EXPLORE O CORAÇÃO DE FORMA INTELIGENTE Nuno Cobra, Prof de Educação Física – O coração é um músculo muito especial, capaz de funcionar

por mais de 100 anos. Quando se contrai, ejeta sangue na corrente circulatória, abastecendo todas as células dos órgãos vitais e dos músculos, possibilitando os movimentos do corpo. Para se ter uma idéia, esta bomba ejetora (o coração) é capaz de encher uma piscina numa semana, mas para isso é necessário explorá-lo de forma inteligente. A evolução do coração Todos nos geneticamente caminhamos sobre a superfície da Terra há milhões de anos. Somos assim animais do movimento. O coração através de todo este processo de evolução tornou-se forte e poderoso. Mas o grande avanço tecnológico, que trouxe conforto e comodidade, provocou também um grande desastre da civilização atual, o sedentarismo mórbido. As pessoas não se movimentam mais. Nem mesmo para subir o vidro do carro. Só através de uma atividade física, sistemática e agradável, estaremos proporcionando uma vida mais longa e, principalmente, uma vida mas expressiva com mais energia, vitalidade e disposição. Se por um lado este músculo necessita ser acionado para se desenvolver, por outro, se acionado de forma errada será prejudicado. Portanto, busque uma atividade física confortável de acordo com o seu momento cardiovascular. Evite a malhação estúpida, não exigindo do seu coração mais estímulo do que ele gostaria de receber. O esporte, por si só, não é saúde. Por isso, faça do seu corpo uma arma a seu favor e não contra. Coloque o esporte e o movimento na

sua vida com propriedade equilíbrio e bom senso. O coração adora o movimento gostoso, mas detesta ser exigido demais. Para saber se as suas atividades estão em equilíbrio, perceba se sua respiração está ofegante. Lembre-se, ela é porta-voz deste músculo tão fundamental. Quando o trabalho é positivo sua respiração fica profunda e confortável, quando é negativo ela fica superficial e muito rápida. Dez dicas para proteger o seu coração 1º)Ao acordar não pule da cama. Ainda deitado, espreguice, boceje e faça, preferencialmente pelo nariz, dez respirações bem relaxadas e profundas da seguinte forma: Tomada de ar: entre oito e nove segundos Retenção do ar: três segundos Expiração do ar: entre dez e onze segundos 2º) Nunca execute movimentos bruscos e rápidos apanhando o seu coração de surpresa. 3º) Quando for fazer a sua prática física, mesmo que esteja num alto nível de evolução cardiovascular, faça os primeiros movimentos vagarosamente e, gradativamente, vá acelerando-os. 4º)Espreguice e boceje várias vezes por dia. 5º) Não se esqueça de buscar o controle de suas emoções. Emoções negativas são mais inimigas do seu coração do que qualquer outra coisa. Busque o lado encantador das suas emoções, porque o seu coração adora ser feliz. 6º) Enderece seus pensamentos a fatos positivos e graciosos que estejam ocorrendo em sua vida. O seu pensamento exige cuidados, ele pode ser seu grande amigo ou inimigo, só depende de você. Como coisas ruins às vezes acontecem, não deixe o pensamento negativo fazer festa na sua cabeça. Não entristeça seu coração, pois a alimentação mental e mais importante do que a alimentação física.

7º) Não discuta no trânsito. A pessoa que te perturba buzinando ou te fechando, é apenas um convite nefasto para uma explosão negativa de adrenalina. Não aceite, deixe que a pessoa leve embora este veneno. Neste momento, procure bocejar e espreguiçar. A pessoa quando ultrapassá-lo, ficará sem graça de ver você espreguiçando e soltando o ar com a boca aberta. Enfim, evite a adrenalina indesejável propiciada por qualquer tipo de discussão. Sorria! 8º) Quando dormimos, ocorrem milhões de reações, tais como: reparos em todos os nossos órgãos vitais entre eles o coração. Uma boa qualidade do sono é fundamental para a saúde deste órgão. Procure ter um sono reparador, dormindo um número de horas necessárias para recuperar as suas energias. Este número de horas é variável de acordo com cada pessoa. O ideal mesmo é acordar, naturalmente, sem despertador. Mais informações sobre o sono clique aqui. 9º) Busque encerrar a sua alimentação com o estômago ainda não tão cheio. Deixe sempre um resguardo. A digestão exige muito trabalho do coração. Frituras e gorduras também exigem muito empenho dele. 10º) Jamais realize qualquer tipo de atividade logo após as refeições. Espere de vinte a trinta minutos se possível. Nuno Cobra é formado pela Escola de Educação Física de São Carlos e pós-graduado pela Universidade de São Paulo. Fonte: Vya Estelar – UOL –