You are on page 1of 10

Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do Guia da Sessão

Conhecimento na área Biblioteca escolar

Aspectos críticos
que a Literatura Desafios. Acções a
Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
identifica implementar

-Promotor de -Formação específica e - Alguma dificuldade -Envolvência da - Inexistência de um
Competências do professor competências; especializada de em promover a escola para espaço reservado para - Humanização de
bibliotecário -Um interface entre Professores cooperação e atrair o uniformizar valores, trabalho. toda a actividade de
os sistemas de Bibliotecários; corpo docente para a atitudes e promoção uma biblioteca
informação e os -Actuação como utilização dos de competências, escolar e o imperativo
utilizadores; educadores e conselheiros serviços e recursos da numa atitude pró- ético do usuário.
-Ser um líder pessoais do BE; activa para a
prospectivo, conhecimento. - Dificuldade em mudança, para as
estratégico, reflexivo gerir alguns novas tecnologias e
e crítico e aberto à comportamentos dos para as novas
mudança; discentes. ferramentas.
-Promotor do
trabalho colaborativo,
cooperativo,
transversal,
interdisciplinar e de
partilha entre os
vários parceiros;
-Apetrechado de
saberes úteis à
construção do
conhecimento de
cada usuário;
-Competência
tecnológica.
Conhecimento na área Biblioteca escolar

-Catálogo colectivo
online;
Páginas Web: http://
-Organizar, gerir e -A disponibilidade
http://bibliotecavieiraarau -Ainda não está
dinamizar para dos serviços
jo23s.webnode.com/ catalogado todo o
melhor servir os utilizando a Web
http://livrosvivos.Webno material existente no
utilizadores, 2.0;
de.com Agrupamento.
promovendo também -Desenvolver as
- Reunir e catalogar o
a sua autonomia nossas colecções
-A BE integrada na vasto material
“movimentar-se com digitais, serviços e
escola através da sua -Falta de espaço para disperso pelo
sucesso”; conhecimento nas
Organização e Gestão da BE institucionalização no albergar todo o fundo Agrupamento;
-Equipa bibliotecas híbridas;
tecido escolar, documental - Tornar mais
multidisciplinar; -Organizar e
incorporando o Projecto acessível o fundo
-Trabalho dinamizar as
Educativo, o documental.
colaborativo e bibliotecas como um
Regulamento Interno e o
cooperativo entre os espaço comunitário e
Projecto Curricular de
vários promotores do cultural híbrido.
Agrupamento.
sucesso educativo;
-Cerca de 12 mil
existências registadas e
catalogadas.

-Um processo -Catálogo colectivo -Ainda não há o -A construção de uma -Falta de espaço -Promover a
Gestão da Colecção interligado com os online; verdadeiro e total verdadeira biblioteca físico; necessidade crescente
vários órgãos da Páginas Web: http:// envolvimento do virtual, -Falta de verba. da usabilidade.
escola, devendo as http://bibliotecavieiraarau corpo docente e complementando a
colecções responder jo23s.webnode.com/ demais estruturas da biblioteca física;
às necessidades http://livrosvivos.Webno escola. -Mobilização da
desses intervenientes de.com escola para a
e dos utilizadores e uniformização de
adequar-se à missão critérios e de
da escola que servem, princípios de
e, num âmbito mais aplicação
Conhecimento na área Biblioteca escolar

alargado, generalizada, no
complementar servir tocante a valores que
outras são directamente ou
escolas/bibliotecas do indirectamente
agrupamento; essenciais para a
-A colecção, uma aprendizagem
realidade em baseada em recursos.
mudança –
alargamento da
colecção a novos
formatos;
-A evolução
tecnológica provocou
alterações na forma
de acesso aos
recursos de
informação, na sua
gestão e no modo
como os utilizadores
se relacionam com a
colecção;
--A necessidade de
definição de um
conjunto de políticas
e a implementação de
um processo
sistemático que
garanta a avaliação
permanente da
colecção;
Conhecimento na área Biblioteca escolar

A BE como espaço de -A BE como um -O horário da BE (das -Localização espacial - Promover o - Falta de -Divulgação mais
conhecimento e recurso indispensável 8.30 às 18.30) permite da BE; envolvimento de envolvência de todos. regular e sistemática
aprendizagem. Trabalho para o trabalho ocupar os alunos na -Insuficiente espaço todos; da missão e dos
colaborativo e articulado com pedagógico e totalidade dos tempos físico; -Reforçar a objectivos da BE nos
Departamentos e docentes. didáctico, devendo, lectivos, acolhendo-os e -Dificuldade em articulação entre a vários
pois, prestar um oferecendo-lhes material abranger todos os BE e a Sala de aula; órgãos de
apoio directo cultural e lúdico, assim alunos -Mobilizar a escola planificação e decisão
constante e como actividades de em actividades de para a uniformização pedagógica;
concertado aos ocupação; formação de de critérios e de -Necessidade de
curricula, em -A BE assumiu a utilizadores, pelo princípios de melhorar a
colaboração e reestruturação e facto de vários aplicação comunicação entre a
cooperação com os coordenação da Sala de docentes ainda não generalizada, no BE e os docentes, no
docentes; Estudo e da Sala reconhecerem a BE tocante a valores que sentido de facilitar a
-A BE como uma Tecnológica, como forma como um recurso são directamente ou actualização e
estrutura inovadora, de complementar e natural e eficaz no indirectamente adequação dos
acompanhando as optimizar os serviços da seu processo de essenciais para a recursos às suas
mudanças, nas BE; ensino. aprendizagem necessidades.
práticas educativas, -A utilização da BE é baseada em recursos.
necessárias para rentabilizada pelos
proporcionar o acesso docentes no âmbito das
à informação e ao actividades lectivas;
conhecimento e ao -Resposta dada, em
seu uso; tempo útil, às
-Espaço que promove necessidades dos alunos
a aprendizagem ao nas pesquisas e nos
longo da vida. trabalhos realizados
- Produção e
disponibilização de
material de apoio
curricular:
Conhecimento na área Biblioteca escolar

http://bibliotecavieiraarau
jo23s.webnode.com/mate
rial-de-apoio-curricular/:

- Guiões de trabalho
2ºe3º Ciclos e Ensino
Secundário
-Delicious
http://delicious.com/vieir
aaraujo
(com links para todos os
ciclos/disciplinas,
validados pelos
professores)
-Como Fazer um Resumo
-Como Sublinhar Bem
-Como Fazer um
Esquema;
-Como Consultar um
Dicionário;
-Como estudar para um
teste;
-Trabalho de Grupo:
Porquê;
-Exploração e Pesquisa
no Mundo da Web;
-Materiais de apoio
produzidos e editados em
Conhecimento na área Biblioteca escolar

suporte papel e digital.

-Cabe à BE formar -Continuar a -Um número -Sensibilizar toda a
-Projecto de Leitura “ -Dificuldade em
leitores, muni-los das sensibilizar e a reduzido de comunidade escolar
Formação de Leitores de abranger todos os
competências de envolver toda a professores é leitor. para a importância do
Mãos Dadas - Livros alunos
leitura, de informação comunidade livro e da leitura.
Vivos”, extensivo a todo em actividades de
e tecnologias; educativa para a
o Agrupamento com uma formação de
-As bibliotecas importância do livro
página Web; utilizadores, pelo
escolares apoiam o e da leitura;
-Sessões de divulgação facto de vários
desenvolvimento de
Formação para a leitura e da Biblioteca e promoção docentes ainda não
competências básicas -Continuar a
para as literacias da Leitura; reconhecerem a BE
de leitura, tornam o sensibilizar o
-A BE como estrutura de como um recurso
livro acessível, Conselho Pedagógico
apoio ao natural e eficaz, no
ajudam a vencer para a necessidade de
desenvolvimento das seu processo de
barreiras, ajudam a estabelecer políticas
actividades do PNL. ensino.
formar leitores e a de agrupamento
melhorar a qualidade efectivas e
da leitura, prestam cooperativas;
apoio às
aprendizagens dos
alunos.
.
BE e os novos ambientes -BE digital, um - Falta de -Proporcionar redes -Necessidade -Preparar os
-A Página das bibliotecas
digitais. desafio para o competências de conhecimento; envolvência de todos utilizadores para as
construída na Web2-
profissional; informacionais em -Criação de um na formação de literacias necessárias
Webnode – contêm todas
-Construção de uma bastantes alunos; catálogo concelhio; competências ao uso da informação
as informações referentes
Biblioteca digital -Nem todos os -Gerir, em tecnológicas dos em ambientes
à Organização e
para permitir e computadores estão simultâneo, os usuários. digitais, literacias de
Dinamização das
disponibilizar a todos ligados à internet. formatos natureza operacional
Bibliotecas Escolares,
o livre acesso ao informacionais e crítica.
tendo esta página
Conhecimento na área Biblioteca escolar

saber; tradicionais com os -Poupar o tempo do
Hiperligação com o
-A biblioteca das novas usuário, rentabilizar e
delicious, o blog da
tradicional com os tecnologias. validar a informação;
Biblioteca, pbwiki e uma
seus serviços -Os desafios que são
nova página com o
plenamente colocados pela
Projecto de Leitura,
automatizados “biblioteca 2.0” e
denominado “Formação
completa-se com a pelo desenvolvimento
de Leitores de Mãos
biblioteca digital, esta das redes sociais
Dadas – Livros Vivos”, .
com recursos exigem aos
armazenados Desta Página, realçamos profissionais,
electronicamente. as seguintes apelidados já de
hiperligações: cientistas da
informação, novas e
profundas alterações
de competências e
• ao Blog: comportamentos.
http://bibvieiraar
aujo.blogspot.co
m

• à pbwiki;
http://bibliotecav
ieiraaraujo.pbwi
ki.com

• ao Delicious:
http://delicious.c
om/vieiraaraujo
Conhecimento na área Biblioteca escolar

• à Página da
Leitura – Livros
Vivos:
http://livrosvivos
. webnode.com

• ao Catálogo
http://212.55.14
3.29/bibliopac/bi
n/wxis.exe/bibli
opac/?
IsisScript=biblio
pac/bin/bibliopa
c.xic&db=EBV
ARAUJO&lang
=P&start=cfg-
dren

Gestão de evidências/ -Avaliar é um -Fichas de Observação -Dificuldade na -Aplicação do -Falta de cooperação -Entender o processo
avaliação. processo contínuo de directa; operacionalização de Modelo de Auto- avaliativo como um
recolha e -Inquéritos; algumas acções Avaliação das BE´s; mecanismo chave
disponibilização de -Estatísticas resultantes pretendidas. -Elaboração para a melhoria.
informação; dos dados do usewin e reflectida e
-Avaliar para aferir das visitas aos sites. prospectiva de um
Conhecimento na área Biblioteca escolar

resultados
Plano de Acção para
qualitativos e
4 anos.
quantitativos;
-Avaliar para “fazer a
diferença”e melhorar.

Gestão da mudança
SÍNTESE Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias

-Construção de uma biblioteca digital; -Apoiar os programas de ensino e
-Algumas resistências aos momentos de
-As constantes mudanças -Formação especializada do professor aprendizagem (curricula) e proporcionar
contínua reflexão e avaliação do serviço
tecnológicas exigem dos bibliotecário; mudanças na educação;
prestado aos utentes;
professores bibliotecários - Atitude empreendedora; -Assegurar o máximo acesso e uma alargada
aquisições de competências -Acompanhar a mudança de paradigma. -As Bibliotecas Escolares existem fisicamente, gama de recursos e serviços;
associadas à literacia da -Apoiar os curricula; são um bem e um serviço público e, como tal, - Fornecer aos estudantes as capacidades
informação, uma formação -Formar leitores críticos; têm que se inovar continuamente não a básicas para obter e usar uma vasta gama de
permanente e a capacidade para -Preparar os utilizadores para as literacias reboque das modificações sociais, mas em recursos e serviços e conduzi-los para o uso
continuarem a aprender ao necessárias ao uso da informação em ambientes simultâneo com essas mudanças e, se possível, constante das bibliotecas ao longo da vida,
longo da vida; digitais. saber perspectivar o futuro. para divertimento, informação e educação
-Envolvência de todos na contínua;
construção do conhecimento -Promover espaços de diálogo e de
fazendo caminho, cooperação;
“ Caminante no hay camino, se - Cabe às Bibliotecas Escolares uma nova
hace camino al andar. Al andar se missão a desempenhar no mundo
hace camino y al volver la vista digital/tecnológico, a de construtoras de
atrás se va ela senda que nunca se conteúdos digitais, de orientações de
há de volver a pisar”
aprendizagem, tendo em vista a autonomia do
António Machado utilizador.
Conhecimento na área Biblioteca escolar