You are on page 1of 3

EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO DE CONTEÚDOS

1.Qual a relação da religião com as diversas fases do direito das sociedades
antigas? Explique com exemplos.
R= Estes fatores sociais por muito tempo dominaram e se confundiram com o próprio
ordenamento jurídico, como bem observamos na antiga Roma, em que o Direito era
ditado pela própria família patriarcal ou ainda no período medieval onde a igreja ergueu
um grande império e tornou-se uma maquina de fabricar e executar normas. A religião,
na formação de sua doutrina, estipula valores e princípios a serem seguidos pelo homem
para serem obedecidos durante a vida. Valores esses que induzem seus fiéis a
determinadas condutas sociais e proibições para que o objetivo final, que é o bem, seja
atingido.
2. Descreva e analise as relações de parentesco, as obrigações matrimoniais e a
responsabilidade civil dos povos arcaicos
R= É na antiga Roma que constatamos uma das primeiras influências da família na
formação do direito. Roma, assim como todas as outras cidades antigas, era formada por
uma confederação de famílias patriarcais estruturadas no culto religioso aos
antepassados, em cuja figura do pai (pater famílias) era a suprema autoridade da
família, assumindo os poderes de protetor, juiz e sacerdote. Estas famílias viviam em
torno de um rei (pater famílias) maior, que não interferia nos assuntos familiares, a não
ser na própria família. Por outro lado as famílias que viviam nesta sociedade
constituíram relações extradomiciliares que eram de interesse da cidade. E é a partir daí
onde surge a idéia de direito público e direito privado. As famílias possuíam (jus
privatum), ou seja, o seu próprio direito, e a cidade por sua vez possuía o (jus publicum)
que atendiam as relações extradomiciliares.
3. Explane semelhanças e diferenças entre as organizações político-administrativas
do Egito e da Mesopotâmia
R= O governo em ambas as civilizações, era monárquico absoluta e teocrática. No
Egito, exercida pelo faraó, visto como um deus. Na Mesopotâmia, exercida pelo Rei,
visto como o intermediário entre as divindades e os homens.
4. Qual o significado da Maat para o direito egípcio?
R= O Maat era um princípio jurídico e filosófico que alcançaria o significado de justiça,
verdade e ordem. No Egito se comemora Maat, a deusa da justiça, da verdade, guardiã
da balança que analisava a pureza dos corações dos mortos, comparando-os à pena de
avestruz de sua tiara.
Para os egípcios antigos, a palavra Maat significava não só verdade mas também
retidão e justiça

5. Identifique pontos em comum existentes entre o Código de Hamurabi e as Leis
Mosaicas.
R=Muitos acreditam que quando Moisés escreveu as leis de Israel um século e meio
mais tarde, apenas fez uma cópia do Código de Hamurabi Algumas leis, como a lei do
talião (olho por olho), são de fatos similares aos princípios enunciados por Moisés.
6. Que significava a “cidade” para os antigos?

7. O artigo 5º da Constituição Brasileira de 1988, consagra em seu caput o
princípio da igualdade entre homens e mulheres. Discorra sobre o sistema jurídico
da antigüidade que também consagrava este princípio.
8. Que eram as “cidades de refúgio” na Lei de Moisés?
Em Israel haviam seis cidades levíticas destinadas a servir de refúgio àqueles que
acidentalmente cometiam homicídio, a fim de escaparem à vingança do sangue
derramado.
9. O que é a Torah?
R= A palavra Torá (ou Torah ou Tora) é usada para designar a Lei de Deus, que está
nos cinco primeiros livros da Bíblia, que são os livros de Gênesis, Êxodo, Levítico,
Números e Deuteronômio.
10.“Se um filho agrediu seu pai, ser-lhe-á cortada a mão por altura do pulso”“ Se
alguém vazou o olho de um homem livre, ser-lhe-á vazado o olho”.
Fale sobre o Talião nas sociedades antigas.
R= A Lei do talião esta lei é frequentemente simbolizada pela expressão olho
por olho, dente por dente. É uma das mais antigas leis existentes.
Os primeiros indícios da lei do talião foram encontrados no Código de
Hamurabi, em 1730 a.C., no reino da Babilônia. Essa lei permite evitar que as
pessoas façam justiça elas mesmas, introduzindo, assim, um início de ordem
na sociedade com relação ao tratamento de crimes e delitos.
11. O que significou a forma escrita para a lei grega?
O surgimento da escrita na Grécia significou um grande conjunto de
conflitos e superações, em que diversas tradições redefiniram-se
face às novas condições da vida histórica, do mundo da cidade e da
escrita.
12. Diferencie a dikéda graphé
Havia uma forma de mover uma ação: ação pública (graphé) – por cidadãos que se
considerassem prejudicados pelo Estado – e ação privada (diké) – um debate judiciário
entre dois litigantes, reivindicando um direito ou apresentando uma defesa, adstrito às
partes (exemplos: assassinato, propriedade, assalto, violência sexual, roubo, etc.).