You are on page 1of 7

Como Calcular kg/ha de Adubo para Elevar o P do Solo?

O solo apresenta um teor de fósforo (P) de 4 mg/dm³ e queremos elevar este nível para
12 mg/dm³, através de uma adubação corretiva de fósforo utilizando um fertilizante
fosfatado, o superfosfato triplo que apresenta uma garantia mínima (pela legislação
Brasileira de Fertilizantes) de 41% de P2O5. Qual a dose deste fertilizante a ser aplicada
por hectare ?

Sabemos que as plantas aproveitam, em média, 15 a 25% do fósforo aplicado no solo.
O restante é fixado dependendo de cada tipo de solo, cultura e manejo. Vamos usar uma
média de 20% de fósforo assimilável pela planta.
Se queremos elevar o teor de fósforo do solo para 12 mg/dm3, existe um déficit de 8
mg/dm³ (12-4).

1º Passo:
Sabemos que kg/ha = mg/dm³ x 2
Então, 8 mg/dm³ de P x 2 = 16 kg de P/ha.

2º Passo:
Transformar P em P2O5.
Usemos os pesos atômicos de cada elemento: (arredondando)
P2O5 = (31 x 2) + (16 x 5) = 62 + 80 = 142

Em 142 kg P2O5 temos ..... 62 P
................X ........................ 1 P
X = 1 x 142 / 62 = 2,29

Portanto P x 2,29 =P2O5

Logo, 16 x 2,29 = 36,66 kg/ha de P2O5
As necessidades para elevar de 4 para 12 mg/dm³ de P são de 36,66 kg/ha de P2O5
Como 20% do P2O5 é aproveitado, a necessidade real será:

36,66 kg P2O5....... 20%
........X ..................100%
X = 100 x 36,66 / 20 = 183,3 kg/ha de P2O5
Para que a planta assimile os 36,66 kg/ha de P2O5 são necessários colocar no solo
183,3 kg/ha de P2O5.
100 kg Superfosfato triplo ......... 41 kg de P2O5
..............X .................................. 183,3 kg P2O5

X = 183,3 x 100 / 41 = 447 kg/ha de superfosfato triplo
Professor, pq no inicio dos cálculos, é necessário multiplicar por 2
(8 mg/dm³ de P x 2 = 16 kg de P/ha)

porque é uma conversão usada mg/dm³ x 2 = kg/há
mg/dm³ = ppm (1 parte por milhão)
então
1 mg/dm² corresponde 1.000.000
1 há = 10.000 m2
na camada de 20 cm do solo
10.000 m² x 0,20 m = 2.000 m³
2.000 m³ = 2.000.000 kg
Logo,
1 mg/dm³ corresponde .......... 1.000.000
X mg/dm³ ..................... 2.000.000 kg/há
X = 2 kg/há
1 mg/dm³ equivale 2 hg/ha



















Como Calcular kg/ha de Enxofre para Elevar o S do Solo?
 como posso fazer esse mesmo tipo de calculo para o enxofre?? Quero elevar meu teor
de enxofre de 2 mg dm3 para 20 mg dm3, o fertilizante que pretendo utilizar é o
sulfurgran (90%), como faço o calculo da necessidade desse fertilizante????
Prezado Valter. O raciocínio é igual, somente com a diferença que vc trata com enxofre
(S).
20 - 2 = 18 mg/dm³ S que vc tem que repor.
mg/dm³ x 2 = kg/ha. Então, vc tem que repor 18 x 2 = 36 kg/ha S. Agora uma regra de
três:
100 kg sulfurgran tem....... 95 kg S
em X kg sulfurgran teremos...36 kg/ha S
X = (36 x 100) / 95
X = 38 kg/ha de sulfurgran
É interessante fazer análise da camada 20-40 cm 40-60 cm
pois o S tem muita mobilidade no solo. Claro que isto depende do tipo de cultura,
sistema radicular, etc
Gastão eu não fui muito claro na minha questão, vou explicar melhor a minha duvida.

Na analise de solo nos temos o resultado em mg/dm3 de SO4, dessa maneira nos não
devemos fazer a conversão para encontrar o valor de S puro??
para o exemplo do fosforo nos temos que multiplicar por 2 para encontrar kg de P/ha e
depois por 2,29 para encontrar P2O5/ha, para o enxofre isso não se faz necessário??
Eu lembro que na Faculdade essa questão da conversão de valores para P e K era muito
bem abordada, mas no caso do enxofre nada me foi passado, por isso tenha essa duvida
ate hj.

Valter, o raciocínio é o mesmo. Vejamos: usando a massa atômica de cada elemento,
temos:
SO4 = S + O4 = 32 + (16x4) = 32+64 = 96
em 96 mg/dm³ SO4 temos ....... 32 mg/dm³ S
em 1 mg/dm³ de SO4 teremos .... X mg/dm³ S
X = (1 x 32) / 96 = 0,3334
Portanto para transformar SO4 em S multiplicamos pelo índice 0,3334
Exemplos:
2 mg/dm³ de SO4 x 0,3334 = 0,67 mg/dm³ de S
0,67 mg/dm³ x 2 = 1,34 kg/ha S

20 mg/dm³ de SO4 x 0,3334 = 6,7 mg/dm³ de S
6,7 mg/dm³ x 2 = 13,4 kg/ha S

Lembre-se que mg/dm³ x 2 = kg/ha
Para transformar S em SO4 utiliza-se o índice 3. Por exemplo, 6,7 mg/dm³ S x 3 = 20
mg/dm³ SO4.
Espero ter atendido a sua dúvida. Caso contrário, escreva.
Um abraço

Tabela de Conversão de Unidades das Análises de Solos

Tabela de Conversão de Unidades das Análises de Solos
















Cálculo da Gessagem em Função do Teor de Argila do Solo


Na decisão de aplicar gesso agrícola nas camadas subsuperficiais, se deve ter em mente
a profundidade do sistema radicular da planta, evitando aplicá-lo em camadas de solo
onde as raízes não se desenvolvem. Uma planta com sistema radicular que se
desenvolve na profundidade de 0 - 40 cm não é recomendado fazer a aplicação que
atinja a camada de 40 - 60 cm. O porquê disto é que se deve proporcionar
melhores condições de fertilidade na camada do solo que as raízes encontram os
nutrientes para o seu desenvolvimento, evitando desperdício de dinheiro com insumo e
mão-de-obra. Daí, a aplicação de gesso em camadas de 20 - 40 cm, 30 a 50 cm, 40 - 60
cm.
O gesso agrícola pode ser adicionado com a calagem, ou separadamente após a
calagem. Em Minas Gerais, uma das recomendações de gesso agrícola é em função da
textura do solo. A Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais
(CFSEMG) recomenda quantidade de gesso em t/ha, em função do teor de argila do
solo, para camadas subsuperficiais de 20 cm de espessura, conforme Tabela 1.
Por exemplo: O técnico que orienta um produtor deseja proporcionar melhores
condições para o desenvolvimento radicular das plantas, num solo com 48 dag/kg de
argila e numa camada de 30 a 50 cm de profundidade. Pela Tabela 1, visualizamos que
48 dag/kg de argila ou 48% (dag/kg = %) está enquadrado na faixa de 35 a 60% de
argila. Para esta faixa, a necessidade de gessagem é de 0,8 a 1,2 t/ha. A fórmula para o
cálculo é a seguinte:

NG (t/ha) = 0,8 + [(48-35) x (1,2-0,8) / (60-35)]
0,8 representa o primeiro número da faixa corespondente a 48 dag/kg de argila.
48 - 35 = o teor de argila do solo menos o teor inicial de argila (35) da faixa 35 a 60. =
1,2 - 0,8 = parâmetro de recomendação de gesso agrícola (0,8 - 1,2) para faixa 35 a 60
dag/kg argila.
60 - 35 = a faixa que se enquadra os 48 dag/kg de argila
NG (t/ha) = 0,8 + [(13 x 0,4) / 25]
NG (t/ha) = 0,8 + [5,2 / 25]
NG (t/ha) = 0,8 + 0,2
NG = 1,0 t/ha



Os benefícios do gesso agrícola são vários.
Entre eles:
1) o ânion SO4²- imprime uma maior mobilidade ao cálcio levando-o para as camadas mais
profundas;
2) por sua vez, o íon sulfato se liga ao alumínio formando um sal, o sulfato de alumínio (AlSO4)
, que é menos tóxico para a planta;
3) fornece cálcio e enxofre para as plantas.

Quando aplicar o gesso agrícola
O gesso deve ser aplicado quando, no mínimo, uma destas condições seja satisfeita:
a) teor de cálcio (Ca) menor ou igual a 0,4 cmolc/dm³ ou 4 mmolc/dm³. Para transformar
cmolc em mmolc basta multiplicar por 10;
b) teor de alumínio (Al) maior que 0,5 cmolc/dm³ ou 5 mmolc/dm³;
c) saturação por alumínio (m%) maior que 30%. Alguns citam 20%.
O produtor agrícola pensando em aplicar gesso deve providenciar na análise do solo. Neste
caso, a amostragem deve ser feita na profundidade de 20-40 cm ou 30-60 cm e não na de 0-20
cm como é feita normalmente. Lembre-se que para aplicar gesso, os resultados da análise
devem ser de amostras retiradas das camadas mais profundas. Quando coletar amostras das
camadas de 0-20, 20-40, 30-60 cm é preciso cuidar para não misturá-las. As amostras devem
ser independentes de cada camada. Para isto, é bom ter o cuidado de não misturá-las e
proceder à identificação de cada camada. Em geral, a profundidade mais usada é a camada de
20-40 cm.