You are on page 1of 4

ASSISTÊNCIA

FARMACÊUTICA FACULDADES INTEGRADAS DA VITÓRIA
DE SANTO ANTÃO FAINTVISA
Introdução CURSO DE GRADUAÇÃO BACHAREL EM
FARMÁCIA
A Resolução nº 338,
de 6 (seis) de maio de
2004 do Conselho DISCIPLINA: SEMINÁRIOS TEMÁTICOS
Nacional de Saúde, EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS I
diz que a assistência DOCENTE: DANIELA AQUINO
farmacêutica é
conjunto de ações ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NA
voltadas à promoção, ATENÇÃO À SAUDE
à proteção, e à
recuperação da
saúde, tanto Aluno(s): ISMAELON SILVA
individual quanto
coletiva, tendo o REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

medicamento como 1. Programas e Projetos: Assistência Farmacêutica.
insumo essencial, que Ministério da Saude - Brasil.2000.
visa promover o 2. Gomes MJVM., Reis MM. Ciências Farmacêuticas
acesso e o seu uso Uma Abordagem em Farmácia Hospitalar. São Paulo. Editora
Atheneu, 2001.
racional. Esse
conjunto que envolve 3. http://www.portaleducacao.com.br/arquivos -
a pesquisa, o ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NA ATENÇÃO BÁSICA.

desenvolvimento e a 4. http://www.saude.ce.gov.br/ - COORDENADORIA DE
produção de ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA DA SECRETARIA DE SAUDE
DO ESTADO DO CEARÁ - COASF/SESA.
medicamentos e
insumos, bem como a 5. http://www.crfsp.org.br/ - ASSISTÊNCIA
sua seleção, FARMACÊUTICA: PORQUE A SAUDE É SUA!

programação, 6. http://www.funed.mg.gov.br - A ASSISTÊNCIA
aquisição, FARMACÊUTICA CLÍNICA NA ATENÇÃO À SAUDE.
distribuição,
7.
dispensação, (Figura
1). Garantia da http://www.saude.sc.gov.br/geral/forlalecegestao/PRODUTO17.pdf -
OFICINA OPERACIONAL DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA
qualidade dos BÁSICA DO ESTADO DE SANTA CATARINA -
produtos e serviços, PARTICIPANTES: ADRIANA ELIAS, ANDRÉ LUIZ V.
KNOBLAUCH, CRISTIANE D. MACEDO, DULCE QUEVEDO,
acompanhamento e IRÃ JAMUR PEDRO ZANIR, LÉA ALF LOVISI, LÚCIA MARIA
avaliação de sua PEREIRA, MAGALI GEOVANA R. CAMPELLI, PEDRO IVO DE
MEDEIROS, RENATO COSTA, ROSELI MARCELINO, RUI
utilização, na BAUMGARTEN, MÁRCIA E. DE CASTRO, LÉA DE OLIVEIRA
perspectiva da LOPES, ADILSON RAULINO, WALMOR SOARES, SANDRO
GONÇALVES, ENLETE B. DE MACEDO, ANA MARIA
obtenção de BARBOSA, SOELI DA SILVA, MARILDA ZANELLOTO.
resultados concretos
Vitória de Santo Antão, Pernambuco - Brasil
e da melhoria da 2009
qualidade de vida da
população. [3] [7]
Assistência Farmacêutica:
antecedentes
* A Organização Mundial de Saude ADESÃO AO TRATAMENTO
(OMS), estima que mais da metade de
O que é a adesão ao tratamento?
todos os medicamentos são prescritos,
dispensados ou vendidos É a medida segundo a qual o
inapropriadamente, e que metade de comportamento de uma pessoa -
todos os pacientes não os toma utilizar medicação, seguir uma
corretamente. dieta, e/ ou adotar mudanças no
estilo de vida - está em acordo
* Nos Estados Unidos, o Institute of
com recomendações de um
Medicine (IOM), concluiu que em 1999
cerca de 98.000 americanos morreram profissional de saude. [6]
de erros relacionados à assistência. Os CONCILIAÇÃO DE
erros de medicação são o tipo de erro MEDICAMENTOS
mais comum dentre os erros
relacionados à assistência. A conciliação de medicamentos é
um procedimento de revisão da
* Em 2006 o IOM publicou novo relatório medicação usada, como meio
afirmando que a frequência dos erros de efetivo de ajuda a obter o
medicação e danos relacionados máximo benefício desses
continua sendo uma séria preocupação. medicamentos, identificando os
* Atualmente o uso irracional de problemas relacionados com os
medicamentos, produz forte impacto mesmos e reduzindo o
sobre a morbimortalidade da população desperdício.
e gera gastos importantes e A proposta da conciliação é
desnecessários para os sistemas de evitar ou minimizar erros de
saude. [6] transcrição, omissão, duplicidade
de terapia e interações
medicamentosas. [6]
Ações Técnico-Assistenciais:
GRUPO OPERATIVO
EDUCATIVOS
1. Adesão ao tratamento

2. Conciliação de medicamentos A participação do farmacêutico
nos grupos existentes na área da
3. Grupos operativo-educativos
unidade de saúde, trazendo
informações sobre
medicamentos, respondendo às
dúvidas e questões sobre os
medicamentos e tratamentos
poderá contribuir para a melhoria
da adesão e dos resultados dos
tratamentos. [6]
Requisitos fundamentais Requisitos de sucesso
* Farmacêuticos qualificados * Trabalho em equipe
* Logística de medicamento * Diagnóstico da área de trabalho
* Programação e avaliação das
atividades
* Educação permanente [6]
Seleção e serviços, em um Recepção/Recebime
Padronização de período definido de nto, Estocagem,
Medicamentos tempo, possuindo Guarda,
Conceito: “A seleção influência direta Conservação e
é um processo de sobre o Controle de Estoque
escolha de abastecimento e o dos Medicamentos.”
[2] [7]
medicamentos acesso ao
eficazes e seguros, medicamento. É uma
imprescindíveis ao etapa imprescindível Distribuição:
atendimento das do ciclo da Conceito: “Atividade
necessidades de uma Assistência que consiste no
dada população, Farmacêutica.” [2] [7] suprimento de
tendo como base as medicamentos às
doenças prevalentes, Aquisição unidades de saude,
com a finalidade de Conceito: “Consiste em quantidade,
garantir uma num conjunto de qualidade e tempo
terapêutica procedimentos pelos oportuno, para
medicamentosa de quais se efetiva o posterior
qualidade nos processo de compra dispensação à
diversos níveis de dos medicamentos população usuária.” [2]
[7]
atenção à saúde. estabelecidos pela
Deve estar programação, com o
fundamentada em objetivo de suprir as Dispensação
critérios unidades de saúde Conceito: “é o ato
epidemiológicos, em quantidade, profissional
técnicos e qualidade e menor farmacêutico de
econômicos, assim, custo/efetivo, visando proporcionar um ou
como na estrutura manter a mais medicamentos a
dos serviços de regularidade e um paciente, em
saude.” [1] [7] funcionamento do resposta à
sistema.” [2] [7] apresentação de uma
Programação receita elaborada por
Conceito: Armazenamento um
“Programar (Abastecimento) profissional/médico.
medicamentos Conceito: “Conjunto Neste ato o
consiste em estimar de procedimentos farmacêutico informa
quantidades a serem técnicos e e orienta o paciente
adquiridas, para administrativos que sobre o uso
atender determinada envolvem as adequado do
demanda de atividades de medicamento.” [2] [7]

A Assistência Farmacêutica é, principalmente, uma atividade clínica, com foco
central de ação no paciente, que se estrutura em ações técnico-assistenciais e
ações técnico-gerenciais.

Utiliza um corpo de conhecimentos técnicos identificado no perfil profissional do
farmacêutico para assistir ao paciente em suas necessidades de tratamento e
cuidado, para acompanhar e avaliar a ação, interferência e resultado do uso de
medicamentos. [6]