You are on page 1of 6

Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do Guia da Sessão

Conhecimento na área Biblioteca escolar

Aspectos críticos que a
Desafios. Acções
Domínio Literatura identifica Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças
a implementar
Existência de uma Falta de formação A necessidade Ser capaz de fazer Implementação
Competências Implementação de um Programa da equipa coesa; da equipa; efectiva que alunos passar a nossa do Modelo de
do professor BE em articulação com os e professores têm mensagem;
professores dos vários
Ser a Confrontar O pouco tempo para
Auto-Avaliação
bibliotecário representante no docentes e alunos face ao mundo da das Bibliotecas
departamentos curriculares e em esboçar instrumentos
WWW e aos
colaboração com a Direcção da CP dos PB(s) do da sua falta de que possibilitem a Escolares.
problemas com que
Escola; Agrupamento; eficiência e ser se confrontam nas
percepção da Iniciar o trabalho
Ter uma liderança direccionada, Trabalho capaz de interferir evolução do aluno; tendo em vista
estratégica, baseada em evidências, várias fases : fazer a análise destes
flexível e sustentável.
cooperativo com no seu espaço- ligaçaõ e pesquisa dados e reformular o
estas perspectivas
Este programa deve ter em conta as estes professores; aula restrito e na NET, na PAA já construído e, dadas pela
necessidades de aprendizagem dos O PAA da BE fechado. interacção com a ao desconstruí-lo, Literatura
alunos de modo a autonomizá-los deste ano lectivo No fundo, informação e na sua convencer os Órgãos disponível.
em relação à procura da informação contemplar a confrontá-los com utilização. competentes da
para que esta se integre na estrutura O apoio do SABE e Escola da sua
mental.
planificação com a sua iliteracia da pertinência.
duas AP(s) para informação. da Coordenação
Para isso é preciso de estabelecer o Resumidamente, a
esta nova Interconcelhia.
ponto de partida de cada aluno e se falta de tempo ou
Vontade de
consiga perspectivar o seu ponto de perspectiva inexperiência na sua
chegada, tendo em vista os seus trabalhar e aprender gestão para
intimamente
interesses e motivações, o que só é por parte da PB. interiorizar, planificar
ligada às teorias
possível através de registos e concretizar este
(evidências). de aprendizagem, novo Modelo.
É preciso ir de encontro ao que cada de
aluno solicita, tendo em conta as desenvovimento.

1
Conhecimento na área Biblioteca escolar

suas estruturas intelectuais, as suas
histórias pessoais e culturais,
segundo as teorias de ensino-
aprendizagem.
Por isto, é necessário fazer a
diagnose dos seus problemas de
aprendizagem que se prendem com
a sua idade, experiências prévias,
áreas de sucesso e aptidões e
delinear estratégias para lidar com
eles.
Promover a inclusão e a valorização
das diferenças.
Esta aprendizagem está focalizada
na pesquisa (Inquiry learning) para
atingir o desenvolvimento do
conhecimento e “skills”.
Um Programa de sucesso é o que
tem metas atíngiveis, num prazo de
tempo pré-estabelecido e que prevê
um feed-back do seu trabalho
através das respostas dos alunos e
professores envolvidos.
Fornecer um quadro de referências
instrucionais que permitam que o
aluno consiga atingir as metas
definidas para ele.

2
Conhecimento na área Biblioteca escolar

Uma nova Organização e Gestão Inclusão do PAA Falta de formação Uma equipa Falta de tempo. Elaboração de
Organização e que responda aos novos desafios da BE no PAA do da equipa. disponível para instrumentos de
Gestão da BE que se pretende lançar na Escola, a
partir da BE mas em consonância
Agrupamento; trabalhar e recolha de
com toda a Comunidade Educativa. Existência de Falta de registos enfrentar novos evidências.
Proporcionar aos alunos através da documentos.: sistematizados. desafios
tutoria, um ambiente de segurança, - Missão e Ausência de
protecção e confiança (tendo em objectivos; reconhecimento
conta as teorias da Motivação de
Maslow), que incentivem os alunos
- Avaliação dos pares acerca
a investir tempo e energia em Diagnóstica e deste novo
projectos de pesquisa, aprendendo Plano de Acção paradigma e
cada vez mais. ( a serem respectivo
Proporcionar ao aluno, sempre que reformulados) Modelo de
possível, um feedback para o
orientar nos seus sucessos e
- Manual de Organização e
fornecendo-lhes assim, Procedimentos; Gestão.
oportunidade de avançar nas suas Gestão de
aprendizagens, a nível formal ou Colecção ( muito
informal. incipiente);
Estas aprendizagens têm que ser
- Regimento da
significativas, ou seja, o aluno tem
que possuir ferramentas e BE;
experiências que interligadas com as Espaço adequado;
suas características pessoais, o faça Apoio sistemático
procurar e integrar a informação que aos utilizadores
pretende. De algum modo, esta
por parte de toda
integração vai fazer parte da sua
vida e caracterizá-lo. a equipa.
Também tem que percepcionar o
modo como aprende
(Metacognição) e ser desafiado por
contextos estimulantes.

3
Conhecimento na área Biblioteca escolar

Aspectos críticos que a
Literatura identifica
Elaboração de uma
Selecção e avaliação de
Política de Gestão de
recursos( impressos e electrónicos,
Colecção a partir das
sofware e outros equipamentos), Elaborar correcta
necessidades dos
valorização das bibliografias Colecção que abrange e exaustivamente
utentes depois de
recomendadas pelos docentes; várias áreas do saber Falta de tempo uma Política de
Gestão da fazer a caracterização
realização de guias temáticos; e equipamento Verba disponibilizada
Colecção colecção abrangente e transversal a informático
do público-alvo e das
pela RBE.
para elaborar o Gestão de
suas necessidades. documento. Colecção;
todo o currículo; formação de actualizado –
Falta de orçamento
utilizadores, apoio a docentes, quer computadores. Disponibilizar o
da Escola que
a nível de materiais como de
contemple a BE. Catálogo on-line.
planificação e avaliação de
Disponibilização do
actividades.
catálogo on-line.
A BE neste novo paradigma é um
local de acesso ao conhecimento
A BE como transformando-se num centro de
aprendizagem, com o seu enfoque Trabalho iniciado
espaço de com sucesso na
nas conexões, nas acções e nas
conhecimento e Iniciar o trabalho
evidências. articulação com
aprendizagem. Daí ser necessário um trabalho Pouco trabalho de com os docentes
Trabalho
os vários
articulado e colaborativo com todo o parceria nas Disponibilidade A existência de de AP.de duas
colaborativo e Departamentos
“staff”. planificações e de alguns um PB a tempo turmas de 5º ano
articulado com As planificações devem ser Curriculares, com
acompanhamento parceiros. inteiro. Elaboração de
Departamen- elaboradas em parcerias e as o Clube do Patri-
dos alunos. memorandos e
tos e docentes. evidências registadas devem mónio e Clube da
traduzir o sucesso dos alunos. registos.
Leitura, PAM e
PTE.

4
Conhecimento na área Biblioteca escolar

Dificuldade em
receber feedback
A Literacia da Informação dos docentes e
Financiamento e
Recolher dados sobre as alunos quando
burocratização na
necessidades dos utilizadores inquiridos sobre
Formação Colecção Falta de formação Gestão das verbas
as suas
para a leitura (alunos e professores) sobre o bibliográfica da equipa; e falta de
Fundo Documental adequado às necessidades.
e para as aceitável do ponto Necessidade liberdade em Recolha de
necessidades da Comunidade; Falta de registos e
literacias Criar relações de trabalho e de vista do efectivas dos interagir com evidências
de guiões
parcerias com os docentes dos utilizador. alunos e dos algumas entidades
abrangentes e
vários departamentos; professores. comerciais, que
sistemáticos que
Utilização dos recursos digitais não sejam as
orientem os
para pesquisar a informação habituais.
alunos no seu
trabalho de
pesquisa.
BE e os novos É necessária a implementação de Motivação e Falta de formação Falta de formação Falta fundos para Elaboração de
ambientes uma filosofia de aprendizagem que necessidade por na WEB.2.0; da equipa; aquisição de instrumentos de
baseada na pesquisa da informação, Ausência de materiais
digitais. no desenvolvimento sistemático e
parte dos alunos Necessidade de recolha de
explícito das capacidades de cada de instruções para instrumentos que formação de informáticos informação.
permitam aos impressoras e
aluno que utilizará a informação poderem todos os utentes.
para construir o seu conhecimento – progredir
alunos a sua “scanners”;
só assim o aluno pode progredir e autonomia na Problemas de
autonomamente recolha de pesquisa acesso à Internet.
ter uma atitude positiva
relativamente às suas aprendizagens.
na sua e tratamento de
Esta filosofia pressupõe que se aprendizagem. dados.
proporcione a toda a Escola um
novo modelo de aprendizagem uma
gestão de mudança.

5
Conhecimento na área Biblioteca escolar

Gestão de Implementação
Inexistência de Acesso a esta
evidências/ Sistemática e colaborativa Nada a registar Falta de tempo. deste novo
dados formação.
avaliação. Modelo.

Gestão da
mudança
Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias
SÍNTESE

Falta de dados:
Ter uma visão Fazer o registo a partir da BE dos grandes
Fazer a diagnose dos problemas dos nossos
clara da dilemas da Literacia da informação;
Melhorar as competências no campo das Literacias Analisar os resultado escolares dos nossos
alunos, trabalhar colaborativamente com os
alteração do professores dos vários Departamentos
da Informação dos nossos alunos, promove o alunos e compará-los com os dados de sucesso
paradigma. ( fazendo, à partida uma selecção de alunos e
sucesso escolar da Comunidade. nacionais; relacionar a utilização dos recursos
professores, como amostragem) e começar a
Transformar a BE num local de Conhecimento e da BE com o sucesso dos alunos (não é
planificar colaborativamente.
não de informação através de conexões, acções e somente contabilizar o tempo que cada aluno
Fazer inquéritos, registar evidências e
passa na BE ou os documentos a que recorre);
evidências. executar projectos de pesquisa, desenvolvendo
concretizar o tratamento de dados que nos
permitam obter resultados palpáveis.
o trabalho colaborativo, de acção, de avaliação
e de reflexão.

6