A Comissão para a defesa da Escola Pública, Democrática e de Qualidade

,
posta de pé em 1998 e reconstituida em

Maio de 2002, agrupa um conjunto de cidadãos, professores, educadores, auxiliares de acção educativa, pais e estudantes, unidos em torno do mesmo objectivo: defender uma Escola pública, democrática e de qualidade, como um espaço de liberdade e crescimento, cuja finalidade central seja a formação do Homem e, só depois, do trabalhador. Tais objectivos pressupõem a demarcação em relação a todas as instituições do imperialismo (desde o Banco Mundial, ao FMI, à OCDE, e à UE e suas directivas). Não pretendemos substituir-nos a qualquer organização, seja ela de carácter sindical, partidário ou associativo em geral, mas sim contribuir para o desenvolvimento de um quadro de unidade entre todos os movimentos que

http://escolapublica2.blogspot.com

Encontro-Debate em Defesa da Escola Pública 19 de Abril 2008 (Teatro Amélia Rey Colaço –
Rua Eduardo Augusto Pedroso, 16-A, 1495 ALGÉS)

Os professores e educadores tomam a iniciativa Em Julho de 2007, uma delegação da Comissão de Defesa da Escola Pública foi recebida por um deputado do PS, membro da Comissão de Educação na Assembleia da República. Na altura foi-lhe entregue uma Carta saída de um Encontro de docentes, sindicalistas e encarregados de educação (que tinha sido realizado por esta comissão em Abril de 2007), expressando a sua preocupação com o processo de destruição da Escola Pública, em consequência das políticas de sucessivos governos. Este processo – que não tem senão subvertido e minado a Escola Pública assente nas leis do 25 de Abril – tinha, já há um ano, sido acelerado com as medidas da equipa ministerial dirigida por Maria de Lurdes Rodrigues, num esforço para cumprir as metas impostas pela “Agenda de 2010”, adoptadas pela União Europeia no seguimento da Cimeira de Lisboa, realizada em Março de 2000. Esta delegação permitiu abrir a perspectiva de um Encontro mais largo, a realizar na Assembleia da República, em Outubro de 2007. Tal iniciativa acabou por ser gorada, já que outros membros da Comissão de Educação do PS a consideraram contraproducente. No entanto, debater qual o caminho positivo para uma escola com capacidade para responder a todos os alunos, que garanta a tranquilidade do trabalho dos docentes, na base de equipas multidisciplinares, com recursos e democracia, nunca foi tão premente. Esta necessidade conjuga-se com a exigência de responder positivamente ao profundo movimento iniciado pelos professores, em unidade com os seus sindicatos. É assim que este Encontro que agora se convoca, agendado desde há alguns meses, se torna ainda mais actual. Abramos o debate:  Em que ponto se encontra a Escola Pública em Portugal?  Que escola é necessária? O que é preciso fazer para reconstruir a escola democrática?  Qual o conteúdo do movimento de resistência dos professores?  De onde vêm as políticas a que este movimento se opõe?

Ordem de trabalhos: 15 h – Abertura da sessão de debate Maria do Carmo Vieira (Professora de Língua Portuguesa) Vídeo de uma experiência educativa Maria de Lurdes Silva (Prof.ª da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação de Lisboa) Luísa Mesquita (Deputada independente na Assembleia da República) 16 h 20 – Debate 16 h 45 – Intervalo para café (15 m) 17 h – Continuação do Encontro Carlos Chagas – Professor dirigente do SINDEP (Sindicato Democrático dos Professores) André Yon (Professor convidado – França) 17 h 40 – Debate 18 h 45 – Balanço e Encerramento do Encontro Estarei presente neste Encontro

Nome…........…………………………………………………………………………………… ….. Endereço………… …......................................................................................................................... Contacto mail...............…………………….. Contribuo financeiramente com a quantia ……….€ Enviar para: carmelinda_pereira@hotmail.com; montez.paula@gmail.com ou contactar: Luísa Cintrão - 963388764
A Comissão Organizadora do Encontro

Adélia Gomes – Profª do Ensino Especial; Carmelinda Pereira – Profª 1º Ciclo do Ensino Básico; Carmo Vieira – Profª Esc. Sec. Marquês de Pombal; Cláudia Girelli – Enc. Educação; Conceição Rôlo – Coordenadora do Projecto Literatura e Literacia; Isabel Guerreiro – Profª EB2 João de Deus, Monte Estoril; Joaquim Pagarete – Prof. Universitário; La-Salette Silva – Profª Ensino Especial; Luís Mateus – Presidente da Associação República & Laicidade; Luísa Cintrão – Profª 1º Ciclo do Ensino Básico; Lourdes Coelho – Profª 1º Ciclo do Ensino Básico; Manuela Leitão – Educadora de Infância (JI "O

Palhaço" de L-a-Velha); Paula Montez – Presidente da Assoc. de Pais da EBI Miraflores; Rosa Pereira – Profª 2º Ciclo do Ensino Básico.