You are on page 1of 2

ACES DE PROTESTO E LUTA

Depois do Oramento de Estado, o Programa de Estabilidade e Crescimento d uma


machadada ainda maior nos direitos dos trabalhadores
Programa de Estabilidade e Crescimento para quem?!
NO PODEMOS PARAR A !"A!
So gastos milhares de milhes de euros em: estudos,
pareceres, projectos e consultoria, assistncia tcnica,
trabalhos especializados, etc., ao mesmo tempo que se
reduz as despesas com os salrios.
Priatiza!es de empresas p"blicas
# entregam o que de todos ns ao
desbarato, aumentando os lucros dos
grandes interesses financeiros piorando a
qualidade e aumentando os preos dos
servios prestados s populaes ( veja-
se os casos dos transportes, da ED, da
!, entre outras"#
PARA OS
"RA#A$ADORES
PARA OS %N"ERESSES E
CAP%"A &%NANCE%ROS
$umento encapotado dos
impostos (por diminu$rem os
valores dos abatimentos em
despesas como a sa%de ou
educa&o"%
&oo ataque 's
condi!es de
aposenta!o e
re(orma%
redu!o do
d(ice ' custa
dos
trabalhadores
)ortes nas
presta!es sociais,
apesar das cada ve'
maiores desigualdades(
)ontinuam a aumentar os
lucros e com grandes
bene(*cios # so estes os
erdadeiros responseis
da crise e que acabam por
bene(iciar com ela
!a+a!o dos lucros em
bolsa # a(inal no para j,
-s trabalhadores pagam j
a crise e a longo prazo,
quem tem lucros continua
sem pagar
-s . maiores /ancos em
Portugal tieram em 0112, .
milhes de euros de lucro por
dia, )ontinuam a pagar menos
impostos que um trabalhador
por conta pr3pria,
$cumula!o de
lucros ' custa das
priatiza!es e de
destrui!o dos
seri!os p"blicos.
)ongelamento de salrios
e penses na )un&o
%blica at *+,-, que servir.
de bitola tambm para todos
os outros trabal/adores(
4edu!o dos apoios aos
desempregados, apesar de se prever
que o desemprego continue a aumentar(
$umento da precariedade0
1 regra de sa$rem tr2s
trabal/adores para entrar
um, quando j. /. tanta falta
de pessoal, implica que v&o
aumentar os contratos
prec.rios
PAR"%C%PA NA AC'O DE !"A DA &REN"E COM!M
CONCEN"RA'O EM &ARO
(ARD%M MAN!E #)*AR
+, A#R% -.+. / +,0.. $ORAS
A !"A CON"%N!A! Abril de 2010
Foi emitido Aviso Prvio de Greve a fim de possibilitar a participao dos trabalhadores na aco de luta