You are on page 1of 5

1

ELETRÓLISE DA ÁGUA
1. Introdução
Todos nós sabemos que a água é composta por somente dois elementos o
Hidrogênio (H) e o Oxigênio (O) e tem a seguinte estrutura molecular: H
2
O.
eletrólise é a !un"#o de duas pala$ras: eletro (energia elétrica) e lise
(quebra)% ou se!a% a quebra de uma molécula utili&ando energia elétrica. 'o caso da
água é necessário (%2)*. quebra da molécula da água resulta em +idrogênio e
oxigênio con,orme as rea"-es abaixo:
ssim se quebrarmos as liga"-es qu.micas de duas moléculas de água%
poderemos ,ormar duas no$as moléculas de +idrogênio e uma de oxigênio que s#o
os gases que% quando reagem entre si% ir#o ,ormar a água. /sta rea"#o será ,eita
nesta experiência.
eletrólise da água ocorre quando passamos uma corrente elétrica cont.nua
por ela% desde que a tornemos condutora% pois a água pura n#o condu& corrente
elétrica.
ssim% é adicionado um eletrólito como o 'aOH% que conten+a .ons mais
reati$os que os da água% mas que n#o participam das rea"-es en$ol$idas% ,a&endo
com que a água se torne boa condutora e assim a corrente passe de um eletrodo
para outro% ,ec+ando o circuito.
2
0omo consequência% os produtos dessa eletrólise s#o o +idrogênio (no
cátodo) e o oxigênio (no 1nodo). 2endo que a redu"#o sempre ocorre no cátodo e
oxida"#o sempre ocorre no 1nodo (3456% (789).
'este experimento $amos $er o +idrogênio e o oxigênio borbul+ando.
O escopo do experimento% de ,ato% é mostrar como a energia pode quebrar as
moléculas em um processo c+amado eletrólise e como os gases se comportam
numa solu"#o alcalina.
2. Objetivo
dicionar energia : molécula de água para obter sua quebra gerando gás de
+idrogênio e gás de oxigênio.
3. ro!edi"ento# e$%eri"ent&i#
3.1 '&teri&i# u#&do#(
;ara reali&ar esta experiência ,oram necessários os seguintes materiais:
• <ma 5i,onte 0ont.nua=
• 5uas buretas de 2> ml cada=
• <ma cuba eletrostática=
• <ma pipeta de (? ml=
• <ma pera e%
• 2olu"#o de 'aOH >@ mAm.
3.2 Si#te"& e$%eri"ent&)
pós enc+er o recipiente com água ,oi colocado o eletrólito ((? ml de solu"#o
de 'aOH >@) e% as duas buretas de 2> ml ,oram enc+idas com a solu"#o.
'oteBse que a posi"#o relati$a da bureta para o eletrodo tem um e,eito
marcante sobre a corrente% pois% de$eBse desli&ar a bureta em seu clipe de ,ixa"#o
na ponta do eletrodo que está dentro da solu"#o% até que os n.$eis de água dentro e
3
,ora do tubo se!am os mesmos% permitindo que a corrente ,lua para% digamos% 2
minutos após ser ligado a ,onte.
s torneiras das buretas após serem c+eias ,oram ,ec+adas e em seguida ,oi
conectado os eletrodos com a ,onte.
Cigura ( D /xemplo do sistema
Coi ligado a corrente e a!ustado para um $alor de (? *.
Coram ,eitas as medi"-es e anotado o $olume do gás de +idrogênio e de
oxigênio a cada E? segundos.
*. D&do# e$%eri"ent&i#
Os dados experimentais obtidos no experimento com as medi"-es ,oram:
Tabela F: 5eslocamento da solu"#o (ml) em ,un"#o do tempo (s)
t (s) ? E? 9? 7? (2? (>?
Bureta 01 (ml) 2>%? 2)%> 2E%7 2E%E 22%8 22%2
Bureta 02 (ml) 2>%? 2)%8 2)%> 2)%E 2)%2 2E%7
Font
e 10
Eletrodo
dentro da
bureta e da
solução
4
+. Re#u)t&do# e di#!u##ão
inda durante a reali&a"#o do procedimento experimental% !á era poss.$el
notar a ,orma"#o de dois gases% um em cada eletrodo da aparel+agem utili&ada no
experimento.
pós a reali&a"#o de todo o procedimento experimental% $eri,icouBse o $olume
dos dois gases ,ormados com o processo de eletrólise. Obser$ouBse também que
quanto maior ,or a intensidade da corrente elétrica que passar pela solu"#o% mais
rápido ocorre a decomposi"#o da subst1ncia en$ol$ida no processo de eletrólise.
0om uma bateria de (? *% a rea"#o é muito lenta% enquanto que com uma corrente
elétrica de ,luxo continuo% e o adaptador de corrente maior que (? *% a rea"#o se
processou de maneira mais acelerada.
,orma"#o dos gases ,oi notada atra$és da redu"#o de $olume da solu"#o
contida no interior dos tubos da bureta. ;ois a partir do momento que a corrente
elétrica passa atra$és da solu"#o ocasiona a quebra das liga"-es entre Hidrogênio e
Oxigênio que ,ormam a molécula de H
2
O% dando origem aos respecti$os gases.
Os resultados obtidos no experimento ,oram:
Tabela FF: 5eslocamento do gás na solu"#o (ml) em ,un"#o do tempo (s)
t (s) ? E? 9? 7? (2? (>?
Bureta 01 (ml) ? ?%> ?%9 ?%9 ?%> ?%9
Bureta 02 (ml) ? ?%2 ?%E ?%2 ?%( ?%E
'o tubo do eletrodo negati$o ocorreu a ,orma"#o de um maior $olume de gás
em curto per.odo de tempo em rela"#o ao eletrodo positi$o. Fsso !á era de se
esperar% tendo em $ista que as moléculas de água s#o constitu.das por Hidrogênio e
Oxigênio em uma propor"#o de 2:(% con,orme ,igura abaixo.

Cigura 2 D *olume gás de O
2 e H2
5
,. -on!)u#ão
0om todos os procedimentos mencionados anteriormente e com os
resultados obtidos% sal$o algum erro de análise% podeBse e$idenciar que por meio da
passagem de uma corrente elétrica atra$és de uma solu"#o eletrol.tica% se!a por sua
própria nature&a ou por adi"#o de um eletrólito% é poss.$el ,a&er com que rea"-es
n#o espont1neas aconte"am.
;ois% como pro$a% ,oi $isto claramente a decomposi"#o da água (H
2
O)% que é
uma rea"#o n#o espont1nea% em seus respecti$os constituintes% os gases +idrogênio
(H
2
) e oxigênio (O
2
).
*eri,icouBse% também% a grande import1ncia de uma corrente cont.nua para
que a eletrólise se!a e,iciente.
Outro ,ator de grande import1ncia é que a partir desse experimento podeBse
notar% $isualmente% a estequiometria da rea"#o. ;ois o H
2
obtido apresenta o dobro
do $olume em rela"#o ao O
2
% con,orme a propor"#o desses elementos na molécula
de H
2
O.
.. Re/er0n!i&# bib)io1r2/i!&#
TGF'2% ;. HO'/2% I. rin!3%io# d& 4u3"i!&( questionando $ida moderna e o meio
ambiente: E. ed. D ;orto legre: 3ooJman% 2??9.
3456% H. /= H<KF2TO'% L./. 4u3"i!& 1er&). 2. ed. 4io de Haneiro: Ii$ros
Técnicos e 0ient.,icos% (789.
HIIF56% 4. M. 5und&"ento# de 53#i!& 'e!6ni!& 1. )N ed. 4io de Haneiro: IT0 D
Ii$ros Técnicos e 0ient.,icos% (779.
2O% K. Teresa Karques de. 53#i!&. <nidade (% PCor"a e Ko$imentoQ. Iisboa: /ditora
Texto% 2??(.