You are on page 1of 7

Materiais de moldagem

Material Ideal:
“É o material que “captura” com precisão os detalhes das estruturas bucais, “solta-se” da boca
sem distorção, permanecendo dimensionalmente estável sobre a bancada ou quando o gesso
é vazado sobre ele”.
ANUSAVICE, K. J. Phillips’ Science of Dental Materials, 10a ed. 1996
 Substâncias usadas para criar uma impressão ou reprodução negativa (dentes e
arcadas dentárias)

Moldeira Moldagem Molde Modelo

REQUISITOS:
 Ser fluído o bastante para se adaptar aos tecidos orais e viscoso o bastante para
manter-se na moldeira.
 A impressão não deve distorcer ou lacerar quando removida da boca.
 Deve manter-se estável até a obtenção do modelo.
 Facilmente desinfetado sem perda de acuracidade
 Compatibilidade com os materiais de confecção de modelos e troqueis.
 Não conter constituintes tóxicos ou irritantes
 Apresentar tempo de armazenagem adequado
 Consistência e textura satisfatórias
 Fácil manuseio
 Fidelidade de cópia


CLASSIFICAÇÃO
Anelásticos Elásticos
Irreversíveis Pasta ZOE Alginato
Gesso tipo I Elastômeros

Reversíveis Godiva Hidrocolóide Reversível


Materiais aquosos (colóides)

Elastômeros de impressão não aquosos

 Hidrocolóides à base de ágar ou
Reversíveis
 Polissulfetos
 Hidrocolóides à base de alginato ou
Irreversíveis
 Poliéteres
 Siliconas
• adição
• condensação


PASTA ZINCO-ENÓLICA
 Pasta a base de óxido de zinco e eugenol destinada a moldagem (desdentados totais)
 Base / Catalisador
 Não é irritante a mucosa bucal
 Não possui sabor desagradável
 Presa rápida no meio bucal, diminuindo o
desconforto para o paciente
 Reproduz área chapeável com precisão
 Adere a moldeira quando endurecida
INDICAÇÕES:
 Moldagem funcional prótese total
 Moldagem corretiva - desdentados
 Registro de mordida
 Material reembasador



MANIPULAÇÃO
 Bloco de papel impermeável
 Placa de vidro
 Espátula nº 36
Proporção: Comprimentos iguais das duas pastas/ Misturar até observar coloração uniforme
Presa inicial: 4-6 min (Final: 15 min)
Tempo suficiente para mistura, preencher a moldeira e moldar

ALGINATO
 Final do século XIX na Escócia descobre-se um exudato mucoso produzido por certas
algas marinhas marrons denominado de algina.
 Durante 2ª Guerra Mundial escassez de Agar (produtor Japão).
 Necessidade de um substituto.
 Surgimento dos Alginatos para moldagem.
INDICAÇÕES:
 Arcadas parcialmente dentadas
 Desdentados totais
 Hemiarcadas
 Moldagem anatômica
 Moldagem para modelos de estudo
 Confecção de moldeiras de clareamento
 Confecção de placas
 Moldagem – modelo de trabalho em PPR
 Moldagem – modelos de trabalho em ortodontia
 Moldagem de antagonistas
 Moldagens que não requeiram precisão
MANIPULAÇÃO:
 Colocar primeiramente a água
 Homogeneizar / Descompactar o pó
 Encher o dosador de pó e remover o excesso
 Espatular vigorosamente, alternando os movimentos para libertar bolhas de ar.
 Tempo de manipulação: 45 seg a 1 min
TEMPO DE GELEIFICAÇÃO: Suficiente para mistura, carregamento e preenchimento da
moldeira
 TIPO I (Presa rápida) - 1,0 a 2,0 minutos
 TIPO II (Presa normal) - 2,5 a 4,0 minutos
 Tempo suficiente para adquirir resistência à compressão e à ruptura, na maioria das
marcas comerciais. Ideal : de 2 a 5 min
Controle do tempo de geleificação
Resfriar a água Resfriar a espátula Alterar a proporção água-pó
Desinfecção e Vazamento (Umidificador)

ELASTÔMEROS

 São borrachas sintéticas semelhantes às borrachas naturais, formados a partir de uma
rede tridimensional de grandes moléculas (polímeros), interligados por ligações
cruzadas.
INDICAÇÕES :
 Moldagem de áreas retentivas.
 Moldagens unitárias.
 Moldagens de quadrante.
 Moldagem de dentados e desdentados.
Classificação física (viscosidade):
 Pesada
 Densa
 Média ou regular
 Leve
SILICONAS
INDICAÇÕES:
 Inlays
 Onlays
 Prótese fixa (coroas e pontes)
 Prótese parcial removível
 Próteses sobre implantes

Silicona densa (base pesada):
 Consistência espessa, com elevada quantidade de carga, embalado em potes.
 Se apresenta na forma ativador e catalisador.
 Empregado na técnica de dois tempos, juntamente com a silicona de baixa
viscosidade.
Silicona de baixa viscosidade (pasta fluida):
 Apresentada em diferentes consistências, com diferença de fluidez.
 Regular, leve ou ultra-leve.
 Também se apresenta com ativador e catalisador.
Silicona de Condensação: Menor fidelidade de cópia quando comparada à silicona de adição
MANIPULAÇÃO
 Manipulação conforme fabricante
 Adição – Manipulação base pesada sem luvas; pasta fluida em pistola
 Condensação – Pasta fluida em seringa

VANTAGENS E DESVANTAGENS
Adição
 Exige proporcionamento exato das pastas para evitar bolhas negativas
 Não pode manipular a base pesada com luvas
 Vazamento após 30 minutos até 7 dias
 Permite duplo vazamento
Condensação
 Menor custo
 Aguardar 15 para vazamento – evitar bolhas pela formação de álcool
 Único vazamento

POLIÉTER
“Primeiro material desenvolvido com a função específica de material de moldagem
odontológico”.

Tempo de Trabalho
 Tempo decorrente desde o início da mistura até que o material apresente
propriedades elásticas.
Média: 2,5 a 3,5 min
Tempo de presa
 Tempo decorrente desde o início da mistura até que o material possa ser removido do
molde com o mínimo de distorção.
Média: 9 a 11 min
*Igual ao da s. de condensação; s. adição: mais rápido
Elasticidade
 Mais rígido dos materiais de moldagem
 Difícil remoção de áreas retentivas
 Possibilidade de fratura nos sulcos gengivais e interfaces
Estabilidade dimensional:
 Excelente recuperação elástica.
 Pequenas alterações.
 Várias utilizações do molde.
 Não formam sub-produtos.

MANIPULAÇÃO
Técnica de moldagem:
 Semelhante a técnica utilizada nas siliconas pasta fluida (duas pastas – usar mesmo
comprimento de pastas).
 Técnica do casquete
 Menor quantidade de material
Desinfecção do molde:
 Permite desinfecção sem grandes alterações dimensionais.
Vantagens
 Presa rápida
 Bastante preciso
 Limpo
 Menos hidrófobo
 Vida útil longa

 Menor distorção na remoção
 Resistência a ruptura adequada
 Estabilidade dimensional
 Vazamento retardado
 Vários vazamentos
Desvantagens
 Gosto do material bastante ruim.
 Rigidez (bloqueio de áreas retentivas).
 Custo elevado.

SEMPRE LEVAR EM CONTA O QUE DESEJA CLINICAMENTE
PARA ESCOLHER O MATERIAL DE MOLDAGEM!