You are on page 1of 7

Maria João Albuquerque – Escola Básica 2,3 Paula Vicente

Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do
Guia da Sessão

Conhecimento na área Biblioteca escolar

Aspectos críticos que a
Desafios. Acções a
Domínio Literatura identifica Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
implementar
1) Competências na área das
Ciências Documentais e da
Informação, de modo a garantir
um tratamento documental A minha Falta de
normalizado e uma boa gestão formação valorização
1) Falta de
da informação (um professor académica e atribuída a este
apoio por parte
bibliotecário que não domine as experiência cargo por parte
da direcção da
técnicas de tratamento profissional em das direcções Intervenção na
escola;
documental, e que não domine Ciências das escolas e comunidade escolar mais
2) Falta de
Com- as novas tecnologias da Documentais e também por visível, através de:
A minha cultura e
petências informação, não poderá da Informação; parte dos a) e-mail para os
dedicação a conhecimento
do implementar as correctas A formação professores que professores;
tempo inteiro do valor da
professor medidas que permitam uma académica e continuam a b) criação de uma página
nesta biblioteca biblioteca
biblio- eficaz e eficiente recuperação profissional, considerar este da biblioteca no site da
escolar. escolar e do
tecário da informação); minha e da cargo como escola;
bibliotecário por
2) Competências pedagógicas, equipa da atribuição de c) participação no jornal
parte da
conhecimento dos currículos, biblioteca, nas pessoas pouco da escola.
direcção da
experiência de docência, de competências qualificadas que
escola e dos
modo a apoiar as pedagógicas e não conseguem
professores.
aprendizagens, promovendo o experiência de dar aulas.
trabalho em equipa e a docência.
aprendizagem baseada no
questionamento.
3) Ser pró-activo.
Maria João Albuquerque – Escola Básica 2,3 Paula Vicente

Conhecimento na área Biblioteca escolar
Aspectos críticos que a Desafios. Acções a
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
Literatura identifica implementar
1) Valorização da biblioteca A biblioteca está Falta de Verba 1) Falta de 1) Organização em livre
Organiza- escolar como o centro de gestão dotada de colaboração por disponibilizada apoio por parte acesso;
ção e da aprendizagem; instalações parte dos outros pela RBE para da direcção; 2) Criação de catálogo
Gestão da novas e possui professores, aquisições em automatizado e respectivos
BE 2) Gestão dos recursos de modo bons recursos pertencentes à equipamento e 2) Falta de postos de acesso
a garantir um acesso mais tecnológicos. equipa da fundo tempo para (fundamental para a
eficiente e eficaz à informação biblioteca que documental. garantir o correcta recuperação da
não conhecem o trabalho técnico informação);
3) Tratamento documental
novo paradigma e o de gestão.
normalizado, incluindo uma
da biblioteca
correcta classificação (para
escolar como a arrumação da colecções)
centro da e indexação pré-
informação e coordenada;
continuam a 4) Gestão dos recursos
achar que o humanos de modo a
respectivo garantir um acesso mais
departamento é eficaz à informação –
mais importante. treinar o pessoal da
biblioteca para uma
prestação de um serviço no
qual o utente procura a
informação e constrói o seu
conhecimento, ao invés de
lhes transmitir somente um
conjunto de informações,
por vezes desactualizadas;
5) Criação de guias de
pesquisa na Web;
6) Criação de portais que
guiem os alunos para
recursos electrónicos
seleccionados
Maria João Albuquerque – Escola Básica 2,3 Paula Vicente

(previamente estudados
pela equipa da biblioteca);
7) «Kardex» actualizado e
elaboração de analíticos de
alguns artigos mais
importantes.
Maria João Albuquerque – Escola Básica 2,3 Paula Vicente

Conhecimento na área Biblioteca escolar
Aspectos críticos que a Pontos Oportunidad Desafios. Acções a
Domínio Fraquezas Ameaças
Literatura identifica fortes es implementar
Verba insuficiente para
1) Actualização das
dotar a biblioteca com
1) Colecções actuais e em Verba colecções, cobrindo as
melhores colecções e falta
vários suportes; disponibilizada diversas áreas do
Colecções pobres e de apoio da direcção que
Gestão da pela RBE para conhecimento;
desactualizadas, muito não pretende investir na
Colecção 2) Definição de uma aquisições em 2) Aquisição de periódicos
desequilibradas em biblioteca, pois considera
política de aquisições equipamento e para leitura recreativa e
termos de conteúdos. que esse esforço financeiro
adequada à comunidade fundo para leitura informativa.
deve ser todo garantido
escolar e aos currículos. documental.
pela RBE.

1) Estreitar os contactos e
1) Pouca colaboração
vínculos com os
por parte dos
professores, participando
A BE professores quando
nas reuniões de
como solicitados a sugerir
departamento
espaço de aquisições e
2) Colaborar com os
conheci- actividades;
1) Biblioteca deve ser professores de TIC
mento e 2) Anterior biblioteca (e
considerada como o 1) Falta de apoio por parte 3) Divulgar a biblioteca,
aprendi- respectivas professoras
centro das aprendizagens, da direcção os seus recursos e
zagem. coordenadoras) pouco
servindo os alunos e os A minha 2) Falta de colaboração funcionamento junto dos
Trabalho activa, deixando uma
docentes. dedicação a por parte dos professores, alunos e directores de
colabora- ideia preconceituosa
tempo inteiro que adoptam uma posição turma nas aulas de
tivo e negativa, por parte da
2) Posição estratégica no à biblioteca. passiva nos tempos não Formação Cívica;
articulado direcção e dos
processo ensino- lectivos que permanecem 4) Promover um ambiente
com professores,
aprendizagem. na biblioteca. adequado à investigação
Departa- relativamente à
e aprendizagem;
mentos e articulação entre a
5) Mobilizar os
docentes. biblioteca e os
professores em
respectivos
actividades na biblioteca;
departamentos.
6) Apoiar os
departamentos no plano
anual de actividades.
Maria João Albuquerque – Escola Básica 2,3 Paula Vicente

Conhecimento na área Biblioteca escolar
Aspectos críticos que a Pontos Oportunidad Desafios. Acções a
Domínio Fraquezas Ameaças
Literatura identifica fortes es implementar
1) Realização de dois
concursos na escola, de
leitura e de escrita
criativa;

2) Criação de guias de
1) Apoio
investigação, utilizando
financeiro
métodos propostos por
do PNL
alguns estudiosos –
para a
modelo dos nove passos
aquisição
1) Apoio do de Marland (1981) ;
1) Promover a leitura e de livros
Formação PNL e da RBE; modelo PLUS de Hering
contribuir para o para a Não há professor
para a (1996) ; modelo Big 6
desenvolvimento de leitura na coordenador do PNL,
leitura e 2) (Eisenberg & Barkowitz
competências de leitura; sala de sendo essa tarefa Falta de apoio da
para as Participação 2001);
aula; implícita no meu cargo, direcção.
literacias na equipa do
2) Promover o sem efectivamente me
Plano 3) Promover a
desenvolvimento da 2) ter sido atribuída.
Tecnológico. alfabetização
literacia da informação. Integraçã
informacional em
o da
colaboração com os
escola no
professores de TIC.
Plano
Tecnológi
co.
Maria João Albuquerque – Escola Básica 2,3 Paula Vicente

Conhecimento na área Biblioteca escolar
Aspectos críticos que a Pontos Oportunidad Desafios. Acções a
Domínio Fraquezas Ameaças
Literatura identifica fortes es implementar
1) Enriquecer as
colecções com recursos
nado-digitais e
digitalizados;
2) Dinamizar e
enriquecer o processo de
1) aprendizagem,
Integraçã integrando os recursos
1) Usar as tecnologias digitais nas actividades
o da
como instrumento de sala de aula;
escola no
facilitador das 3) Criação de catálogo
Plano
aprendizagens; Dificuldade em automatizado; partilha
Tecnológi
desenvolver o catálogo de bases de dados com
BE e os co Professores e Apoio do
2) Planear e desenvolver num curto espaço de outras bibliotecas;
novos funcionários pouco coordenador
a biblioteca escolar, tempo, uma vez que desenvolvimento de uma
ambiente 2) Verba familiarizados com as do Plano
integrando os recursos também tenho as funções rede entre as bibliotecas
s digitais. para a novas tecnologias. Tecnológico.
tecnológicos e suportes de gestão e dinamização escolares e as
aquisição
digitais; da biblioteca. bibliotecas públicas (daí
do
software a grande importância de
3) Permitir a partilha de um tratamento
de gestão
dados. documental
document
al Winlib. normalizado).

Gestão de 1) Fazer uma avaliação Inexistência de 1) Fazer estudos de
evidência regular do nosso serviço, relatórios ou avaliações utilizador;
s/ com base nas evidências dos anos anteriores. 2) Diagnosticar
Maria João Albuquerque – Escola Básica 2,3 Paula Vicente

recolhidas; necessidades de
2) Medir o que é informação e
avaliação. pertinente e não o que é comportamentos de
conveniente. procura de informação.

Gestão da mudança
SÍNTESE Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias

A biblioteca escolar como meio privilegiado
do ensino-aprendizagem enquanto
processo activo de apropriação pessoal do
conhecimento, contribuindo para a o
sucesso escolar e preparando os alunos
para a sociedade da informação.

O professor bibliotecário tem a árdua tarefa
de gerir a biblioteca escolar, de modo a
contribuir para a mudança deste novo
A falta de conhecimento do papel
paradigma educativo e ao mesmo tempo O apoio por parte da RBE, criando Permitir aos utentes da biblioteca
da biblioteca escolar por parte da
tem de vencer os imobilismos dos o cargo de professor bibliotecário o acesso eficiente e eficaz à
direcção da escola e dos
preconceitos antigos e do desinteresse das e dotando as bibliotecas escolares informação, de modo a
professores.
direcções. Penso que é demais para uma de novos recursos. transformar as mentalidades.
Meios financeiros insuficientes.
pessoa só.
Em primeiro lugar há que dotar as
bibliotecas com recursos materiais e
humanos suficientes, de modo a que esta
possa efectivamente cumprir a sua missão:
permitir aos alunos e aos docentes o
acesso à informação. Quanto à mudança de
mentalidades só a conseguiremos se
primeiro cumprirmos esta missão.