You are on page 1of 5

Home Onde i nvest i r A«÷es Not Œci a

Impri mi r Envi e Report ar erro Tweetar 3 1
Por Diego Lazzaris Borges A A A
Acompanhe um dia na vida de invest idores da
Bolsa que cuidam de R$ 2 bilh÷es
O InfoMoney passou um dia ao lado dos gestores de a«÷es da Mau¡ Sekular, acompanhou reuni÷es
estrat…gicas e conta como …a rotina de quem cuida de R$ 2 bilh÷es
| 9h28 | 02-04-2014
S£O PAULO - O rel‘ gio de ponteiro com a
hora de T‘ quio marca 8h50. Ao lado dele,
outros trÀs est√o ajustados com o hor¡ rio de
Londres, Nova York e S√o Paulo. Antes das
9h, a capital paulista enfrenta uma de suas
tŒpicas manh√s, com frio e chuva fina. Num
escrit‘ rio espa«oso no 16ö andar de um dos
pr…dios do Itaim Bibi, em S√o Paulo, quatro
homens conversam sentados ¿ vontade em
suas cadeiras, de costas para as bancadas.
Um deles …o ex-diretor do Banco Central,
Luiz Fernando Figueiredo, que veste uma camisa azul bem cortada e cal«a social escura, sem
gravata. Entre uma tragada e outra num cigarro eletr’ nico, ele questiona a equipe sobre os
acontecimentos importantes que est√o no radar dos investidores no dia. Na mesma roda
est√o economistas e analistas experientes do mercado. Liderados por Figueiredo, eles fazem
parte da equipe macro da Mau¡ Sekular Investimentos, uma gestora de recursos com mais de
R$ 2 bilh÷es sob responsabilidade.
O ambiente …silencioso. Ainda …bem cedo, mas a maioria das mesas j¡ est¡ ocupada e
mesmo assim n√o se ouve ruŒdos. O €nico burburinho vem da reuni√o entre os quatro
homens ˜ Figueiredo …quem mais questiona e aponta informa«÷es, sempre em um tom
baixo. Na pauta do dia, os acontecimentos macroecon’ micos da v…spera, com foco na decis√o
do Fed (banco central norte-americano) de manter estŒmulos financeiros ¿ economia dos
Estados Unidos - no dia anterior, a Bolsa havia disparado e o d‘ lar despencado por conta
disso. O clima …ameno, mas todos tÀm olhar s…rio e compenetrado - e respondem
prontamente aos questionamentos.
11 Recomendar
-0,57%
IBOVESPA
-0,87%
NASDAQ
+0,36%
DAX 30
-0,08%
IBEX 35
+0,74%
SHANGHAI
+0,15%
IFIX
+0,54%
D≥ LAR
+0,18%
EURO
10,55%a.a.
CDI
0,50%a.m.
POUPANßA
51.408 pts 4.239 pts 9.663 pts 10.576 pts 2.059 pts 1.338 pts R$ 2,28 R$ 3,13
Busque tudo...(ações e muito mais)
€lt imas mercados onde invest ir minhas finan«as im‘ veis neg‘ cios carreira educa«√o blogs vŒdeos
e-m
cad
•••
esq
Da esquerda para a direita: Stephen Duvignau, Flavio Santana, Andre Mello e Guilherme de Morais Vicente, da
equipe de renda vari¡ vel da Mau¡ Sekular (Andr…Lessa)
Na bancada ao lado, a equipe de renda vari¡ vel da gestora est¡ concentrada nas telas de seus
pr‘ prios computadores. Um dos s‘ cios e gestor respons¡ vel pelos fundos de a«÷es,
Guilherme de Morais Vicente, tem quatro monitores ¿ sua frente. Ao lado dele, o trader Andre
Mello, s‘ cio respons¡ vel pela execu«√o das ordens de compra e venda dos fundos, divide a
aten«√o entre seis telas. Gr¡ ficos, cota«÷es, c‘ digos e muitos n€meros. Numa olhada r¡ pida, …
difŒcil entender alguma coisa.
Assim que termina a reuni√o da equipe macro, Vicente e Mello se re€nem com outros dois
analistas para discutir os principais assuntos do dia. O trader canta a pauta e Vicente estimula
a discuss√o. Comentam e analisam os fatos relevantes divulgados naquela manh√. Tudo
normal: era mais uma quinta-feira comum na rotina dos gestores da Mau¡ Sekular.
ComitÀ de investimentos
A manh√ passa depressa e a tarde chega cinzenta. A chuva fina n√o d¡ tr…gua, deixando o dia
de outono paulistano mais gelado do que de costume. No escrit‘ rio, eles se preparam para a
reuni√o do comitÀ de investimentos ˜ acontece todas as quintas, quando a equipe de renda
vari¡ vel discute as posi«÷es atuais dos fundos e s√o apresentadas novas a«÷es que poder√o
fazer parte da carteira. Na sala de reuni√o n€mero 3, todos se acomodam em torno de uma
mesa de madeira comprida, com 12 cadeiras. Do lado direito, al…m de Vicente, est¡ o analista
sÀnior Stephen Duvignau e o analista Flavio Santana. Do outro lado, sentam o trader Andre
Mello e Felipe Moraes, da equipe de relacionamento com investidores.
O primeiro assunto …o investimento nas Ind€strias Romi. O projetor mostra planilhas com
dados da empresa. Dezenas de linhas e colunas repletas de n€meros indecifr¡ veis para os
leigos viram armas poderosas nas m√os de analistas que conhecem t√o bem a companhia. No
inŒcio daquela semana, a Romi tinha saŒdo de um perŒodo de silÀncio e entraria em outro na
semana seguinte. Como Vicente faz parte do conselho de administra«√o da empresa, eles n√o
poderiam movimentar os pap…is neste perŒodo. Na v…spera da reuni√o, a gestora tinha
vendido uma parte das a«÷es depois de um movimento de alta. ¸Aproveitamos um
movimento de curto prazo. Agora vamos aumentar novamente a posi«√o˝, diz Vicente. ¸N√o
podemos deixar a tartaruga escapar˝, emenda Duvignau.
A discuss√o era quanto comprar ˜ se levariam ou n√o ao limite m¡ ximo do fundo. Para Mello,
montar uma posi«√o de 10% era arriscado naquele momento. ¸Vamos ficar 30 dias travados˝,
lembrou. ¸Meu voto …7,5%˝, opina Duvignau. Depois de alguma discuss√o, todos concordam
com este percentual. ¸R$ 5,30 …o pre«o [ideal para a compra]. S‘ precisamos esperar a
oportunidade˝, diz Mello, respons¡ vel por ˘apertar o bot√o˙ que concretiza a opera«√o.
O caso da Romi reflete bem o tipo de gest√o ativista da Mau¡ Sekular. Eles flertavam com o
papel desde o ano passado. A empresa vinha mal, suas a«÷es tinham caŒdo para um ter«o do
valor. Fizeram dezenas de reuni÷es, conversaram com clientes, fornecedores e concorrentes
para entender o que estava acontecendo. Na mesma …poca, o BNDES, segundo maior
acionista da companhia, passou suas a«÷es para a carteira comercial da Caixa Econ’ mica
Federal, que n√o tinha interesse em permanecer com esses pap…is. J¡ a Mau¡ apostava numa
recupera«√o, mas precisava colocar algu…m no conselho de administra«√o para dar sentido ao
plano. Quando a Caixa come«ou a desovar as a«÷es no mercado, eles compraram quase tudo.
Na reuni√o para eleger o conselho da Romi, Guilherme Vicente contou, claro, com o voto do
fundo aberto da Mau¡ , al…m do Mau¡ Participa«÷es, um fundo que a gestora usa para
capta«√o de recursos para investimentos de longo prazo. Tamb…m votou nele o Fundo Verde,
da Credit Suisse Hedging-Griffo, maior ¸hedge fund˝ do Brasil, gerido por Luis Stuhlberger. No
final, tudo saiu como planejado. Neste ano, a Romi acumula alta de 35%. Desde o dia seguinte
da reuni√o de comitÀ relatada nesta reportagem (que aconteceu em setembro de 2013), as
a«÷es j¡ valorizaram mais de 22%.
Ap‘ s a decis√o de aumentar posi«√o em Romi, a pauta da reuni√o passa para outra
companhia que tamb…m faz parte da carteira da gestora, mas que n√o pode ter o nome
divulgado por motivos estrat…gicos. Na presen«a de um jornalista, eles se referem a ela pelo
c‘ digo ¸Serra-Sul˝. A discuss√o …sobre um aumento de participa«√o da gestora na empresa. ¸©
o tipo de oportunidade que n√o temos sempre˝, diz Vicente.
Ele …o tŒpico jovem bem-sucedido do mercado financeiro. Aos 32 anos, al…m de ocupar uma
cadeira no conselho da Romi, tamb…m est¡ no conselho fiscal da PDG. S‘ cio da Mau¡ desde
2010, Vicente veio da Apoena Investimentos, gestora que fundou em 2008. Fala calmamente,
mas sua voz transmite firmeza. H¡ pouco espa«o para incertezas quando se lida com
investimentos na casa dos milh÷es de reais.
Duvignau concorda com a compra e explica os motivos. Quando ele fala, todos ouvem
atentamente. O analista acompanha o dia a dia dessa empresa h¡ um bom tempo, conhece os
diretores, visita as f¡ bricas regularmente. Sua palavra tem autoridade. ¸O cara entende
profundamente o assunto. Bancos de investimento ligam para ele para pedir opini√o. Ent√o
quando ele se pronuncia, a gente escuta˝, conta Vicente, depois da reuni√o.
No final das argumenta«÷es, eles decidem adquirir mais a«÷es da Serra-Sul. O pre«o ainda …
discutido ˜ Andr…Mello, como bom trader, insiste em comprar mais barato, enquanto Vicente
e Duvignau defendem que eles n√o podem perder a oportunidade. Chegam num meio termo
e estipulam um pre«o m¡ ximo. Agora s‘ precisam esperar passar um ˘bloco˙, ou ˘baleia˙. No
jarg√o dos investidores profissionais, esses termos significam uma quantidade grande de
a«÷es colocada ¿ venda por outro investidor de grande porte - como no caso da Caixa com a
Romi.
Esse tipo de opera«√o parece mesmo uma cena de ca«a e a estrat…gia …fundamental. ¸©
preciso isolar o bloco (deixar o vendedor sem op«÷es). Tem que cercar. Analisar se ele quer
vender, discutir o pre«o. Depois falamos com todos os compradores. E vamos deixando o
bloco sozinho. Isolado, ele vai limitando o pre«o˝, explica Vicente. No caso da Serra-Sul, eles j¡
sabem quem est¡ vendendo. ¸Vamos falar diretamente com ele. Eu ligo. Se for preciso, vou
pessoalmente encontr¡ -lo˝, diz o gestor. E n√o se assuste se ele sair desse encontro com uma
grande baleia a tiracolo.
* Essa mat…ria foi publicada na edi«√o 48 da revista InfoMoney, referente ao bimestre
janeiro/ fevereiro de 2014. Para tornar-se um assinante da revista clique aqui
DIVIDENDOS RECOMENDAÇÕES RECOMENDAÇÕES
Out ras not Œcias
Exclusivo para Traders
scalpertrader.com.br
Seja disciplinado em apenas 21 dias Cadastre-se gratuitamente
Mer cados
∫ l t i mas not Œci as
Bol sas
A«÷es e Œndices
Agendas
An¡ lise t …cnica
An¡ lise financeira
e fundament alist a
Provent os
Out r os mer cados
C¬mbio
Renda fixa
Fundos
Economi a
F‘ r um
Homebr oker Inf oMoney
Empr esas Bovespa
Fer r ament as
Cart eira de acompanhament o
Cart eira avan«ada
Onde Invest i r
∫ l t i mas not Œci as
Pr i nci pai s apl i ca«÷es
A«÷es
Fundos de invest iment o
Renda fixa
PrevidÀncia
Fundos imobili¡ rios
Poupan«a
Inf oMoney r esponde
CDB
LCI e LCA
D‘ lar
Tesouro Diret o
Inf ogr ¡ f i cos
Cadernet a de Poupan«a
Mercado de A«÷es
Mercado Imobili¡ rio
PrevidÀncia Privada
Mi nhas
f i nan«as
∫ l t i mas not Œci as
Car t ÷es
Cons‘ r ci os
Pl anos de sa€de
Segur os
Car r os
Tur i smo
Gadget s
Economi ze di nhei r o
Pl anej e suas f i nan«as
Pr e«os
Cr …di t o
Impost os
Aposent ador i a
Sol u«÷es f i nancei r as
Cons‘ rcio de carro, mot o
e caminh√o
Cons‘ rcio de im‘ veis
Suporte de mesa
para Monitor de
LC…
staples.com.br
Frete Grátis para
Compras acima de
R$99*. Compre Já!
R$146,90
Inf oMoney na r ede
Corret ora indica 8 a«÷es
para ganhar com
dividendos em abril
Planner indica Vale, BB,
Souza Cruz e out ras a«÷es
para abril; veja t odas
14 a«÷es para comprar em
abril, segundo a Omar
Camargo
Impri mi r Envi e Report ar erro Tweetar 3 1
Deixe seu coment ¡ rio
Plug-in social do Facebook
Publicar também no Facebook
Publicando como Sirlei Ramos (Trocar) Comentar
Comentar...
Leandro Santos · Quem mais comentou
Esses são operadores reais, e esses sim, são bons para consultarem...por que eles operam com
dinheiro real no mercado! Diferente de analistas de mercado ou economistas que na sua maioria
não lucrar na bolsa...
É uma pena que os fundos aqui no Brasil não permitem trades ou especulação, pois eu só consigo
lucrar na bolsa ou forex especulando...
No forex no entanto é possível abrir um fundo que permite especulação, e fazer trades, diferente dos
fundos de investimentos aqui no Brasil que não tem como por exemplo operar com aluguel de
ações vendido! Por isso eu viso sair do Brasil e ir para o Canadá ou Austrália para administrar
capital de terceiros e especular no forex, e não investir...
Leandro Santos - www.traderprofissional.com.br
Responder · Curtir · · Seguir publicação · 2 de abril às 10:17 1
Roberto Corso Campos · Quem mais comentou
Terminou o cursinho? kkkk
Responder · Curtir · · 2 de abril às 14:23 2
Daniel Alcântara· Quem mais comentou (signed in using Hotmail)
"Acompanhe um dia na vida de investidores da Bolsa que cuidam de R$ 2 bilhões"
Meu Deus, me desculpe por dizer seu nome em vão, mas me diz até quando essa gente vai
continuar brincado com o pequeno investidor?
Meu Deus, me desculpe por dizer novamente seu nome em vão, mas me diz até quando essa
gente vai continuar brincando com o pequeno investidor?
Responder · Curtir · Seguir publicação · 2 de abril às 21:56
Jorge E. Tosta · · Quem mais comentou · EE Cel João de Souza Campos
Uai como assim... pensei q era só esperar a pesquisa IBOPE e sair comprando quando a Dilma
cair... kkkkkkk
Responder · Curtir · Seguir publicação · 2 de abril às 10:32
Seguir
Cadastre-se para ganhar cota«√o
Bovespa em tempo real
Mont e sua cart eira
de acompanhamento
Veja as cota«÷es da Bovespa em
tempo real
Acesse o Home Broker
Utilize as ferrament as exclusivas
de mercado
Receba nossas Newslett ers di¡ rias
e mui t o mai s!
Curt a InfoMoney
no Facebook
1
p
Curtir
Siga o InfoMoney
no Twit t er
Seguir
Alt as e baixas
St ock Search
Gr¡ ficos int erat ivos
Demonst rat ivos
Conversor de moedas
Hist ‘ rico de Cot a«÷es
Neg‘ ci os
∫ l t i mas not Œci as
Fr anqui as
St ar t ups
Empr …st i mos
Como vender mai s
Tr i but os de empr esas
Invest i ment o anj o
Educa«√o
Cur sos
Gui as
Gl oss¡ r i o
Compar e i nvest i ment os
Ranki ng de f undos
Fer r ament as
Calcule o ret orno dos seus
invest iment os
Como alcan«ar meu 1ömilh√o
Calcule o t empo necess¡ rio para
chegar ao seu objet ivo
Calcule o quant o vocÀ junt ar
ant es de se aposent ar
Sol u«÷es f i nancei r as
Comparador de Renda Fixa
PGBL
VGBL
Car r ei r a
∫ l t i mas not Œci as
Empr ego
Est ¡ gi o
Gest √o e l i der an«a
Educa«√o
CLT
Sal ¡ r i os
Concur so p€bl i co
Refinanciament o
Seguro de carro
Bl ogs
Conhe«a os bl ogs
F‘ r um
Conhe«a o F‘ r um
VŒdeos
Di r et o ao Pont o
Cen¡ r i o RI
Top Money
An¡ l i se T…cni ca
Money Tal ks
Mer cados
Onde Invest i r
Mi nhas Fi nan«as
Neg‘ ci os
Car r ei r a
Educa«√o
â 2000-2014 Inf oMoney. Todos os di r ei t os r eser vados.
InfoMoney preza a qual i dade da i nforma«√o e at est a a apura«√o de t odo o cont e€do produzi do por sua equi pe, ressal t ando, no ent ant o, que n√o faz qual quer t i po de
recomenda«√o de i nvest i ment o, n√o se responsabi l i zando por perdas, danos (di ret os, i ndi ret os e i nci dent ai s), cust os e l ucros cessant es.
Import ant e: O port al www.i nfomoney.com.br (o "Port al ") …de propri edade da Infost ocks Informa«÷es e Si st emas Lt da. (CNPJ/ MF nö 03.082.929/ 0001-03) ("Infost ocks") e a
revi st a Infomoney (a "Revi st a") …de propri edade da Money & Market s Edi t ora Lt da. (CNPJ/ MF nö 09.390.186/ 0001-07) ("Money & Market s"), soci edades cont rol adas,
i ndi ret ament e, pel a XP Cont rol e Part i ci pa«÷es S/ A (CNPJ/ MF nö 09.163.677/ 0001-15), soci edade hol di ng que cont rol a, dent re out ras soci edades, a XP I nvest i ment os
Corret ora de C¬mbi o, TŒt ul os e Val ores Mobi l i ¡ ri os S/ A (CNPJ/ MF nö 02.332.886/ 0001-04) ("XP CCTVM") e a XP Gest √o de Recursos Lt da. (CNPJ/ MF nö
07.625.200/ 0001-89) ("XP Gest √o" e, quando em conj unt o com Infost ocks, Money & Market s, XP CCTVM, as "Soci edades XP"). Apesar de as Soci edades XP est arem sob cont rol e
comum, os execut i vos respons¡ vei s por Infost ocks e Money & Market s s√o i ndependent es e as not Œci as, mat …ri as e opi ni ÷es vei cul adas no Port al e na Revi st a n√o s√o, sob
qual quer aspect o, di reci onados e/ ou i nfl uenci ados por rel at ‘ ri os de an¡ l i se produzi dos por ¡ reas t …cni cas da XP CCTVM e/ ou da XP Gest √o, nem por deci s÷es comerci ai s e de
neg‘ ci o de t ai s soci edades, sendo produzi dos de acordo com o j uŒzo de val or e as convi c«÷es pr‘ pri as da equi pe i nt erna da Infost ocks e da Money & Market s.
Sobr e o Inf oMoney Cadast re-se Anuncie Licencie cont e€do Fale conosco Termos e condi«÷es de acesso Newslet t ers Minha cont a