Artigo de Revisão

SUSTENTABILIDADE E ARQUITETURA:
APLICAÇÃO DO BAMBU NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Sidfran Camargo Nunes1, Janes Cleyde de Oliveira Gomes2, Paulo Sérgio Batista Gomes3
Resumo

A necessidade de buscar novos elementos construtivos que tragam maior sustentabilidade fez
com que fossem pesquisados e explorados inúmeros elementos, dentre esses materiais o
Bambu destaca-se, por apresentar potencial satisfatório tanto na aplicação quanto no
resultado.
Esse trabalho visa reforçar a afirmativa de que é viável a introdução do bambu na construção
civil, em escalas de pequeno, médio e grande porte. O mesmo tem características positivas no
que diz respeito a propriedades mecânicas e resistência a suportar esforços suficientes para ser
utilizados como material na área da construção.

Abstract

The need to find new construction elements that bring greater sustainability caused to be
researched and explored numerous elements among these materials Bamboo stands out for
presenting satisfactory potential both in the application and in the result.
This study aims to reinforce the assertion that it is feasible the introduction of bamboo in
construction, on scales small, medium and large. The same has positive characteristics with
respect to mechanical properties and sufficient strength to support the material to be used as in
construction efforts.

Palavras-Chave: Bambu, Material, Construção, Sustentabilidade.
1

Acadêmico do terceiro período do curso de Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Barão do Rio Branco
Acadêmico do terceiro período do curso de Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Barão do Rio Branco
3
Acadêmico do terceiro período do curso de Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Barão do Rio Branco
2

Autor Correspondente
Janes Cleyde de Oliveira Gomes
Residencial Envira, Parque dos Sabiás
E-mail:anapaulajanes@gmail.com

Rio Branco-AC, Brasil 2014, Out./Nov.

1

o bambu sofre preconceito. em especial. Essa planta esta sendo bastante apreciada por estudiosos do mundo todo e de diversas áreas do conhecimento. Diante da necessidade dos povos por abrigo. Na América Latina. Brasil 2014. surgiu uma arquitetura típica do lugar. pois estes países possuem uma ampla reserva natural de bambu da espécie Guadua angustifólia. substituindo materiais convencionais. 2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 2. o bambu. Nunca houve tanto reconhecimento sobre os impactos negativos que o crescimento econômico tenha aplicado à humanidade e ao meio ambiente natural. apresentando uma tipologia bastante repetitiva do partido arquitetônico adotado. 2 . Na extensa lista de usos reconhecidos dos bambus constam desde os mais comuns até os mais sofisticados ou de ponta.Artigo de Revisão 1 INTRODUÇÃO É possível perceber que a construção civil atual passa por momentos de mudanças. Bambu na Arquitetura O uso do bambu para a produção de habitações é muito antigo e extremamente difundido nas culturas asiáticas. A espécie Guadua é reconhecida pelos estudiosos. Ainda que possa ser reconhecida como uma planta de grande utilidade. devido à falta de investimentos na manutenção e na utilização de recursos naturais e energéticos menos poluentes. A necessidade atual de mudar o modo de vida urbano é evidente.1. Out. diversas pesquisas em tecnologia têm sido desenvolvidas. utilizando materiais alternativos de baixo custo. Rio Branco-AC. principalmente nas habitações campestres. como a melhor para a aplicação na construção civil. A cada dia surgem novos elementos construtivos para suprir a necessidade dos proprietários das obras e profissionais responsáveis. Não se podem aceitar os prejuízos causados à cidade e à população. como por exemplo. Em virtude disso. com o objetivo de amenizar os impactos negativos das construções sobre o meio ambiente. as iniciativas mais recorrentes desta prática ocorrem no Equador e na Colômbia. e fabricação de outros itens./Nov. por muitos considerarem como um material de segunda categoria. como alternativa na aplicação de estruturas nas construções e confecções de materiais.

3 . têm demonstrado um sentido estético apurado em suas construções. cresce em média 10 cm por dia. encontraremos razões para buscar na natureza alternativa para satisfazer as necessidades de abrigo.Artigo de Revisão O bambu é a planta que apresenta o maior crescimento vegetativo do mundo. explorando o limite da resistência físico-mecânica do material na busca de formas plásticas de resultado singular e unicamente obtido pelas características do bambu. 2. como é chamado à espécie Dendrocalamus giganteus. perante o atual modo de construção do espaço habitado pelo homem. podendo alcançar até 40 cm em 24 h (MEDINA. Rio Branco-AC. 1958). o bambu parece ser uma possibilidade viável de construção menos agressiva ao ambiente natural. Brasil 2014. Out. Pegando o mote do ideário mundial sobre produtos de baixo impacto ambiental. devido às suas características de grande resistência mecânica. até estruturas de coberturas. o bambu é extremamente valorizado dentro de um partido arquitetônico mais complexo. Mais recentemente. apresentado estilos e propósitos funcionais diferentes. por exemplo. os conhecimentos sobre a técnica de utilização do bambu para bens industrializados vêm ganhando espaço no mercado. bastante especializados no uso do bambu. A crescente necessidade de utilização de recursos naturais renováveis como matériaprima fornece indícios de que o bambu é um material ecologicamente correto para a fabricação de diferentes produtos. Se compararmos os problemas ambientais do globo terrestre com a limitação de recursos ainda disponíveis. proteção e construção para nossas cidades e residências./Nov. O bambu pode ser usado de diversas formas na arquitetura.2. onde o elemento natural. ditos sustentáveis. A variedade de uso do bambu vai desde fins alimentares. Neste sentido. em formas orgânicas. por exemplo. formando teias. Destaca-se a utilização do bambu em grandes obras arquitetônicas internacionais. principalmente internacional. Atualmente alguns arquitetos e construtores. O bambu gigante. Bambu como possibilidade tecnológica Observa-se a necessidade de se propor opções construtivas que se apresentem como alternativas inovadoras do ponto de vista do Brasil. beleza e multiutilidades. o bambu tem sido apresentado como a madeira do século 21.

Na Colômbia. para construir abrigo de acordo com os princípios ecológicos.C. Rio Branco-AC.. grande resistência das construções às intempéries e boa adequação a diversos tipos de terrenos. construção de moradias. apresenta considerável diversidade de técnicas. deslizamento e como barreira para ruídos indesejáveis em meios urbanos. 4 .Artigo de Revisão confecção de utensílios domésticos. No Brasil o interesse da comunidade acadêmica é crescente. procurando informações sobre os principais aspectos físicos mecânico do bambu. Out. diversas iniciativas têm demonstrado grande sucesso na utilização do bambu para fins industriais. e até mesmo. inclusive encostas de vales. 2005). na Europa. dado o nosso longo histórico de violações ambientais’ (WINES. Mais recentemente. Equador e Bolívia. no Equador. para resolver os profundos conflitos filosóficos em torno do real merecimento do luxo de nossa existência. e terceiro. 2000. Vélez (2000) faz uma retrospectiva sobre o aparecimento do bambu na história. o bambu já existia no Período Terciário. A arquitetura sustentável surge por três motivos – primeiro. renda e moradia. Segundo ele. há 3 milhões de anos. tendo sido extinto com o início da Era do Gelo. Brasil 2014. a utilização do bambu na construção civil é barata e fruto do conhecimento popular. O país possui uma variedade de espécies que pode proporcionar a população o surgimento de uma nova fonte de trabalho. É uma prática já consolidada. sua aplicação na engenharia e na arquitetura. o bambu também pode ajudar na recuperação do meio ambiente através de programas de reflorestamento e composição de barreiras naturais contra erosão. móveis e papel. como a produção de pisos e revestimentos laminados./Nov. Além disso. quando cientistas apontam para a existência de construções em bambu na civilização Valdívia. para atingir o objetivo de sobreviver através da cooperação com a natureza: segundo. 3 METODOLOGIA A metodologia adotada no trabalho foi de caráter investigativo. produtos gerados com a planta. apud TEIXEIRA. A próxima menção histórica do bambu teria sido no período de 5550 a 3500 a.

pois é bem adaptado ao clima tropical úmido. não é possível empregar no bambu os mesmos sistemas de amarração que se utilizam para a madeira. Estas diferenças são menores mais perto do topo. 1997). presença ou ausência de nós nas amostras testadas e o tipo de teste realizado. sobretudo quanto à tração é conferido pela sua volumetria tubular e pelos arranjos longitudinais de suas fibras que formam feixes de micro tubos (Ghavami.Artigo de Revisão O bambu é um material que apresenta bastante versatilidade. 1981. dependendo principalmente do tamanho. a resistência específica do bambu é comparável àquela obtida com madeiras reputadas. (1988). Devido à sua forma cilíndrica e oca. flexão e./Nov. torção. Out. Considerando a variedade de usos do bambu. transporte. até a sua aplicação na construção civil. idade. corte. p. Sayial et al. De acordo com Shukla e Prasad (1988). 1989). a facilidade de integração entre plantio. manuseio e resistência deste material tem levado diversos segmentos sociais e econômicos a considerá-lo como a madeira do século 21. as varas devem ser previamente perfuradas com uma broca de diâmetro ligeiramente menor que o parafuso a ser utilizado. 5 . O bambu usado em estruturas pode absorver alta energia e é muito seguro quando usado em zonas sujeitas a abalos sísmicos (JANSSEN. Na base do colmo. podendo ser encontrado em abundância na natureza. O parafuso deve ser introduzido com leves golpes de martelo. A tendência que o bambu apresenta em rachar limita o uso de cravos ou pregos. nos encaixes. O ótimo desempenho estrutural dos bambus quanto à compressão. Por isso.22). quantidade e distribuição dos aglomerados de fibras ao redor dos feixes vasculares. Rio Branco-AC. podendo ser útil para a construção de moradias. que apresenta internamente menos parênquima (seiva) e mais fibra. tipo de solo. Assim diminuem-se as chances de produzir rachaduras nas varas (LOPÈZ. Seu uso vai desde a produção de alimento e de artesanato. condições climáticas. 1989). apud SCHNIEWIND. teor de umidade das amostras. Brasil 2014. localização destas com respeito ao comprimento do colmo. época da colheita. a densidade dos bambus pode variar entre 500 a 800 kg/m³. As características mecânicas do bambu são influenciáveis principalmente pelos seguintes fatores: espécie. devido ao aumento da densidade na parte interna e à redução na espessura da parede. principalmente para beneficiar camadas sociais mais carentes (ADAMS. Segundo Ghavami (1992). a resistência à flexão é duas a três vezes maiores na parte externa do que na interna. Ghavami (1992) afirma que o bambu é um material vantajoso para ser usado no Brasil.

50% das madeiras nativas da região amazônica. onde a alternativa baratearia a construção de habitações. destinadas à construção civil. Como o bambu é uma planta de fácil cultivo e pouca idade de maturação. Out. concluiu-se que o bambu: .Possui excelentes características físicas e mecânicas com capacidade estrutural./Nov. Como resultados positivos da utilização do bambu na arquitetura. equivalente a do eucalipto. presente na atmosfera. cujas características são a grande rapidez de crescimento e a alta produtividade por hectare. Além da autoclave. Com o uso do bambu essa poluição não existiria". De acordo com KHOSROW GHAVAMI (2007).”. Ferreira (2002). "cada tonelada de cimento fabricada emite 650 quilos de monóxido de carbono (CO) na atmosfera.Artigo de Revisão 4 RESULTADOS Segundo FÁBIO GALEAZZO (2011). especificamente nas estruturas de coberturas.É um material para construções sustentáveis e renováveis. Se utilizada em larga escala. Rio Branco-AC. realizados na Universidade Estadual de Campinas. com baixo consumo de energia para produção e gerando poucos resíduos. por exemplo. . verificou que a utilização de bambu como armadura longitudinal nas vigas de concreto é viável do ponto de vista estrutural. afirma. em que a seiva e substituída por um composto formado de cloro. atualmente. plenamente adaptada aos variados tipos de solo e clima brasileiros. "Se tratado adequadamente.É obtido de uma cultura anual. desde que se adotem coeficientes de segurança maiores. bromo e boro. . em estudos de vigas de concreto armado com ripas de bambu.Possibilita a diminuição do consumo de madeiras nativas. Brasil 2014. daria uma alavancada no que diz respeito à sustentabilidade. . a plantação para construção civil é considerada viável para os especialistas. que consomem. Ele se refere aos tratamentos químicos para remover pragas como brocas e carunchos (cupins não se interessam pelo bambu). outro procedimento comum chama-se boucherie. Submergir as varas em água durante 20 dias também produz bons resultados.É uma cultura que permite a preservação do meio ambiente. pois protege o solo de erosões e sequestra eficazmente o gás carbônico. 6 . ele apresenta durabilidade superior a 25 anos. pois é possível aplicar a mesma hipótese de cálculo utilizada no concreto armado com aço. .

Out. exemplificadas pelos diferentes métodos estudados neste trabalho: método tradicional.Possui inúmeras possibilidades de aplicação nas construções. Brasil 2014./Nov. 7 . quando utilizado em sua forma natural.Tem resultado estético muito agradável e grande leveza. . Rio Branco-AC.Artigo de Revisão . contemporâneo e de substituição parcial ou total dos materiais tradicionais.

o bambu pode ser usado não só na construção civil. beleza e função sem falar das inúmeras utilidades apresentadas ao longo desse trabalho. mas também uma gama de benefícios como. o bambu tem se mostrado um excelente exemplo de matéria prima que traz consigo não só o baixo custo. Com apenas 3 anos o bambu já está em plena condição de ser aplicado. e consequentemente mostrando um alto grau de qualidade. é claro que depois de passar por um processo bem específico de tratamento. sendo o mesmo de um potencial construtivo imenso e por não dizer lucrativo já que o baixo custo e manutenção são mínimos. Out. Rio Branco-AC. Procurar explorar esse material da melhor maneira. No Brasil a falta de conhecimento e pesquisa faz com que esse valioso produto do qual somos os detentores da terceira maior reserva do mundo fique abandonado. mas também na confecção de artesanatos e culinária. por exemplo. entendendo melhor sua aplicação e benefício trará para o Brasil sem dúvida um grande avanço no que se refere à tão sonhada sustentabilidade./Nov. resistência. Sendo assim esquecido por aqueles que deveriam dar a esse material o devido valor. 8 . Brasil 2014. durabilidade.Artigo de Revisão 5 CONSIDERAÇÕES FINAIS Por ser de fato uma latente necessidade à busca por novas técnicas de construção bem como o desempenho de materiais que causem menor impacto ambiental. e a crescente procura por solução no que diz respeito à chamada sustentabilidade.

n. Cursos Tecnológico de Bambu Guadua no Acre – Perspectivas Sustentáveis e Inovadoras. v. Campinas. 2008 Rio Branco-AC. v.10. V. SALAMONA.T. M.. 2006 MARÇAL.T. 10 – 137. Dez. Sustentabilidade e Arquitetura. P. GONÇALVES. p. Uma reflexão sobre o Uso de Bambu na Construção Civil. Revista Educação Agrícola Superior. 9 . p. HUANG C. S. DE.Artigo de Revisão 6 Referências Bibliográficas NETO. AZZINI.27 – 38. 1 – 60. C. Aplicação do Bambú nas Construções Rurais. 2009 BERALDO. et al. 2. K. OSTAPIVA. J. S.F. Maceió. n.10. p. Brasil 2014. Telhas Onduladas de Bambu – Cimento. III Enec – Encontro Nacional sobre Edificações e comunidades Sustentáveis.. F. Uso do Bambu na Construção Civil. T. C. C. Paraiba. 24. Brasília. 2008 OLIVEIRA. S. H. Jun./Nov. Jan. A. F.. 67-77. L. Athena – Revista Científica de Educação. p. A. Monografia de Projeto Final I em Engenharia civil e Ambiental. Out.