You are on page 1of 3

ART – ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA

1


1. O que é ART?
Anotação de Responsabilidade Técnica é o registro do contrato (escrito ou verbal) entre o profissional e
seu cliente. Instituída pela Lei Federal 6.496/77, a ART define obrigações contratuais e identifica os
responsáveis pelos empreendimentos relativos à área tecnológica. O documento é exigido na elaboração de
projetos, consultoria, execução de obras e serviços, independentemente do nível de atuação do profissional.
Exigência válida também para o registro de desempenho de Cargo ou Função Técnica em órgãos públicos ou
empresas privadas.

2. Quando fazer?
Após a assinatura do contrato, preferencialmente antes ou no início do desenvolvimento da atividade,
para evitar a cobrança de multas. O Artigo 3º da Resolução nº 425/98 do CONFEA determina que nenhuma
obra ou serviço poderá ter início sem o registro da ART.

Atribuições específicas: Nos casos que envolvem equipes (multidisciplinares ou da mesma modalidade),
cada profissional deve registrar individualmente a ART, como co-responsável, em sua área de atuação.

3. Onde registrar?
Para projetos, avaliações e arbitramentos, entre outros, a Anotação deve ser emitida e recolhida na
jurisdição onde o profissional mantém o seu escritório ou empresa. Já as execuções de obras ou serviços
técnicos só podem ser registradas na jurisdição do CREA onde o trabalho será realizado.

4. Como retirar o formulário?
No CREA (sede e inspetorias): pessoalmente ou através de terceiros (mediante apresentação de
autorização, assinada pelo requerente, com o nome, RG e CPF do seu representante) ou via web.

5. O que é ART Eletrônica?
Forma prática e segura de garantir o registro adequado de obras e serviços, a ART eletrônica ajuda o
profissional a otimizar seu tempo, permitindo que toda a tramitação do documento, com exceção do
pagamento, seja feita através do computador. Um maior controle sobre o número de Anotações emitidas é
outra vantagem oferecida pelo programa disponibilizado desde 1998.

6. Onde pagar?
Nas agências da Caixa Econômica Federal ou casas lotéricas.

7. Quanto custa?
O valor da ART é definido pelo CONFEA. O cálculo da taxa é feito com base no valor do contrato. Na
ausência deste, em se tratando de edificações, considera-se a área total construída do imóvel. Uma forma de
pagamento exclui a outra.

8. Como evitar fraude na emissão da ART?
Cuidado! Para evitar o uso indevido de sua ART, acompanhe a numeração seqüenciada dos seus
formulários. Nos casos de perda ou rasura, o documento deve ser cancelado.

9. Como se dá o repasse às entidades?
Mensalmente, o CREA repassa para o CONFEA 15% do que arrecada, e para a Mútua, 20% do total das
ARTs recolhidas. Trimestralmente, repassa-se 5% da receita líquida com ART para as entidades de classe
registradas junto ao Conselho e indicadas pelos profissionais.


1
Texto retirado do site: www.creaba.org.br

10. Como usar a ART na aposentadoria INSS?
Com base nas ARTs, o CREA pode emitir uma Certidão Especial para Efeito de Aposentadoria, aceita
pelo INSS como comprovante de exercício profissional de autônomos. O documento, emitido pela
Supervisão de Registro e Cadastro, pode ser referente a um período específico ou a todo o tempo de registro
do solicitante no Conselho.





ACERVO TÉCNICO
2


1. Como resgatar o Acervo Técnico?
O acervo não registrado no tempo devido pode ser resgatado posteriormente mediante pagamento de
multa. A Resolução nº 394/95 do CONFEA determina que o requerimento deva ser encaminhado por escrito
ao CREA, na jurisdição onde o serviço ou obra foram realizados. Mas a liberação só ocorre após a conclusão
do Processo de Anotação Posterior, analisado pela Câmara Especializada da modalidade profissional do
requerente. Novamente, é necessário comprovar a conclusão da obra ou serviço.

2. O que é Acervo Técnico?
A experiência adquirida pelo profissional ao longo de sua carreira, com base nos registros da Anotação
de Responsabilidade Técnica (ART) que compõem a Certidão de Acervo Técnico (CAT) e pelo atestado de
conclusão do serviço/obra fornecido pelo contratante.

3. A quem pertence o Acervo Técnico?
Ao profissional que anotou a ART e que comprovou a realização dos serviços ou obras. No caso de
pessoa jurídica, é representado pelo acervo dos profissionais que compõem seu quadro operacional, de
responsáveis técnicos ou consultores contratados.

4. Quem emite o Atestado de Conclusão da obra/serviço?
Emitido pelo contratante, confirma a conclusão dos trabalhos. Exigido pela Lei nº 8.666/93, que trata das
licitações, é pré-requisito para participações em concorrências públicas. Para efeito de participação nas
licitações, a CAT deve ser acompanhada do atestado de conclusão da obra/serviço.

5. Quais são os dados necessários para emissão do Atestado de Conclusão?
Pessoa física: nome do profissional ou da equipe técnica; tipo de obra ou serviço, quantitativos, local,
valor do contrato e data de conclusão.
Empresas: além das informações exigidas para pessoa física, deve ser emitido em papel timbrado, com a
identificação do signatário, nome (por extenso) do responsável pela empresa e sua assinatura em anexo.

6. O que é Certidão de Acervo Técnico?
Documento emitido pelo CREA e que comprova a experiência do profissional. Elaborada com base nas
ARTs e nos atestados emitidos pelos clientes, a CAT pode ser total, quando é expedida após conclusão da
atividade ou se referir a todos os serviços/obras anotados, ou parcial, para contratos em andamento, ou parte
do acervo registrado.

7. Onde requerer a Certidão?
Na sede do CREA ou nas inspetorias no interior do estado. O formulário (padrão) pode ser adquirido
também pela internete.

8. Como a Certidão é exigida nas licitações?
A relevância do registro da ART e da CAT também pode ser verificada nas determinações da Lei de
Licitação nº 8.666/93. No que se refere à qualificação técnica, a Lei estabelece que a comprovação de
aptidão, no caso das licitações pertinentes a obras e serviços, será feita por atestados fornecidos por pessoas
jurídicas de direito público ou privado, devidamente registrados nas entidades profissionais competentes.

2
Texto retirado do site: www.creaba.org.br

Related Interests