You are on page 1of 5

Acção de Formação – Práticas e modelos AA das BE.

-- Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do Guia da Sessão

Conhecimento na área Biblioteca escolar

Aspectos críticos
que a Literatura Desafios. Acções
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica a implementar

O professor - Gosto pela
bibliotecário tem partilha de
que ser capaz de conhecimentos.
fazer um bom - Boa relação com
diagnóstico da os colegas, alunos
situação da BE em e funcionários.
que trabalha e - Desenvolver
- Imagem
desenvolver - O professor Auxiliar os alunos estratégias de
- Querer dar retrógrada do
Competências do estratégias no bibliotecário a transformarem Gestão baseadas
resposta a todas as Professor
professor bibliotecário sentido de fazer a encontra-se numa informação em na recolha
solicitações. Bibliotecário
diferença na posição que, se conhecimento. sistemática de
(aquele que guarda
aprendizagem dos bem aproveitada, evidências.
os livros).
alunos (todos as pode ter um
outras dimensões impacto profundo
da BE servem este no
propósito e não desenvolvimento
podem sobrepor- da aprendizagem
se-lhe). dos alunos.
-A BE deve ter - Afectação de um - Pouca formação - Formação e - Sensibilizar a
Organização e Gestão da uma boa colecção professor por parte dos acompanhamento Escola para a
BE e um espaço bibliotecário e de elementos da pela RBE importância da

Arminda Afonso Página 1
Acção de Formação – Práticas e modelos AA das BE.

Conhecimento na área Biblioteca escolar

uma equipa
pluridisciplinar.
convidativo. - Horário de equipa.
- Gerir para acordo com o - Falta de
melhorar as funcionamento da formação por BE.
aprendizagens e o escola. parte da Auxiliar
trabalho escolar. - Existência de A.A.
Guia do
Utilizador.
- Alguma
- Recursos de dificuldade em
- Apoio do PNL. reunir um conjunto Facultado
informação em
- Organização e de títulos que condições de - Formação no
diferentes - Existência de
Gestão da Colecção equipamento de satisfaçam as acesso, quer de âmbito do
ambientes e material livro não
acordo com os necessidades da trabalho programa Doc
suportes. comunidade
informatizado.
standards individual ou em Base.
definidos. educativa. grupo.
- Programa Doc
Base complicado.
A BE como espaço de - Acompanhamento - Divulgar boas
conhecimento e curricular e das práticas de
aprendizagem. Trabalho - Preparar os aprendizagens dos trabalho.
colaborativo e articulado alunos para alunos
com Departamentos e enfrentar desafios - Articulação e
docentes. do século XXI. colaboração com
outros docentes
para o
desenvolvimento de

Arminda Afonso Página 2
Acção de Formação – Práticas e modelos AA das BE.

Conhecimento na área Biblioteca escolar

competências que
suportem as
aprendizagens e a
construção do
conhecimento.

.- Projecto do PNL
de Agrupamento.

-Informação obtida - Aconselhar os
- Desenvolvimento
por parte do Plano alunos de que a
de competências de
Nacional de
leitura e de um - Excesso de internet não é a
Leitura.
programa de informação pode única fonte de
Literacia da - Dinamização de ser um obstáculo investigação.
Formação para a leitura e Informação, actividades de - Oferecer aos e desmotivação - Promover
integrado no promoção da
- Saber / aprender
para as literacias alunos o acesso a para o aluno hábitos de leitura.
desenvolvimento leitura, através do a seleccionar a
recursos de leitura _ Orientar os - Desenvolver
curricular. clube de leitura. informação.
e investigação. alunos no sentido actividades de
- Orientação dos
de ser capaz de apoio à pesquisa,
alunos para seleccionar a de forma a
elaboração de informação promover o
trabalhos escritos sucesso dos
(modelo big 6) alunos

BE e os novos ambientes - As Bibliotecas - Importância do - Existência de - Implementação - Constante -Necessidade de

Arminda Afonso Página 3
Acção de Formação – Práticas e modelos AA das BE.

Conhecimento na área Biblioteca escolar

Escolares, paradigma digital do Plano desactualização trabalhar a
na BE informação digital
disponibilizam Tecnológico da dos recursos
- Construção do para uso nos
recursos de Blogue da BE para
poucos Educação tecnológicos, que
digitais. quadros interactivos
informação, divulgação de computadores. - Criação de poderá prejudicar -Criação de
actividades ambientes virtuais o orçamento da ambientes virtuais
de aprendizagem escola de aprendizagem
- Aferição da - Registo diário de
eficácia dos requisições de - Dificuldades em
serviços prestados material, livro e criar instrumentos - Dificuldades em
identificando
não livro. capazes de abarcar - Oferta de aferir o impacto - Formação.
Gestão de evidências/ sucessos e
determinadas formação. geral no sucesso - Aplicar o modelo
avaliação. insucessos que
- Realização de acções e educativo dos de auto-avaliação
condicionam a
qualidade e tabelas de iniciativas da alunos.
eficiência do estatística. biblioteca.
serviço.

Gestão da mudança
SÍNTESE Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias

Como espaço de - Maior responsabilidade individual e - Fazer compreender a importância da - Dinamização de acções
conhecimento que é a colectiva. Biblioteca Escolar no processo de empreendedoras capazes de fazerem
Biblioteca, devemos: - Mais conhecimentos informáticos e ensino – aprendizagem. ampliar a oferta e a diversificação do
- Reforçar o apoio aos tecnológicos; - Mau comportamento por parte de fundo documental.
- Maior responsabilidade ética e social.

Arminda Afonso Página 4
Acção de Formação – Práticas e modelos AA das BE.

Conhecimento na área Biblioteca escolar

utilizadores na procura da
informação.
- Investir na formação
tecnológica dos - Fomentar cada vez mais na
utilizadores. - Reduzir níveis de iliteracia. Biblioteca Escolar o espírito e a
- Apostar na divulgação de - Melhoramento da comunicação oral e prática de um espaço de aquisição de
actividades. escrita; alguns alunos. conhecimentos.
- Dinamizar actividades na - Horário a tempo inteiro - Criar mais-valias comportamentais
Biblioteca com vista a que formativas e de aprendizagem junto
se atinja o sucesso na dos alunos.
aprendizagem.

Arminda Afonso Página 5