You are on page 1of 1

Boa noite meu povo do candomblé!!!

ILÁ:
Ilà: (quiabo); alimento do culto de Egungun, porém é muito utilizado no culto de váriosOrisa
como;
Òrò (Baba-Eègun) para favorecimento em qualquer assunto, fazer justiça, exemplar os
perversos e injustos. Quando ofertado à Esù sua função é acelerar uma melhoria financeira e
com Ifá.
Para Ogun sua finalidade é derrotar um inimigo em confronto manifesto. Para Sángo sua
finalidade é atacar ou apaziguar qualquer ameaça que ainda não tenha se manifestado.
Para Obaluwaiye é servido cru pilado a fim de acelerar o andamento de riqueza e
prosperidade.
Para Obatala sua função é apaziguar qualquer força ou situação agressiva. Ou seja, o Ilà possui
características que serem para adiantar algo, fazer deslizar, escorregar para dentro ou fora de
uma situação.
Numa Oogun (magia) quando sua seiva é colocada sob folha de bananeira tem a finalidade de
causar a queda de um inimigo. Quando usado somente a seiva do Ilá provocada com a mistura
de água, tem finalidade apaziguadora, refreadora, calmante diante de uma força agressiva,
confusão na vida ou no Ori Quando usado como Amalà é utilizado na forma de um molho
cozido no Epò ofertado quente com Egba (pirão) também bem quente, sua finalidade é
acelerar a chegada ou o desfecho de algo que ambiciona, então se o Amalá for ofertado à
Obaluwaiye com peixe, búzios, pó de Osun e Efun, é para acelerar a prosperidade, dinheiro e
abundancia. Ofertado à Sángo com peito de carne assada e Orogbo é para alguém obter
coragem e enfrentar algo ou alguém complexo, já com pedras de raio ou fogo em brasa é para
pedir defesa contra inimigos perigosos e injustos. Ofertado à Òrò (Baba-Eègun) com uma
rabada de boi cozida sua finalidade é para acelerar o término de um sofrimento, doença,
processo judicial, autoridade excessiva, abuso, tirania ou má intenção de pessoas.