1

ÁLGEBRALINEAR
Profa. : Iracy
UNIDADE I – CONTINUAÇÃO

1.4 – Determinante de uma Matriz

O Determinante de uma matriz quadrada A,é denotada por |A| ou det A,
é um escalar (número) a ela associado.

a)CÁLCULO DO DETERMINANTE PARA UMA MATRIZ DE ORDEM 2.

DP = diagonal principal e DS= diagonal secundária

a
11
a
12

Seja A = a
21
a
22
, det( A ) = produto da DP - ( produto da DS)
det ( A ) =

Exemplo: Calcular o determinante, das matrizes à seguir:
1 3 1 - 3
a) A = 2 4 e b) B = 2 9



b)CÁLCULO DE DETERMINANTE PARA UMA MATRIZ DE ORDEM 3 .

a
11
a
12
a
13
Seja A = a
21
a
22
a
23
a
31
a
32
a
33


det(A) = ∑ dos produtos das DP - ∑ dos produtos das DS .



Exemplo: Calcular o determinante, das matrizes à seguir:
1 0 3
a) A = 2 1 0
1 -1 1


5 2 3
b) B = -3 9 -2
1 -1 8


2


c)CÁLCULO DO DETERMINANTE PARA UMA MATRIZ DE ORDEM
SUPERIOR A DOIS. ( Expansão de Laplace )
TEOREMA DE LAPLACE
O determinante de uma matriz quadrada é a soma dos produtos dos elementos
( a
ij
) de uma linha ou coluna qualquer ,pelos respectivos cofatores ( c
ij
).

det ( A ) = ∑ ( a
ij
. c
ij
)


Cofator
C
ij =
( - 1 )
i + j
| M
ij
|
Determinante da Matriz menor ij= a resultante da retirada
da linha e da coluna correspondentes a i e j , respectivamente.


Exemplo: 1)Calcular o determinante da matriz A, utilizando o teorema de
Laplace.

5 6 1
A = 2 3 0
7 -3 0

Escolhendo a 1ª. linha , temos:
det (A) = a
11
c
11
+ a
12
c
12
+ a
13
c
13


a
11
= ; a
12
= e a
13
= .

Cálculo dos cofatores da 1ª. linha.
c
11
=
c
12
=
c
13
=

Substituindo os elementos aij e cij, temos:
det (A ) =


Exemplo: 2) idem dados do exemplo 1) , só que escolhendo a 3ª. coluna, que
tem o maior n
os
de zeros, menor número de cálculos, é o mais recomendável.

Det ( A ) = a
13
c
13
+ a
23
c
23
+ a
33
c
33




3




d) MATRIZ COFATOR
Seja A uma matriz quadrada . A matriz de cofatores de A ( cof(A) )
é a matriz que se obtém substituindo cada elemento de A pelo seu respectivo
cofator.
c
11
c
12
c
13
Cof (A) = c
21
c
22
c
23

c
31
c
32
c
33
, onde c
ij
= ( - 1 )
i + j
.| M
ij
|


Exemplo: Calcular a matriz cofator [ cof ( B) ], sendo :
1 0 4
B = 2 1 0 , cof ( B ) =
0 0 -1




e) PROPRIEDADES DO DETERMINANTE DE UMA MATRIZ A
nxm


I)Se uma matriz tem uma linha ou uma coluna nula, então det(A) =0;
II)det (A) = det (A
T
) .
Obs: A
T
= matriz transposta de A , ou seja , o que é coluna de A passa a ser
linha de A
T
. 1 2
Exemplo: A = 0 1 A
T
=
det( A) = det (A
T
) =

III)det ( I ) = 1

IV) O determinante de uma matriz diagonal de ordem n , é det (A) = a.b.c.d
.........n.
V) O determinante de uma matriz que tenha duas linhas ou duas colunas
iguais, é igual a zero.
VI) Se multiplicarmos uma linha ou uma coluna de uma matriz por uma
constante K, o det (A) fica multiplicado por K.
VII) Se multiplicarmos a matriz A
nxm
por uma constante K , o det (A) fica
multiplicado por K
m
.
VIII) det ( A + B ) ≠ det ( A ) + det ( B ).
IX) det ( A . B ) = det (A ) . det ( B)
X) Se det ( A ) ≠ 0 , a matriz A tem inversa e é chamada de não-
singular.

4

XI) det ( A
-1
) =determinante da matriz inversa da matriz A.
det( A
-1
) = 1 .
det ( A )
Exercício : Crie uma matriz para cada caso e verifique a validade das
propriedades I, III à IX.


f) CÁLCULO DA MATRIZ INVERSA ATRAVÉS DO CÁLCULO DO
DETERMINANTE

Obs: A matriz A só admite a Inversa se det ( A ) ≠ 0

Cálculo de A
-1
, p/ det ( A ) ≠ 0
1) Achar det (A );

2) Achar matriz cof (A);

3) Achar Adj ( A ) = [ cof (A ) ]
T
, Matriz adjunta de A é igual a
transposta da cof ( A ).

4) Achar cada elemento da A
-1
,dividindo-se cada elemento da Adj(A) pelo
det(A).


Exemplo: Calcular a inversa para cada caso à seguir :
1 2 3
a) A = 0 1 2
1 2 3










5 6 1
b) B = 2 3 0
7 -3 0