You are on page 1of 3

Desvio para o vermelho

O desvio para o vermelho (também conhecido como redshift,
em inglês) corresponde a uma alteração na forma como a frequência
das ondas de luz é observada no espectroscópio em função da
velocidade relativa entre a fonte emissora e o observador !m
espectroscópio é utilizado para realizar an"lises espectrogr"#cas e$ou
observar espectros que% no &mbito cient'#co% representam as
amplitudes ou intensidades (energia)
(raças ) invari&ncia da velocidade da luz no v"cuo e
admitindo o receptor e o emissor em repouso relativo% um raio de luz
é captado e percebido como uma cor padrão em função de sua
frequência (f) *a ondulatória% o per'odo (inverso de f da luz) é
de#nido pelo intervalo de tempo medido entre duas cristas
consecutivas da onda Quando o emissor e o observador estão
em repouso relativo, ambos medem a mesma frequência f
Se a fonte da luz move-se em direção ao receptor% o
intervalo de tempo que o receptor mede entre duas cristas
consecutivas ser" inferior ao medido pelo emissor% o que faz com que
o observador perceba um desvio para a gama de cores de
mais elevada frequência (desvio para o azul% no espectro vis'vel)
+or outro lado% se a fonte se afasta do receptor, o intervalo de
tempo entre duas cristas consecutivas aumenta, causando a
observação de um desvio para a gama de cores de mais bai,a
frequência% da' o nome desvio para o vermelho
O fen-meno pode ter três causas distintas. o Efeito Doppler% o
campo gravitacional da fonte (a luz perde energia ao subir no
campo gravitacional da estrela) e a expansão do Universo
(/redshift/ cosmológico)
0feito Doppler.
1 percebido nas ondas quando emitidas ou re2etidas por um
ob3eto que est" em movimento em relação ao observador% notório no
som quando% por e,emplo% uma ambul&ncia em alta velocidade passa
e ouvimos o tom da sirene de forma mais aguda durante a sua
apro,imação% idêntico no momento da passagem e grave quando a
ambul&ncia começa a se afastar do observador m ondas
eletromagn!ticas% este mesmo fen"meno foi descoberto em
#$%$ pelo francês Hippolyte Fizeau (por este motivo% o efeito
Doppler também é chamado efeito Doppler-Fizeau) & Efeito
Doppler Relativístico% observ"vel quando a fonte e o observador se
afastam ou se apro,imam com grande velocidade relativa% faz com
que o espectro da luz recebida apresente desvio para o
vermelho ao se afastar e desvio para o violeta ao se
aproximar 4 o que é percept'vel ao ocorrer com estrelas
O efeito Doppler permite medir a velocidade de ob3etos através
da re2e,ão de ondas emitidas pelo próprio equipamento de medida%
tais como radares (baseados em radiofrequência)% ou lasers
(frequências luminosas)
5 'a astronomia, o efeito permite a medida da
velocidade relativa das estrelas e outros ob(etos celestes
luminosos em relação ) *erra+ 0stas medidas permitiram aos
astr-nomos concluir que o universo est" em e,pansão% pois quanto
maior a dist&ncia desses ob3etos% maior o desvio para o vermelho
observado O 0feito Doppler para ondas eletromagnéticas tem sido de
grande uso em astronomia e resulta em desvio para o vermelho ou
azul
5 'a medicina, um ecocardiograma utiliza este efeito
para medir a direção e velocidade do ,uxo sangu-neo ou do
tecido card-aco+ O ultra5som Doppler é uma forma especial do ultra5
som% 6til na avaliação do 2u,o sangu'neo do 6tero e vasos fetais
+ode ser mostrado de v"rias formas. com som aud'vel% com espectro
de cores dentro do vaso ou na forma de gr"#cos que permitem a
mensuração na velocidade sangu'nea nos tecidos normais
5 O efeito Doppler é de extrema import.ncia em
comunicaç7es a partir de ob3etos em r"pido movimento% como no
caso de satélites
& cientista russo /lexander 0riedmann% em 89:: e 89:;% e
o cosm1logo belga 2eorges 3ema4tre% em 89:< e 89=8%
publicaram artigos pioneiros que retratavam um universo em
expansão+ 0ntre 898: e 89:= o astr"nomo estadunidense 5esto
6elvin Slipher, a partir do estudo das linhas espectrais de algumas
nebulosas espirais distantes% mostrou que elas estavam se
afastando da *erra m #787 surgiu outra comprovação
convincente a hipótese de um universo não est"tico. o astr"nomo
d9in :o9ell ;ubble identi<cou certo desvio para o vermelho
ao observar espectros emitidos por nebulosas+ 1 poss'vel
constatar% ao analisar o redshift% que a nebulosa est" se distanciando
a,ialmente 5 relativa ao ei,o 5 do observador Ocorre a' um efeito
Doppler% ampliando ou reduzindo a frequência de uma onda em
referência a um corpo em movimento+ > causa teórica desse
desvio é% então% o movimento de recessão da nebulosa