You are on page 1of 1

Nº 000 DIRETRIZES DE ADAPTABILIDADE APLICADAS A HABITAÇÃO DE

INTERESSE SOCIAL

Aluno de Iniciação Cien!"ica# Ninna Brusamolin Feijó (Programa - Outra)
Nº de Re$i%&o do P&o'eo de Pe%(ui%a no BANPES)*THALES# 2009000003
O&ienado&# Lisana Katia Schmitz
Co+O&ienado&#
Cola,o&ado&#
De-a&a.eno# Arquitetura Seo&# Tecnologia
Pala/&a%+c0a/e# Habitação de Interesse Social, adaptabilidade, Ciclo de vida familiar.
1&ea de Con0eci.eno# 6.04.02.00-8
Os estágios pelos uais a maioria !as "am#lias passa ao longo !e sua e$ist%ncia consistem no
ue & chama!o'!enomina!o (iclo !e )i!a "amiliar * (+F (S,-PL.,ON
/
0 /123 apu!
L-4(5.4
6
0 6337)8 - incompati9ili!a!e entre o espa:o e as necessi!a!es in!i)i!uais !as
popula:;es aten!i!as pelos programas ha9itacionais gera projetos com solu:;es estanues e
r#gi!as (S<=(S
>
0 /112)0 com mora!ias !e !imens;es re!uzi!as ue resultam em a:;es !e
a!apta:?o realiza!as pelo próprio usuário8 (onsi!eran!o a ha9ita:?o como um pro!uto
ocupa!o por usuários !e !i"erentes per"is e (+Fs0 constata-se a gran!e import@ncia !e uma
ha9ita:?o a!aptá)el As suas necessi!a!es espec#"icas8 .m conseB%ncia !a car%ncia !e maior
a!apta9ili!a!e !a 5a9ita:?o !e Cnteresse Social * 5CS * ao (+F e aos anseios !e seus
mora!ores0 o o9jeti)o !este tra9alho "oi o estu!o !e con!icionantes !e a!apta9ili!a!e e suas
implica:;es tanto no ue !iz respeito ao uso !o espa:o e!i"ica!o0 uanto no ue trata !a
e$pans?o !a 5CS8 (omo meto!ologia "oi !esen)ol)i!a uma pesuisa 9i9liográ"ica a9arcan!o
os temas !o (+F0 !a a!apta9ili!a!e0 e sua aplica:?o em uni!a!es !e 5CS já e!i"ica!as8 (om
9ase nas !iretrizes oriun!as !a 9i9liogra"ia pesuisa!a "ez-se a análise !e 5CS0 uanto ao
emprego !essas !iretrizes8 .ntre os resulta!os o9ti!os0 !estacam-se o estu!o !a "le$i9ili!a!e e
e$pansi9ili!a!e !a 5CS ue resultam num conjunto !e !iretrizes aplica!as ao uso !o espa:o
interno0 al&m !e !iretrizes relaciona!as ao projeto e sistema construti)o a!ota!o8 (omo
conclus?o constata-se0 pelo estu!o !a 9i9liogra"ia0 ue este & um tema ue )em sen!o
pesuisa!o e tra9alha!o por !i)ersos autores e ue o conjunto !e !iretrizes !e a!apta9ili!a!e
o9ti!o & capaz !e tornar a 5CS um pro!uto apto para aten!er mais plenamente As necessi!a!es
!e seus usuários tanto no ue se re"ere As caracter#sticas espec#"icas !e ca!a grupo "amiliar0
uanto ao ue !iz respeito As altera:;es so"ri!as por estes grupos ao longo !o seu (+F e0
portanto0 & poss#)el ma$imizar o !esempenho !a ha9ita:?o ao longo !a sua )i!a Dtil8
1
STAPLETON, C. M.. Reformulation of the family life-cicle: implication for residential mobility. Environment and Planning A, 1980.
2
LARCHER, J.V. Diretrizes para expansão da habitação de interesse social sob a ótica do sistema construtivo. Curitiba: Dissertação
(Mestrado em Construção Civil) – Programa de Pós-graduação em Construção Civil, Universidade Federal do Paraná.
3
SZÜCS, C.P. Flexibilidade aplicada ao projeto da habitação social. In: VII Congresso Nacional de Tecnologia do Ambiente
Construído – ENTAC 98, Florianópolis. Anais do ENTAC 98. ANTAC, 1998.