1

Etapa 2
Integração por Substituição, Integração por Partes

2. Integração por Substituição
No método de substituição parece que tratamos dwe dxcomo entidades
separadas, até cancelando-as da equação ( ) . dx dx dw dw=
Suponha que temos uma integral da forma ( ) ( ) ( )
}
dx x g x g f ' , onde ( ) x g é a
função de dentro e ( ) x f é a função de fora. Se F é uma primitiva de f , então
f F = ' e pela regra da cadeia, ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) x g x g f x g F
dx
d
' = . Logo:
( ) ( ) ( ) ( ) ( ) C x g F dx x g x g f + =
}
'
Vamos escrever ( ) x g w = e ( ) x g dx dw ' = em ambos os lados dessa
equação:
( ) ( ) C w F dx
dx
dw
w f + =
}

Por outro lado, como f F = ' , sabemos que,
( ) ( ) C w F dw w f + =
}

Portanto, as duas integrais a seguir são iguais:
( ) ( )dw w f dx
dx
dw
w f
} }
=
Substituir a função de dentro por w e escrever ( )dx x w dw ' = não muda a
integral indefinida.

2.1 Integração por Partes
O método de substituição é baseado na regra da cadeia, sendo que a
integração por partes é baseada na regra do produto.
Regra do produto:
( ) ' ' uv v u uv
dx
d
+ =

Onde
u
e
v
são funções de
x
com derivadas
' u
e
' v
, respectivamente.

2

Escrevemos essa formula como:
( ) v u uv
dx
d
uv ' ' ÷ =

E, depois, integramos ambos os lados:
( ) vdx u dx uv
dx
d
dx uv
} } }
÷ = ' '

Como uma primitiva de
( ) uv
dx
d
é, simplesmente,
uv
, obtemos a seguinte
fórmula:
} }
÷ = vdx u uv dx uv ' '

Essa formula é útil quando o integrando pode ser visualizado como um
produto e quando a integral á direita do sinal de igualdade é mais simples do
que a integral à esquerda.
Existem alguns problemas que não parecem bons candidatos ao método
de integração por partes, porque não parecem envolver produtos, mas para os
quais o método funciona bem.

2.2 Verdadeiro ou Falso
Considerem as seguintes igualdades:
I)
( ) ( )
( )
10
6
6 3
5
2
4
2
C t t
dt t t t
+ ÷
÷ = ÷ · ÷
}
II)
67 , 4
4
5
0
=
+
}
dt
t
t

a) (I) e (II) são verdadeiras
b) (I) é falsa e (II) é verdadeira
c) (I) é verdadeira e (II) é falsa
d) (I) e (II) são falsas

2.3 Resolução das equações
Marquem a resposta correta do desafio proposto no passo 2,
justificando, por meio dos cálculos realizados, os valores lógicos atribuídos.
Para o desafio
Associem o numero 4, se a resposta correta for a alternativa (a).
Associem o numero 5, se a resposta correta for a alternativa (b).
Associem o numero 3, se a resposta correta for a alternativa (c).
Associem o numero 8, se a resposta correta for a alternativa (d).



3

RESOLUÇÃO EQUAÇÃO (I)

( ) ( )
) 3 (
2
) 3 ( 2
6 2
6
6 3
2
4
2
÷ =
÷ =
÷ =
÷ =
÷ · ÷
}
t
dw
t dw
t dw
t t dw
dt t t t
10 5 2
1
2
1
5 5
4
w w
w = · = =
}

( ) ( )
( )
10
6
6 3
5
2
4
2
C t t
dt t t t
+ ÷
= ÷ · ÷
}


RESOLUÇÃO EQUAÇÃO (II)

=
+
}
dt
t
t
5
0
4

( )
dt du
t u
t u u
u
u t
1
4
4 2 2
1
2
2
1
4
2
1
2
1
2
1
2
1
=
+ =
+ ¬ = = = = +
} }
÷
÷

( ) dt t t t dt
t
t
. 4 2 4 2
4
5
0
} }
+ ÷ + =
+

( )
( )
dt du
t u
t
u
u
du u dt t t
dt t t t dt
t
t
· =
+ =
+
= = = · ¬ + = +
+ ÷ + =
+
} } }
} }
1
4
3
4 2
3
2
2
3
4 4
. 4 2 4 2
4
3
2
3
2
3
2
1
2
1
5
0

( )
C
t
t t dt
t
t
+
+
÷ + =
+
}
3
4 4
4 2
4
3
5
0

( )
0
5
3
5
0
3
4 4
4 2
4
+
÷ + =
+
}
t
t t dt
t
t

( ) ( )
(
(
¸
(

¸

|
|
.
|

\
|
+
÷ + · ÷
(
(
¸
(

¸

|
|
.
|

\
|
+
÷ + · =
3
4 0 4
4 0 0 2
3
4 5 4
4 5 5 2
3 3

4

(
¸
(

¸

|
.
|

\
| ·
÷ ÷
(
¸
(

¸

|
.
|

\
| ·
÷ =
3
8 4
2
3
27 4
30

| | | | 66 , 10 2 36 30 ÷ ÷ ÷ =

a u. 66 , 2 66 , 8 6 ¬ + ÷ =





























5

Referências

Hughes-Hallett, Gleason, McCallum et al. Matemática Aplicada I : Cálculo de Uma
Variável. 3 ed. Rio de Janeiro: LTC-Livros Técnicos e Científicos, Editora S.A, 2006