especialistas
financeiros são consensuais numa delas: ter um 2undo de emerg8ncia. 'p0s esse
o,/ecti!o, pode então atacar as d!idas e iniciar os in!estimentos.
& que * um 2undo de emerg8ncia6
<m 2undo de emerg8ncia é uma poupança com ele!ada liquide" -que possa ser usado
de uma dia para o outro. e que não é usada para mais nada que não se/a uma
emerg6ncia, como por exemplo:
• 'rran/o do carro ap0s um acidente
• 1oença sF,ita
• 1esemprego
• =utro acontecimento inesperado
Quanto de+o poupar num 2undo de emerg8ncia6
'qui não existe uma resposta consensual, depende muito do risco que pretende correr.
Há quem diga que ,asta ter BCCCJ, outros di"em que de!e conseguir !i!er durante @
meses sem rendimentos. = mais aconselhá!el é ter *uma almofada+ que lhe permita
!i!er alguns meses sem tra,alhar, porque assim consegue superar qualquer tipo de
pro,lema financeiro.
'nalise a sua situação e pense no pior cenário, e depois construa um 2undo de
emerg8ncia que cu,ra esse cenário. Se tem uma profissão com muita sada no mercado,
em poucos meses consegue encontrar emprego, mas se for uma profissão com pouca
sada, então terá de alargar o nFmero de meses.
#uanto mais colocar no 2undo de emerg8ncia, menos dinheiro terá para in!estir e
redu"ir a d!ida, por isso de!erá procurar um equil,rio entre estes dois factores
-segurança e in!estimento..
%ara começar um fundo de emerg6ncia s0 há uma forma: co0ocar dinheiro de parte
todos os meses at* atingir o que pretende.
www.poupardinheiro.info
8amos considerar o seguinte exemplo:
• $oloca BCCJ por m6s numa conta a render /uros mas com ele!ada liquide".
• 'o fim de BD meses terá, pelo menos, BDCCJ.
• Suficiente para pagar um arran/o do carro, mas não para !i!er A meses sem
tra,alhar.
= mais importante é que não me3a nesta conta, a não ser por causa de uma
emerg6ncia. 1e!e tam,ém procurar uma conta que lhe renda alguns /uros -por mais
pequenos que se/am..
<ma ,oa forma de resol!er os seus pro,lemas financeiros é:
B. Fa"er um 2undo de emerg8ncia para @ meses
D. Eliminar as suas d!idas
@. 'umentar o seu fundo de emerg6ncia para B ano
/omo .a,er Um &rçamento Pessoa0
& sucesso começa com ob7ecti+os e reso0uç9es
8oc6 pode começar ho/e, e desen!ol!er com 6xito um há,ito que dura uma !ida toda.
'ssim, ponha o salário e os rendimentos de lado por alguns minutos e aprenda os passos
para iniciar um orçamento com 6xito.
A sua atitude
%ara iniciar um orçamento pessoal é necessário melhorar a sua atitude. #uando fi"er
isso, conseguirá atingir tudo aquilo que dese/a, e com a decisão de iniciar um
orçamento, !oc6 fica com as ,ases para uma gestão financeira de sucesso.
(raçar ob7ecti+os pre0iminares
:udar a atitude !ai fa"64lo iniciar mas não será suficiente para o fa"er a!ançar em
direcção a um há,ito de orçamentar. %ara o manter moti!ado, trace o,/ecti!os para as
poupanças pessoais.
%rimeiro utili"e o seu salário ,ruto para calcular as receitas anuais. 1epois decida qual a
percentagem que dese/a poupar por m6s ou por ano e qual a ra"ão para essa poupança.
#uanto quer poupar para umas férias; E para a reforma; 1epois esta,eleça tam,ém o
o,/ecti!o de cortar despesas, por exemplo utili"ando menos o carro ou ,e,endo menos
cafés.
www.poupardinheiro.info
Quais são os resu0tados que pretende6
Escre!a qual é o o,/ecti!o da sua poupança. 1ese/a uma reforma mais tranquila;
%retende fa"er uma !iagem de !olta ao :undo; 8á em frente e !isuali"e os resultados
com o maior detalhe poss!el
& h1bito de orçamentar
2anhar o há,ito de manter um orçamento le!a quatro a seis semanas, dedicando alguns
minutos diariamente para apontar as suas despesas e planear os pr0ximos meses.
'gende BG minutos todos os dias para se focar exclusi!amente no seu orçamento
pessoal.
:uitas pessoas acham que a manutenção de um diário a/uda a desen!ol!er ,ons
há,itos. <sar um simples caderno e utili"á4lo para ir resistindo >s tentaç7es de gastar
dinheiro com produtos que raramente utili"a ou não tem necessidade.
'note os seus falhanços tam,ém, tais como esquecer o planeamento para os impostos
ou caindo na tentação de comer fast4food, em !e" de comer a refeição que !oc6
planeou. #uando !oc6 gra!a um fracasso, é preciso anotar o que faria de diferente para
e!itar repetir os erros. K medida que escre!e no seu diário !isuali"e os resultados
positi!os. Lem,re4se que nos tornamos aquilo que as nossas mentes !6em e !oc6 de!e
!er o sucesso e não o fracasso.
&rçamentos Rea0istas
Em,ora de!a cortar nas despesas sempre que poss!el, não crie orçamentos
excessi!amente ,aixos. Se é importante para si sair para !er um filme uma !e" por m6s
e de seguida orçamentar GJ por m6s para entretenimento, pode deixá4lo com
sentimentos de pri!ação, em !e" de satisfeito com o seu orçamento.
Se esti!er numa situação financeira difcil em que s0 pode gastar dinheiro por
necessidade a,soluta, precisa de cortar algumas acti!idades não essenciais que
significam muito para si. %ode adorar !er filmes, mas de!e cortar essa acti!idade de!ido
> perda de rendimento para pagar as d!idas. )este caso, planeie adicionar essa despesa
não essencial no seu orçamento ap0s alguns meses. Sa,endo que poderá apreciar um
filme no!amente em ,re!e irá mant64lo moti!ado com o seu orçamento, e pode
encontrar uma alternati!a menos dispendiosa até lá.
Inicie o p0aneamento
'gora que está a caminho de fa"er do orçamento pessoal um há,ito, pode começar a
recolher informação para criar um orçamento para o orientar nos seus gastos e
poupanças.
8oc6 precisa de sa,er quais são as suas despesas, por isso se não ti!er reci,os, aponte as
despesas durante algumas semanas para o,ter montantes exactos. %ode fa"64lo
mantendo um ,loco consigo para gra!ar quanto gasta cada !e" que a,re a carteira. Sim,
registar todas as despesas, mesmo que se/am de apenas BJ para uma garrafa de água ou
para o estacionamento.
www.poupardinheiro.info
8oc6 pode determinar algumas das despesas imediatamente. 's suas despesas de
electricidade e gás t6m facturas dos Fltimos meses. Se pagar impostos so,re
propriedades, seguros de !ida ou do seguro do carro tem pro!a!elmente estas despesas
registadas na sua conta. Se não, faça algumas chamadas e descu,ra quanto são estes
gastos.
'ssim que ti!er os seus rendimentos e despesas documentadas, crie um orçamento no
papel, numa folha de cálculo ou num software de orçamento financeiro. <sando o %$
tem a !antagem de permitir que possa facilmente a/ustar diferentes despesas para !er
como o orçamento é afectado, mas pode fa"64lo no papel com um lápis e ,orracha.
/omo +i+er uma +ida 2ruga0
= site poupardinheiro ensina !árias dicas, para que possa economi"ar algum dinheiro em
!árias situaç7es do dia4a4dia. %ara que possa ter uma +ida 2ruga0 mas com significado e
felicidade. :as o que significa ter uma !ida de frugalidade; Será que tem de passar
necessidades, ou fa"er grandes sacrifcios, s0 para poder /untar mais alguns c6ntimos;
)ão. <ma !ida frugal significa gastar com mais intelig6ncia para que possa alcançar a
!ida com que sempre sonhou. Significa gerir melhor o seu dinheiro. ' primeira coisa
que tem de conhecer é quanto dinheiro tem no ,anco e quanto dinheiro precisa para
!i!er conforta!elmente. 'p0s ter estas informaç7es poderá passar a tomar melhores
decis7es. 5rocar agora de carro, ou esperar mais uns meses; $omprar um no!o !estido
ou mandar limpar um !estido antigo; Se ti!er um orçamento familiar sa,e o que pode
gastar e, mais importante, o que não pode gastar.
/omo * que se +i+e uma a +ida 2ruga06
= principal o,/ecti!o de!erá ser o de estender, o máximo poss!el, o seu dinheiro
durante o m6s e depois in!estir o que conseguiu poupar, para que o dinheiro comece a
tra,alhar para si, em !e" de ser ao contrário.
1e!erá tam,ém tentar garantir sempre o melhor neg0cio em tudo o que comprar. Lo/as
de usados, compras pela internet, leil7es. 1e!erá procurar em todos os locais o preço
mais ,aixo.
5erá de controlar a sua ansiedade para que nos meses em que atingir o limite do
orçamento, não possa comprar mais nada que não se/a essencial. Essa resist6ncia >
ansiedade será tam,ém importante para esperar pelos saldos, e comprar os artigos a
preços muito inferiores.
5erá tam,ém de ser criati!o para poder !i!er momentos de felicidade sem ter de
depender de dinheiro. %lanear !iagens ,aratas, passar mais tempo com a famlia ou
in!entar /ogos.
8ai tam,ém aprender a ser mais independente, porque irá conseguir fa"er pequenos
arran/os na casa, no carro, na roupa, e em tantas outras tarefas que fa"em parte do dia4a4
dia de uma famlia.
www.poupardinheiro.info
Porqu8 +i+er uma +ida 2ruga06
Se conseguir fa"er tudo o que explicámos aqui, irá atingir os seus o,/ecti!os na !ida
mais facilmente. = que mais dese/a é comprar uma casa no campo, dar uma !olta ao
:undo, reformar4se aos GC anos, ou tratar do futuro dos seus filhos; Se !i!er atrás do
dinheiro para pagar d!idas, o seu o,/ecti!o de !ida será +i+er de ordenado em
ordenado.
' poupança de algum dinheiro, aqui e ali, e o seu in!estimento para o futuro não irá
fa"er com que tenha de passar necessidades, e !ai tradu"ir4se num mundo de
oportunidades.
5race os o,/ecti!os que quer na sua !ida, e depois faça um estilo de !ida frugal para os
atingir. Leia o li!ro *5he :illionaire )ext 1oor+ e !erá que a maioria dos milionários
nos Estados <nidos é constituda por pessoas muito frugais, que conseguiram acumular
o suficiente para !i!erem sem terem de tra,alhar por necessidade.
/omo .a,er Um &rçamento .ami0iar
'qui fica um exemplo de uma ta,ela para calcular o seu orçamento 2ami0iar, poderá
imprimir tra,alhar em Excel. S0 tem de preencher a coluna *=rçamentado
:ensalmente+ com o que planeia gastar ou ganhar, e depois coloque no *2asto
:ensalmente+ o !alor real no final de cada m6s e poderá depois !er a diferença.
<m orçamento 2ami0iar a/uda4o a planear o dinheiro que !ai ter dispon!el, e pre!ine
que chegue a meio do m6s e !e/a que /á não tem mais dinheiro para gastar. 3 uma
ferramenta ,astante Ftil e ,astante simples de utili"ar. )ão perde mais do que B hora por
m6s a fa"er estes cálculos.
/ategoria do &rçamento .ami0iar
=rçamentado
:ensalmente
2asto
:ensalmente
1iferença
R/I(AS
Salários e &0nus
Muros
Neceitas de 9n!estimentos
=utras Neceitas
Su,total de Neceitas
IMP&S(&S
9mpostos 2o!ernamentais
9mpostos de Segurança Social
=utros 9mpostos
Su,total de 9mpostos
Dinheiro dispon-+e0 para gastar
DSPSAS
$asa:
Nenda ou 'morti"ação
9mpostos prediais
www.poupardinheiro.info
Neparaç7es e :anutenç7es
:elhoramentos
Energia e <tilitários:
Electricidade
Kgua
2ás
5elefones -fixo e m0!el.
$omida:
'limentação de mercearia
'limentação fora de casa
1espesas Familiares:
9nfantários, Escolas
SaFde:
Seguros de SaFde
1esporto -2inásios, O.
5ransportes:
'morti"aç7es do carro
$om,ust!el
Neparaç7es
Seguro autom0!el
=utros transportes -táxi, metro, O.
Empréstimos:
$artão de $rédito
$réditos %essoais
=utros $réditos
1i!ersão:
58 P 181
$omputador
Ho,,ies
Su,scriç7es de Ser!iços
Férias
'nimais de Estimação:
$omida
:anutenção, 'limentação
Noupa:
I$:S(IM$(&S
'cç7es, Fundos, O
%oupanças
Fundo de Emerg6ncia
&U(R&S
1espesas de &ele"a
%rendas e 1oaç7es
=utras 1espesas
(ota0 de In+estimentos e Despesas
.I$A; <Subtota0 de Receitas '
(ota0 de In+estimentos e Despesas=

www.poupardinheiro.info
%ara as despesas do orçamento 2ami0iar que não são mensais, como o seguro do carro,
con!erta4as em !alores mensais. %or exemplo, se paga ACCJ por ano, coloque GCJ
mensais. 9sto !ai4lhe dar uma ideia de quanto precisa poupar mensalmente para
conseguir pagar esta despesa.
= dinheiro para estas despesas de!e estar numa conta separada, para que quando chegue
a despesa, exista o dinheiro necessário para a pagar.
&s > Me0hores 3erc-cios Para .a,er m
/asa
'qui ficam os exerccios fsicos mais fáceis e mais ,aratos que existem. %ode começar
/á ho/e a praticar.
.0e39es
%ode ser feito em qualquer parte e se for feito correctamente irá tra,alhar toda a parte
superior do corpo.
/omo 2a,er uma 20e3ão?
8ire4se de ,arriga para ,aixo com as palmas das mãos no chão, > largura dos om,ros.
Empurre o corpo para cima s0 com a força dos ,raços, mantendo as costas e as pernas
direitas. 1epois !á descendo até ao chão, sem tocar com a cara no solo. Se afastar as
mãos treina mais os peitorais, se aproximar as mãos treinará mais os triceps e costas.
:Fsculos tra,alhados:
• %eitorais
• 5riceps -a parte exterior do ,raço.
Abdominais
=utro exerccio fantástico para fa"er em casa ou em qualquer outro lugar. Existem
!árias formas de fa"er a,dominais, !amos usar a !ersão ,ásica.
/omo 2a,er um abdomina0?
Encoste as costas ao chão com os /oelhos do,rados e os pés no chão. $ru"e os ,raços >
frente do peito e le!ante o corpo até alcançar os /oelhos -numa posição sentada.. Este
exerccio pode causar dores nas costas, se for esse o caso faça antes a !ersão *crunch+.
:Fsculos tra,alhados:
• ',dominal
www.poupardinheiro.info
• $ostas
Sa0tar sem sair do s-tio
%ode parecer um pouco ridculo, mas é um excelente exerccio para pQr o coração a
,ater e ganhar resist6ncia fsica. Fortalece os mFsculos das pernas. Este exerccio p7e
alguma pressão nos /oelhos.
/omo sa0tar?
Salte literalmente para cima e para ,aixo, ele!ando todo o corpo alguns centmetros do
chão.
:Fsculos tra,alhados:
• 2émeos
• $oxas
Squats <Agachamento=
:ais um exerccio simples mas poderoso para as pernas e nádegas.
/omo 2a,er o agachamento?
$oloque4se de pé direito, do,re os /oelhos com os ,raços esticados > frente paralelos ao
chão. 1o,re os /oelhos até as coxas ficarem paralelas ao chão.
:Fsculos tra,alhados:
• $oxas
• )ádegas
@acA e3tension <e3tensão das costas=
<m dos melhores exerccios para fortalecer todos os mFsculos inferiores das costas.
/omo 2a,er?
1eite4se de ,arriga para ,aixo com os ,raços ao lado do corpo. Lentamente le!ante a
ca,eça, o máximo poss!el, em direcção ao tecto. %ode ainda le!antar tam,ém as pernas
do chão e contar até G.
:Fsculos tra,alhados:
• ',dominal
• $ostas
www.poupardinheiro.info
De, /oisas Que $ão De+e /omprar
$o+as
Há coisas que !alem a pena, mas muitas coisas perdem o !alor rapidamente, em,ora
ainda tenham uma !ida Ftil ,astante grande. )as pr0ximas de" dicas tem !árias
!antagens em comprar usado:
5. ;i+ros R ' maioria dos li!ros são lidos apenas uma !e". )ormalmente é fácil
encontrar li!ros a preços mais ,aixos em feiras, ou então gratuitamente nas
,i,liotecas pF,licas.
(. D:Ds, /Ds e +-deos R Existem ,i,liotecas que /á t6m estes artigos, ou então
no!amente em feiras onde se !endam usados.
<. @rinquedos R 's crianças pouco se importam se o seu ,rinquedo é usado ou
não -ao contrário de alguns adultos..
4. BCias R 3 algo que não tra" qualquer ,enefcio de ser no!o, pelo contrário,
existem /0ias que são !alori"adas de!ido > fama dos seus antigos donos.
!. quipamentos desporti+os R Estes equipamentos são fáceis de encontrar em
feiras, leil7es online e até a amigos que /á não usam -raquetes, ,olas, ,icicletas..
=. (imeshares R :ais !ale comprar a um dono insatisfeitoO
*. /arros R 'utom0!eis são reconhecidos como péssimos in!estimentos. 1eixe
alguém le!ar com o impacto inicial dos impostos e compre4lhe depois a !iatura.
/. So2tDare e :ideo7ogos R Se esti!er dispon!el para esperar alguns meses antes
de /ogar o */ogo da moda+, consegue preços excelentes em software usado.
1. Mobi0i1rio R :o,lias de alta qualidade são fáceis de encontrar em anFncios
de /ornais. 1esde que ,em conser!ados, a diferença entre no!o e usado é
mnima.
56. Utens-0ios R Ferramentas sem partes amo!!eis, como martelos, cha!es,
,rocas, podem durar décadas com a manutenção correcta.
/omo conomi,ar m /omida
' alimentação é uma das maiores despesas de um orçamento familiar, e em,ora de!a
poupar sempre que poss!el, é tal!e" a Fnica fatia do orçamento em que nunca de!e
deixar de ter em atenção a qualidade. Se ter um telem0!el de gama ,aixa é suficiente
para fa"er chamadas, comprar alimentos estragados para poupar dinheiro é uma péssima
ideia. %or isso siga as seguintes dicas para poupar em comida:
• $o"inhe em casa frequentemente. ' forma mais ,arata e saudá!el de se
alimentar é co"inhar em casa, no entanto nos dias de ho/e pode ser complicado
conciliar o tra,alho com o tempo necessário para co"inhar as refeiç7es.
Experimente fa"er a comida durante o fim4de4semana e depois congelar em
doses indi!iduais para comer durante o resto da semana.
• Faça o seu pr0prio café. = custo de um café anda > !olta de GCc -no mnimo.. Se
cada elemento da sua famlia -de E pessoas. ,e,er D cafés por dia são S cafés
diários -S x GCc T E euros.. =ra E euros x @AG dias t6m um custo de B.EAC euros
por ano(
• Le!e almoço para o emprego, pelo menos alguns dias por semana.
www.poupardinheiro.info
• Faça uma lista antes de ir >s compras. %ode economi"ar nas compras impulsi!as
nos hipermercados. Se seguir a lista não terá a tentação de procurar as
promoç7es de artigos que normalmente não precisa. Se co"inhar em casa, le!e a
lista dos ingredientes necessários para a semana toda, assim !ai economi"ar
tam,ém nas deslocaç7es ao supermercado.
• 8á >s compras quando está com pressa. 1esta forma, tem mesmo de comprar
apenas o que tem planeado e não !ai ter tempo para andar a passear pelos
supermercados > procura de ,oas *promoç7es+, que depois não !ai precisar.
• 5enha atenção aos pra"os de !alidade. 3 impressionante a quantidade de pessoas
que se !6 nas compras, que nem olham para este importante dado nos alimentos.
1e que ser!e comprar G litros de leite se a !alidade aca,a ao fim de D dias;
• $ompre promoç7es em que este/a a aca,ar o pra"o de !alidade. Esta dica não é
contrária > anterior. %or !e"es existem promoç7es interessantes -GCU ou mais.
de alimentos que aca,am ao fim de D ou @ dias. Se ti!er a certe"a que os !ai
consumir nesse perodo, e se for um alimento que esta!a na sua lista de compras
-não compre s0 por estar em promoção., apro!eite para economi,ar mais um
pouco.
• $ompre em quantidade sempre que poss!el. 'limentos ou outros produtos que
t6m pra"os de duração grandes, como se/am: massas, fei/ão, arro", pasta de
dentes, champQ, papel higiénico, etc. Estes são os Fnicos casos em que pode
comprar um produto que não este/a na lista, mas que tenha uma promoção que
lhe !ai permitir poupar bastante a m*dio pra,o.
• $ompre alimentos genéricos sempre que poss!el. =s alimentos genéricos são
muitas !e"es de qualidade igual ou superior com custos mais ,aixos, porque não
t6m em cima do preço, muitas agra!antes dos produtos de marca -sendo a
principal, o marVeting e a pu,licidade.. = que de!e fa"er é, procurar se existe
uma marca genérica do que pretende -por exemplo, cereais para o pequeno4
almoço. e depois experimentar em sua casa, se gostar passa a comprar daquela
marca, se não gostar continua a comprar a sua marca preferida.
/omo .icar Rico m Apenas E Passos
Se quiser 2icar rico é muito fácilO siga os tr6s passos seguintes:
5. #aste menos dinheiro do que ganha) 3 a Fnica forma de acumular fortuna.
:esmo que ganhe milh7es, se gastar ,ili7es !ai ficar sem dinheiro. %oupe em
todas as ocasi7es que pode.
(. In+ista regu0armente) 1epois de poupar dinheiro, faça com que ele aumente.
<. .aça isto durante muitos anos) =s /uros compostos e o tempo encarregam4se
de o tornar rico a longo pra"o.
$omo !6, é muito fácil 2icar rico, s0 tem de seguir estes tr6s passos para sempre.
Poupar Dinheiro m /ombust-+e0
= :undo está todo em alerta para o aumento dos com,ust!eis. Em,ora todos se/amos
atingidos indirectamente, com os preços dos ,ens de consumo e dos ser!iços, podemos
tentar redu"ir a factura do preço do com,ust!el no final de cada m6s.
www.poupardinheiro.info
'qui ficam algumas dicas para poupar dinheiro em combust-+e0:
• Mantenha5se atento aos preços) #uando passar por uma estação de ser!iço,
anote os preços da gasolina ou do gas0leo. Existem tam,ém sites que começam
a ter esta informação dispon!el, tal é a rapide" da !ariação dos preços.
• /ondu,a mais de+agar) ' !elocidade é um dos factores que aumenta mais o
consumo de com,ust!el, no entanto !emos pessoas a fa"erem filas enormes nas
estaç7es de ser!iço e depois !emos pessoas muito acima dos limites de
!elocidade. Esperemos que não se/am as mesmasO
• Use o /ruise /ontro0) Se ti!er essa possi,ilidade use4a. =s fa,ricantes
construram este sistema de apoio > condução e conseguem sempre consumos
mais ,aixos do que uma condução humana. $laro que s0 pode usar este sistema
em auto4estradas, não se ponha a usar no meio da cidade.
• Mantenha o carro a2inado) %ressão dos pneus, 0leo, alinhamento da direcção,
,arulhos estranhos no motorO =lhe para o manual de instruç7es do carro e
cumpra as manutenç7es que eles aconselham.
• .aça mediç9es de consumo) Se ti!er computador de ,ordo é mais fácil, senão
use a forma antiga de encher o dep0sito e anotar os quil0metros. Experimente
fa"er a !iagem para o tra,alho mais de!agar e teste caminhos alternati!os
-mesmo que mais longos.. )o final faça as contas.
• Use os transportes pFb0icos) Em,ora tam,ém sintam e façam repercutir os
aumentos aos seus clientes, é uma ,oa forma de poupar dinheiro, deixando o
carro em casa e usando os transportes pF,licos da sua área de resid6ncia. $laro
que isto s0 funciona se ti!er a sorte de !i!er numa "ona que tenha transportes
pF,licos eficientes.
• /ompre um carro a #P;. $ada !e" se fala mais neste com,ust!el alternati!o,
o 2%L.
São formas fáceis de poupar dinheiro em com,ust!el, numa altura em que os preços
so,em e nunca mais !ão descer para os ,ons !elhos preços.
Descu0pas InFteis Para $ão Poupar
Dinheiro
Má se sa,e que o truque para fa"er fortuna é poupar dinheiro e in!estir. )o entanto, este
,om há,ito é reali"ado por cada !e" menos pessoas -,asta !er as estatsticas do
endi!idamento das famlias.. :as mesmo que não queira ficar rico, precisa de poupar
para ter um fundo de emerg6ncia, para a educação dos seus filhos e para a sua reforma.
#uando se pergunta a alguém porque é que não consegue poupar, existem !árias
respostas, e em,ora ha/a casos em que não é realmente poss!el poupar nada, há na
maioria das situaç7es desculpas que não con!encem.
'qui ficam algumas das desculpas.
www.poupardinheiro.info
/omeço a poupar dinheiro mais tarde
<m dos principais factores para ganhar dinheiro é o tempo. S0 atra!és do tempo é que
consegue ganhar /uros, que depois misturados com o milagre dos /uros compostos farão
com que os seus in!estimentos cresçam ,astante. %or isso, quanto mais tarde começar a
poupar, menos possi,ilidades tem de ,eneficiar do tempo do seu lado.
'lém disso, quem não tem ho/e disciplina para poupar dinheiro, não é mais tarde que o
!ai começar a fa"er, porque os há,itos estarão cada !e" mais enrai"ados.
$ão ganho o su2iciente
Esta desculpa é normalmente usada por quem não sa,e para onde !ai o dinheiro todos
os meses. )ão sa,em se compraram apenas produtos que necessita!am realmente ou se
comprar coisas que não precisa!am para nada.
' primeira coisa a fa"er é um orçamento. $om esta ferramenta de finanças pessoais
conseguirá sa,er por onde andou a gastar o dinheiro nas Fltimas semanas. 1esta forma
pode aperce,er4se que gasta, por exemplo, BCU dos seus rendimentos em /antares
sociais.
' segunda coisa a fa"er é retirar o dinheiro para poupar logo no incio do m6s, antes
sequer de fa"er o primeiro le!antamento no multi,anco. 1esta forma, nunca mais irá
faltar dinheiro para poupar, depois se chegar ao final do m6s e não hou!er dinheiro terá
de fa"er opç7es so,re onde o gastar, e será forçado a decidir por aquilo que é importante
e não por aquilo que acha que precisa.
u mereço a0guns 0u3os
= facto de poupar dinheiro não significa que tenha de a,dicar dos luxos, significa é que
não !ai su,stituir a poupança pelos gastos em artigos ou ser!iços luxuosos.
%ara resol!er este pro,lema, ,asta que a,ra !árias contas de poupança, cada uma com o
seu o,/ecti!o. <ma conta para a reforma, outra para férias, outra para restaurantes, etc.
'ssim poderá poupar dinheiro naquilo que quer gastar mais tarde. %or exemplo, se quer
ir de férias no pr0ximo ano, comece a colocar mais dinheiro nessa conta, depois
diminua e passe a colocar noutro lado. 5udo é prefer!el a gastar o dinheiro de outras
poupanças ou, ainda pior, a endi!idar4se.
'lém disso, de!erá mudar a sua mentalidade para começar a pensar no luxo que é não
ter de pensar constantemente em formas de pagar d!idas. ' qualidade de !ida !em
quando passa a ter li,erdade para fa"er o que gostaria, sem pQr em risco o seu futuro.
/omo 0iminar a D-+ida
' maioria das pessoas não te!e qualquer educação financeira. )em na escola, nem
dentro da famlia ou com os amigos. 9sso le!a a que tomem más decis7es e aca,em por
acumular uma 0ista de d-+idas.
www.poupardinheiro.info
%or isso, aqui ficam algumas dicas de como de!e comportar4se para e!itar endi!idar4se
de forma incomportá!el.
(er ob7ecti+os
#uando somos /o!ens, a reforma parece uma coisa imposs!el, que apenas os idosos se
de!em preocupar. 9sto é um erro, porque /á aqui !imos o poder dos /uros compostos e
de iniciar as poupanças e os in!estimentos o mais cedo poss!el.
' reforma de!erá ser um dos nossos o,/ecti!os, para não !irmos a contrair d-+idas no
final da !ida, que de!erá ser uma fase tranquila em termos financeiros.
'lém da reforma, de!erá planear outros o,/ecti!os que custam a pagar, como !iagens,
educação, casas, carros, etc. #uando não fa" esse planeamento, o que acontece é que
compra impulsi!amente a crédito e assim começa o sofrimento financeiro.
= primeiro o,/ecti!o que de!emos ter é o de eliminar as d!idas, para depois nos
concentrarmos em o,/ecti!os mais interessantes para a nossa felicidade.
' força de criarmos o,/ecti!os é que passamos a ter uma ra"ão muito forte para poupar
dinheiro e essa ra"ão moti!a4nos a fa"er pequenos sacrifcios ho/e er colher os frutos
amanhã.
/riar um 2undo de emerg8ncia
$riar um fundo de emerg6ncia é um dos primeiros passos recomendados no domnio
das finanças pessoais. )inguém sa,e o que pode acontecer amanhã e é muito difcil que
tudo corra como planeado. <m acidente de carro, uma infelicidade de um familiar, o
desemprego, etc.
Sem um fundo de emerg6ncia para estas ocasi7es, temos de recorrer a crédito
rapidamente para nos financiarmos. Estes créditos t6m sempre /uros mais ele!ados
de!ido > sua composição.
Se acontecer ter de contrair uma d!ida para um caso destes, de!erá concentrar4se em
pagar completamente esse empréstimo de curta duração e, logo a seguir, criar um fundo
de emerg6ncia.
.a,er orçamento dom*stico
1epois de decidir terminar com as d-+idas, é hora de dar o primeiro passo prático. Esse
passo consiste em fa"er um orçamento doméstico para anotar todas as receitas e
despesas. #uando não sa,emos para onde !ai o dinheiro, não sa,emos onde poupar e
andamos > deri!a. Existem muitos programas de computador que a/udam nessa tarefa,
mas até uma simples folha de cálculo é suficiente para dar essa informação.
www.poupardinheiro.info
0iminar as d-+idas com o m*todo bo0a de ne+e
= método ,ola de ne!e é excelente para que o processo de eliminar d!idas funcione na
perfeição, porque não é apenas uma questão matemática, é tam,ém uma questão mental
e esta é normalmente mais forte que tudo o resto.
'o irmos eliminando as pequenas d-+idas em primeiro lugar, ficamos com uma
moti!ação extraordinária para continuarmos no ,om caminho para as grandes d-+idas.
$om estes pequenos truques conseguirá desen!ol!er um processo prático para atacar as
d-+idas e !i!er muito mais tranquilo consigo mesmo.
www.poupardinheiro.info