Análise do Plano de Formação de uma Casa Familiar Rural do sudoeste do

Paraná para o ensino de Língua Portuguesa no Ensino Médio
Analysis of the Training Plan of a Rural Family House in the Southwest of
Paraná for the Portuguese language teaching in a secondary school
Letícia Cristina Antunes, [acadêmica UTFPR Câmpus Pato Branco]
Nayara Massucatto [acadêmica UTFPR Câmpus Pato Branco]
Maria de Lourdes Bernartt, [Prof. Orientadora]
Curso de Licenciatura em Letras Português/ Inglês - Câmpus Pato Branco
Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR
leticristina.@gmail.com, naymassucatto@gmail.com, marlou_be@yahoo.com.br

RESUMO: O trabalho apresenta resultados parciais de pesquisa em andamento cujo objetivo
é analisar o Plano de Formação no que tange ao ensino de Língua Portuguesa no Ensino
Médio, no contexto da Pedagogia da Alternância, objetivando verificar se os conteúdos dão
conta de atender os temas geradores estabelecidos no Plano de Formação e
concomitantemente atender às Diretrizes Curriculares Estaduais. Os dados foram coletados
por meio de análise de documentos pedagógicos da Casa Familiar Rural de Pato Branco, no
Paraná, juntamente com os documentos oficiais que regem o ensino de línguas. Os resultados
sugerem que no Ensino de Português existem dificuldades em se aliarem os temas geradores
com as orientações prescritas pelos documentos oficiais.
Palavras-chave: Casa Familiar Rural. Pedagogia da Alternância; Plano de Formação; Língua
Portuguesa.
ABSTRACT: This paper presents partial results of an ongoing research whose goal is to
analyze the Training Plan in relation to the teaching of the Portuguese language in high
school, in the context of the Pedagogy of Alternation, to check whether the contents keep pace
generating themes established in Training Plan and concurrently meet state curriculum
guidelines. Data were collected through document analysis pedagogical Rural Family House
of Pato Branco, Paraná, along with the official documents governing the teaching of
languages. The results suggest that in the Teaching of Portuguese there are difficulties in
generating themes ally themselves with the guidelines prescribed by the official documents.
Keywords: Rural Family House; Pedagogy of Alternation; Training Plan; Portuguese.

INTRODUÇÃO
O presente trabalho tem por objetivo apresentar resultados parciais de uma pesquisa
mais ampla cuja finalidade é verificar como é o ensino de Língua Portuguesa para o ensino
médio dentro do contexto da Pedagogia da Alternância (PA) e com base em documentos que
regem esta metodologia juntamente com a análise do Plano de Formação, propor subsídios
1

a Pedagogia da Alternância. bem como sobre os instrumentos pedagógicos específicos para o ensino e a aprendizagem neste contexto. o Projeto Pedagógico. em especial na região sul. Para isso. elaborou-se um Projeto de 2 . Serão identificados e analisados documentos pedagógicos relacionados à PA. a Pedagogia da Alternância e o contexto dos Centros Familiares de Formação por Alternância existentes no Brasil. a Pedagogia da Alternância.didático-pedagógicos em forma de um CD Interativo para o professor de Língua Portuguesa. METODOLOGIA A pesquisa. Esta fase requer um levantamento bibliográfico sobre a Educação do Campo e a Pedagogia da Alternância. em especial. as Diretrizes Curriculares Estaduais e Parâmetros Nacionais. a saber. Nos documentos ora citados. Tem por objetivo proceder a um estudo aprofundado sobre o método de ensino na Educação do Campo. buscaremos observar as orientações por eles fornecidas em relação à educação do campo. Estudou-se também sobre as Diretrizes Curriculares para o Ensino de Língua Portuguesa no Ensino Médio. Neste artigo focou-se principalmente na análise do Plano de Formação. ainda em fase de construção. A primeira destinou-se à realização de leituras direcionadas a entender melhor o contexto da Educação do Campo. Plano de Formação. no Estado do Paraná. dedicou-se a investigar como são articulados os Temas Geradores propostos no Plano de Formação da Casa Familiar Rural de Pato Branco com as Diretrizes Curriculares do Ensino Médio. consistiu em investigar sobre uma das modalidades de educação do campo. da SEED-PR. bem como a caracterização do ensino nos Centros de Formação por Alternância. O estudo caracteriza-se como bibliográfico e documental. bem como comparar com os documentos voltados ao método tradicional de ensino a fim de verificar se existem orientações específicas para a pedagogia da alternância e se estas estão de acordo com as necessidades dos jovens inseridos neste contexto. e no mundo. A Pedagogia da Alternância é uma modalidade de Educação do Campo e foi criada para suprir as necessidades dos agricultores que reivindicavam uma educação voltada a realidade dos jovens rurais. O estudo ocorreu em três etapas. com o intuito de aprofundar conhecimentos sobre esta e sua relação com o currículo oficial de ensino. quais os procedimentos sugeridos por estes documentos em relação aos conteúdos e temáticas trabalhados.

uma metodologia praticada nos centros de formação familiar por alternância que consiste num rompimento com a educação convencional onde o aluno. Essa pesquisa consistiu em visitas a essas entidades com duração de meio período em cada uma. ou seja. e o centro familiar onde ele aprende 1 Modo de Vida 3 . na maioria dos casos. destina-se à elaboração da análise dos dados. entrevista e questionário com questões abertas. Na casa. Os dados coletados a campo foram sendo registrados durante as visitações nas CFRs e nas propriedades rurais. por meio do qual eles tomavam conhecimento da pesquisa e aceitavam ou não participar. PEDAGOGIA DA ALTERNÂNCIA E INSTRUMENTOS PEDAGÓGICOS No Brasil. Ou seja. A terceira. mediante visitações previamente agendadas na Casa Familiar Rural de Pato Branco. É importante ressaltar que a participação dos docentes. sendo que inicialmente era apresentado um documento denominado Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. realizado na UTFPR câmpus Pato Branco. do coordenador pedagógico. por Pedagogia da Alternância compreende-se uma metodologia de organização do ensino escolar que conjuga diferentes experiências formativas distribuídas ao longo de tempos e espaços distintos. o aluno aprende com a experiência dos pais e a vivência na propriedade. filho de agricultores. essa educação do campo é umas das formas de educação mais apropriadas no contexto das famílias rurais. envolvendo o professor da referida disciplina. bem como a Equipe Pedagógica da CFR. Com o professor de Língua Portuguesa. no dia 28/06/2013. A segunda etapa destinou-se à realização de pesquisa de campo exploratória.Pesquisa. tendo como finalidade uma formação profissional. bem como participou-se de um evento denominado I Seminário sobre Pedagogia da Alternância do Sul do Brasil. dos alunos e de familiares era livre e que todos foram esclarecidos acerca dos objetivos da pesquisa. obteve-se informações sobre o ensino desta Língua nas Casas Familiares Rurais. alterna espaços e tempo. em fase de execução. conversação informal. mais adequadas com o modus vivendi1 das populações que habitam esses espaços. a Pedagogia da Alternância caracteriza-se como sendo umas das alternativas e formas de educação desenvolvidas nas zonas rurais. mediante documentação. A Pedagogia da Alternância é uma modalidade de educação do campo. De acordo com um dos maiores estudiosos dessa área.

por outra. Temas Geradores. também chamado de Projeto de Vida. medioambiental y cultural de los lugares donde se vive. Quando o jovem retorna para a escola. Com efeito. Plano de Estudos. consiste numa pedagogia que se sustenta na concepção de que a formação resulta de um processo interativo entre o sujeito e os seus contextos familiares. como: Pesquisa Participativa. Auto Avaliação. Portanto. p. Normalmente. a Pedagogia da Alternância tem um conjunto de procedimentos didático-pedagógicos específicos. Por eso. 2) a ênfase na formação integral do jovem.) la alternacia de los CEFFAs s una permanente marcha entre la vida y la escuela. ele leva o conhecimento adquirido com a família e tem a oportunidade de o socializar com os colegas e trocar conhecimentos. A Pedagogia da Alternância enfatiza a participação das famílias e das comunidades na condução do projeto pedagógico e na própria gestão da escola. A Pedagogia da Alternância contempla tempos e espaços nos quais são desenvolvidas atividades educativas previamente planejadas e orientadas para a sua execução. 2011). onde se aprende novos conhecimentos teóricos relacionados com a sua vida no campo. ANTUNES. Outro aspecto importante que merece destaque na Pedagogia da Alternância praticada nas CFR é que se esta modalidade educacional tem amparo em quatro princípios: 1) o próprio método da alternância. Visita de Estudos. 4) o desenvolvimento do meio (TEIXEIRA. Gimonet (2009. en la vida social y económica.conhecimentos teóricos que ele mais tarde irá aplicar na propriedade de forma a ajudar a desenvolver a sua propriedade e a sua comunidade em geral.. Atendimento Individual. e nas duas próximas semanas ele fica em sua propriedade rural praticando/ aplicando os novos conhecimentos aprendidos e discutindo com a família os conteúdos aprendidos. Plano de Formação. a alternância decorre da seguinte forma: uma semana o aluno fica no centro de formação. presupone para el alternante uno doble informacion: por una parte. Pesquisa da Realidade. Ou seja. Intervenções Externas. en el trabajo y el mundo de la produccíon y sus conocimentos. su cultura y sus conocimientos. 4 . Colocação em Comum. 40) menciona: (. Luego regressa a la experiencia y así sucessivamente. Va de la experiencia hacia conocimentos más teóricos. Caderno da Realidade. é mais do que uma simples modalidade de organização da escolarização que alterna tempos e espaços para favorecer o ajuste do calendário escolar ao calendário agrícola no contexto da Educação do Campo. en un lugar “escolar” com sus actividades. Visitas às Famílias. Cadernos Pedagógicos. Estágio e Projeto Profissional do Jovem (PPJ). 3) a participação das famílias na condução do projeto educativo e na gestão da escola.

etc. A interação e harmonização com o ambiente é fundamental para esta formação. monitores. processo este mediado pelo conhecimento acumulado historicamente. ou seja. ou seja. sejam pequenos proprietários ou grandes produtores. e no Paraná existe a maior cooperativa de produção de cereais na América latina. a atividade agrícola é muito praticada pelas famílias. a um quilômetro da cidade de Pato Branco. RESULTADOS: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES A Casa Familiar Rural de Pato Branco foi inaugurada no ano de 1994. a Pedagogia da Alternância objetiva a formação integral do jovem. escolar. 5 . cultural. A formação na EFA permite aos alunos refletirem sobre as relações entre homem e natureza e suas relações de respeito e equilíbrio social e ambiental. Para que essa formação seja possível. O objetivo da CFR é de promover conhecimentos científicos e gerais para o jovem do campo oferecendo-lhe uma ampla formação. a atividade agrícola e ter a alternativa de ficar no meio rural com a capacidade de sustentar-se. Os jovens enquanto sujeitos em formação conhecem a sustentabilidade e valorização do meio através do seu trabalho na propriedade familiar e na comunidade. a fim de qualificálos a exercerem. de uma forma sustentável. potencializando assim o espírito organizativo dos produtores. os pais e a comunidade em geral. A Casa Familiar Rural de Pato Branco oferece o ensino médio com qualificação em agricultura. nas CFRs e CFMs são construídos os planos de formação. no KM 4. Segundo o coordenador da instituição. Esse plano de formação é construído conjuntamente por professores. até o ano de 2012. político. os quais comtemplam temas geradores em cada semana de alternância. existe a busca pelo desenvolvimento dos alunos no processo de aprendizagem em varias dimensões com a interação em diversas formas de saberes e ensino. visto que o estado do Paraná é um dos maiores na produção de cereais. Esta escola foi criada para atender as necessidades de uma educação voltada para os filhos dos agricultores. a Casa Familiar de Pato Branco já formou mais de 291 jovens. o qual contempla temas/assuntos relacionados à realidade da região onde está situada a Casa Familiar. Situa-se na BR 469. a associação das famílias. Neste contexto.profissional. uma vez que o Estado do Paraná é um dos maiores produtores de cereais do Brasil (dados da pesquisa)..

Em cada alternância é abordado um tema. a colheita. No geral. e ao que parece é. algo para relacionar com o tema semanal. crítico. Biologia/Química. aliar o ensino de literatura aos temas geradores uma das maiores dificuldades percebidas ao longo da análise do plano de formação. Por ser uma modalidade diferenciada. é necessário entender como funciona o ensino na Pedagogia da Alternância. p. por exemplo. com condições para prosseguir. A partir desses temas. onde se propõe temas para serem discutidos e ensinados nas aulas durante o ano. é a de formar um leitor com um letramento consistente. a criação de gado. (i) avançar em níveis mais complexos de estudos. percebe-se uma grande dificuldade em comtemplar tanto os temas geradores quanto as diretrizes. 18) proporcionar ao aluno. capaz de posicionar-se de diferentes formas dependendo da situação. Sabe-se que o ensino de língua portuguesa para o ensino médio deve preocupar-se com o ensino da literatura. Português/Inglês. pois suas finalidades são realizadas em um contexto amplo sem as especificidades deste tipo diferenciado de ensino. com autonomia. a armazenagem de grãos. e cada professor/monitor procurará. a qual é orientada por temas geradores. Matemática/Física. Para cada semana de alternância é discutido um tema. pois esses documentos que regem a educação no Brasil não executam uma funcionalidade adequada para a Educação no Campo. na sua especificidade. de forma ética e responsável. existem quatro áreas de conhecimento. segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais (2006. humanizado. Espanhol/Artes. 6 . tendo em vista as diferentes dimensões da prática social. justamente. as sementes. o solo. o clima. (ii) integrar-se ao mundo do trabalho. A Língua Portuguesa no ensino médio tem como objetivo. isto é. a literatura tem o papel de fazer cumprir o inciso III dos objetivos estabelecidos. a bovinocultura do leite. o qual engloba todos os temas escolhidos. no caminho de seu aprimoramento profissional. Entretanto. todas as áreas de conhecimento estarão voltadas para Armazenagem.Em face do exposto. etc. na semana em que se aborda o tema Armazenagem. por exemplo. elabora-se o Plano de Formação para cada série. (iii) atuar. esses temas estão relacionados com a vida na propriedade. percebe-se grande dificuldade em relacionar estes temas com os conteúdos propostos pelas diretrizes curriculares e parâmetros nacionais. Mais do que apenas ensinar anos e escolas literárias. Normalmente. ou História/Geografia/Filosofia. No início do ano escolar é realizada uma reunião com a Associação da Casa Familiar. a horticultura. Neste sentido. na sociedade. para entender melhor o contexto do ensino da Língua Portuguesa nas CFRs.

2008. p. variedades linguísticas e pontuação e análise linguística.º Ano do Ensino Médio da Casa Familiar Rural da cidade de Pato Branco. a literatura de catequese. didatizados. Isso colaboraria com a não fragmentação entre a língua e a vida do aluno. denotação e conotação. leitura de textos literários. Interpretação de textos sobre cidadania. apresenta-se a importância dos gêneros textuais para a construção da interação social dos alunos. anúncio publicitário e carta ao leitor.1º Ano Ensino Médio. 2008. Bunzen (2006). Água na propriedade e legislação ambiental 5. Propriedade 4. O que é literatura?. isto é. Texto e interpretação. conceito de literatura. Definição de gênero textual. assim. a articulação de discursos. leitura sobre plantas e interpretação. CFR Pato Branco/2013 TEMAS GERADORADORES/ ALTERNÂNCIAS 1. função da literatura. Cidadania e sociedade 6. As Diretrizes Curriculares Estaduais de Língua Portuguesa (DCE LP. A análise a ser realizada refere-se ao Plano de Formação do 1. 7 . mas teria contato com textos presentes nos diversos espaços de socialização que frequenta. a linguagem em uso efetivo” daí. Plano de Formação . Figuras de linguagem. discorre que as práticas discursivas presentes nos diversos gêneros que fazem parte do cotidiano dos educandos podem ser legitimadas na escola. gêneros literários. linguagem literária e não literária e produção textual tema: água. que também é um ponto muito enfatizado pelos documentos oficiais. a literatura e informação. ortografia e produção textual (narrativa sobre animais de estimação). poesia. e por muitas vezes apresenta gêneros deslocados. 51) colocam que “todo texto é. Para ilustração. assim. literatura e o encontro do individual com o social. Percebe-se que o plano de formação apresenta certa dificuldade em trabalhar os gêneros pensando nos temas geradores. 52-53). poemas e seus gêneros. gênero carta. foram propostos em momentos em que não havia muita relação com o tema gerador. fonética e fonologia e produção e compreensão de texto. com base no Plano de Formação2013. uma vez que na escola ele não leria e produziria apenas textos escolares. p. com temas relacionados.Outra questão percebida durante esta primeira análise foi em relação aos gêneros textuais. cumprindo seu papel de formá-los cidadãos críticos. O quinhentismo no Brasil. (apud DCE LP. Animais de pequeno porte 7. uma ferramenta fundamental no processo de letramento e interação dos alunos. segue abaixo um quadro onde constam os temas geradores e conteúdos propostos na disciplina de Língua Portuguesa para essa série escolar. Família e Saúde 3. no sudoeste do Paraná. O gênero torna-se. Pedagogia da Alternância 2. A planta e suas exigências CONTEÚDO Música.

Paisagismo 17. Barroco e arcadismo. Literatura portuguesa. no entanto. onde e aonde. os conteúdos não apresentam sequer ligação com os Temas Geradores. Como por exemplo. leitura e análise. na 3. lírico. Agroecologia 18. Folclore. o que pode tornar as aulas confusas. estrutura da narrativa. romance e novela. Em relação aos gêneros textuais. Crônica. pois como prescrito nas DCE. Coerência. texto. gramática e figuras de linguagem. ou seja. ortografia e acentuação. CRF Pato Branco. artigo de opinião. o gênero Poema estar sendo trabalhado no do Tema Gerador “Propriedade”. Sistemas alternativos de produção 13. Textos e versos sobre natal. língua: uso e reflexão.ª Alternância. Animais de grande Formação de solos Fruticultura 12. concordância nominal e verbal. estão deslocados. conto. porte 10. percebe-se também certa discrepância dos objetivos do ensino estabelecidos pelas DCE e PCN em relação aos Temas Geradores. Pastagens 20. Análise e estrutura da língua. parece não atender a estas necessidades 8 . língua: uso e reflexão. em sua grande maioria. percebe-se que são os que mais se apresentam com dificuldade em se aliar a proposta das Diretrizes Curriculares Estaduais e os Parâmetros Curriculares Nacionais de Língua Portuguesa para o Ensino Médio com os Temas Geradores. a repetição de um mesmo conceito em aulas totalmente distantes entre si. Produção textual: frutas da época. a literatura possui uma função humanizadora. produção de anúncios. gêneros literários. encontros vocálicos e consonantais. na forma como demonstrada no referido Plano de Formação. não aparecem em momentos propícios. sons e fonemas. 11. épico e dramático.8. pode-se observar que há uma notória dificuldade em se relacionar os conteúdos propostos para a escola regular com os temas geradores presentes no referido Plano de Formação. intertexto e discurso. Olericultura: preparo do solo e cultivo 14. Administração da propriedade 16. fonema e letra. semântica e interação. gênero debate. Quais as possíveis mudanças em minha propriedade Textos curtos para leitura. interpretação textual. Plantas medicinais 19. A partir do exposto. morfemas. Os conteúdos se encontram descontextualizados e sem continuidade. Clima e vegetação 9. idade média ao classicismo e ortografia. pois. texto narrativo. social e crítica. No que diz respeito à literatura. Agroindústria 15. Formação das palavras. Adequação a norma padrão e apresentação de obras literárias. Interpretação e produção textual. Na maioria das vezes. empréstimos e gírias. Há ainda certa repetição de alguns conteúdos e outros que são trabalhados em momentos desconexos. Fonte: Plano de Formação 2013. Como por exemplo. Uso do Porque.

atender os conteúdos do Plano de Formação. É nesse aspecto que o presente trabalho tem envidado esforços. esta função que é primordialmente dela. vinculados aos Temas Geradores. uma vez que este compõe o Trabalho de Conclusão do Curso de Licenciatura em Letras Português-Inglês da UTFPR Câmpus Pato Branco. ao mesmo tempo atender ao que dispõem os documentos oficiais como . 9 . atendendo às expectativas da educação da população do campo. ou da gramática. é urgente e necessário repensar o ensino de Língua Portuguesa no Ensino Médio. uma vez que o foco principal neste é a gramática. o objetivo da Pedagogia da Alternância.as Diretrizes Curriculares de Língua Portuguesa para o Ensino Médio e os Parâmetros Curriculares Nacionais. deixa de ser cumprida. isso porque os conteúdos de literatura. propondo a referida vinculação. uma vez que é preciso se levar em consideração as orientações contidas nos documentos oficiais com os Temas Geradores contidos em um dos instrumentos da Pedagogia da Alternância. Objetiva-se. pois. com um posicionamento crítico. merece mais atenção e cuidado por parte de seus idealizadores. É preciso. Com efeito. no contexto da Pedagogia da Alternância. uma vez que seu maior intento está em formar jovens protagonistas em seu meio. de ir além do ensino de literatura. ao se dispor a elaborar uma proposta para o 1. se as aulas de Língua Portuguesa não demonstrarem preocupação neste sentido.° Ano do Ensino Médio. Percebe-se que pela dificuldade em se aliar ambas as orientações. especialmente. que é a formação integral do jovem. para atender aos propósitos dessa modalidade educacional. CONSIDERAÇÕES FINAIS Este texto representou o esforço para apresentar uma breve contextualização de um estudo. Assim. contribuir com a PA para que o ensino de Língua Portuguesa cumpra sua função social. contidos no Plano de Formação não propiciam a relação com o contexto no qual os jovens rurais estão inseridos. de construção.de ensino. o Plano de Formação. Evidencia-se aqui a grande dificuldade encontrada em se preparar as aulas de Língua Portuguesa no contexto da Pedagogia da Alternância.

v. 2012. 6. Como fazer uma pesquisa bibliográfica..M. 951969. Fortaleza. Diretrizes curriculares de Língua Portuguesa para a Educação Básica. Lograr y comprender la Pedagogía de la Alternancia. p. 10 . n. 2011.REFERÊNCIAS AMARAL. 2008. Jul. 2011. 34. mai/ago. jan. In: Anais do X Encontro do CELSUL – Círculo de Estudos Linguísticos do Sul UNIOESTE . Curitiba. E. 2007. 227-242. 2007. n. A./dez. v. 34. Parâmetros Curriculares Nacionais Ensino Médio: Orientações Estaduais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais: Linguagens. 2008. G.Universidade Estadual do Oeste do Paraná. p. E. Secretaria de Educação Fundamental. Estudos sobre pedagogia da alternância no Brasil: revisão de literatura e perspectivas para a pesquisa. ANTUNES. M. L. T. O Ensino de Língua Portuguesa na Pedagogia da Alternância: teorias para a construção e valorização da identidade linguística. GIMONET. Casas familiares rurais e desempenho escolar: um estudo na região sudoeste do Paraná. Revista Diálogo Educacional. BRASIL. PARANÁ. Educação do Campo: uma construção histórica. 2009. Revista da Formação por Alternância. 11. Brasília: MEC/SEF.C. A. Guatemala: AIMFR. S. v. Educação e Pesquisa. Códigos e suas tecnologias. TRINDADE.. set. 2. Cascavel-PR. TEIXEIRA. TEIXEIRA. DÁLIA J. Secretária de Estado da Educação do Paraná. J. MUNARIM. C. BERNARTT. João José Ferreira.