Conceito de Sistema Esquelético

:
O sistema esquelético é composto de ossos e
cartilagens.
Conceito de Ossos: Ossos são órgãos esbranquiçados,
muito duros, que unindos-se aos outros, por
intermédio das junturas ou articulações constituem o
esqueleto. É uma forma especialiada de tecido
conjunti!o cuja a principal caracter"stica é a
mineraliação #c$lcio% de sua matri óssea #fibras
col$genas e proteoglicanas%.
O osso é um tecido !i!o, comple&o e din'mico. (ma
forma sólida de tecido conjunti!o, altamente
especialiado que forma a maior parte do esqueleto e
é o principal tecido de apoio do corpo. O tecido ósseo
participa de um cont"nuo processo de remodelamento
din'mico, produindo osso no!o e degradando osso
!el)o.
O osso é formado por !$rios tecidos diferentes: tecido
ósseo, cartilaginoso, conjunti!o denso, epitelial,
adiposo, ner!oso e !$rios tecidos formadores de
sangue.
*uanto a irrigação do osso, temos os canais de
+ol,man #!asos sang-"neos maiores% e os canais de
.a!ers #!asos sang-"neos menores%. O tecido ósseo
não apresenta !asos linf$ticos, apenas o tecido
periósteo tem drenagem linf$tica.
/o interior da matri óssea e&istem
espaços c)amados lacunas que
cont0m células ósseas c)amadas
osteófitos. 1ada osteófito possui
prolongamentos c)amados
canal"culos, que se estendem a partir
das lacunas e se unem aos
canal"culos das lacunas !iin)as,
formando assim, uma rede de
canal"culos e lacunas em toda a
massa de tecido mineraliado.
Conceito de Cartilagem: É uma forma
el$stica de tecido conecti!o semi-
r"gido - forma partes do esqueleto
nas quais ocorre mo!imento. 2
cartilagem não possui suprimento
sang-"neo próprio3
conseq-entemente, suas células
obt0m o&ig0nio e nutrientes por
difusão de longo alcance.
4opo da 5$gina
Funções do Sistema Esquelético:
6ustentação do organismo #apoio para o corpo%
5roteção de estruturas !itais #coração, pulmões, cérebro%
7ase mec'nica para o mo!imento
2rmaenamento de sais #c$lcio, por e&emplo%
.ematopoiética #suprimento cont"nuo de células sang-"neas
no!as%
4opo da 5$gina
Número de Ossos do Corpo Humano:
É cl$ssico admitir o n8mero de 9:; ossos.
1abeça < 99
Crânio < :=
Face < >?
5escoço < =
4óra& < @A
24 costelas
12 vértebras
1 esterno
2bdBmen < A
5 vértebras lombares
1 sacro
1 cóccix
Cembro 6uperior < @9
Cintura Escapular < 9
Brao < >
!ntebrao < 9
"#o < 9A
Cembro Dnferior < @>
Cintura $élvica < >
Coxa < >
%oel&o < >
$erna < 9
$é < 9;
Oss"culos do Ou!ido Cédio < @
4opo da 5$gina
Divisão do Esqueleto:
Esqueleto 2&ial - 1omposta pelos ossos da cabeça, pescoço e do tronco.
Esqueleto 2pendicular - 1omposta pelos membros superiores e inferiores.
2 união do esqueleto a&ial com o apendicular se fa por meio das cinturas
escapular e pél!ica.
4opo da 5$gina
Classificação dos Ossos:
Os ossos são classificados de acordo com a sua forma em:
Ossos Longos
4em o comprimento maior que
a largura e são constitu"dos por
um corpo e duas e&tremidades.
Eles são um pouco encur!ados,
o que l)es garante maior
resist0ncia. O osso um pouco
encur!ado absor!e o estresse
mec'nico do peso do corpo em
!$rios pontos, de tal forma que
)$ mel)or distribuição do
mesmo. Os ossos longos tem
suas di$fises formadas por
tecido ósseo compacto e
apresentam grande quantidade
de tecido ósseo esponjoso em
suas ep"fises.
Eemplo: F0mur.
Ossos Curtos
6ão parecidos com um cubo,
tendo seus comprimentos
praticamente iguais Gs suas
larguras. Eles são compostos
por osso esponjoso, e&ceto na
superf"cie, onde )$ fina
camada de tecido ósseo
compacto.
Eemplo:
Ossos do 1arpo.
Ossos Laminares (Planos)
6ão ossos finos e compostos
por duas l'minas paralelas de
tecido ósseo compacto, com
camada de osso esponjoso
entre elas. Os ossos planos
garantem consider$!el
proteção e geram grandes
$reas para inserção de
m8sculos.
Eemplos:
Frontal e 5arietal.
2lém desses tr0s grupos b$sicos bem definidos, )$ outros intermedi$rios,
que podem ser distribu"do em H grupos:
Ossos Alongados
6ão ossos longos, porém
ac)atados e não apresentam
canal central.
Eemplo: 1ostelas.
Ossos Pneumáticos
6ão osso ocos, com ca!idades
c)eias de ar e re!estidas por
mucosa #seios%, apresentando
pequeno peso em relação ao
seu !olume.
Eemplo: Esfenóide.
Ossos Irregulares
2presentam formas comple&as
e não podem ser agrupados
em nen)uma das categorias
pré!ias. Eles tem quantidades
!ari$!eis de osso esponjoso e
de osso compacto.
Eemplo: +értebras.
Ossos Sesamóides
Estão presentes no interior de
alguns tendões em que )$
consider$!el fricção, tensão e
estresse f"sico, como as
palmas e plantas. Eles podem
!ariar de taman)o e n8mero,
de pessoa para pessoa, não
são sempre completamente
ossificados, normalmente,
medem apenas alguns
mil"metros de di'metro.
E&ceções not$!eis são as
duas patelas, que são
grandes ossos sesamóides,
presentes em quase todos os
seres )umanos.
Ossos Suturais
6ão pequenos ossos
localiados dentro de
articulações, c)amadas de
suturas, entre alguns ossos
do cr'nio. 6eu n8mero !aria
muito de pessoa para
pessoa.
4opo da 5$gina
Estrutura dos
Ossos !on"os:
2 disposição dos
tecidos ósseos
compacto e
esponjoso em um
osso longo é
respons$!el por sua
resist0ncia. Os ossos
longos contém locais
de crescimento e
remodelação, e
estruturas associadas
Gs articulações. 2s
partes de um osso
longo são as
seguintes:
'i()ise: é a )aste
longa do osso. Ele é
constitu"da
principalmente de
tecido ósseo
compacto,
proporcionando,
consider$!el
resist0ncia ao osso
longo.
Ep*)ise: as
e&tremidades
alargadas de um
osso longo. 2 ep"fise
de um osso o
articula, ou une, a
um segundo osso,
em uma articulação.
1ada ep"fise consiste
de uma fina camada
de osso compacto
que re!este o osso
esponjoso e
recobertas por
cartilagem.
"et()ise: parte
dilatada da di$fise
mais pró&ima da
ep"fise.
4opo da 5$gina
Confi"uração Eterna dos Ossos:
Saliências Ósseas
2rticulares /ão 2rticulares
- 1abeça
- 1Bndilos
- Facetas
- 5rocessos
- 4ubérculos
- 4rBcanter
- Espin)a
- Emin0ncia
- I'minas
- 1ristas
1abeça do f0mur #f0mur% 5rocessos trans!ersos e espin)oso #!értebras%
Depressões Ósseas
2
r
ti
c
u
l
a
r
e
s
/ão 2rticulares
- 1a!idades
- 2cet$bulo
- Fó!ea
- Fossas
- 6ulcos
- Forames
- Ceatos
- 6eios
- Fissuras
- 1anais
1a!idade glenóide #esc$pula% Fossa do olécrano #8mero%
4opo da 5$gina
Confi"uração #nterna dos Ossos:
2s diferenças entre os dois
tipos de osso, compacto e
esponjoso ou reticular,
dependem da quantidade
relati!a de subst'ncias sólidas
e da quantidade e taman)o
dos espaços que eles contém.
4odos os ossos tem uma fina
l'mina superficial de osso
compacto em torno de uma
massa central de osso
esponjoso, e&ceto onde o
8ltimo é substitu"do por uma
ca!idade medular. O osso
compacto do corpo, ou di$fise,
que en!ol!e a ca!idade
medular é a subst'ncia
cortical. 2 arquitetura do osso
esponjoso e compacto !aria de
acordo com a função. O osso
compacto fornece força para
sustentar o peso.
/os ossos longos planejados
para rigide e inserção de
m8sculos e ligamentos, a
quantidade de osso compacto
é m$&ima, pró&imo do meio do
corpo onde ele est$ sujeito a
cur!ar-se. Os ossos possuem
alguma elasticidade
#fle&ibilidade% e grande rigide.
$eri%steo e End%steo:
O $eriósteo é uma membrana
de tecido conjunti!o denso,
muito fibroso, que re!este a
superf"cie e&terna da di$fise,
fi&ando-se firmemente a toda
a superf"cie e&terna do osso,
e&ceto G cartilagem articular.
5rotege o osso e ser!e como
ponto de fi&ação para os
m8sculos e contém os !asos
sang-"neos que nutrem o osso
subjacente.
O Endósteo se encontra no interior da ca!idade medular do osso, re!estido
por tecido conjunti!o.
4ecido Jsseo 1ompacto 4ecido Jsseo Esponjoso
1ontém poucos espaços em seus
componentes r"gidos. K$ proteção e
suporte e resiste Gs forças produidas
pelo peso e mo!imento. Encontrados
geralmente nas di()ises.
1onstitui a maior parte do tecido
ósseo dos ossos curtos, c)atos e
irregulares. 2 maior parte é
encontrada nas epi)ises.