You are on page 1of 3

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA CALHETA

Ciências Físico-Químicas – 8º ano
Ficha Informativa nº 1 – O SOM (continuação)
ANO LETIVO
2011/2012


1
Docente: Marília Silva Soares
Ano letivo 2011/2012

REFLEXÃO, ABSORÇÃO E REFRACÇÃO DO SOM
 Quando as ondas sonoras, que se propagam num determinado meio, encontram
uma superfície podem:
 ser refletidas, ou seja, voltar para trás – reflexão do som.
 ser absorvidas, ou seja, deixar de se propagar.
 ser refratadas, ou seja, passar a propagar-se noutro meio – refração do som.
 ser difratadas, ou seja, contornar um obstáculo – difração do som.

REFLEXÃO
 Superfícies lisas e duras refletem bem o som. Superfícies rugosas absorvem
bem o som.
 O eco a ressonância e a reverberação são efeitos sonoros devidos à reflexão do
som numa superfície.
 O eco consiste em ouvir a repetição de um som emitido e é uma consequência da
reflexão do som.
 Para que seja possível distinguir o eco é necessário que o obstáculo esteja a, pelo,
menos, 17 m do emissor e que a superfície refletora seja suficientemente grande
para que a reflexão seja total.

Porque podem as salas ter má acústica?
Quando uma fonte produz um som, ele chega-nos ao ouvido em instantes diferentes,
conforme se é um som direto ou se sofreu uma ou mais reflexões.
O som percecionado pelo ouvido resulta da sobreposição dos sons direto e dos sons
refletidos. Por isso, depois de um som ter sido produzido há um intervalo de tempo
em que ele continua a ser ouvido.

FICHA INFORMATIVA Nº 1 – O SOM Ciências Físico-Químicas
8º ano

2
Docente: Marília Silva Soares
Ano letivo 2011/2012

 A reverberação é uma consequência da reflexão do som; consiste no
prolongamento do som original por reflexões sucessivas, quando a distância entre
a fonte sonora e o obstáculo é menor do que 17 metros, mesmo de pois de deixar
de ser produzido.

A reverberação ocorre quando a diferença
entre os instantes em que os sons são
recebidos é menor do que 0,1s. Nestas
condições os sons recebidos não se
distinguem.
A reverberação pode-nos ajudar a ouvir
melhor um som produzido por um
orador, por exemplo, num auditório.


ABSORÇÃO
Absorvem bem os sons os materiais com
superfícies rugosas, como os tecidos
de cortina, sofás e tapetes, o papel de
parede, o cartão, etc.

Bons isoladores sonoros: materiais que
absorvem bem o som, não deixam que ele se propague facilmente através deles (lã,
algodão, cortiça, esferovite, a borracha e o papel).
Maus isoladores sonoros: materiais onde o som se propaga facilmente, sem que haja
grande diminuição da sua intensidade (metais, ligas metálicas, o betão e certos
tipos de vidro).

O QUE ACONTECE AO SOM QUANDO MUDA DE MEIO MATERIAL?
Quando um som passa de um meio material para outro, normalmente parte dele é
absorvido e outra parte é transmitida para o segundo meio.
O som incidente muda de direção ao propagar-se no segundo meio, exceto se incidir
perpendicularmente à superfície de separação dos dois meios.
FICHA INFORMATIVA Nº 1 – O SOM Ciências Físico-Químicas
8º ano

3
Docente: Marília Silva Soares
Ano letivo 2011/2012

A refração passagem do som de um meio para outro, propagando-se a velocidade
diferente.
No segundo meio o som propaga-se com velocidade diferente daquela que se propagava
no primeiro meio. (também ocorre absorção do som).
Os fenómenos de refração e reflexão do som ocorrem simultaneamente; Tanto a reflexão
como a refração do som são geralmente acompanhadas de absorção.
Os sons refletidos e os sons refratados podem ser rapidamente absorvidos por
determinados materiais – bons isoladores acústicos → diminuem a velocidade e
intensidade de propagação do som.
RESSONÂNCIA
Quando o som é refletido pode ocorrer uma sobreposição de sons cujo efeito é a
sensação de que foi reforçado;
dizemos que ocorre o fenómeno de
ressonância.
A ressonância origina um aumento da
intensidade do som.
A ressonância é uma consequência da reflexão do som que origina um aumento da sua
intensidade.
Uma cantora de ópera pode fazer estilhaçar um copo de vidro se emitir uma nota de
frequência igual à frequência de vibração do copo.
Um comboio terá de atravessar devagar uma ponte comprida para evitar que a
ponte entre em ressonância.
Este fenómeno é utilizado na construção de instrumentos musicais tais como guitarras
ou xilofones, nas caixas de ressonância.
As caixas de ressonância tornam o som mais intenso, mais forte, funcionando
como amplificadores.

A caixa de ressonância do diapasão torna o som mais forte.
Instrumentos de corda, como a guitarra ou o violino, têm caixas de
ressonância como forma de amplificar o som