You are on page 1of 12

Prof.

Jeânderson de Melo Dantas
jeandersond@yahoo.com.br
Aracaju – Sergipe – Brasil
FÍSICA III
2.1 – Determinação do fluxo elétrico
2– LEI DE GAUSS
Supondo que, como na figura ao lado, uma
espira de arame retangular com área seja
exposta ao “escoamento” (somente uma
analogia, um campo elétrico não escoa)
uniforme cuja velocidade é . Seja Φ a
vazão (volume por unidade de tempo)

Φ =

Essa vazão depende do ângulo entre e o
plano da espira

Φ =

= cos
Na forma vetorial

Φ = .

Onde

é o vetor-área, que possui módulo igual a área e direção
perpendicular ao plano.
Também podemos representar um vetor-área

usando um vetor unitário
, perpendicular a área

=

Se a área é perpendicular à : = 0;

Φ =

=

Se é paralela: = 90°

Φ =

= 0
Para isso, basta substituir a velocidade pelo campo elétrico , temos:

Φ

= .

Generalizando

Φ

= cos

Que é o fluxo elétrico para uniforme, numa superfície plana.
2.2 – Fluxo de um campo elétrico
Porém, esse fluxo elétrico pode ser
considerado numa superfície gaussiana
arbitrária imersa em um campo elétrico não-
uniforme. (figura ao lado).

Dividindo a superfície em partes muito
pequenas (ou infinitesimais) de área

1
,
2
,
3
, …, podemos associar, a cada
uma delas, um vetor unitário
1
,
2
,
3
, … ,
perpendicular a superfície naquele ponto.
Designemos
1
,
2
,
3
, … Como sendo os
ângulos entre os vetores normais
1
,
2
,
3
, …
e os vetores de campo
1
,
2
,
3
, … em cada
ponto da superfície. Assim, por definição, o
fluxo Φ

do campo elétrico através da
superfície é:

Φ

=
1

1
cos
1
+
2

2
cos
2
+ ⋯
=
1

1

1
+
2

2

2
+ ⋯

Φ

= cos =

= .

Definição geral do fluxo elétrico.
2.1 – Um disco com raio igual a 0,10 está orientado de modo que
seu vetor unitário normal forme um ângulo de 30° com o campo
elétrico uniforme , cujo módulo é igual a 2,0 × 10
3
/. (Como essa
superfície não é fechada, não podemos especificar um lado “interno”
nem “externo”. Por essa razão , tivemos que escolher o sentido de
na figura). (a) Qual é o fluxo elétrico através do disco? (b) Qual é o
fluxo elétrico através do disco depois que ele gira e passa a ocupar
uma posição perpendicular ao vetor ? (c) Qual é o fluxo elétrico do
disco quando sua normal é paralela ao vetor ?
EXEMPLOS
2.2 – A figura ao lado mostra uma
superfície gaussiana com a forma de
um cilindro de raio R imersa em um
campo elétrico uniforme , com o
eixo do cilindro paralelo ao campo.
Qual é o fluxo Φ do campo elétrico
através dessa superfície fechada?



2.3 – Uma carga puntiforme positiva
= 3,0 está circundada por uma
esfera de raio igual a 0,20 ,
centralizada sobre a carga (figura ao
lado). Calcule o fluxo elétrico
produzido por essa carga através da
esfera.
2.3 – Lei de Gauss

A lei de Gauss relaciona o fluxo total Φ de um campo elétrico através de
uma superfície fechada (superfície gaussiana) à carga total

que é
envolvida por essa superfície. Em notação matemática:

0
Φ =



Como:

Φ =

Temos:

0

=

Cargas fora da superfície não são incluídas no termo

1
→ O campo elétrico aponta para fora.
Se Φ é positivo,

positiva.

2
→ O campo elétrico aponta para
dentro. Se Φ é negativo,

negativa.

3
→ Como a superfície não envolve
nenhuma carga o fluxo do campo elétrico
através da superfície é nulo.

4
→ A carga total envolvida na superfície
é nula.
2.4 – A figura mostra cinco pedaços de plástico
eletricamente carregados e uma moeda neutra. A
figura mostra também uma superfície gaussiana
vista de perfil. Qual é o fluxo elétrico que atravessa
a superfície se

1
=
4
= +3,1 ,
2
=
5
= −5,9
3
= −3,1
EXEMPLOS
2.5 – Um campo elétrico não-uniforme dado
por = 3,0 + 4,0 atravessa o cubo
gaussiano que aparece na figura ao lado.
( está expresso em newtons por coulomb
e em metros.) Qual é o fluxo elétrico na
face direita, na face esquerda e na face
superior do cubo?
2.4 – Lei de Gauss e Lei de Coulomb

Como a lei de Gauss e a lei de Coulomb são formas diferentes de
descrever a mesma relação entre cargas elétricas e campo elétrico em
situações estáticas, deve ser possível demonstrar uma das leis a partir
de outra.

0

=
0
=

Onde

=

0
= ⇒
0
4
2
=

=
1
4
0

2


2.6 – Uma carga elétrica é
distribuída uniformemente ao
longo de um fio retilíneo infinito. A
carga por unidade de
comprimento é (considerado
positivo). Calcule o campo
elétrico. (Isto é, uma
representação aproximada para o
campo elétrico produzido por uma
carga distribuída uniformemente
ao longo de um fio retilíneo finito,
desde que a distância entre o
ponto do campo e o fio seja mito
menos que o comprimento do fio.)
EXEMPLOS
2.7 – Uma carga pontual de 1,8  está no centro de uma superfície
gaussiana de 55 de aresta. Qual é o fluxo através da superfície?