You are on page 1of 3

DEFINIÇÕES PARA O DESIGN

Bom design é inovador
Bom design faz um produto ser útil
Bom design é estético
Bom design nos ajuda a entender um produto
Bom design é discreto
Bom design é honesto
Bom design é durável
Bom design preocupa-se com os mínimos detalhes
Bom design preocupa-se com o meio ambiente
Bom design é o menos design possível.

Definição de design segundo o International Council of Societies of Industrial
Design (ICSID)
Objetivos do design industrial
O Design é uma atividade cujo objetivo é estabelecer qualidades multi-
facetadas de objetos, serviços e seus sistemas em ciclos de vida completos.
Portanto, design é o fator central da humanização inovadora das tecnologias
e um fator crucial de intercâmbio cultural e econômico.
Competências da área do Design Industrial
O Design procura descobrir e estabelecer relações estruturais, organizacionais,
funcionais, expressivas e econômicas, com o objetivo de:
 Enfatizar a sustentabilidade global e a proteção ambiental (ética
global);
 Dar benefícios e liberdade para a inteira comunidade humana,
individual e coletiva, usuários finais, produtores e protagonistas de
mercado (ética social);
 Dar suporte à diversidade cultural, independentemente da
globalização mundial (ética cultural);
 Gerar produtos, serviços e sistemas, cujas formas sejam expressivas e
coerentes com sua própria complexidade;
 Dar atenção aos produtos, serviços e sistemas concebidos com as
ferramentas, organizações e com a lógica introduzida pela
industrialização - não apenas quando produzidos por processos em
série. O adjetivo “industrial” acrescentado ao design, deve estar
relacionado ao termo “indústria” ou ao seu significado como setor de
produção ou, na sua acepção mais antiga, à “atividade industrial”.
Assim, o design é uma atividade envolvendo uma ampla faixa de profissões,
das quais produtos, serviços, comunicações gráficas, decoração e arquitetura
fazem parte. Juntas, essas atividades deveriam elevar, de um modo
harmônico e orquestrado com outras profissões, o valor da vida.
Portanto, o termo “designer” refere-se a um indivíduo que pratica uma
profissão intelectual, e não apenas um serviço executado para empresas
WERKEBUND – Berlim 1907
Fundadores: Herman, Frederick, Theodor, Fabricantes, Artistas, Arquitetos,
Escritores.
Influenciado por Londres e pelo movimento arts end craft concordava com
Willian Morris ao fazer dualismo entre arte aplicada e arte pura e descordava
ao fato de ser contrario ao método de industrialização crescente pois
propunha que os artistas trabalhassem junto com as industrias no
desenvolvimento dos produtos, reunindo os melhores representantes da arte,
da indústria, dos ofícios e do comércio, conjugando todos os esforços para a
criação de uma plataforma de produção de trabalho industrial de alta
qualidade, tudo isso para expressar supremacia da Alemanha sobre a
Inglaterra como nação industrial.
Características: Simplificação e geometrização, artistas e artesãos trabalhando
juntos para o melhor condição de vida e qualidade dos produtos industriais,
incentivo para fabricantes adotar princípios de qualidade, simplicidade e
planejamento, apresentava o Design como elemento fundamental para a
expansão da economia .
BAUHAUS
Características: Arte e técnica devem ser uma, principio social: consolidar a
arte no povo, troca de ambientes escuros por ambientes claros
FUNDAÇÃO: 1919 – 1923 Curso básico workus ( inventar construindo e reparar
descobrindo, auto experimentação e averiguação ), faze em que os alunos
poderiam escolher oficinas/laboratórios especializados ( gráfico, madeira,
vidro, etc ) onde foram concebidos produtos únicos em experiências para
estabelecer uma estética dos produtos
CONSOLIDAÇÃO: 1923 – 1928 Foi se tornando uma instituição de ensino e de
protótipos de produtos industriais, tendo produtos orientados para a realidade
industriais, dirigidos a grandes camadas da sociedade, utilizando dos princípios
oficiais marcenaria e metal fazendo produtos em massa, fabricação em série
e normalização dos produtos.
DESINTEGRAÇÃO – 1928-1933 tinha as disciplinas de fotografia, plástica e
psicologia, foi a fase que defendeu o engajamento social dos arquitetos e
designers, liquidando com o conceito inicial de uma escola superior de arte
IMPORTANCIA PARA O DESIGN: Estética limpa, móveis da vanguarda, novos
métodos de construção.
BRAUN
empresa que mais influenciou o desenvolvimento de design na Alemanha e
que serviu de exemplo para todas as outras empresas
PRINCÍPIOS:
- Alta presteza do uso dos produtos
- Suprindo necessidades de Ergonomia e psicologia
- Ordem funcional
- Design até nos pequenos detalhes
- Design harmônico com poucos meios
- Design inteligente baseado no usuário e suas necessidades e tecnologias
inovadoras-
ULM
A Escola Superior de Design de Ulm, na Alemanha, foi fundada em outubro de
1953. Influenciada pela Bauhaus, Ulm tendia, no seu início, mais para a estética
do que para a técnica. Por isso, a partir de 1953, no mesmo ano da
inauguração da sede, começou um processo de cisão. Max Bill, que saiu em
1957, era adepto da estética e dizia: “Design é arte”. Já Maldonado dizia que:
“Design não é arte, esta é só um complemento, existe enquanto resultado. O
design tem que renovar, ser criativo, mudar o comportamento das pessoas”.
A escola de Ulm tinha com intuito a ensinar conceitos sobre o funcionalismo,
em que ia além de fazer algo somente funcional, e sim também algo inovador
e criativo.
Estudantes de muitos países passaram pela escola, atraídos não somente pelos
aspectos interdisciplinares do programa, mas também pelos nomes dos seus
fundadores e professores. Entre eles, Otl Aicher, Inge Aicher-Scholl, Max Bill,
Max Bense, Hans Gugelot, Tomás Maldonado e Gui Bonsiepe
A “Boa Forma”
Bom
esteticamente simples
sem ornamento supérfluo
funcional
socialmenteútil
A Boa Forma é uma forma simples, funciona e com material adequado, de
validade atemporal e alto valor deuso, longa vida útil, boa
compreensibilidade, processamento e tecnologia e ergonomia e
sustentabilidade ecológica