MEDIDAS E GRANDEZAS FÍSICAS

1) O micrômetro é frequentemente chamado de mícron. (a) Quantos mícrons existem em 1,0 km? (b)
Que fraço de um cent!metro é i"ua# a 1,0 µm?
$) O raio da %erra &a#e a'roximadamente (,) x 10
*
km. (a) Qua# a +rea de sua su'erf!cie em
qui#ômetros quadrados e metros quadrados? (b) Qua# o seu &o#ume em qui#ômetros c,bicos e
metros c,bicos?
*) (a) -on&erta &inte e cinco 'o#e"adas 'ara metros. (b) . quantas 'o#e"adas corres'ondem 0,* m?
)) /ma unidade astronômica (/.) é a dist0ncia média do 1o# 2 %erra, a'roximadamente 1,30 x 10
4
km. . &e#ocidade da #u5 é a'roximadamente *,0 x 10
4
m6s. (a) 7x'resse a &e#ocidade da #u5 em
km6h e /.6ano. (b) -a#cu#e quanto tem'o a #u5 do 1o# "asta 'ara 'ercorrer a dist0ncia 1o#8%erra.
Página 1 de 37
3) (a) 1u'ondo que cada cent!metro c,bico de +"ua 'ossui uma massa de exatamente 1", determine
a massa de um metro c,bico de +"ua em qui#o"ramas. (b) 1u'onha que demore 10h 'ara es&a5iar
um reci'iente de 3900 m
*
de +"ua. Qua# a taxa de escoamento de massa da +"ua do reci'iente em
qui#o"ramas 'or se"undo?
() %ransforme 'ara o 1: as se"uintes unidades; (a) $,3 cm
$
, (b) 1,$ km, (c) 1,$3 cm
*
, (d) 1,3 #itro, (e)
$300 r.'.m. (f) $(30<6min.
9) (a) . massa es'ec!fica (ra5o massa6&o#ume) da +"ua é i"ua# a 1 "6cm
*
= 7x'resse a massa
es'ec!fica da +"ua em k"6m
*
e me k"6#. (b) /m reci'iente de 13 #itros de +"ua #e&a 3 horas 'ara ser
com'#etamente es&a5iado. -a#cu#e a &a5o m+ssica (massa6tem'o) da +"ua em k"6s. (c) -a#cu#e a
massa de +"ua que &a5ou do reci'iente em *0min.
4) . massa da %erra &a#e 3,>4 x 10
$)
k". O raio da %erra é a'roximadamente i"ua# a (,*3 x 10
*
km.
?etermine o &a#or a'roximado da densidade da %erra. 7x'resse a res'osta em; (a) "6cm
*
e (b)
k"6m
*
.
Página 2 de 37
MOVIMENTO UNIDIMENSIONAL
>) @o confunda &e#ocidade média com a média de um conAunto de &e#ocidades (média das
&e#ocidades). -a#cu#e a &e#ocidade média de uma at#eta nos se"uintes casos; (a) . at#eta anda 130
m com &e#ocidade de 1,3 m6s e de'ois corre 100 m com &e#ocidade de ) m6s ao #on"o de uma 'ista
reti#!nea. (b) . at#eta anda $ minutos com &e#ocidade de 1,3 m6s e a se"uir corre durante * minutos
com &e#ocidade de ),3 m6s ao #on"o de um caminho em #inha reta.
10) /m carro trafe"a em uma estrada reta 'or )0 km a *0km6h. ?e'ois e#e continua no mesmo sentido
'or outros )0km a (0km6h. (a) Qua# a &e#ocidade média do carro durante esta &ia"em de 40 km?(b)
Baça o "r+fico de x contra t e indique como se determina a &e#ocidade média no "r+fico.
11) . 'osiço de um obAeto que se mo&e ao #on"o de um eixo x é dada 'or x C *t D)t
$
E t
*
, onde x est+
em metros e t em se"undos. (a) Qua# a 'osiço do obAeto em t C 1, $, * e )s? (b) Qua# o
des#ocamento do obAeto entre t C 0 s e t C )s? (c) Qua# a &e#ocidade média 'ara o inter&a#o de t C $
s e t C )s?
Página 3 de 37
1$. 1e a 'osiço de uma 'art!cu#a é dada 'or xC ) 8 1$t E *t
$
(t em s e x em m), qua# é a sua
&e#ocidade em tC1s? (b) 7#a est+ se des#ocando no sentido 'ositi&o ou ne"ati&o de x neste exato
momento? (c) Qua# é o mFdu#o de sua &e#ocidade neste instante? (d) O mFdu#o da &e#ocidade é
maior ou menor em instantes 'osteriores?
1*. Que dist0ncia o corredor cuAo "r+fico
&e#ocidade8tem'o é mostrado na fi"ura ao
#ado 'ercorre em 1(s? b) Qua# a
&e#ocidade do corredor em tC0,4s?
1). . 'osiço de uma 'art!cu#a que se des#oca ao #on"o do eixo 0x &aria com o tem'o de acordo com
a re#aço; x C x
0
(1 D e
8kt
), onde x
0
e k so constantes. 7sboce um "r+fico de x em funço de t,
outro "r+fico de & em funço de t e outro "r+fico de a em funço de t. ?etermine; (a) o &a#or de x
'ara t C 0, (b) o &a#or de x 'ara t C ∞, (c) a dist0ncia tota# 'ercorrida desde t C 0 até t C ∞, (d) a
ex'resso da &e#ocidade & em funço do tem'o t. (e) . ace#eraço deste mo&imento é constante
ou &ari+&e#? (f) Obtenha a ex'resso da ace#eraço em funço do tem'o t. (") Obtenha a
ex'resso de a em funço de &. (h) -a#cu#e os &a#ores de & e de a 'ara t C ∞, (i) -a#cu#e os &a#ores
de x, de & e de a 'ara t C 1 s. -onsidere x em metros e t em se"undos= su'onha k C 1 s
81
, x
0
C $ m.
Página 4 de 37
13. /m automF&e# 'arte do re'ouso e sofre uma ace#eraço constante de ) m6s
$
numa traAetFria
reti#!nea. (a) encontre o tem'o necess+rio 'ara que o automF&e# atinAa uma &e#ocidade de *( m6s.
(b) -a#cu#e a dist0ncia tota# 'ercorrida desde o instante inicia# até o instante em que sua &e#ocidade
atin"e o &a#or de *( m6s.
1(. ?uas estaçGes de trem esto se'aradas 'or uma dist0ncia de *,( km. /m trem, 'artindo do
re'ouso de uma das estaçGes, sofre uma ace#eraço constante de 1,0 m6s
$
até atin"ir $6* do
'ercurso entre as estaçGes. . se"uir o trem se desace#era até atin"ir a outra estaço com
&e#ocidade nu#a. ?etermine; (a) a &e#ocidade m+xima do trem atin"ida na 'rimeira eta'a do
'ercurso, (b) o mFdu#o da ace#eraço ne"ati&a durante a diminuiço da &e#ocidade na se"unda
eta'a do 'ercurso, (c) o tem'o tota# "asto durante o 'ercurso entre as duas estaçGes.
19. . 'osiço de uma 'art!cu#a que se des#oca ao #on"o do eixo 0x é dada 'or; x C b
1
t
*
D b
$
t
)
onde b
1
e
b
$
so constantes. 1e x for dada em metros e t em se"undos, mostre que b
1
de&e ser dado em m6s
*
e que b
$
de&e ser dado em m6s
)
. (a) Obtenha uma ex'resso 'ara a &e#ocidade da 'art!cu#a. (b)
Obtenha uma ex'resso 'ara a ace#eraço da 'art!cu#a. @as 'er"untas se"uintes considere b
1
C $
m6s
*
e b
$
C 1 m6s
)
. (c) 7m que instante a 'art!cu#a a#cança o 'onto no qua# o &a#or de x é m+ximo?
(d) Qua# a dist0ncia tota# 'ercorrida 'e#a 'art!cu#a nos * s iniciais? (e) Qua# a &e#ocidade da
'art!cu#a 'ara t C 1 s? (f) Qua# a ace#eraço da 'art!cu#a 'ara t C $s? (") Qua# a &e#ocidade média
'ara o inter&a#o de tem'o entre t C $ e t C ) s?
Página 5 de 37
14. -om que &e#ocidade de&e ser uma bo#a #ançada &ertica#mente de baixo 'ara cima 'ara a#cançar
uma a#tura de $0 m? (b) Quanto tem'o e#a 'ermanecer+ no ar?
1>. /ma 'art!cu#a 'arte da 'osiço 8*m com &e#ocidade $m6s. 1ua ace#eraço é aC)m6s
$
. ?etermine;
(a) &($) e x($), (b) O inter&a#o de tem'o que o mo&imento é 'ro"ressi&o.
$0. /ma 'art!cu#a 'arte da 'osiço $m com &e#ocidade &C*t
$
8(t (em m6s). ?etermine; (a) x($). (b) a($).
(c) . &e#ocidade m!nima a#cançada 'e#a 'art!cu#a.
$1. . ace#eraço de uma 'art!cu#a que se des#oca ao #on"o do eixo OH é dada 'or a(t)C 8 0,1tE$ (em
cm6s). . 'art!cu#a 'arte da ori"em com &e#ocidade de 10m6s. ?etermine; (a) .s funçGes &(t) e x(t)=
(b)7m que instante a &e#ocidade é m+xima= (c) . m+xima &e#ocidade que a 'art!cu#a a#cança.
$$. O Item'o de reaçoJ de uma motorista é em média 0,9s. (%em'o de reaço é o inter&a#o de tem'o
entre a 'erce'ço de um sina# de trafe"o e a'#icaço dos freios). 1e um automF&e# 'ode
desace#erar 2 uma ra5o de 3,0m6s
$
, ca#cu#ar a dist0ncia tota# 'ercorrida até 'arar, de'ois que o
sina# é obser&ado se a &e#ocidade do automF&e# for (0km6h.
Página 6 de 37
$*. . ace#eraço de uma 'art!cu#a é dada 'or a(t)C$t em m6s
$
. 1e a &e#ocidade da 'art!cu#a é 3m6s no
'rimeiro se"undo de mo&imento, ca#cu#e a &e#ocidade quando tC$s. 1e a 'osiço da 'art!cu#a no
'rimeiro se"undo de mo&imento for (m, qua# ser+ a sua 'osiço quando tC$s?
$). /ma 'art!cu#a se mo&e sobre uma reta e du'#ica de &e#ocidade a cada se"undo durante os
'rimeiros 10s. 1eAa $m6s a &e#ocidade inicia#. (a) Baça o "r+fico da &e#ocidade em funço do tem'o.
(b) Qua# a &e#ocidade média nos 'rimeiros 10s de mo&imento?
$3. /m barco na&e"a com &e#ocidade constante &
0
C4m6s durante 1 minuto. ?e'ois os motores so
des#i"ados e o mesmo fica na&e"ando a deri&a em #inha reta com &e#ocidade dada 'or &(t) C &
0
t
1
$
6
t
$
, em que t
1
é 1 minuto. -a#cu#e o des#ocamento do barco de tC0 até t→∞.
Página 7 de 37
$(. /m carro infrator 'assa a *(km6h (uniformemente) diante de uma esco#a. /m carro da 'o#!cia
'arado na frente da esco#a sai atr+s do infrator, a 'artir do re'ouso e ace#erando a $,3m6s
$
. (a)
Quando o carro da 'o#!cia a#cança o do infrator? (b) Qua# a &e#ocidade do carro da 'o#!cia no
encontro? (c) 7m que instante a dist0ncia entre os carros é m!nima? (d) Baça um esboço do "r+fico
x contra t 'ara mostrar os mo&imentos.
VETORES E MOVIMENTO BIDIMENSIONAL
27. /m des#ocamento 'ossui mFdu#o s
1
C *0 cm Outro des#ocamento 'ossui mFdu#o s
$
C )0 cm. (a)
?etermine #itera#mente o mFdu#o s do des#ocamento resu#tante su'ondo que os dois des#ocamentos
seAam 'er'endicu#ares entre si. (b) 1e o mFdu#o de s for i"ua# a 90 cm, qua# seria a orientaço re#ati&a
dos des#ocamentos? (c) 7 se o mFdu#o do des#ocamento resu#tante for i"ua# a 10 cm? (d) -a#cu#e o
mFdu#o do des#ocamento resu#tante su'ondo que os des#ocamentos com'onentes seAam
'er'endicu#ares entre si.
28. /m carro 'ercorre uma dist0ncia de *0 km no sentido Oeste8#este= a se"uir 'ercorre 10 km no sentido
1u#8norte e fina#mente 'ercorre 3 km numa direço que forma um 0n"u#o de *0K com o norte e (0K com
#este. (a) use o 'a'e# mi#imetrado e um sistema cartesiano e ache o mFdu#o do des#ocamento
resu#tante. (b) Obtenha o 0n"u#o entre o &etor des#ocamento resu#tante e o sentido oeste8#este.
Página 8 de 37
29. /m &etor a tem mFdu#o de 10 unidades e sentido de Oeste 'ara <este. /m &etor b tem mFdu#o de $0
unidades e sentido de su# 'ara norte. ?etermine o mFdu#o do &etor a E b.
30. ?etermine os mFdu#os dos com'onentes da resu#tante, o mFdu#o L a direço da resu#tante da soma
dos dois des#ocamentos &etoriais a e b, 1u'onha que os &etores a e b 'ossuam os se"uintes
com'onentes em m, em re#aço a um sistema cartesiano orto"ona#; a
x
C ), b
x
C 8$= a
M
C *, b
M
C $.
31. 1eAam os &etores aC 3i E *j e b C 8*i E $j. (a) Qua# é a soma, na notaço de &etores unit+rios, dos
dois &etores? (b) Qua# é o mFdu#o e a direço de a E b?
Página 9 de 37
*$. /ma estaço de radar detecta um m!ssi# que
se a'roxima do #este. .o 'rimeiro contato, a
dist0ncia do m!ssi# é 3.600 m, a 40,0º acima
do hori5onte. O m!ssi# é se"uido 'or 123º no
'#ano #este8oeste, e a dist0ncia no contato
fina# era de 7.800 m. .che o des#ocamento
do m!ssi# durante o 'er!odo de contato com o
radar.
**. /m b#oco de massa 3 kg des#oca8se 15 m na direço x, sentido 'ositi&o, enquanto duas forças F
1
e
F
2
so a'#icadas sobre o mesmo. -onsidere que o b#oco encontra8se fixado em tri#hos sem atrito,
de modo que seu des#ocamento é unicamente na direço x. .s forças a'#icadas, ex'ressas em N,
so; F
1
C D$i E j E 3k e F
2
C i E $j D *k. -a#cu#e;
a) o mFdu#o do &etor soma das forças F
1
e F
2
a'#icadas sobre o b#oco=
b) a ace#eraço adquirida 'e#o carrinho na direço x=
c) o traba#ho rea#i5ado 'e#a força resu#tante F
R
sobre o carrinho. <embre8se que o traba#ho é dado
'e#o 'roduto esca#ar entre a força e o des#ocamento=
d) o 0n"u#o formado entre as forças F
1
e F
2
.
Página 10 de 37
*). /m cor'o encontra8se inicia#mente 'arado no es'aço. 1obre e#e 'assam a a"ir duas forças F
1
e F
2
,
e o mFdu#o da ace#eraço adquirida é de 1,5 m/s
2
. .s forças a'#icadas, ex'ressas em N, so; F
1
C
i D * j E k e F
2
C i E $ j D $k.
a) -a#cu#e a força resu#tante F
R
de F
1
e F
2
a'#icadas sobre o cor'o, ex'ressa em termos de
suas com'onentes e res'ecti&os &etores unit+rios=
b) -a#cu#e a massa do cor'o=
c) -a#cu#e a ace#eraço adquirida 'e#o cor'o, ex'ressa em termos de suas com'onentes e
res'ecti&os &etores unit+rios=
d) -a#cu#e o 0n"u#o formado entre as forças F
1
e F
2
.
*3. 1e o coeficiente de atrito est+tico dos 'neus numa rodo&ia é 0,$3 com que &e#ocidade m+xima um
carro 'ode fa5er uma cur&a '#ana de )9,3m de raio sem derra'ar?
*(. ?ois &etores so dados 'or; a C *i D $A e b C *i D A. Ne'resente os &etores num '#ano cartesiano no
'a'e# mi#imetrado e determine (a) a E b, |a+b| e (b) a D b, |a-b|.
Página 11 de 37
*9. ?ados dois &etores a C $i D A e b C i D A. Ne'resente os &etores num '#ano cartesiano no 'a'e#
mi#imetrado determine o mFdu#o e a direço de (a 8 b), de (a E b).
*4. . resu#tante de uma soma &etoria# de dois &etores 'ossui mFdu#o i"ua# a ) m. O mFdu#o de um dos
&etores com'onentes e i"ua# a $ m e o 0n"u#o entre os dois &etores com'onentes é i"ua# a (0K.
-a#cu#e o mFdu#o do outro &etor com'onente.
*>. /ma 'art!cu#a sofre trOs des#ocamentos sucessi&os sobre um '#ano; $ m de norte 'ara su#, ) m de
oeste 'ara #este e 1$ m de baixo 'ara cima numa direço que forma um 0n"u#o de (0P com a
direço oeste8#este. 7sco#ha o eixo 0
x
a'ontando no sentido oeste8#este e o eixo 0
M
no sentido su#8
norte. Baça a ori"em 0 coincidir com a ori"em dos des#ocamentos. Ne'resente os des#ocamentos
no 'a'e# mi#imetrado. . se"uir determine; (a) os com'onentes da cada des#ocamento, (b) os
com'onentes do des#ocamento N resu#tante, (c) o mFdu#o, a direço e o sentido do des#ocamento
resu#tante.
Página 12 de 37
)0. /m &etor u tem mFdu#o i"ua# a 13 unidades e um &etor v 'ossui mFdu#o i"ua# a 10 unidades. Os
dois &etores formam entre si um 0n"u#o de 1*K. -a#cu#e; (a) o 'roduto esca#ar destes &etores, (b) o
mFdu#o do 'roduto &etoria# destes &etores.
)1. -onsidere dois &etores dados 'or; u C 8$i E *A E $k= v C 81i E $A 8*k. ?etermine o 'roduto esca#ar u .
v, Q u . v|, o 0n"u#o formado entre os &etores, o &etoria# u x v e Q u x v|.
)$. ?ois &etores so dados 'or; a C $i D *A D k e b C i D A D k. ?etermine; (a) a . b (b) a x b (c) o 0n"u#o
formado entre os &etores.
Página 13 de 37
43. ?ois &etores u e v 'ossuem com'onentes, em m, dadas 'or; u
x
C *, u
M
C $= &
x
C 1, &
M
C (. (a) .che o
0n"u#o entre u e v. (b) ?etermine os com'onentes de um &etor 'er'endicu#ar ao &etor v contido
no '#ano x0! e que 'ossua mFdu#o i"ua# a ) m. (c) Obtenha os com'onentes e o mFdu#o do &etor u
+ v.
44. . com'onente x do &etor " é i"ua# a D$3m e a com'onente M i"ua# a E)0m. (a) Qua# o mFdu#o de
"? (b) Qua# o 0n"u#o entre a direço de . e o sentido 'ositi&o do eixo x?
45. /ma 'art!cu#a se mo&imenta de modo que sua 'osiço (metros) em funço do tem'o é dada 'or;
#(t) C i E $ t
$
j Dtk. (a) 7scre&a ex'ressGes 'ara a sua &e#ocidade e ace#eraço em funço do tem'o.
(b) 7ncontre o mFdu#o da &e#ocidade e da ace#eraço desta 'art!cu#a. (c) -a#cu#e a dist0ncia da
'art!cu#a até a ori"em 'ara tC$s.
Página 14 de 37
46. O &etor 'osiço de um !on é inicia#mente dado 'or # C 3 i D (j E $k, e 10s mais tarde # C 8$i E4j D
$k, todos em metros. (a) Qua# é o &etor des#ocamento nestes 10 s? (b) Qua# é a sua &e#ocidade
média durante os 10s?
47. . 'osiço de um e#étron é dada 'or # C *t i D)t
$
j E $ k, com t em se"undos e # em metros. (a) Qua#
a &e#ocidade do e#étron v(t) em t C $ s, quanto &a#e v (b) na notaço de &etor unit+rio e como (c) um
mFdu#o e (d) um 0n"u#o em re#aço ao sentido 'ositi&o do eixo x?
48. . 'osiço de uma 'art!cu#a é dada 'or # C ($t
*
D3t) i E ((89t
)
) j , com t em se"undos e # em metros.
-a#cu#e; (a) #, (b) v e (c) a 'ara t C $s. (d) Qua# é a orientaço de uma reta tan"ente 2 traAetFria da
'art!cu#a em t C$s?
Página 15 de 37
49. /m saté#ite se mo&e em uma Frbita circu#ar de ()0km acima da su'erf!cie da %erra com um
'er!odo de >4 min. Quais so os mFdu#os da (a) &e#ocidade e (b) ace#eraço centr!'eta do saté#ite?
50. /m astronauta é co#ocado 'ara "irar em uma centr!fu"a hori5onta# em um raio de 3m. (a)Qua# é o
mFdu#o da &e#ocidade esca#ar se a ace#eraço centr!'eta 'ossui mFdu#o 9"? (b) Quantas rotaçGes
'or minuto so necess+rias 'ara 'rodu5ir esta ace#eraço? (c) Qua# é o 'er!odo do mo&imento?
51. @o mode#o de Rohr 'ara o +tomo de hidro"Onio, o e#étron "ira em torno do 'rFton numa Frbita
circu#ar de raio r. . ace#eraço centr!'eta do e#étron no +tomo de hidro"Onio &a#e a'roximadamente
>,0 x 10
$$
m6s. 7stime o &a#or de r, sabendo que o 'er!odo &a#e 1,3 x 10
81(
s.
Página 16 de 37
52. /ma roda "i"ante 'ossui um raio de 13 m e com'#eta cinco &o#tas em torno do seu eixo hori5onta#
'or minuto. (a) Qua# é o 'er!odo do mo&imento? Qua# é a ace#eraço centr!'eta do 'assa"eiro no
(b) 'onto mais a#to e (c) 'onto mais baixo, su'ondo que o 'assa"eiro esteAa em um raio de 13m?
53. /m barco #e&a um tem'o t C $0s 'ara ir de um 'onto . a um 'onto R situado sobre a mesma
mar"em de um rio, se des#ocando no sentido contr+rio ao da corrente. Quando e#e &o#ta do 'onto R
ao 'onto ., o barco "asta um tem'o i"ua# a t6$. . &e#ocidade do barco em re#aço a +"ua é
constante e i"ua# a 4 m6s. -a#cu#e a dist0ncia .R.
54. . 'osiço de uma 'art!cu#a que se mo&e em um '#ano x! é dada 'or; # C ($t
*
8 3t) i 8 (( 8 9t
)
) j, com
# em metros e $ em se"undos. Quando $ % 2 s, ca#cu#e; # , v e a. N; ( i E 10( j
Página 17 de 37
55. . &e#ocidade de uma 'art!cu#a que se mo&e no '#ano xM é dada 'or; v C ((t D )t
$
) i E 4 j. 1endo v
em metros 'or se"undo e $ (S 0) em se"undos.
Qua# é a ace#eraço quando $ % 3 s?
Quando (e&entua#mente) sua ace#eraço ser+ nu#a?
Quando (e&entua#mente) sua &e#ocidade ser+ nu#a?
Quando (e&entua#mente) a &e#ocidade esca#ar ser+ de 10 m/s?
56. /ma 'art!cu#a se mo&e de modo que sua 'osiço em funço do tem'o, em unidade 1:, é # (t) C i E
)t
$
j E t k. 7scre&a ex'ressGes em funço do tem'o 'ara; (a) sua &e#ocidade (b) sua ace#eraço
57. /ma 'art!cu#a " se mo&e ao #on"o da
#inha M C d (*0m) com &e#ocidade
constante v (& C *,0 m6s) 'ara#e#a ao
eixo x 'ositi&o. /ma se"unda 'art!cu#a
& 'arte da ori"em com &e#ocidade nu#a
e ace#eraço constante a (a C 0,)0 m6s)
no mesmo instante em que a 'art!cu#a
" 'assa 'e#o eixo M. Tara que 0n"u#o θ,
entre a e o eixo 'ositi&o M, ha&er+
co#isGes entre essas duas 'art!cu#as?
Página 18 de 37
58. @o mode#o de Rohr 'ara o +tomo de hidro"Onio, um e#étron "ira em torno de um 'rFton em Frbita
circu#ar de raio 5,2' x 10
-11
m, com &e#ocidade de 2,18 x 10
6
m/s. Qua# a ace#eraço do e#étron
nesse mode#o do +tomo de hidro"Onio?
LEIS DE NEWTON
59. ?ois 'esos de 10 N so 'resos a uma
ba#ança de mo#as como na fi"ura. Qua#
é a #eitura da ba#ança?
60. /m ,nico 'eso de 10 N é 'reso a uma
ba#ança de mo#as que, 'or sua &e5,
est+ 'resa a uma 'arede, como na
fi"ura. Qua# é a #eitura da ba#ança?
(i"nore o 'eso da ba#ança)
61. ?ois b#ocos esto em contato sobre
uma mesa '#ana sem atrito. /ma força
hori5onta# é a'#icada a um dos b#ocos
conforme indicado na fi"ura abaixo. (a)
1e m
1
C *,0 k", m
$
C $,0 k", B C ( @,
ache a força de contato entre os dois
b#ocos. (b) 1u'onha que a mesma
força B seAa a'#icada a m
$
, ao in&és de
m
1
= obtenha o mFdu#o da força de
contato entre dois b#ocos neste caso.
62. /m carro 'ossui &e#ocidade constante de (0 km6h e sua massa &a#e 1,$ tone#adas (1 tone#ada C
10
*
k"). @um dado instante o motorista usa os freios e o carro 'ara a'Fs 'ercorrer 30 metros.
-a#cu#e; (a) o mFdu#o da força de frena"em, (b) o tem'o necess+rio 'ara o carro 'arar.
63. ?uas forças B
1
e B
$
, atuam sobre um
cor'o de massa m, como indica a fi"ura
Página 19 de 37
abaixo. -onsidere m C 4,0 k", B
1
C ),0 @,
B
$
C (,0 @. ?etermine o &etor de
ace#eraço do cor'o.
64. /m
b#oco de
massa
m
1
C 30
U" est+
a'oiado
sobre um
'#ano
inc#inado
#iso que
forma um
0n"u#o
de *0P
com a
hori5onta#. 7ste cor'o é #i"ado a outro de massa m
$
i"ua# a 30k" atra&és de um fio inextens!&e# e de
massa des're5!&e# que 'assa 'or uma ro#dana sem atrito. (a) -a#cu#e a ace#eraço de cada cor'o.
(b) .che o mFdu#o da tenso da corda.
65. /m e#e&ador 'ossui massa i"ua# a ) tone#adas. ?etermine a tenso no cabo quando o e#e&ador (a)
é 'uxado de baixo 'ara cima 'or meio de um cabo com uma ace#eraço de 1,3 m6s
$
. (b) est+
descendo com uma ace#eraço de 1,4 m6s
$
.
66. /m 'araquedista 'ossui massa i"ua# a 90 k" e quando sa#ta do a&io com um '+ra8quedas e#e
sofre uma ace#eraço 'ara baixo i"ua# a $,0 m6s
$
. . massa do '+ra8quedas &a#e 3,0 k". (a)
?etermine o &a#or da força exercida 'e#o ar de baixo 'ara cima sobre o '+ra8quedas. (b) .che o
mFdu#o da força exercida 'e#o homem sobre o 'araquedas.
67. Obser&e a fi"ura ao #ado. /m e#e&ador
com'Ge8se da cabina ., do contra'eso R,
do mecanismo de 'ro'u#so - e do cabo
e ro#danas. . massa da cabina &a#e 1*00
U" e a do contra'eso &a#e 1$00 U".
?es're5e o atrito e a massa do cabo e
das ro#danas. O e#e&ador est+ ace#erado
'ara cima a $,3 m6s
$
e o contra'eso
'ossui ace#eraço i"ua# mas de sentido
contr+rio. ?etermine; (a) o mFdu#o da
tenso %
1
, (b) o mFdu#o de %
$
, (c) a força
que o mecanismo de 'ro'u#so exerce
sobre o cabo.
Página 20 de 37
43. /m b#oco de massa m
1
% 3,70 kg est+
sobre um '#ano inc#inado sem atrito de
0n"u#o θ % 28º e é #i"ado 'or uma
corda que 'assa em uma 'o#ia
'equena e sem atrito a um se"undo
b#oco de massa m
2
% 1,86 kg, que
'ende &ertica#mente.
i. Qua# é a ace#eraço de
cada b#oco?
ii. .che a traço na corda.
44. /m b#oco de massa m
1
C 30 U" est+
a'oiado sobre um '#ano inc#inado #iso
que forma um 0n"u#o de *0P com a
hori5onta#, conforme indicado na fi"ura
ao #ado. 7ste cor'o é #i"ado a outro de
massa m
$
atra&és de um fio
inextens!&e# e de massa des're5!&e#
que 'assa 'or uma ro#dana sem atrito.
-onsidere m
$
C *0 U". (a) -a#cu#e a
ace#eraço de cada cor'o. (b) .che o
mFdu#o da tenso da corda.
68. /m b#oco de massa m C 3 k" escorre"a ao #on"o de um '#ano inc#inado de *0P em re#aço a
hori5onta#. O coeficiente de atrito cinético &a#e 0,*3, -a#cu#e a ace#eraço do b#oco e sua
&e#ocidade ao des#i5ar a 'artir do re'ouso $m 'e#a ram'a.
69. O eixo da ro#dana indicada na fi"ura abaixo é im'u#sionado 'or uma força B de baixo 'ara cima.
?es're5e o atrito do manca# e a massa do fio e da ro#dana. O cor'o m
1
'ossui massa i"ua# a $ k" e
o outro cor'o amarrado na outra extremidade da ro#dana 'ossui massa m
$
C ) k". O cor'o de
massa m
$
est+ inicia#mente a'oiado na hori5onta#. Baça um dia"rama das forças sobre a ro#dana e
sobre cada um dos b#ocos. -om base neste dia"rama e nas #eis de @eLton, determine; (a) o maior
&a#or que força B 'ode ter de modo que m
$
'ermaneça em re'ouso sobre a su'erf!cie, (b) a tenso
no fio su'ondo B C 100 @, (c) a ace#eraço de m
1
no caso (b).
70. O homem 'esa 800 N= a '#ataforma e a
'o#ia sem atrito tOm 'eso tota# de 1'0
N. :"nore o 'eso da corda. -om que
força o homem tem de 'uxar a corda
de forma a se #e&antar Aunto com a
'#ataforma a 0,37 m/s
2
?
71. /ma força hori5onta# F de 53 N
em'urra um b#oco que 'esa 22 N
contra uma 'arede &ertica#. O
coeficiente de atrito est+tico entre a
'arede e o b#oco é 0,60 e o coeficiente
de atrito cinético é 0,40. -onsidere o
b#oco inicia#mente em re'ouso.
O b#oco começar+ a se mo&er?
Qua# é a força exercida no b#oco 'e#a 'arede?
72. Os dois b#ocos, m % 16 kg e ( % 88
kg, esto #i&res 'ara se mo&erem. O
coeficiente de atrito est+tico entre os
b#ocos é µ
)
% 0,38, mas a su'erf!cie
abaixo de ( é #isa, sem atrito. Qua# é
a força m!nima hori5onta# F
necess+ria 'ara se"urar m contra (?
73. /ma 'equena moeda é co#ocada sobre um 'rato "iratFrio '#ano e hori5onta#. Obser&a8se que o
'rato executa exatamente $#*s re&o#uçGes em 3,3s.
a. Qua# é a &e#ocidade da moeda quando e#a "ira sem des#i5ar 2 dist0ncia de 5,2 +m do centro do 'rato?
b. Qua# é a ace#eraço (mFdu#o e sentido) da moeda na 'arte a
c. Qua# é a força de atrito que a"e na moeda na 'arte a se a moeda tem massa de 1,7 g?
Página 21 de 37
d. Qua# é o coeficiente de atrito est+tico entre a moeda e o 'rato se a moeda des#i5a 'ara fora quando est+
a mais de 12 +m do centro do 'rato?
74. /m b#oco de 7,'6 kg est+ em
re'ouso em um '#ano inc#inado de
22,0º com a hori5onta#, como mostra
a fi"ura. O coeficiente de atrito
est+tico é 0,25, enquanto o
coeficiente de atrito cinético é 0,15.
a) Qua# é a m!nima força F, 'ara#e#a ao
'#ano que im'edir+ o b#oco de escorre"ar
'#ano abaixo?
b) Qua# é a m!nima força F, que far+ com
que o b#oco comece a subir o '#ano?
c) Qua# é força F necess+ria 'ara mo&er o
b#oco 'ara cima do '#ano com &e#ocidade
constante?
75. -erto fio 'ode su'ortar uma tenso m+xima de 40 N sem se rom'er. /ma criança amarra uma
'edra de 0,37 kg a uma das extremidades e, se"urando a outra, "ira a 'edra em um c!rcu#o &ertica#
de raio i"ua# a 0,88 m, aumentando &a"arosamente a &e#ocidade até que o fio se rom'a. (a) 7m
que 'arte da traAetFria est+ a 'edra quando o fio de rom'e? (b) Qua# é a &e#ocidade de 'edra no
instante em que o fio se rom'e?
76. /m b#oco a'oiado sobre um '#ano inc#inado, conforme
indicado na fi"ura ao #ado, est+ na iminOncia de escorre"ar.
(a) 1endo o 0n"u#o do '#ano inc#inado i"ua# a *0P qua# seria
o coeficiente de atrito est+tico deste b#oco? (b) Obtenha uma
ex'resso 'ara a determinaço do coeficiente de atrito
cinético em funço da ace#eraço do b#oco e do 0n"u#o que o
'#ano forma com a hori5onta#. (c) ?etermine o coeficiente de
atrito cinético em funço da ace#eraço do b#oco e do 0n"u#o
que o '#ano forma com a hori5onta#. (c) ?etermine o
coeficiente de atrito cinético sabendo que a C * m6s
$
e θ C
*3P.
77. /m en"radado 'ossui massa m C 10 k". /m homem 'uxa o en"radado 'or meio de uma corda que
fa5 um 0n"u#o de *0P acima da hori5onta#. (a) 1e o coeficiente de atrito est+tico &a#e 0,30, qua# a
tenso necess+ria na corda 'ara que o en"radado comece a se mo&er? (b) 1e V
c
C 0,*3, qua# ser+
a ace#eraço do en"radado? (c) Qua# a tenso na corda durante uma ace#eraço i"ua# a "?
78. Obser&e a fi"ura ao #ado. -onsidere m
1
C $,3
k", m
$
C *,3 k", θ C *0P. O coeficiente de atrito
cinético entre m
1
e o '#ano &a#e V
1
C 0,$0 e o
coeficiente corres'ondente a m
$
&a#e V
$
C
0,1$. . barra que #i"a os dois b#ocos 'ossui
massa des're5!&e#. ?etermine; (a) a tenso na
barra que #i"a os dois b#ocos, (b) a ace#eraço
comum do sistema, (c) a reaço tota# exercida
'e#o '#ano sobre o b#oco de massa m
1
. (d) 1e
&ocO in&erter as 'osiçGes das massas m
1
e m
$
,
as res'ostas dos itens (a) e (b) se a#teram?
79. /m b#oco de 10 k" é co#ocado sobre outro de
)0 k". Wantendo8se o b#oco inferior fixo, 'ara
fa5er o b#oco de cima escorre"ar sobre o b#oco
inferior é necess+rio a'#icar uma força
hori5onta# de 13 @ sobre o b#oco su'erior. Os
Página 22 de 37
b#ocos so a"ora co#ocados sobre uma
hori5onta# sem atrito, conforme indicado na
fi"ura ao #ado. ?etermine; (a) a força B
hori5onta# m+xima que 'ode ser a'#icada ao
b#oco inferior 'ara que os b#ocos se mo&am
'ermanecendo Auntos, (b) a ace#eraço do
sistema.
80. @a fi"ura ao #ado, . é um b#oco de massa
i"ua# a 30 k" e R é um b#oco de 'eso i"ua# a
$00 @. (a) ?etermine o 'eso m!nimo do b#oco
- que de&e ser co#ocado sobre o b#oco . 'ara
im'edi8#o de des#i5ar sobre a mesa, sabendo
que o coeficiente de atrito est+tico entre o
b#oco . e a mesa &a#e 0,*3. (b) 1u'ondo que o
coeficiente de atrito cinético entre o b#oco . e
a mesa seAa de 0,$0, ca#cu#e a ace#eraço de
. quando re'entinamente retiramos o b#oco -
de cima do b#oco ..
81. /ma 'equena moeda é co#ocada sobre uma '#ataforma circu#ar hori5onta# que "ira executando )
rotaçGes com'#etas em $,3 se"undos. (a) -a#cu#e o mFdu#o da &e#ocidade da moeda su'ondo que
e#a esteAa situada a uma dist0ncia de ( cm do centro de rotaço da '#ataforma, sem des#i5ar sobre
a '#ataforma. (b) 1endo a massa da moeda i"ua# a 10 " ca#cu#e a força centr!'eta que atua sobre a
moeda neste instante. (c) Qua# é o &a#or da força de atrito que atua sobre a moeda nas condiçGes
do item (a)? (d) Qua# de&eria ser a dist0ncia entre a moeda e o centro de rotaço 'ara que a
moeda comece a des#i5ar sobre a '#ataforma, su'ondo que o coeficiente de atrito est+tico seAa
i"ua# a 0,)0.
82. /ma cur&a circu#ar de raio N é 'roAetada 'ara uma &e#ocidade m+xima de (0 km6h. (a) 1e o raio da
cur&a for N C 1)0 m, qua# de&e ser o 0n"u#o correto de inc#inaço da estrada na cur&a? (b) -aso a
cur&a no seAa inc#inada qua# de&e ser o menor coeficiente de atrito entre os 'neus e a estrada
'ara e&itar a derra'a"em 'ara a &e#ocidade de (0 Um6h?
83. . força de atrito &iscoso sobre 'art!cu#as esféricas é dada 'e#a #ei de 1tokes
rv f πη 6 =
, em que r
é o raio da 'art!cu#a, & a sua &e#ocidade e
η
a &iscosidade do f#uido. (a) 7stimar a &e#ocidade
termina# de queda de 'art!cu#as esféricas de 'o#uente, com raio de 10
83
m e densidade de $"6cm
*
.
(b) .dmitindo que o ar esteAa tranqXi#o e que
η
C1,4x10
83
@s6m
$
, estimar o tem'o que uma 'art!cu#a
de 'o#uente #e&a 'ara cair 100m.
84. Obser&e a fi"ura ao #ado. /ma 'art!cu#a de
massa W C $00 ", se mo&e no sentido anti8
hor+rio ao #on"o de uma circunferOncia
hori5onta# de r C $,0 m. O mFdu#o da
&e#ocidade da 'art!cu#a é constante e dado 'or
& C 0,4 m6s. ?etermine 'ara o instante em que
θ C **0P (0n"u#o medido no sentido anti8
hor+rio) as se"uintes "rande5as; (a) Os
com'onentes da &e#ocidade da 'art!cu#a, (b)
os com'onentes da ace#eraço tota# da
'art!cu#a, (c) o mFdu#o da ace#eraço
tan"encia# da 'art!cu#a, (d) o mFdu#o da
ace#eraço an"u#ar da 'art!cu#a, (e) a força
tota# exercida sobre a 'art!cu#a, (f) o
com'onente tan"encia# da força exercida
sobre a 'art!cu#a.
Página 23 de 37
85. /m 'equeno cor'o de massa 100" "ira num
c!rcu#o &ertica# 'reso a extremidade de uma
corda com 1m de com'rimento. 1e sua
&e#ocidade é de $,0m6s quando a corda fa5 um
0n"u#o de *0
0
com a &ertica#, determine; (a) as
com'onentes radia# e tan"encia# da
ace#eraço neste 'onto. (b) a traço na corda.
86. ?ois b#ocos, um de massa 1k" e outro de
massa $k", esto #i"ados 'or um fio. (a) 1e as
forças forem dadas 'or B
1
C$t e B
$
Ct
$
(em
@eLtons), ca#cu#ar o instante em que a tenso
no fio for 10@ e a ace#eraço.

87. /m b#oco de massa 9,>(k" est+ sobre uma
ram'a +s'era (µ
e
C0,$3 e µ
c
C0,13 entre as
su'erf!cies). . ram'a est+ inc#inada de $$
0
em
re#aço a um '#ano hori5onta#.
a. ?etermine o mFdu#o de uma força B que
de&e ser a'#icada ('ara cima) ao b#oco de
modo que o mesmo fique im'edido de des#i5ar
'ara baixo.
b. Qua# é a m!nima força que ir+ fa5er com
que o b#oco des#i5e 'ara cima sobre o '#ano?
c. Qua# o &a#or de B necess+ria 'ara mo&er o
b#oco 'ara cima com &e#ocidade constante?
88. /m 'in"o de chu&a com raio 1,3mm cai de uma nu&em a uma a#tura de 1$00m acima do so#o. O
coeficiente de arrasto é -C0,(0 'ara a "ota e esta é su'osto esférica. . densidade da "ota é
1"6cm
*
e a do ar é 1,$>)k"6m
*
. Qua# a &e#ocidade termina# da "ota se a força de arrasto é dada 'or
2
5 , 0 Av C f ρ = , onde - é o coeficiente de arrasto,
ρ
é a densidade do ar, . é a +rea da seço
trans&ersa# da "ota e & a &e#ocidade de queda.
- 2 unidade -
TRABALHO, ENERGIAS CINTICA, !OTENCIAL E MEC"NICA#
1. /m homem em'urra um b#oco de 30 k" a'#icando8#he uma força inc#inada de (0P em re#aço a
hori5onta#. O coeficiente de atrito cinético &a#e 0,$0. O cor'o se des#oca em #inha reta. O traba#ho rea#i5ado
'e#a força a'#icada 'e#o homem &a#e 400 Y, 'ara um des#ocamento de 3 m. -a#cu#e o mFdu#o da força
a'#icada.

$. /m b#oco de massa i"ua# a ) k" é 'uxado com &e#ocidade constante atra&és de uma dist0ncia d C 3,0 m
ao #on"o de um assoa#ho 'or uma corda que exerce uma força constante de mFdu#o B C 4 @, formando um
0n"u#o de $0P com a hori5onta#. O coeficiente de atrito cinético entre as su'erf!cies &a#e 0,10 -a#cu#e; (a) O
Página 24 de 37
F1 F2
m1 m2
F
traba#ho rea#i5ado 'e#a corda sobre o b#oco, (b) o traba#ho rea#i5ado 'e#a força de atrito sobre o b#oco, (c) o
traba#ho tota# rea#i5ado sobre o b#oco.

*. /m b#oco de "e#o de massa i"ua# a *0 k" des#i5a sobre um '#ano inc#inado de com'rimento i"ua# a $ m
e de a#tura i"ua# a 1 m. /ma força a"e sobre o b#oco de "e#o 'ara cima, 'ara#e#amente ao '#ano inc#inado,
de ta# modo que e#e desce com &e#ocidade constante. O coeficiente de atrito entre o "e#o e o '#ano &a#e
0,10. ?etermine; (a) O mFdu#o da força exercida 'e#o homem, (b) o traba#ho rea#i5ado 'e#o homem sobre o
b#oco, (c) o traba#ho rea#i5ado 'e#a força da "ra&idade sobre o b#oco, (d) o traba#ho rea#i5ado 'e#o atrito
sobre o b#oco, (e) o traba#ho rea#i5ado 'e#a força resu#tante sobre o b#oco, (f) a &ariaço da ener"ia
cinética.
). . ener"ia cinética de um cor'o de 3 k" de massa é i"ua# a 1000 Y. ?e que a#tura este cor'o de&eria cair
'ara que sua ener"ia cinética atin"isse este &a#or.
3. /m at#eta 'ossui a metade da ener"ia cinética de um "aroto que 'ossui metade da massa do at#eta. O
homem aumenta sua &e#ocidade de $ m6s 'assando a ter o dobro da ener"ia cinética do "aroto. -a#cu#e;
(a) . &e#ocidade inicia# do "aroto e do at#eta, (b) a &ariaço da ener"ia cinética do at#eta e o traba#ho
rea#i5ado 'or seus m,scu#os.
(. /m fo"uete de massa i"ua# a 3 x 10
)
k" de&e atin"ir uma &e#ocidade de esca'e de 11,$ km6s 'ara que
'ossa fu"ir a atraço terrestre. Qua# de&e ser a quantidade m!nima de ener"ia necess+ria 'ara #e&ar o
fo"uete desde o re'ouso até esta &e#ocidade?
9. /m 'roAéti# de 30 " 'ossui &e#ocidade inicia# de 300 m6s. O 'roAéti# 'erfura um b#oco de madeira e
'enetra 1$ cm antes de 'arar. -a#cu#e a força média exercida 'e#o 'roAéti# sobre o b#oco de madeira.
4. /m b#oco de ),0 k" mo&e8se em #inha reta sobre
uma su'erf!cie hori5onta# sem atrito sob a inf#uOncia
de uma força que &aria em funço da 'osiço de
acordo com o "r+fico indicado na fi"ura abaixo. (a)
ca#cu#e o traba#ho rea#i5ado 'e#a força quando o b#oco
'arte da ori"em e atin"e a 'osiço x C 4 m, (b) se a
&e#ocidade da 'art!cu#a ao 'assar 'e#a ori"em era de *
m6s, ca#cu#e o mFdu#o da &e#ocidade da 'art!cu#a
quando e#a 'assar 'e#o 'onto x C 4 m.
>. /m b#oco de 5,0 kg se mo&e em #inha reta sobre uma su'erf!cie
hori5onta# sem atrito sob inf#uOncia de uma força que &aria com a
'osiço, como mostra a fi"ura. Qua# é o traba#ho rea#i5ado 'e#a força
quando o b#oco se mo&e desde a ori"em até x % 8,0 m?
10. /ma mo#a tem constante e#+stica de 15,0 N/+m.
a. Qua# é o traba#ho necess+rio 'ara a#on"ar a mo#a de 7,60 mm a 'artir de sua 'osiço de re'ouso?
b. Qua# o traba#ho necess+rio 'ara a#on"ar a mo#a de 7,60 mm adicionais?
11. . força a'#icada em um obAeto é F % F
,
-x/x
,
- 1.. 7ncontre o traba#ho rea#i5ado ao mo&er o obAeto
desde x % 0 até x % 3 x
,
,
a. re'resentando "raficamente F-x. e ca#cu#ando a +rea sob a cur&a
b. 'or a&a#iaço ana#!tica da inte"ra#.
Página 25 de 37
1$. 7m um te#eférico 'ara 100 esquiadores, a m+quina er"ue 'assa"eiros que 'esam em média 667 N 2
a#tura de 152 m em 55,0 s, com &e#ocidade constante. 7ncontre a 'otOncia desen&o#&ida 'e#o motor,
su'ondo que no haAa 'erda 'or atrito.
1*. /m ca&a#o 'uxa uma carroça com uma força de 1'0 N que fa5 um 0n"u#o de 27º com a hori5onta#, e
se mo&e 2 &e#ocidade de 10,0 km/ /.
a. Qua# o traba#ho rea#i5ado 'e#o ca&a#o em 12,0 mi0?
b. 7ncontre a 'otOncia desen&o#&ida 'e#o ca&a#o, em /1, é c#aro (1 h' C 9)( Z).
1). /ma f+brica de automF&eis informa que a 'otOncia m+xima #iberada 'e#o motor de um carro de massa
1.230 kg é '2,4 k2. 7ncontre o menor inter&a#o de tem'o no qua# o carro 'oderia ace#erar a 'artir do
re'ouso e a#cançar 2',1 m/s (105 km//). 7m uma 'ro&a, o tem'o "asto 'ara isto foi de 12,3 s. 7sc#areça
a diferença entre esses inter&a#os de tem'o.
13. Que 'otOncia, em ca&a#o8&a'or (1 h' C 9)( Z), de&e ser desen&o#&ida 'e#o motor de um carro de
1.600 kg que se mo&e 2 &e#ocidade de 26 m/s em uma estrada reta hori5onta#, se as forças de resistOncia
tota#i5am 720 N?
1(. /m b#oco de "ranito de 1.380 kg é arrastado 'ara cima de um '#ano
inc#inado 'or um "uincho, 2 &e#ocidade constante de 1,34 m/s. O
coeficiente de atrito cinético entre o b#oco e o '#ano inc#inado é 0,41. Qua# é
a 'otOncia que de&e ser fornecida 'e#o "uincho?
19. /ma força atua sobre uma 'art!cu#a de $,3 k" de ta# forma que a 'osiço da 'art!cu#a &aria em funço
do tem'o de acordo com a ex'resso; x C *t
)
D $t
*
D t
$
, onde x é ex'resso em metros e t em se"undos.
-a#cu#e; o traba#ho rea#i5ado 'e#a força nos * se"undos iniciais.
14. /m cometa com massa 4,*4x10
11
k" atin"e a su'erf!cie de um '#aneta com &e#ocidade de 30km/s.
a. -a#cu#e a ener"ia cinética do im'acto em I me"atons de %@% J = a detonaço de 1 mi#ho de tone#adas
de %@% #ibera ),$x10
13
Y de ener"ia.
b. O di0metro da cratera resu#tante de uma "rande ex'#oso é 'ro'orciona# 2 rai5 c,bica da ener"ia
#iberada na ex'#oso, sendo que 1 me"aton de %@% 'rodu5 uma cratera de a'roximadamente 1km de
di0metro. Qua# o di0metro da cratera feita na su'erf!cie do '#aneta 'e#o im'acto.
1>. /ma mo#a r!"ida tem uma #ei de força dada 'or BC8Ux
*
. O traba#ho necess+rio 'ara distender a mo#a
desde a sua 'osiço re#axada xC0 até ao com'rimento distendido kC< é Z
0
. Qua# o traba#ho necess+rio
'ara distender a mo#a do com'rimento distendido < até ao com'rimento distendido $<. [ 'oss!&e# definir
uma ener"ia 'otencia# 'ara essa #ei? 1e sim, qua# seria? 1e no, 'or quO?
$0. /m 'equeno b#oco de massa $00" des#i5a ao
#on"o de um tri#ho #iso mostrado na fi"ura. O b#oco
'arte do re'ouso do 'onto T a 3m do so#o e o raio
da traAetFria circu#ar é 1m. (a) Qua# a força
resu#tante sobre o b#oco no 'onto Q? (b) Qua# o
&a#or da força que o b#oco exerce no tri#ho no 'onto
N? (c) Qua# a a#tura acima do 'iso hori5onta# que o
b#oco de&e ser so#to 'ara que fique na iminOncia de
'erder o contato com o tri#ho no to'o da 'ista?
$1. . funço ener"ia 'otencia# de uma 'art!cu#a de massa )k", num cam'o de força, é descrito 'or;
/C*x
$
8x
*
, x ≤*
/C0 , x ≥*
a) Tara que &a#ores de x a força B
x
é nu#a? (b) 7squemati5ar o "r+fico de / contra x. (c) ?iscutir a
estabi#idade do equi#!brio 'ara os &a#ores de x encontrados em (a). (d) 1e a ener"ia tota# da 'art!cu#a for
1$Y, qua# a sua &e#ocidade em xC$m? N. (a) xC0, xC$, xS*. (c) xC0 est+&e#, xC$ inst+&e#, xS* indiferente
(d) $m6s
Página 26 de 37
P
R
. Q

$$. . força que atua sobre um 'art!cu#a de massa $0" é B(x) C x
*
8)x em You#es. (a) ?etermine a ener"ia
'otencia# associada 2 força. (b) ?etermine as 'osiçGes de equi#!brio. (c) Baça o esboço dos "r+ficos de B
contra x e de / contra x.
$*. . +"ua numa re'resa é cana#i5ada 'ara uma turbina 2 taxa de 1,3x10
(
k"6min. . turbina est+ #oca#i5ada
30m abaixo do n!&e# da +"ua na re'resa e na sua sa!da a corrente de +"ua tem a &e#ocidade de 3m6s . (a)
?es're5ando quaisquer dissi'açGes de ener"ia, qua# a 'otOncia da turbina? (b) Quantas 'essoas
consumiriam a ener"ia desta turbina se cada uma consumisse *x10
11
Y de ener"ia 'or ano?
$). /m 'Ondu#o de 40cm com uma massa de (00" é so#to do re'ouso num 0n"u#o \ com a &ertica#. .o
'assar 'e#o 'onto mais baixo da traAetFria a &e#ocidade do 'Ondu#o é $,4m6s. (a) Qua# o 0n"u#o inicia# do
'Ondu#o? (b) Qua# a traço no fio no 'onto mais baixo da traAetFria?
MOMENTO LINEAR
$3. /m 'roAéti# de $", que se des#oca em direço hori5onta# com &e#ocidade de 300m6s, é atirado contra
um b#oco de madeira de massa i"ua# a 1,0k", inicia#mente em re'ouso numa su'erf!cie hori5onta#. O
'roAéti# atra&essa o b#oco e emer"e com sua &e#ocidade redu5ida 'ara 100m6s. O b#oco des#i5a uma
dist0ncia de $0cm sobre a su'erf!cie a 'artir da 'osiço inicia#.
a) Qua# o coeficiente de atrito cinético entre o b#oco e a su'erf!cie?
b) Qua# o decréscimo na ener"ia cinética do 'roAéti#?
c) Qua# a ener"ia cinética do b#oco de madeira imediatamente a'Fs ser atra&essado 'e#o 'roAéti#.
$(. /m automF&e# de $ton de massa 'ercorria uma a&enida no rumo #este a (0km6h quando co#idiu
ine#asticamente com um caminho de massa )ton que 'retendia cru5+8#o 'ara o su# a $0km6h. Qua# o
mFdu#o e direço da &e#ocidade dos carros a'Fs a co#iso?
$9. /m 'roAéti# com massa 3" é dis'arado contra um 'edaço de madeira de 1k" 'endurado num cordo
de $0m. o centro de "ra&idade do 'edaço de madeira sobe uma dist0ncia de 0,3cm. ?eterminar a
&e#ocidade com que o 'roAéti# emer"e da madeira se a &e#ocidade inicia# é de *00m6s.
$4. ?ois 'Ondu#os cada um com com'rimento de
1m e massas $0" e *0" , esto inicia#mente
situados conforme a fi"ura ao #ado. O 'Ondu#o
de $0" é so#to da a#tura $0cm indo de encontro
ao outro 'Ondu#o 'arado. (a) .dmita que a
co#iso seAa 'erfeitamente ine#+stica. Qua# a#tura
subir+ o centro dos 'Ondu#os? (b) Nefaça os
c+#cu#os admitindo que na co#iso o 'Ondu#o
co#idente adquire uma &e#ocidade i"ua# a metade
da sua &e#ocidade imediatamente antes da
co#iso. -a#cu#e as a#turas que os 'Ondu#os
subiro 'ara este caso.
$>. /ma bo#a com massa $00" é 'roAetada com
&e#ocidade inicia# de $m6s na direço de um
cano de um dis'ositi&o de mo#a com massa
(00" que est+ inicia#mente em re'ouso sobre
uma su'erf!cie #isa. . bo#a adere ao cano no
'onto de m+xima com'resso da mo#a.
?es're5ar as 'erdas 'or atrito durante a co#iso.
(a) Qua# é a &e#ocidade do dis'ositi&o de mo#a
a'Fs a bo#a atin"ir o re'ouso no cano? (b) Qua#
a fraço da ener"ia cinética inicia# da bo#a que é
'erdida atra&és do traba#ho rea#i5ado sobre a
Página 27 de 37
20cm
mo#a?
*0. /m obAeto de 4,88 kg 2 &e#ocidade de 31,4 m/s,
bate numa '#aca de aço num 0n"u#o de 423 e é
ref#etido no mesmo 0n"u#o e na mesma
&e#ocidade (&er fi"ura). Qua# a &ariaço (em
mFdu#o, direço e sentido) do momento #inear do
obAeto?
*1. /m homem de 75,2 kg encontra8se em uma carroça de 38,6 kg que se mo&e 2 &e#ocidade de 2,33
m/s. 7#e sa#ta da carroça de ta# maneira que atin"e o so#o com &e#ocidade hori5onta# nu#a. Qua# ser+ a
&ariaço na &e#ocidade do &e!cu#o?
*$. . cada minuto, uma metra#hadora es'ecia# de um "uarda de 5oo#F"ico dis'ara 220 ba#as de borracha
de 12,6 g com &e#ocidade inicia# de '75 m/s. Quantas ba#as de&em ser atiradas num anima# de 84,7 kg
que corre 'ara o "uarda a 3,87 m/s, 'ara 'ar+8#o? (1u'onha que a traAetFria das ba#as seAa hori5onta#
e que e#as caiam no cho de'ois de bater no a#&o).
**. /m cor'o de massa de 8,0 kg mo&e8se a 2,0 m/s sem inf#uOncia de força externa. @um determinado
momento, ocorre uma ex'#oso interna, que di&ide o cor'o em dois 'edaços, cada um com 4,0 kg de
massa. -om a ex'#oso, o sistema constitu!do dos dois 'edaços adquire a ener"ia cinética de
trans#aço de 16 4. Os dois 'edaços continuam a se mo&er na direço ori"ina# do mo&imento.
?etermine o mFdu#o e o sentido da &e#ocidade de cada um de#es a'Fs a ex'#oso.
*). /ma ba#a de 3,54 g é atirada hori5onta#mente
sobre dois b#ocos em re'ouso sobre uma mesa sem
atrito, como mostra a fi"ura. . ba#a 'assa atra&és do
'rimeiro b#oco, de 1,22 kg de massa, e fica en"astada
no se"undo, de massa de 1,78 kg. Os b#ocos
adquirem as &e#ocidades de 0,630 m/s e 1,48 m/s
res'ecti&amente, conforme a fi"ura. ?es're5ando a
massa remo&ida do 'rimeiro b#oco 'e#a ba#a,
determine;
a. . &e#ocidade da ba#a imediatamente a'Fs emer"ir
do 'rimeiro b#oco.
b. 1ua &e#ocidade ori"ina#.
35. @a 'ro&a de resistOncia dos '+ra8choques de um no&o carro, o &e!cu#o, de 2.300 kg e a 15 m/s, co#ide
com o 'ara'eito de uma 'onte, sendo 'arado em 0,54 s. ?etermine a força média que atuou no carro
durante o im'acto.
Página 28 de 37
*(. /ma bo#a de 325 g tem &e#ocidade 6,22 m/s quando atin"e uma 'arede
se"undo um 0n"u#o θ % 33,03 e recua com a mesma &e#ocidade e mesmo
0n"u#o. O contato com a 'arede dura 10,4 ms.
a. Qua# o im'u#so sofrido 'e#a 'arede?
b. Qua# a força média exercida 'e#a bo#a sobre a 'arede?
*9. /ma ba#a cuAa massa é de 4,54 g é atirada hori5onta#mente contra um b#oco de madeira de 2,41 kg
que est+ em re'ouso numa su'erf!cie hori5onta#. O coeficiente de atrito cinético entre o b#oco e a
su'erf!cie é 0,210. . ba#a fica cra&ada no b#oco, que é des#ocado 1,83 m.
a. Qua# a &e#ocidade do b#oco imediatamente de'ois que a ba#a 'arou dentro de#e?
b. Qua# a &e#ocidade da ba#a?
*4. /m obAeto cuAa massa é 2,0 kg choca8se e#asticamente com outro que est+ 'arado e continua a se
mo&er no sentido ori"ina#, mas com o mFdu#o de sua &e#ocidade redu5ida a 5 do seu &a#or inicia#. Qua# a
massa do obAeto que esta&a 'arado?
*>. /m carrinho de massa 342 g mo&e8se num tri#ho de ar reti#!neo sem atrito, com &e#ocidade inicia# de
1,24 m/s e atin"e um se"undo carrinho de massa desconhecida que est+ em re'ouso. . co#iso entre e#es
é e#+stica. ?e'ois da co#iso, o 'rimeiro carrinho continua em seu sentido ori"ina# a 0,636 m/s.
a. Qua# a massa do se"undo carrinho?
b. Qua# a sua &e#ocidade a'Fs o im'acto?
CINEM$TICA ROTACIONAL
)0. . 'osiço an"u#ar de um 'onto #oca#i5ado na borda de uma roda "i"ante é descrita 'or; φ % 4,0$ 6 3,0$
2
+ $
3
, onde φ é dado em radianos e $ em se"undos.
a. Qua# a &e#ocidade an"u#ar em $ % 2 s e em $ % 4 s?
b. Qua# a ace#eraço an"u#ar média 'ara o inter&a#o de tem'o iniciado em $ % 2 s e terminado em $
% 4 s?
c. Qua# a ace#eraço an"u#ar instant0nea no in!cio e no fina# desse inter&a#o de tem'o?
)1. /m 'rato de toca8discos que roda a 78 #)v/mi0 desace#era e '+ra 32 s a'Fs o motor ter sido
des#i"ado.
a. 7ncontre a sua ace#eraço an"u#ar uniforme em re&6min
$
.
b. Quantas re&o#uçGes e#e far+ durante esse inter&a#o de tem'o?
)$. . &e#ocidade an"u#ar do motor de um automF&e# é aumentada de 1.170 #)v/mi0 'ara 2.880 #)v/mi0
em 12,6 s.
a. 7ncontre a ace#eraço an"u#ar em re&6min
$

b. Quantas re&o#uçGes o motor rea#i5a durante esse inter&a#o de tem'o?
)*. O &o#ante de um motor est+ "irando a 25,2 #a7/s. Quando o motor é des#i"ado, o &o#ante desace#era a
uma ra5o constante e '+ra a'Fs 1',7 s. -a#cu#e;
a. . ace#eraço an"u#ar (em rad6s
$
) do &o#ante=
b) O 0n"u#o (em rad) descrito 'e#o &o#ante antes de 'arar=
c) O n,mero de re&o#uçGes feitas 'e#o &o#ante durante a desace#eraço.
)). O 'rato de um toca8discos "ira com &e#ocidade an"u#ar constante de 33 1/3 #)v/mi0.
a. Qua# a sua &e#ocidade an"u#ar em #a7/s?
Página 29 de 37
b. Qua# a &e#ocidade #inear de um 'onto no disco sob a a"u#ha no in!cio e no fina# da faixa "ra&ada? .s
dist0ncias da a"u#ha ao eixo de rotaço do 'rato, nessas duas 'osiçGes, so res'ecti&amente 15,0 +m
e 7,4 +m.
c. 7ncontre a ace#eraço em cada uma das 'osiçGes.
)3. O &o#ante de uma m+quina a &a'or mo&imenta8se com &e#ocidade an"u#ar constante de 156 #)v/mi0.
Quando o &a'or é cortado, o atrito de&ido aos mancais e ao ar #e&a a roda a 'arar em 2,20 /.
a. Qua# é a ace#eraço an"u#ar constante da roda, em #)v/mi0
2
?
b. Quantas rotaçGes a roda far+ antes de 'arar?
c. Qua# é a ace#eraço #inear tan"encia# de uma 'art!cu#a a 52,4 +m do eixo de rotaço quando o
&o#ante est+ "irando a 72,5 #)v/mi0?
d. Qua# é a ma"nitude da ace#eraço #inear tota# da 'art!cu#a na 'arte + ?
)(. /m disco 'arte do re'ouso e atin"e 300r'm em 3,3s. .dmita um mo&imento de rotaço uniforme 'ara
o disco. ?etermine;
a. Quantas &o#tas fe5 o disco neste inter&a#o de tem'o de 3,3s?
b. Que dist0ncia cobre um 'onto na 'eriferia do disco a (cm do centro durante o inter&a#o de tem'o
de 3,3s?
DIN"MICA ROTACIONAL
)9. -ada uma das trOs #0minas do rotor de um he#icF'tero
tem com'rimento de 5,20 m e massa de 240 kg= o rotor "ira a
350 #)v/mi0.
a. Qua# a inércia rotaciona# do conAunto do rotor em torno
do eixo de rotaço? (cada #0mina 'ode ser considerada
como uma haste fina).
b. Qua# a ener"ia cinética de rotaço?
48. /ma esfera oca e fina tem raio de 1,88 m e, sob o efeito de um torque de '60 N.m, adquire
ace#eraço an"u#ar de 6,23 #a7/s
2
em torno de um eixo que 'assa 'e#o centro da esfera. -a#cu#e;
a. . inércia rotaciona# da esfera sobre o eixo de rotaço.
b. . massa da esfera.
49. /ma 'o#ia, que 'ossui inércia rotaciona# de 1,14x10
-3
kg.m
2
e raio de ',88 +m, é acionada 'or uma
força a'#icada tan"encia#mente 2 sua borda= a força F &aria no tem'o, sendo F % 0,4'6$ + 0,305$
2
,
onde F é dado em @eLtons e $ em se"undos. 1e a 'o#ia encontra&a8se inicia#mente em re'ouso,
encontre sua &e#ocidade an"u#ar a'Fs 3,60 s.
50. @uma m+quina de .tLood, um b#oco 'ossui massa de 500 g e outro de 460 g. . 'o#ia, que est+
montada sobre um su'orte hori5onta# sem atrito, 'ossui raio de 5,00 +m. Obser&a8se que, quando
#iberado em re'ouso, o b#oco mais 'esado cai 75,0 +m em 5,00 s (a corda no des#i5a na 'o#ia).
a. Qua# a ace#eraço de cada b#oco?
b. Qua# a tenso na corda que su'orta o b#oco mais 'esado?
c. Qua# a tenso na corda que su'orta o b#oco mais #e&e?
d. Qua# a ace#eraço an"u#ar da 'o#ia?
e. Qua# o momento de inércia rotaciona# da 'o#ia?
Página 30 de 37
51. /ma esfera maciça de massa 3k" e raio 10cm é so#ta do a#to de uma ram'a +s'era com e#e&aço de
*9
0
. -a#cu#e a ace#eraço do centro de massa da esfera.
52. /m disco de massa 3k" e raio 10cm é usado
como "uindaste 'ara descarre"ar car"as de 3k"
de uma a#tura de $0m do so#o. -a#cu#e;
a. . ace#eraço de queda da car"a.
b. . traço na corda.
c. O torque exercido no disco.
53. /m ci#indro maciço ro#a 'or um '#ano inc#inado de 30
0
. Qua# o &a#or m!nimo do coeficiente de atrito
est+tico entre a su'erf!cie do ci#indro e do '#ano 'ara que o ro#amento ocorra sem escorre"amento?
MOMENTO ANGULAR
54. /m obAeto de 2,0 kg se mo&e num '#ano com &e#ocidade de com'onentes v
x
% 30 m/s e v
!
% 60 m/s,
ao 'assar 'e#o 'onto -x, !. % - 3,08 -4,0. m.
a. Qua# é o seu momento an"u#ar em re#aço 2 ori"em nesse instante?
b. Qua# é o seu momento an"u#ar em re#aço ao 'onto -- 2,08 -2,0. nesse mesmo instante?
55. /ma 'art!cu#a sofre a aço de dois torques em torno da ori"em; τ
1
tem mFdu#o i"ua# a 2,0 N.m e
a'onta no sentido crescente de x, e τ
2
tem mFdu#o de 4 N.m e a'onta no sentido decrescente de !.
Quais so o mFdu#o, a direço e o sentido de 79/7$, onde 9 é o momento an"u#ar da 'articu#ar?
56. O momento an"u#ar de um &o#ante que 'ossui momento de inércia i"ua# a 0,140 kg.m
2
, decresce de
3,00 'ara 0,80 kg.m
2
/s em 1,50 s.
a. Qua# é o torque médio que atua sobre o &o#ante durante esse 'er!odo?
b. 1u'ondo que a ace#eraço an"u#ar seAa uniforme, qua# foi o 0n"u#o "irado 'e#o &o#ante?
57. /ma barra uniforme "ira num '#ano hori5onta# em torno de um eixo &ertica# que 'assa 'or uma de suas
extremidades. . barra tem 6,00 m de com'rimento, 'esa 10,0 N e "ira a 240 #.1.m., em sentido
hor+rio, &ista de cima. -a#cu#e;
a. o momento de inércia da barra em torno do eixo de rotaço.
b. o momento an"u#ar da barra.
58. /m homem est+ de 'é sobre uma '#ataforma sem atrito que "ira com &e#ocidade an"u#ar de 1,2 #.1.s.
seus braços esto abertos e e#e se"ura um 'eso em cada mo. @esta 'osiço, o momento de inércia
do sistema com'osto 'e#o homem, os 'esos e a '#ataforma é i"ua# a 6,0 kg.m:. 1e, ao mo&er os
'esos, o homem fi5er o momento de inércia do sistema diminuir 'ara 2,0 kg.m:,
a. Qua# ser+ a &e#ocidade an"u#ar da '#ataforma?
b. Qua# ser+ a ra5o entre a no&a ener"ia cinética do sistema e o seu &a#or ori"ina#?
c. O que forneceu a ener"ia cinética adiciona#?
59. /ma roda "ira #i&remente com &e#ocidade an"u#ar de 800 #.1.m., num eixo cuAo momento de inércia é
des're5!&e#. /ma se"unda roda, inicia#mente em re'ouso e que 'ossui o dobro do momento de inércia
da 'rimeira, é subitamente aco'#ada ao mesmo eixo.
a. Qua# a &e#ocidade an"u#ar do conAunto formado 'e#o eixo e as duas rodas?
b. Que fraço de ener"ia cinética rotaciona# ori"ina# é 'erdida?
Página 31 de 37
60. /ma roda de bicic#eta com centro e raios de massa des're5!&e# tem um aro fino de raio i"ua# a 0,35 m
e 'eso de 37,1' N= e#a "ira no seu eixo com atrito des're5!&e#. /m homem se"ura a roda acima da
cabeça com eixo na &ertica#, de 'é sobre uma mesa "iratFria que 'ode rodar #i&remente, sem atrito; a
roda fira em sentido hor+rio, &ista de cima, com &e#ocidade an"u#ar de 57,7 #a7/s, e a mesa est+
inicia#mente em re'ouso. O momento de inércia do sistema rodaEhomemEmesa em torno do eixo de
rotaço é de 2,0' kg.m:. O homem, re'entinamente, interrom'e com a mo a rotaço da roda (em
re#aço 2 mesa). ?etermine a &e#ocidade an"u#ar resu#tante do sistema (mFdu#o, direço e sentido).
61. ?uas crianças, cada uma com massa (, sentam8se nos extremos o'ostos de uma 'rancha estreita de
com'rimento ; e massa ( (i"ua# 2 das crianças). . 'rancha é 'i&otada no centro e 'ode "irar
#i&remente, sem atrito, num circuito hori5onta#. (-onsidere8a como se fosse uma haste fina.)
a. Qua# é o momento de inércia do sistema formado 'e#a 'rancha e as crianças, em torno de
um eixo &ertica# que 'assa 'e#o centro da 'rancha?
b. Qua# é o momento an"u#ar do sistema se e#e roda com &e#ocidade an"u#ar ω
0
em sentido
hor+rio, &isto de cima? Quais so a direço e sentido do momento an"u#ar?
c. 7nquanto o sistema est+ rodando, as crianças 'uxam uma 2 outra em direço ao centro,
até ficarem sentadas na metade da dist0ncia ao centro que tinham inicia#mente. Qua# é a
no&a &e#ocidade an"u#ar, em termos de ω
0
?
d. Qua# é a mudança sofrida 'e#a ener"ia cinética do sistema como resu#tado da mudança de
'osiço das crianças?
($. ?uas bo#as de 2,00 kg cada so 'resas 2s
extremidades de uma barra fina de massa des're5!&e#, de
50,0 +m de com'rimento. . barra 'ode "irar #i&remente,
sem atrito, num '#ano &ertica#, em torno de um eixo
hori5onta# que 'assa 'e#o seu centro. 7nquanto a barra
est+ na hori5onta#, uma bo#ota de massa de &idraceiro de
50,0 g cai sobre uma das bo#as com &e#ocidade de 3,00
m/s e fica "rudada a e#a.
a. Qua# é a &e#ocidade an"u#ar do sistema, #o"o a'Fs
ser atin"ido 'e#a massa de &idraceiro?
b. Qua# é a ra5o entre a ener"ia cinética do sistema
inteiro a'Fs a co#iso e a ener"ia cinética da bo#ota de
massa de &idraceiro, 'ouco antes da co#iso?
c. Qua# ser+ o 0n"u#o em que sistema ir+ "irar até
'arar tem'orariamente?
(*. /m carrosse# tem $m de raio e 300k"m
$
de momento
de inércia. 7ste "ira em torno do seu eixo com'#etando
uma &o#ta a cada 3 se"undos. /ma criança com $3k"
est+ inicia#mente no centro do carrosse# e de'ois caminha
até a borda deste. -a#cu#ar a &e#ocidade an"u#ar fina# do
carrosse#.
(). . criança mencionada no 'rob#ema anterior corre com
&e#ocidade de $,3m6s numa direço tan"ente + beira do
carrosse#, que est+ 'arado. . criança ento 'u#a sobre o
carrosse#. -a#cu#e a &e#ocidade que o mesmo adquire.
(3. /ma 'art!cu#a de massa 1,4k" descre&e um c!rcu#o de
raio *,)cm. O mFdu#o do seu momento an"u#ar em
re#aço ao centro do c!rcu#o de'ende do tem'o 'e#a
re#aço <C)t (k"m
$
6s). ?etermine 'ara tC10s. (a) Qua# o
mFdu#o do torque que atua na 'art!cu#a? (b) Qua# a
Página 32 de 37
&e#ocidade da 'art!cu#a.
Página 33 de 37
R)s1,s$as 7a 9is$a 7) )x)#+<+i,s
- 1 u0i7a7) -
(=>?>"@ = AR"N>=B"@ FC@?D"@
1. (a) 10
>
e (b) 1610.000
$. (a) 3,13x10
4
km
$
e (b) 1,10x10
1$
km
*
.
*. (a) 0,(*3m e (b) 11,41J
). (a) 1,04x10
>
km6h, (*09$/.6ano e (b) 4,**min.
3. (a) 1000 e (b) 134,**k"6s
(. (a) $,3x10
8)
m
$
(b) 1,$x10
*
m (c) 1,$3x10
8(
m
*
(d) 1,3x10
8*
m
*
(e) )1,(9]5 (f) 0,0))m
*
6s
9. 1000k"6m
*
e 1k"6# (b) 4,**x10
8)
k"6s (c)1,3k"
4. (a) 3,34x10
*
k"6m
*
e 3340 "6cm
*
(EF?(=NGE HN?>?(=N@?EN";
>. (a) $ m6s. (b) *,* m6s.
10. (a))0km6h
11. a) 0,8$m, 0, 1$m (b) E 1$m (c) E9m6s
1$. a)8(m6s, (b) ne"ati&o, (c)(m6s, (d) 'rimeiro é menor, de'ois se anu#a e de'ois é maior.
1*. 100m e *,$m6s
1). (a) 0, (b) x0, (c) x0, (d) & C k x0, ex' (8kt). (e) ^ari+&e#. (f) a C 8k
$
x0 ex' (8kt). (") a C 8k&. (h)
& C 0, a C 0. (i) x C 1,$( m= & C 0,9) m6s= a C 80,9) m6s
$
.
13. (a) > s. (b) 1($ m.
1(. (a) (>,* m6s, (b) $ m6s
$
, (c) 10*,> s.
19. (a) & C *b1t
$
D )b$t
*
. (b) a C (b1t D 1$b$t
$
. (c) t C 1,3s. (d) D19m. (e) & C $m6s.
(f) a C 8$)m6s
$
. (") &médC 8() m6s.
14. (a) (,$(m6s (b) 1,$4s
1>. (a) (m6s e 3m, (b) tS0,3s
$0. (a) $$m (b) (m6s
$
e (c) 8*m6s
$
$1. (a) 80,03t
$
8E$tE10 e 1t
$
80,16(t
*
E10t (b) $0s (c) *0m6s
$$. *>,)3m
$*. *>,)3m
$). $>3,3m6s
$3. >(0m
$(. (a) 40m (b) $0m6s (c) )s
F=GER=@ = (EF?(=NGE &?>?(=N@?EN";
$9. (a) 30cm (b) 0
0
(c) 140
0

$4.
$>. $$,*( u
*0. $m e 3m, 3,*>m e (4,$
0

*1. a E b C $i E 3j 3,*4= 0n"u#o C (4,$
o
no sentido anti8hor+rio a 'artir do eixo 'ositi&o x
*$. 10.$19 m
**. (a) *,9) @ (b) D 0,** m6s
$
(c) D 13 Y (d) 1*9
o
*). (a) 2i – j – k (b) 1,633 kg (c) 1,225i – 0,612j – 0,612k (d) 1*),9P
*3. 11 m6s
*(.
*9.
*4. ( m
*>.
)0. (a) 1)(,1( (b) **,9)
)1. $iE(A8(k, 4,9$, 33,3>
0
, 81*i84A8k, 13,$>
)$. (a) $iE*AEk (b) $iEAEk (c) 3),9)
0
)*. (a) )(,43
0
(b) LxC8*,>( LMC0,(( (c) ) e 4, 4,>)
)). (a))9,19m (b) 839,>>
0
)3. (a) v(t) C ) tj Dk a(t) C )j (b) 4,*1m
)(. (a) _#(t) C 89i E 1)j D)k (b) 1,($m6s
)9. (a) * i 8 4t j m6s= (b) ( * i D 1( j)m6s (c) 1(,* m6s= (d) D9>,)
0
Página 34 de 37
)4. (a) (i D10(j (m)= (b)1>i D$$) j (m6s)= (c) $)i D**(j (m6s
$
) (d) D43,$
0
em re#aço ao eixo
Ex.
)>. (a)9,)> km6s= (b)4m6s$
30. (a)1>m6s (b)*3r'm= (c)1,9 s
31. r C 3,$4 x 10
811
m
3$. (a)1$s= (b)),1m6s
$
'ara baixo = (c) ),1m6s
$
'ara cima.
3*. 10(,9 m
3). ( i E 10( j
33. (a) 814 m6s
$
(b) 0,93 s (c)@unca (d) $,1> s
3(. (a) 4t j E k (b)4 j
39. (0P
34. 4,>4 x 10
$$
m6s
$
;=?@ >= N=2GEN
3>. 10@
(0. 10@
(1. (a)$,)@ (b)*,(@
($. (a) $,94 k@ (b) ( s
(*. aC0,3iE0,93A
(). (a)0,$19m6s
$
(b)19,4@
(3. (a) 0,( m6s
$
(b) $93 @
((. (a) 0,( m6s
$
(b) $93 @
(9. (a) )3,$ k@ (b) *$,0 k@
(4. (a) 343,9 @ (b) 3)(,9 m6s
$
(>. (a) 1,(0 x 10
)
@= (b) 0,44 x 10
)
@= (c) 0,9$ x 10
)
@, no sentido do contra'eso
90. 1,>*m6s
$
e $,94m6s
91. (a) 94,3 @ (b) 30 @ (c) 13,$ m6s
$
, 'ara cima.
9$. 10$9 @
9*. (a)@o (b) 53 @ ('ara esquerda) e $$ @ ('ara cima)
9). )44 @
93. (a)*0cm6s (b)190c,6s
$
(radia#mente 'ara dentro) (c)$,>m@ (d)0,)0
9(. (a)11,1@ (b))9,*@ (c))0,1@
99. (a) no 'onto mais baixo do c!rcu#o (b)>,*0m6s
94. (a) 0,34 (b) V c C t"θ 8 (a6" cosθ). (c) 0,**
9>. (a) )) @ (b) 1,13 m6s
$
(c) 1$9 @
40.
41. (a) **,93 @ (b) *,93 m6s
$
4$.
4*. (a) (0 cm6s (b) 0,0( @ (c) 0,0( @ (d) *,> cm
4). (a) 11,)P (b) 0,$0
43. (a) $,)$cm6s (b) 1,13h
4(. (a) 0,) m6s= 0,(> m6s. (b) 80,$99= 80,1(. (c) 0 (d) 0 (e) 0,0() @ (f) 0
49. (a) ),0m6s
$
e ),> m6s
$
(b) 1,$3@
44. *,4*s e $,*)m6s
$
4>. (a) 11,1@ (b) )9,*@ (c) )0,1@
>0. 9,)m6s
- 2 u0i7a7) 6
GR"&";IE, =N=RA?"@ D?NJG?D", KEG=ND?"; = (=DLN?D".
1. 31(@
2. (a)*9,3>@ (b) 81>,(@ (c) 19,>>@
3. (a) 1$1,9 @ (b) 8$)*,) @ (c) $>) @ (d) 831 @ (e) 0 (f) 0
4. $0,) m
Página 35 de 37
5. (a) $,*1m6s (b) . &ariaço da ener"ia cinética do at#eta ser+ numericamente i"ua# ao
dobro da massa do at#eta.
O traba#ho rea#i5ado 'or seus m,scu#os ser+ i"ua# a essa &ariaço da ener"ia cinética.
6. *,1) x 10
1$
Y
7. 3,$ x 10
)
@
8. (a) $3 Y(b)),1 m6s
9. 25 J
10. (a) 43,3 x 10
--3
J (b) 130,0 x 10
--3
J
11. (b) 1,5 Foxo
12. 184 kW
13. (a) **4.34$ Y (b)0,(* h'
14. 5,64 s
15. 25 !
16. 16,6 kW
17. 4.9 x 10
)
Y
18. (a) >,0x10
)
me"a tons de %@% (b) )3km
19. 15W0
20. (a) 13,(4@ (b) )>@ (c) $,3m
21. (a) xC0, xC$, xS*. (c) xC0 est+&e#, xC$ inst+&e#, xS* indiferente (d) $m6s
22. (a) /(x)C8x
)
6)Ex
$
6$ (b) 0 (est+&e#),C$, 8$ (inst+&e#)
23. (a) 1$WZ (b) 1$(1
24. (a) (0
0
(b) 11,9(@
(,m)0$, 9i0)a#
25. (a) 0,1(* (b)$)0,0Y (c)0,*$0Y
26. $)km6h **,9
0
17
27. $*9m6s
28. (a) *,$cm (b) 3,0cm e $,$cm
29. (a) 0,3m6s (b) 0,93
30. 205,06 kg.m"s, #$r%&c'(m$n%$ !'r' c&m'
31. 4,54 m"s
32. 27 b'('s
33. 4,0 m"s (m$smo s$n%&)o &n&c&'() $ *$ro
34. (a)9)3,9 m6s (b)>($,9 m6s
35. 63,9 k+
36. (a) 2,20 +.s (!'r' $s,-$r)') (b) 212 + (!'r' )&r$&%')
37. (a)$,93 m6s (b) 1)(0 m6s
38. 100 kg
39. (a)110" (b)1,44 m6s
Di0)mM$i+a F)$,#ia9
40. (a) 4,0 r')"s $ 28,0 r')"s (b)12 r')"s
2
(c)6 r')"s
2
$ 18 r')"s
2
41. (')146 m"s
2
(b) 20,8 #$r
42. (a) 8.143 r$#"m&n
2
(b) 425 r$#
43. (') -1,28 r')"s2 (b) ./ 248 r') (c) 39,5 #$r
44. (')3,49r')"s (b)52,4 cm"s $ 25,8 cm"s (c) 182,8 cm"s2 $ 90,2 cm"s2
45. (a) -1,18 r$#"m&n
2
(b) 10.296 r$# (c)1,08 mm"s ()) 30,2 m"s
2
46. (a) `$*&o#tas e (b) 4,()m
>i0Nmi+a R,$a+i,0a9
47. (a) 6490 kg.m
2
(b) 4,36x10
6
J
48. (')154,1 kg.m
2
(b)65,4 kg
49. 689,6 r')"s
50. (') 6,00 cm"s
2
(b) 4,87 + (c) 4,54 + ()) 1,20 r')"s
2
($) 0,0138 kg.m
2
51. 1,$>m6s
$
52. (a) ),>m6s
$
(b) $),3@ e (c) $,)3@.m
53. 0,)0
(,m)0$, "0gu9a#
Página 36 de 37
54. (a) 600 kg.m
2
"s (b) 720 kg.m
2
"s
55. 4,5 +.m, !'r'($(o 'o !('no x0 1orm'n)o -m 2ng-(o )$ -633 com o $&xo x !os&%&#o
56. (a)81,)9@.m (b)$0,) rad
57. (a) 12,2 kg.m
2
(b) 308 kg.m
2
"s, !'r' b'&xo
58. (a)*,( re&6s (b)*,0 (c)O traba#ho rea#i5ado 'e#o homem ao a'roximar os 'esos do cor'o
59. (a) $(9 r.'.m. (b)$6*
60. 12,7 r')"s, $m s$n%&)o or4r&o, #&s%o )$ c&m'
61. (a) 756
2
"12 (b) 756
2
ω0"12 ↓ (c) 14ω0"5 ()) 2156
2
ω0
2
"40
62. (a) 0,1)4 rad6s (b) 0,01$* (c) 141P
63. 1 re&o#uço a cada ( se"undos.
64. 0,$04 rad6s
65. (a) )@.m e (b) 1>$$* rad6s
Página 37 de 37