You are on page 1of 10

Escola Básica 2,3 José Cardoso Pires 

O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização (Parte II)

Domínio D - Gestão da BE D.1. Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE

Lídia Costa 6 de Dezembro de 2009

D. Gestão da BE D.1. Articulação da BE com a Escola/agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE 

Indicadores
D1.1 Integração / acção da BE na escola/agrupamento

Factores Críticos de Sucesso
A escola inclui a BE na formulação e desenvolvimento da sua missão, princípios e objectivos estratégicos e de aprendizagem. O professor bibliotecário tem assento no Conselho Pedagógico. São desencadeadas acções com vista à partilha, discussão e aprovação da missão e objectivos da BE nos órgãos de administração e gestão (conselho geral, director, conselho pedagógico) departamentos curriculares e demais estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica. O regulamento interno da escola contempla os seguintes aspectos: - Missão e objectivos da BE; - Organização funcional do espaço; - Organização e gestão dos recursos de informação; - Gestão dos recursos humanos afectos à BE; - Serviços prestados à comunidade escolar no âmbito do projecto educativo; -Regimento de funcionamento das BE. A BE adequa os seus objectivos, recursos e actividades ao currículo nacional, ao projecto curricular de escola e aos projectos curriculares

Instrumentos de recolha de evidências
1- Excertos das determinações contidas na documentação institucional que define objectivos e regula o funcionamento da escola/agrupamento, referentes s à BE: a) Projecto Educativo; b) Projecto Curricular de Escola; c) Projecto Curricular de Turma; d) Regulamento Interno; e) Plano Anual de Actividades. 2- Aspectos contidos nos documentos que regem o funcionamento da BE: a) Regimento Interno; b) Plano de Actividades da BE; c) Plano de Desenvolvimento; d) Guia do Utilizador. 3- Registo de reuniões/contactos. 4- Estatísticas de utilização.

Frases tipo
1.a) O PE inclui a BE nos objectivos/estratégias (objectivos nº ….) 1.b) O PCE refere a BE como um recurso ao seu desenvolvimento. 1.c) Os PCT’ s das Turmas… referem a BE como um recurso ao seu desenvolvimento e às suas actividades. 1.c) A BE é um recurso importante para os PCT’ s das Turmas…, desenvolvendo actividades…, que contribuem para a aprendizagem de alunos com paralisia cerebral. 1.d) O RI enuncia nos art. os nº…. -Missão da BE; -Objectivos da BE; -Política Documental; -Recursos Humanos (Professor Bibliotecário, Equipa, Colaboradores, Assistente operacional); -Articulação entre BE’ s do agrupamento; -Avaliação; -Regimento e funcionamento da BE. 1.d) O RI contempla no art. o nº… a professora bibliotecária com assento no Conselho Pedagógico.

Lídia Costa |Metodologias de Operacionalização (parte II)

 

de turmas. O plano de desenvolvimento da BE acompanha, em termos de acção estratégica, o projecto educativo da escola e outros projectos. O plano anual de actividades da BE relaciona-se, em termos de objectivos operacionais, com o apoio ao currículo, com o plano anual de actividades da escola e com outros projectos em desenvolvimento. 1.e) O PAA da BE está articulado com o PAA do agrupamento. 2.a) e 2.d) Os Objectivos delineados pela BE estão em consonância com as finalidades do PE (pontos …). 2.b) As actividades do PAA da BE enquadram-se nos objectivos/ estratégias nº … do PE. 2.b) As actividades programadas pela BE articulam-se com as actividades dos departamentos… 2.b) As actividades da BE articulam-se com as actividades da Área de Projecto, Estudo Acompanhado e Formação Cívica. 2.c) O Plano de Desenvolvimento da BE contempla, na sua acção estratégica, os objectivos/estratégias…. nº do PE 3- A professora bibliotecária reuniu com a equipa (…nº de vezes) para planificar actividades… 3- A professora bibliotecária reuniu com: - a sub-coordenadora de LP (… nº vezes) para articular as actividades…. - a coordenadora do departamento de CSH (… nº vezes) para articular as actividades…. - a professora responsável pelo Espaço Poesia (…nº de vezes) para articular as actividades… - coordenadoras de AP, EA e FC (…nº de vezes) para articular as actividades…
Lídia Costa |Metodologias de Operacionalização (parte II)

 

3 – A professora bibliotecária reuniu com os coordenadores de escola (nº de vezes)… 3- A professora bibliotecária apresentou nº… de propostas em Conselho Pedagógico… 4-Os resultados de estatística de utilização comprovam… D.1.2 Valorização da BE pelos órgãos de direcção, administração e gestão da escola/agrupamento. O órgão de administração e gestão (conselho geral, director, conselho pedagógico) apoiam as BE e envolvem-se na procura de soluções promotoras do seu funcionamento. Os órgãos de administração e gestão põem em prática uma política de afectação de recursos humanos adequada às necessidades de desenvolvimento da BE. Os órgãos de administração e gestão e os departamentos curriculares estabelecem estratégias visando a articulação entre a BE e as demais estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica. A escola contempla a BE e os seus recursos nos projectos e actividades educativas e curriculares. Os órgãos de administração e gestão atribuem uma verba anual para a renovação de equipamentos, para a actualização da colecção e para o funcionamento da BE. A escola encara a BE como recurso fulcral no desenvolvimento do gosto pela leitura, na aquisição das literacias fundamentais, na progressão nas aprendizagens e no sucesso escolar. Os docentes valorizam o papel da BE e 1- Documentos de gestão da escola. 2- Regulamento Interno. 3- Documentos de gestão da BE: a)Relatório de Avaliação/ actividades da BE; b)Registo de aquisições de fundo documental 4- Actas do Conselho Pedagógico. 5- Actas de reuniões. 6- Registo de Projectos envolvendo trabalho na/com a BE (articulação): Planificação dos Departamentos; Planificação da áreas Curriculares não Disciplinares; Planificação dos Clubes; Registo de Projectos. 7- Estatísticas de utilização da BE. 8- Entrevista/questionário ao Director (CK1). 1 e 5 – A professora bibliotecária reuniu com a directora (…nº de vezes) procurando soluções para o bom funcionamento da BE. 1 e 5 – A professora bibliotecária reuniu com a directora (…nº de vezes) para dar conhecimento das actividades desenvolvidas. 1 e 5 – A professora bibliotecária reuniu com a directora (…nº de vezes) para apresentar nº …propostas. 1 e 5- A BE foi incluída na rubrica… do orçamento do agrupamento, dispondo de …. verba para actualização de fundo documental e equipamento. 2- O art.º nº… do RI - Gestão dos recursos humanos afectos à BE, contempla: -nº de professores bibliotecários; -nº de elementos da equipa; -nº de assistentes operacionais; 3.a) e 6.a) - A BE está envolvida em … nº de projectos e actividades desenvolvidas pelos departamentos… 4 

a) b) c) d)

Lídia Costa |Metodologias de Operacionalização (parte II)

 

integram-na nas suas práticas de ensino/aprendizagem.

3.a) e 6.b) a BE articula …nº de actividades com as ACND. 3.a), 6.a) e 6.b) – A BE apoia… nº de professores e… nº turmas na pesquisa. 3.b), 6.a) e 6.b) - a BE recolhe …nº de sugestões para aquisição de fundo documental actualizado. 3.a), 6.c) e 6.d) – a BE participa na elaboração e implementação de … nº de actividades dos projectos: - Espaço Poesia; - Clube da Matemática; - Promoção e Educação para a Saúde. 3.a) e 6.d) – a BE articula com… nº de professores e … nº de turmas, actividades promotoras de leitura e literacia: …nº de “Sugestões dos nossos leitores”…%; …nº de registos de “leitura em família”…%; …nº de fichas de leitura – “Melhor leitor”…%. 4-a professora bibliotecária apresentou nº… de propostas em Conselho Pedagógico… 5-A professora Bibliotecária reuniu com… nº de vezes. 7-os resultados de estatística de utilização comprovam… …% de requisições domiciliária; …% de requisições para sala de aula; …% de requisições PNL; …% de utilizadores leitura; …% de utilizadores pesquisa AP, EA e FC;
Lídia Costa |Metodologias de Operacionalização (parte II)

 

…% de utilizadores pesquisa; …% de requisições da BE para leccionar aula. 8- Resultado do questionário CK1-- A directora reconhece como…. a forma de apoio dada à BE para promover a sua integração na escola. --A directora reconhece como … a forma como a BE é apoiada para desenvolver as competências e o sucesso dos alunos. D.1.3 Resposta da BE às necessidades da Escola/agrupamento. A BE funciona num horário contínuo e alargado que possibilita o acesso dos utilizadores no horário lectivo e acompanha as necessidades de ocupação em horário extra lectivo. As BE no agrupamento são geridas de forma integrada, rentabilizando recursos, possibilidades de acesso a programas e projectos. A BE cria condições e é usada como recurso e como local de lazer e de trabalho. A BE apoia os utilizadores no acesso à colecção, aos equipamentos, à leitura, à pesquisa e ao uso da informação. A BE planifica com docentes, departamentos curriculares e demais estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica. A BE desenvolve projectos com a escola/agrupamento A BE assume-se como pólo de fomento e de difusão cultural. 1- Horário da BE: --Distribuição de Professores com horário afecto à BE. 2- Estatísticas de Utilização da BE. 3- Registo de Reuniões/contactos. 4- Registo de Projectos/actividades. 5- Caixa de sugestões 6- Questionários de satisfação. 7- Questionário aos docentes (QD3). 1-A BE funciona das… às… cobrindo … o horário lectivo. 2- A BE regista uma taxa de ocupação de … %. 2- A BE é utilizada, pelos alunos ….% nos tempos livres: …% de alunos realizaram os TPC’ s; …% de alunos viram filmes; …% de alunos ouviram música; …% de alunos leram o jornal; …% de alunos frequentaram a leitura informal; …% de alunos jogaram no computador. 2- A BE é utilizada pelos professores (…nº de vezes) em situação de APP. 2-A BE é utilizada pelos professores de Português Língua não Materna (… nº de vezes) em situação de apoio aos alunos. 3 e 4-A BE organizou e promoveu … nº de acções de formação para alunos/ professores
Lídia Costa |Metodologias de Operacionalização (parte II)

 

sobre…. 3 e 4 A BE organizou e promoveu …nº de actividades com as escolas do 1º ciclo. 2,4 e 6 -…% de professores referem o apoio da BE aos alunos na realização de … 2,4 e 6- …% de professores de LP referem actividades promovidas pela BE para fomentar o gosto pela leitura. 2,4 e 6- …% de professores de referem as actividades da BE para desenvolver as literacias. 2 e 4 – a equipa da BE apoiou: …% de alunos na informática; …% de alunos na leitura; …% de alunos em trabalho autónomo. 3- A professora bibliotecária reuniu (… nº de vezes) com a equipa para planificação… 3- A professora bibliotecária reuniu (… nº de vezes) para planificar actividades com … 3 e 4 – foram organizadas as actividades: … nº de sessões Horas do Conto; … nº de sessões de Poesia; … nº de Feiras do Livro; … nº de encontro com Escritores; … nº de sessões com Contadores de Histórias; … nº de exposições; … nº de conferências. 5-Foram recolhidas … nº de sugestões de …
Lídia Costa |Metodologias de Operacionalização (parte II)

 

7-Resultado do questionário QD3: …% de professores considerou …. a gestão da BE …e capaz de …o trabalho com os alunos e a articulação com o currículo. …% de professores classificou com …. as condições de acesso. …% de professores classificou com … os recursos disponibilizados. …% de professores classificou com … os serviços prestados pela BE. D.1.4 Avaliação da BE na escola/agrupamento. A BE implementa um sistema de auto avaliação contínuo. Os órgãos de direcção, administração e gestão são envolvidos no processo de auto-avaliação da BE. Os instrumentos de recolha de informação são aplicados, de forma sistemática, no decurso do processo de gestão. A informação recolhida é analisada e os resultados da análise/avaliação originam, quando necessário, a redefinição de estratégias, sendo integradas no processo de planeamento. Os resultados da auto-avaliação são divulgados junto dos órgãos de direcção, administração e gestão, estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica, e da restante comunidade, com o objectivo de promover e valorizar 1- Recolha de informação com recurso ao sistema automatizado de gestão bibliográfica. 2- Registos de observação, questionários, entrevistas ou outros realizados no âmbito da Avaliação da BE. 3- Questionário QA4. 4- Excertos da documentação recolhida. 1-…% de alunos fazem requisição domiciliária. 1-…% de alunos realizaram leitura autónoma. 1-…% de títulos requisitados, corresponde a …% do fundo documental. 1-…% de alunos do …ano são os que mais/ menos frequentaram a BE. 1-…% de turmas…. que mais/ menos frequentaram a BE. 2-Resultados do questionário… aplicado a professores /alunos e pais e EE evidenciam que… 2-Da entrevista realizada com os professores de… concluiu-se que…

Lídia Costa |Metodologias de Operacionalização (parte II)

 

as mais-valias da BE e de alertar para os pontos fracos do seu funcionamento. São realizadas actividades de benchmarking. A auto-avaliação da escola integra os resultados da auto-avaliação da BE.

2- Da análise da grelha de registo…. Constatase que a BE articulou (… nº de vezes) com a disciplina… 2- Da análise da grelha de registo…. Constatase que a BE articulou (… nº de vezes) com AP, EA e FC… 2-Da …% de registos de observação realizados conclui-se que… 3-Resultados dos questionários QA4: …% de alunos vai à biblioteca… …% de alunos considera que o acesso e uso da BE é … …% de alunos considera que os recursos documentais da BE responde… às suas necessidades/interesses. 3-Depois de analisados os resultados concluiuse que… 4-A professora bibliotecária elaborou um relatório intermédio da auto-avaliação que apresentou ao CP… 4-A professora bibliotecária elaborou o relatório final da auto-avaliação, tendo sido detectados…pontos fortes e …pontos fracos. 4-A professora bibliotecária apresentou os resultados à directora e discutiram-se as … acções de melhoria a implementar. 4-A professora bibliotecária apresentou os
Lídia Costa |Metodologias de Operacionalização (parte II)

 

resultados no CP de dia… 4-A professora bibliotecária preencheu o quadro síntese da auto-avaliação que vai ser analisada na reunião de dia… do Conselho Geral e vai integrar o relatório de autoavaliação do agrupamento. 4-A BE apresentou os resultados à comunidade educativa através de … 4-a equipa da BE reformulou o PA da BE nos pontos…, resultante da reflexão da autoavaliação. 4-A professora bibliotecária participou em …reuniões inter-concelhias sobre os resultados da auto-avaliação das BE’ s da Amadora.

Bibliografia: Rede de Bibliotecas Escolares, Modelo de Auto-avaliação da biblioteca escolar, 12 de Novembro de 2009

Lídia Costa |Metodologias de Operacionalização (parte II)

10