1

Triana Oliveira Sousa – MTC 3º Ano Coimbra

A Pera na MTC

A Nutrição e dietética na Medicina Tradicional Chinesa é utilizada em combinação com
acupunctura e fitoterapia como poderosas armas para corrigir desordens orgânicas e
energéticas. Esta não é utilizada somente para perder ou ganhar peso, por isso não
funciona como uma receita restritiva ou estática, mas sim como um veículo para uma
melhor compreensão do funcionamento do organismo de acordo com a natureza de
cada alimento e dos principais grupos alimentares.

Para uma boa absorção e assimilação dos alimentos efetuada pelo organismo,
este deve estar regulado e equilibrado, pois caso assim não se verifique os alimentos
não serão bem assimilados /absorvidos, o que não permite ao organismo aproveitar da
melhor forma os nutrientes que ingerimos. Caso isto se verifique, terá que ser
estudada uma dieta por forma a promover o bom funcionamento dos órgãos
desregulados ou que se encontram em deficiência, elaborando uma dieta onde retire
os alimentos menos indicados ao paciente em causa e adicionando os mais
recomendados para o seu caso, por esta razão cada alimento tem a sua própria
natureza, sabor, elemento, funções e ações. Mediante estas características são então
escolhidos os alimentos mais indicados a cada paciente, por forma a potenciar
equilíbrios, dando ao organismo o que é necessário.
Parte da nossa energia é obtida através dos alimentos, por isso a forma como
estes são assimilados é essencial para o nosso bem-estar, saúde e equilíbrio. Por isso a
forma como os alimentos são cozinhados e confecionados faz toda a diferença, já que
diferentes métodos de preparação pressupõem características distintas nos alimentos
no momento da sua assimilação.

Desta forma todos os variados alimentos têm efeitos diferentes no nosso
organismo, neste caso abordarei a relação da Pera com a Medicina Tradicional
Chinesa.

A pera possui sabor doce, ligeiramente ácido e natureza fresca. Age no Pulmão,
Estômago e Coração. Das suas características energéticas fazem parte a produção dos
Jin Ye (Líquidos Orgânicos), eliminação de calor, refrescar o Coração, humedecer a
secura e dissipar a mucosidade.
A pera ingerida crua, tem ação sobre o Yang em excesso das seis vísceras,
neutralizando-o pela sua característica refrescante, assim como estimula a produção
dos líquidos orgânicos que possivelmente estarão desgastados em caso de excesso de
Yang. Desta forma, ajuda no tratamento de quadros de calor com desgaste dos Jin Ye
(Líquidos Orgânicos), no qual geralmente são frequentes sintomas tais como, sede
intensa, calor do Fei (Pulmão) com polidipsia, tosse seca, ardor na garganta, opressão
torácica, dispneia de origem Yang, prisão de ventre Yang, disfonia por calor, entre
outros…

2
Triana Oliveira Sousa – MTC 3º Ano Coimbra

A pera ingerida cozida, tem a função de nutrir o Yin dos cinco órgãos, repondo
o desgaste e as perdas do Yin. É auxiliar no tratamento das deficiências (Vazio) do Yin
dos órgãos tais como, palpitações, insônia, fraqueza, cansaço, poliúria, Vazio de Qi do
Xue (Sangue), lombalgia, tonturas, entre outras...

Ao promover o fortalecimento do Pi Yin (Yin do Baço/Pâncreas) e da dissipação
da Mucosidade e do Calor, a pera age preponderante no combate de quadros de
Humidade-Calor e de Mucosidade instalada no Pulmão, Estômago e em patologias que
afetem o Shen (Mente).

Casos em que não se deve consumir Pera:
Não se deve consumir pera nos casos de Vazio do Pi Yin (Yin do Baço/Pâncreas) com
diarreia e/ou tosse do tipo Frio. O consumo excessivo deste fruto pode provocar o
aparecimento de doenças de acumulação de Frio, Mucosidade e da tosse do tipo Frio
principalmente no pós-parto, nos estados debilitados.