UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS

PORTARIA Nº 1.820












MANAUS- AM
Essa portaria dispõe dos Direitos e Deveres dos usuários na hora de procurar
o serviço de saúde. Direitos esses que estão assegurados por lei desde 1990, se
considerarmos a Lei n° 8.080 que dispõe sobre as condições para a promoção, a
proteção e a recuperação da saúde a organização e funcionamento dos serviços
correspondentes.
O presente documento foi elaborado de acordo com seis princípios basilares
que, juntos, asseguram ao cidadão o direito básico ao ingresso digno nos sistemas
de saúde, sejam eles públicos ou privados.
O primeiro Princípio: diz que todo cidadão a ser atendido com ordem e
organização, e que quem estiver em estado e/ou maior sofrimento deve ser atendido
primeiro.
Então é importante que o usuário saiba disso, porque muitas vezes ele
entende que tem que ser atendido logo porque chegou primeiro.
É também garantido a todos o fácil acesso aos postos de saúde,
especialmente para portadores deficiência, gestantes e idosos.
O segundo Princípio: Todo cidadão tem direito a ter um atendimento com
qualidade.
O usuário tem direito a receber informações claras sobre o seu estado de
saúde. Seus parentes também tem o direito de receber informações sobre seu
estado. Fato este que muitas vezes os usuários não sabem
Também é garantido a ele o direito a anestesia e a remédios para aliviar a dor
e o sofrimento quando for preciso.
E toda receita médica deve ser escrita de forma clara e que permita sua
leitura. Podemos observar que muitas vezes isso não acontece.
O terceiro Princípio: garante que todo usuário tem direito a um tratamento
humanizado e sem nenhuma discriminação.
O usuário tem direito a um atendimento sem nenhum tipo de preconceito, seja
de raça, cor, idade, orientação sexual, estado de saúde ou nível social.
É importante saber que quem está prestando atendimento deve respeitar seu
corpo, sua intimidade, sua cultura e religião, seus segredos, suas emoções e sua
segurança.
O quarto Princípio: Todo cidadão tem direito a atendimento que respeite a
sua pessoa, seus valores e seus direitos.
É importante que o usuário saiba que ele tem a liberdade de permitir ou
recusar qualquer procedimento médico, assumindo responsabilidade sobre isso. E
não pode ser submetido a nenhum exame sem saber. Se o mesmo quiser, ele tem
também o direito de ver seu prontuário, porque a lei garante isso.
Além de Direitos a Portaria 1.820 afirma que o usuário também tem deveres
na hora de buscar atendimento de Saúde.
O quinto princípio diz que Todo cidadão também tem responsabilidades
para que seu tratamento aconteça da forma adequada.
Então o usuário nunca deve mentir ou dar informações erradas sobre seu
estado de saúde, deve também tratar com respeito todos os profissionais de saúde e
ter disponíveis documentos e exames sempre que for pedido.
O sexto princípio diz que Todo cidadão tem direito ao comprometimento dos
gestores da saúde para que os princípios anteriores sejam cumpridos.
Subentende-se então que todos devem cumprir o que está vigente na lei.
Tanto os usuários, quanto os profissionais de saúde, representantes do governo
federal, estadual e municipal devem se empenhar para que os direitos do cidadão
sejam respeitados.
Os direitos e deveres dispostos nesta Portaria constitui a Carta dos Direitos
dos Usuários da Saúde. Essa talvez seja uma das mais importantes ferramentas
para que nós cidadãos brasileiros, estejamos cientes dos nossos direitos e que
possamos ajudar o Brasil a ter um sistema de saúde muito melhor.






Aluno: Almir de melo Sampaio Neto
4º período matrícula: 1312010004