You are on page 1of 3

O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares

:
metodologias de operacionalização ( Parte I

a) Domínio/ subdomínio seleccionado:

C.1.( Apoio a actividades livres, extra-curriculares e de
enriquecimento curricular)

b) Indicadores seleccionados:

IMPACTO - C.1.1.( Apoio à aquisição e desenvolvimento de métodos
de trabalho e de estudo autónomos)

Penso que este é um indicador de Impacto pois irá, a curto e
médio prazo traduzir-se em melhorias nas aprendizagens dos alunos
e consequentemente contribuir para o seu Sucesso Educativo. As
medidas que a BE adoptar para o desenvolvimento deste objectivo
terão Impacto directo nessas aprendizagens.

“…conhecer o benefício para os utilizadores da sua
interacção com a biblioteca. A qualidade não deriva nesta
acepção, da biblioteca em si mesma ou do seu peso
intrínseco, mas do valor atribuído pelos utilizadores a esse
benefício, traduzido numa mudança de conhecimento,
competências, atitudes, valores, níveis de sucesso, bem-
estar, inclusão, etc.” Se e quando as medidas e estratégias
adoptadas pela BE conseguirem em si mesmo tornarem-se parte
integrante das actividades dos alunos, ganhando valor e peso por si
mesmas, na sua vida escolar, então poderemos afirmar que o
Impacto desejado foi conseguido e para isso, é não só necessário
adequar as estratégias e actividades da BE mas também avaliar essa
implementação.

Indicadores Factores Críticos de Evidências Acções para a melhoria/
Sucesso exemplos
.A BE apoia as actividades livres .Horário da BE. .Alargar o horário de abertura da
C.1.1 Apoio à de leitura, pesquisa, estudo e .Questionário aos BE fazendo-o coincidir com a
execução de trabalhos escolares, alunos( QA3) permanência dos alunos na
aquisição e
realizados pelos alunos fora do .Observação de escola.
desenvolvimento de
horário lectivo e dos contextos utilização da BE (O5)
métodos de trabalho
e de estudo formais de aprendizagem. . Distribuir o horário da equipa
autónomos. da BE de modo a assegurar o
.Os alunos praticam técnicas de mais possível a presença
estudo variadas: exploram permanente de um elemento da
informação de diferentes tipos de equipa da BE.
documentos, tomam notas,
elaboram fichas de leitura ou .Melhorar a oferta de espaços,
resumos, identificam palavras- tempos e oportunidades para o
chave, sublinham, executam desenvolvimento de actividades
esquemas, produzem e editam de leitura, investigação e estudo
trabalhos escritos recorrendo com alunos ou grupos.
sempre que necessário ao uso do
computador e da Internet. . Reforça a articulação com as
áreas de estudo acompanhado/
. Os alunos desenvolvem hábitos apoio ao estudo.
de trabalho e aprendem a
organizar a sua própria
aprendizagem, revelando uma
progressiva autonomia na
execução das tarefas escolares.

Plano de Avaliação deste Indicador:

Aspectos envolvidos no processo

• Departamentos envolvidos: Língua Portuguesa/História e
Geografia de Portugal/ Matemática / Áreas Curriculares não
Disciplinares

• Docentes: Todos destes Departamentos

• Alunos: Todos os que utilizam autonomamente a BE para estudar

• Actividades: Aplicação de questionários aos alunos(QA3) e
Observação da utilização da BE(O5)

Desenvolvimento da avaliação

• Reuniões com os Departamentos para definição de actividades

• Aplicação e recolha dos documentos no final de cada um dos
períodos lectivos

• Análise da avaliação desses alunos no final de cada período lectivo

PROCESSO- C.1.4. (Apoio à utilização autónoma e voluntária da BE
como espaço de lazer e livre fruição dos recursos)

Este Indicador traduz-se num Processo, na medida em que
necessita de tempo, para ser implementado e produzir resultados
passíveis de análise. É pois um processo de construção e
desenvolvimento de capacidades e competências a longo prazo.
Indicadores Factores críticos de Evidências Acções para a
sucesso melhoria/ exemplos
C.1.4. . Os alunos propõem e .Registos de actividades/ .Valorizar mais e divulgar
Disponibilização de organizam autonomamente projectos promovidos pelos melhor o trabalho
espaços, tempos e projectos e actividades. alunos. organizado e realizado
recursos para a autonomamente pelos
iniciativa e . Os alunos são apoiados na . Plano de actividades da alunos.
intervenção livre dos criação de núcleos/clubes onde BE
alunos podem promover a sua livre Auxiliar na orientação do
expressão ( rádio, fotografia, . Questionário aos alunos trabalho dos núcleos/
jornal, outros). (QA3). clubes.

.A formação de monitores é Produzir materiais
incentivada, bem como o apoio específicos de apoio para
dos alunos ais velhos aos mais os monitores.
jovens e a entreajuda entre
todos

Plano de Avaliação deste Indicador:

Aspectos envolvidos no processo

• Departamentos envolvidos: Áreas Curriculares não Disciplinares

• Docentes: das áreas curriculares não disciplinares e Directores de
Turma

• Alunos: Todos os envolvidos nos Projectos

• Actividades: Aplicação de questionários aos alunos(QA3) , Registo
das actividades e divulgação das actividades promovidas pelos
alunos

Desenvolvimento da avaliação

• Reuniões com os alunos e professores envolvidos

• Aplicação, recolha e tratamento dos questionários