You are on page 1of 4

O Modelo de Auto - Avaliação das Bibliotecas Escolares

:
metodologias de operacionalização (Parte II)
Sessão 5 – TAREFA 1

D. Gestão da BE
D.2 Condições humanas e materiais para prestação dos serviços

Instrumentos de Recolha de Evidências Evidências extraídas dos Instrumentos, a
Indicadores Factores Críticos de Sucesso
sugeridos integrar no Relatório de Auto-avaliação

D.2.1 Liderança do/a O/a professor/a coordenador/a: Planificações da Biblioteca Escolar. A Biblioteca escolar planificou as suas actividades
professor/a É um membro activo da comunidade educativa, em conjunto com os diferentes departamentos
coordenador/a. mobilizando a equipa e a escola/agrupamento diversas actividades no sentido de dar
para o cumprimento dos objectivos da BE e para cumprimento dos diferentes domínios.
a sua integração na escola.
Questionários aos docentes.
Define e distribui funções e cria boas relações A Biblioteca Escolar realizou questionários no final
interpessoais com a equipa e um ambiente de de cada actividade.
trabalho propício ao bom funcionamento da BE.

Participa nos órgãos de decisão pedagógica e
nos momentos de planificação de actividades,
sugerindo recursos e inventariando possibilidades Auto-Avaliação do coordenador da Biblioteca Todas as acções foram desenvolvidas e
de trabalho com a BE.. Escolar. planificadas com os diferentes departamentos e no
final foi elaborado um relatório.
Recorre à planificação estratégica e operacional, Este documento foi dado a conhecer ao conselho
de acordo com os objectivos definidos e as Pedagógico.

Práticas e Modelos de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares. Sessão 5
Formando: Pedro Hortas
problemáticas identificadas.

Operacionaliza um programa de formação para as
literacias e articula com os docentes contribuindo Folhetos e outros documentos de divulgação O professor Bibliotecário promoveu acções
para as aprendizagens dos alunos e para o da Biblioteca Escolar. envolvendo toda a comunidade educativa,
sucesso escolar. divulgando essas acções através do blogue,
cartazes, jornal da escola etc.
Inclui as bibliotecas das escolas do Agrupamento
no seu plano, trabalhando articuladamente e
direccionando actividades a estas Registo em acta das funções do professor A Biblioteca Escolar promoveu o trabalho
escolas/bibliotecas. bibliotecário. articulado com os docentes.

- Promove a(s) bibliotecas escolar(es) que gere e
introduz um processo de melhoria contínua, Registo de actividades promovidas pela O professor bibliotecário distribuiu funções aos
desenvolvendo uma estratégia de marketing para Biblioteca Escolar. professores colaboradores.
a BE e a sua avaliação sistemática.

O professor bibliotecário conjuntamente com a
equipa da biblioteca realiza periodicamente uma
D.2.2 Adequação da O/A coordenador/a possui um nível de formação e Questionários aos docentes. avaliação ao funcionamento da Biblioteca escolar
equipa em número e um perfil de competências que o tornam apto a e dá a conhecer os resultados ao Conselho
qualificações às gerir a equipa e a BE.. Pedagógico, para deste modo tentar solucionar os
necessidades de problemas apresentados.
funcionamento da BE e A equipa é pluridisciplinar, adequada em número
às solicitações da e possui formação e competências compatíveis Horário da equipa
comunidade educativa. com as funções que desempenha. O horário da equipa tenta ser o mais abrangente
possível de forma a cobrir o horário de
A equipa integra um ou mais auxiliares de acção funcionamento da Biblioteca Escolar.
educativa a tempo inteiro, com formação
acrescida e competências técnicas e
organizacionais adequadas à gestão local da BE Currículos profissionais dos membros da
e à implementação do serviço de referência. equipa. O professor bibliotecário realiza formação onde
adquire competências para gerir a equipa e a
A equipa tem uma postura proactiva que induz biblioteca Escolar de uma forma eficaz.
comportamentos de acesso e uso dos recursos e
garante uma mediação eficaz entre as Realização de avaliações periódicas, no sentido de
necessidades dos utilizadores e as fontes de melhorar o seu funcionamento, tentando sempre
informação/ possibilidades da BE. Registos dos elementos da equipa. que possível encontrar soluções para a melhoria.

A equipa interage com a escola/agrupamento,

Práticas e Modelos de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares. Sessão 5
Formando: Pedro Hortas
com os departamentos e com os professores e
restantes os utilizadores e os alunos são
acompanhados e formado em contínuo para o
uso da BE e para as diferentes literacias.

D.2.3 Adequação da A BE reflecte e integra os normativos definidos
BE em termos de pelo Ministério da Educação/ Rede de Bibliotecas
espaço e de Escolares.
equipamento às Registos de observação de funcionamento.
necessidades da A BE disponibiliza condições de espaço capazes A Biblioteca Escolar responde ás solicitações da
escola/ agrupamento. de responder, no seu funcionamento, às comunidade escolar.
solicitações da comunidade escolar e a uma Registos de reuniões/contactos.
utilização diversificada.

Relatórios de avaliação.

O professor bibliotecário procura apoio junto da
A organização do espaço em zonas funcionais Grelhas de observação. comunidade.
permite uma utilização integrada do espaço e dos
recursos e o trabalho individual e em grupo.
Registos fotográficos.
O mobiliário é adequado em quantidade, cor e O professor bibliotecário solicita apoio técnico à
altura à faixa etária dos alunos, proporcionando biblioteca Municipal e aos serviços de educação
boas condições de acomodação e o acesso livre Registo sistematizado do processo de da Câmara Municipal
dos utilizadores à documentação. avaliação, séries e estatísticas.

Os equipamentos são suficientes para as
necessidades locais e para as necessidades do
agrupamento.

Os equipamentos respondem em adequação e
funcionalidade aos desafios que o paradigma
actual coloca e ao trabalho e uso da
documentação em diferentes suportes.

Práticas e Modelos de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares. Sessão 5
Formando: Pedro Hortas
D.2.4 Resposta dos
computadores e
equipamentos Os equipamentos de leitura áudio/Mp3 e vídeo
tecnológicos ao DVD são adequados em número e condições de
trabalho e aos novos funcionamento. Inventário dos equipamentos existentes.
desafios da BE.
O número de computadores responde à procura e
às solicitações dos utilizadores. A Biblioteca Escolar possui equipamento
adequado e suficiente para os seus utilizadores.
O hardware está actualizado e o software
responde às exigências das solicitações. Questionário aos docentes.

A equipa articula a manutenção e uso das TIC A equipa da Biblioteca Escolar criou um blogue,
com o coordenador das TIC, rentabilizando meio que utiliza para divulgação das suas acções.
equipamentos e possibilidades de trabalho.
Questionário aos alunos.
A BE funciona em rede (Intranet e Internet) e
explora as potencialidades que as redes facultam Bom relacionamento entre a equipa da Biblioteca
na escola e no agrupamento. Escolar e o coordenador TIC:

A BE recorre a diferentes tipos de ferramentas
web como plataformas de e-learning, ou outros
dispositivos da WEB 2.0 para incentivar o diálogo
e desenvolver processos formativos e de
produção ou criativos com os utilizadores e com o
agrupamento.

Bibliografia: Modelo de auto – Avaliação – RBE, 2009.
Texto da Sessão

Práticas e Modelos de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares. Sessão 5
Formando: Pedro Hortas