ANÁLISE SINTÁTICA

PERÍODO SIMPLES - PERÍODO COMPOSTO
Quanto ao número de orações, o período é
classificado em:

O período simples
O período simples é a frase constituída por
apenas uma oração.

Frase, oração e período
Frase: enunciado que possui sentido completo e que,
consequentemente, estabelece comunicação.
Para começar a trabalhar com análise sintática, é
imprescindível o conhecimento de três conceitos básicos:
o de frase, o de oração e o de período.
A frase pode ser constituída por uma palavra ou
por uma seqüência de palavras:
Perigo!
Acho importante o trabalho da Operação Taiató.
Instituições ambientais realizam megaoperagação
na fronteira Acre / Amazonas / Rondônia e evitam o
deslocamento de madeira recém-cortada.
Um mesmo enunciado pode ser considerado frase
ou não, dependendo da sua contextualização. Os
enunciados abaixo, por exemplo, não são considerados
frases, pois não possuem sentido completo e, portanto,
nada comunicam:
Acredito.

Pelas três.

Aéreo

e

fluvial.
Já contextualizados, ganham sentido completo e
são considerados frases:
...
Você acredita na eficácia do trabalho da Operação Taiató?
Acredito.
Por qual gerência do Ibama está coordenada a operação:
Acre, Amazonas ou Rondônia?
Pelas três.
Com que tipo de recursos conta a operação para chegar a
todos os pontos da região?
Aéreo e fluvial.
...
Assim, o que determina se um enunciado é uma
frase, independentemente de sua composição, é sua
capacidade de expressar um sentido completo.
Oração: enunciado que se organiza em função de uma
forma verbal, independentemente de possuir sentido
completo ou não.

PERÍODO
→ Simples: formado por uma única oração:
Instituições ambientais realizam megaoperação na
fronteira
Acre/ Amazonas/ Rondônia.
→ Composto: formado por mais de uma oração:
Após terem visto uma nuvem de fumaça na BR-364,
instituições ambientais realizam megaoperação na
fronteira Acre/ Amazonas/ Rondônia.
Observe a composição dos seguintes períodos
simples:
Instituições trabalham.


Período simples com dois elementos básicos:
Elemento sobre o qual se declara algo (instituições);
Forma verbal em torno da qual se organiza a informação
(trabalham).

Instituições realizam megaoperações.



Período simples com três elementos:
Elemento sobre o qual se declara algo (instituições);
Forma verbal em torno da qual se organiza a informação
(realizam);
Complemento da forma verbal (megaoperação).

Instituições ambientais realizam megaoperação na
fronteira Acre/ Amazonas/ Rondônia.





Período simples com cinco elementos:
Elemento sobre o qual se declara algo (instituições);
Informação
adicional
sobre
a
forma
nominal
(ambientais);
Forma verbal em torna da qual se organiza a informação
(realizam);
Complemento da forma verbal (megaoperação).
Informação adicional sobre a forma verbal (na
fronteira...).

Dessa maneira, na composição de um período
simples, podem ser observados três tipos de elementos:
PERÍODO SIMPLES
→ Termos essenciais: elementos básicos
→ Termos integrantes: elementos complementares

a oração está centrada na forma verbal
realizam e tem sentido completo

→ Termos acessórios: elementos suplementares
Instituições ambientais realizam megaoperações
fronteira Acre/ Amazonas/ Rondônia.

na

a oração está centrada na forma verbal
terem visto e não tem sentido completo

Após terem visto uma nuvem de fumaça na BR-364,
instituições ambientais realizam megaoperações na
fronteira Acre/ Amazonas/ Rondônia.
Período: frase constituída por uma ou mais orações.

Termos essenciais da oração:
sujeito e predicado
Termos essenciais:
estrutura uma oração.

elementos

sobre

os

quais

se

O elemento central de toda oração é o verbo, ou
seja, a oração se estrutura a partir de uma forma verbal.
Mas, na estrutura básica da língua portuguesa, à forma
verbal liga-se uma forma nominal.

núcleo do sujeito → numeral Sujeito: elemento a respeito do qual se declara algo. Há duas maneiras de indeterminar o sujeito: sujeito Isso é uma megaoperação na fronteira! • núcleo do sujeito → pronome demonstrativo • Destruíram boa parte da Floresta Amazônica. elemento a respeito do qual se declara alguma coisa. elemento que expressa a informação que se dá sobre o sujeito. sujeito predicado núcleo do sujeito → palavra substantivada • frase substantivada sujeito Alta Floresta sem fogo e mais natureza slogan da campanha de 2002. No entanto.Portanto. l l núcleo sujeito núcleo SEGUNDO A IDENTIFICAÇÃO OU NÃO DO SUJEITO Instituições e grupos ambientalistas realizam megaoperação na fronteira. explícito ou oculto: Instituições fronteira l ambientais realizam l núcleo = substantivo plural megaoperação na verbo na 3ª pessoa do plural pronome substantivo Acredito na eficácia da conscientização ambiental. núcleo do sujeito foi → o frase substantivada Instituições ambientais fronteira realizam megaoperação na • núcleo do sujeito (forma nominal) oração núcleo do predicado (forma verbal) Sujeito sujeito É importante cuidar do meio ambiente. verbo na 1ª pessoa pessoa do singular sujeito oculto = 1ª do singular núcleo do sujeito → pronome pessoal → Indeterminado: não identificável porque não se sabe qual é ou não se quer identifica-lo. isto é. O sujeito não vem precedido de preposição. forma nominal = um substantivo núcleo → Composto: formado por mais de um núcleo: Instituições e grupos ambientalistas atuam juntos. ou melhor. l núcleo do sujeito → numeral na eficácia da conscientização (quem acredita?) • palavra substantivada O sujeito e a preposição sujeito Um não é sempre chocante. (Eu) l l sujeito Eles realizam megaoperação na fronteira. por um ou mais substantivos: SEGUNDO O NÚMERO DE NÚCLEOS → Simples: formado por um único núcleo: Instituições ambientais realizam magaoperação. O sujeito. forma verbal na 3ª pessoa do plural sem fazer referencia a um elemento que possa ser identificado como sujeito: forma verbal na 3ª pessoa do singular. há dois termos considerados essenciais: • o sujeito (centrado numa forma nominal). em . o núcleo do sujeito é normalmente representado por uma forma nominal. • o predicado (centrado numa forma verbal). núcleos do sujeito → formas nominais = dois substantivos O sujeito pode ser representado por elementos equivalentes a uma forma nominal: • → Determinado: identificável por meio da desinência verbal. l numeral substantivo (quem destruiu?) • sujeito Os três se perderam. seguida de se (índice de indeterminação do sujeito): Acredita-se ambiental. pois não funciona como elemento regido. l sujeito Instituições ambientais núcleo do sujeito Classificação do sujeito → realizam megaoperação na fronteira. Há um sujeito simples ou composto.

relampejar. Assim. (As instituições) trabalham função social. no lugar de do → Verbal: o núcleo é uma forma verbal. l núcleo a depredação ambiental = sujeito do verbo parar Chegou a hora de a depredação ambiental parar. que se une ao sujeito por meio de um verbo de ligação. (Instituições ambientais) realizam megaoperação fronteira. ambientais) objeto direto transitivo indireto: exige complemento com preposição (objeto indireto): (As áreas florestais usurpadas) pertencem ao governo.) núcleo → Verbo-nominal: o núcleo é uma forma verbal e uma forma nominal. o que se declara sobre o sujeito. anoitecer. e a forma verbal estará em 3ª pessoa do singular. l Oração sem sujeito • na O predicado Predicado: é a própria informação. ou seja. Faz muito calor nessa cidade. etc. constituir um predicado. Isso explica casos como: • para eu. l (A conscientização ambiental) predicado • sua núcleo nominal predicado verbos que indicam (haver. há exposições de vários artistas. Faz mais de três semanas que não saímos. de = preposição que tem como elemento regido o verbo parar → Nominal: o núcleo é uma forma nominal. ou seja. Nesse caso. estar. → Transitivo: verbo significativo de sentido incompleto. Tem muita gente na fila do cinema. para = preposição que tem como elemento regido o verbo fazer • O predicado se estrutura a partir de uma forma verbal. nevar. consequentemente. amanhecer. fazer. mas nem sempre o seu núcleo será essa forma verbal. sujeito do verbo fazer Classificação do predicado PREDICADO Passou o trabalho para eu fazer. l Verbo transitivo indireto direto e indireto ajuda l às l objeto direto objeto . a oração se constituirá apenas de predicado. verbo que tem um conteúdo por si só precisa de complementos para constituir um predicado. As orações sem sujeito ocorrem com os verbos impessoais ou unipessoais (portanto não estabelecem concordância): • verbos que exprimem fenômenos da natureza (chover. podemos ter três tipos de predicado. fazer): Pela manhã estava muito frio. verbo que precisa de complemento(s) para adquirir sentido pleno e. l O predicado verbal A forma verbal que centraliza a informação declarada pelo predicado verbal pode ser representada por dois tipos de verbos: VERBOS DO PREDICADO VERBAL → Intransitivo: verbo significativo de sentido completo. (As instituições ambientais) são importantes. Vai para três dias que entrei de férias. no lugar de para mim eu = pronome pessoal reto. predicado verbal Relampejou a noite inteira. Era inverno. o sujeito vem precedido de preposição. mas não regido por ela. l verbo intransitivo tempo transcorrido Havia dois anos que não o via. l l verbo de ligação convictas Neva no sul do país. ir): de l núcleo verbal Considera-se uma oração sem sujeito quando o que é declarado pelo predicado não se refere a um sujeito. ventar. l l verbo transitivo indireto objeto direto • transitivo direto e indireto: exige complemento sem preposição (objeto direto) e complemento com preposição (objeto indireto): (O governo) ofereceu instituições ambientais. O emprego do verbo TER no sentido de existir não é recomendado pela norma culta. de o e flexões. dependendo do núcleo. mágicos e equilibristas no circo. trovejar. Havia trapezistas. • l cresce. Há três tipos: • transitivo direto: exige complemento sem preposição (objeto direto): (Instituições megaoperação. verbos que indicam tempo ou clima (ser. via de regra. realizam l l verbo transitivo direto • verbos haver e ter sendo de ‘existir’: No museu.certas estruturas.

uma forma nominal. No predicado nominal. predicado verbo-nominal l Os ecologistas gostam da natureza em equilíbrio. l um l pronome substantivo O responsável legal da instituição é ele. estar. compondo um predicado verbo-nominal com predicativo do sujeito Os ecologistas trabalham os solos esperançosos. é importante lembrar que a maioria dos verbos pode assumir várias predicações (verbal. l l verbo transitivo predicativo do sujeito indireto A frase acima concentra duas informações: Os ecologistas gostam da natureza + A natureza (está) em equilíbrio. nominal. • Finalmente. chamada de predicativo. andar. pois a sua função é atribuir uma característica ao sujeito. permanecerá verbo de ligação. • adjetivo ou locução adjetiva As instituições ambientais são importantes. verbo-nominal). podendo expressar: • estado permanente A conscientização ecológica é muito importante. o predicativo une-se ao sujeito por meio de um verbo de ligação. O predicativo do sujeito pode vir representado por uma forma com valor nominal: • • • • • • verbo legal da instituição é predicativo A frase anterior concentra duas informações: As instituições ambientais trabalham + instituições ambientais (estão) confiantes. • estado circunstancial A conscientização ecológica esteve em segundo plano por muito tempo. que pode estar representada por um verbo intransitivo ou transitivo. verbo transitivo direto. . fazendo as vezes de ponte entre o sujeito e a informação que lhe é atribuída. verbo intransitivo. • estado transitório A conscientização ecológica está em voga. verbo transitivo direto. continuar. verbal. permanecer. uma oração A tarefa essencial é que preservemos o meio ambiente. verbo intransitivo ou transitivo circunstancial. compondo um predicado verbal O predicado verbo-nominal No predicado verbo nominal. Os verbos de ligação exprimem um estado ou mudança de estado.l As instituições ambientais trabalham confiantes. As instituições consideraram a carga + A carga (era) ilegal. l l O predicado nominal A forma nominal que centraliza a informação declarada pelo predicado nominal é chamada de predicativo do sujeito. predicado nominal l As instituições ambientais são importantes. verbo transitivo indireto. A frase acima concentra duas informações: qualquer palavra ou expressão substantivada A resposta é não. há dois elementos que funcionam como núcleo: uma forma verbal. verbo transitivo predicativo do sujeito direto numeral substantivo As instituições ambientais da região são três. ficar. dependendo do contexto: verbo intransitivo + predicativo do sujeito predicado-verbo nominal Os ecologistas trabalham os solos. substantivo O responsável ecologista. compondo um predicado Os ecologistas trabalham. compondo um predicado verbal Os ecologistas trabalham para o bem da população. • • mudança de estado A conscientização ecológica tornou-se essencial. l l verbo de ligação predicativo do sujeito Os verbos de ligação por excelência são ser. parecer. predicado verbal Os ecologistas estão no laboratório. continuidade de estado A conscientização ecológica essencial. intransitivo do sujeito As verbo transitivo + predicativo do objeto predicado verbo-nominal l As instituições ambientais consideraram a carga ilegal. predicado nominal com predicativo do sujeito Os ecologistas estão preocupados.

Os ecologistas confiam nas instituições ambientais. l l l adjetivo com complemento de verbo com responsáveis sentido incompleto sentido incompleto complemento de realizam O complemento nominal O complemento verbal Complemento verbal: termo sentido de um verbo transitivo. com o auxilio obrigatório de preposição. e também entre o núcleo do objeto e seu predicativo. que completam o sentido de nomes e verbos. advérbio). l núcleo do complemento nominal=expressão substantiva feminino plural O complemento nominal também pode ser representando por elementos equivalentes a uma forma nominal: Os ecologistas consideram os solos recuperáveis. As instituições ambientais realizam megaoperação. As fiscalizações ambientais estão relacionadas com a Operação Taiató. as orações podem ficar truncadas e até sem sentido. Termos integrantes da oração • numeral substantivo O trabalho era benéfico aos dois. o primeiro passo para avaliar a transitividade de um verbo e o tipo de predicado é levar em conta o contexto em que a oração está inserida. l adjetivo l complemento do adjetivo Concordância Entre o núcleo do sujeito e a forma verbal do predicado sempre há concordância em número e pessoa: Algumas empresas trabalham contrariamente às normas ambientais vigentes. l l solos = substantivo masculino plural adjetivo masculino plural • pronome substantivo A confiança neles era a base do trabalho. instituições ambientais trabalham l l instituições = substantivo adjetivo feminino plural do complemento nominal=substantivo As fiscalizações ambientais estão relacionadas com a Operação Taiató. Sem os termos integrantes. sempre há concordância em número e gênero: As preocupadas. • pronome oblíquo Comida muito salgada lhe é prejudicial. adjetivo. ou melhor. isto é. l l eles= 3ª pessoa do plural O complemento nominal. por um substantivo ou expressão com valor de substantivo: verbo conjugado na 3ª pessoa do plural O ecologista trabalha os solos. Termos integrantes: elementos que integram. a ela) • oração As fiscalizações são preferíveis a que nada seja feito. l l ele= 3ª pessoa do singular Algumas empresas trabalham contrariamente às normas ambientais vigentes. Podem-se integrantes: distinguir dois tipos de termos • aqueles que completam o sentido de um nome (substantivo. que substantivo ___ l ___ A defesa do meio ambiente beneficiará as gerações futuras. l complemento do substantivo o Dependendo da transitividade do verbo. (lhe = a ele. complementa objeto direto → Objeto indireto: completa o sentido de um verbo transitivo indireto. l verbo conjugado na 3ª pessoa do singular Núcleo Entre o núcleo do sujeito e seu predicativo. sempre regido por preposição. l l advérbio complemento do advérbio Os ecologistas trabalham os solos. o núcleo do complemento nominal é normalmente representado por uma forma nominal.Portanto. l l verbo transitivo indireto objeto indireto . l l verbo transitivo direto Complemento nominal: termo que complementa o sentido de um nome. • aqueles que completam o sentido de um verbo. sem o auxilio obrigatório de preposição. podemse distinguir dois tipos de complementos verbais: COMPLEMENTOS VERBAIS → Objeto direto: completa o sentido de um verbo transitivo direto. sujeto _______________________ l _______________________ Instituições ambientais responsáveis pela fiscalização realizam megaoperação.

depois. o agente da passiva pode ser representado por elementos equivalentes a uma forma nominal: • pronome substantivo Megaoperação foi realizada por eles. quem executa a ação de um verbo transitivo. l l verbo na voz passiva sintética agente da passiva O agente da passiva vem introduzido preposição por ou de: pela A floresta foi invadida de defensores e depredadores. realizaram. Há casos em que o objeto direto. oração Erradamente. l l l sujeito • verbo na voz ativa objeto direto O agente da passiva ou seu núcleo é normalmente representado por uma forma nominal. isto é. • para evitar ambigüidade É Maria quem estima João. o agente da passiva assume o papel de sujeito. só a si mesmo. sofrida pelo sujeito paciente. Chegou o doutor. (oração=objeto direto) consciência Objeto pleonástico Quando o complemento verbal (direto ou indireto) é colocado no início da frase e. • numeral substantivo Megaoperação foi realizada pelos quatro. gostamos de quem nos engana. por um substantivo ou expressão com valor de substantivo: ele estima só ele próprio Ele não estima ninguém. (oração=objeto indireto) Eles querem que tenhamos ecológica. ou melhor. (uma=objeto direto) • pronome oblíquo Apresentou-lhe as (lhe=objeto indireto) normas As empresas responsáveis (as=objeto direto) • ambientais. e o sujeito paciente o papel de objeto direto: Instituições ambientais realizaram megaoperação. a quem a família toda estima. por um substantivo ou expressão com valor de substantivo: Megaoperação ambientais. reiterado por meio de um pronome oblíquo. isto é. um objeto redundante: objeto direto pleonástico l l Uma megaoperação. Isso pode ocorrer quando o objeto direto: • for representado por nomes próprios substantivos que se referem a pessoa A família toda estima ao doutor pela sua sensibilidade e prontidão. • foi verbo na voz passiva analítica for representado por pronomes indefinidos de pessoa ou pronomes de tratamento estima instituições Agente da passiva: elemento que indica.O complemento verbal. na voz passiva. • realizada l Ele não estima a ninguém. verbal=substantivo As instituições Taiató. ou a família toda estima o doutor / a familia toda o estima as O agente da passiva • O objeto direto preposicionado objeto direto . as cumprem. o núcleo do complemento verbal é normalmente representado por uma forma nominal. l l verbo na voz passiva • agente da passiva Quando se passa uma oração da voz passiva para a voz ativa. Maria=sujeito. pode aparecer introduzido por preposição. ambientais participam da Operação l núcleo do complemento verbal=substantiva O complemento verbal por ser representado por elementos equivalentes a uma forma nominal: • pronome substantivo A sociedade confia neles. l núcleo do complemento A João estima Maria. João=objeto As instituições ambientais realizam megaoperação. (neles=objeto indireto) • numeral substantivo Das irregularidades comuns. foi realizada por instituições l núcleo do agente da passiva=substantivo E. complemento de verbos transitivos diretos. • Megaoperação ambientais. assim como o sujeito. ocorre um objeto pleonástico. ele não estima ninguém / ele não o for representado pelo pronome relativo quem com antecedente explícito a família toda estima o doutor / a família toda o estima for representado por pronome oblíquo tônico ambientais a por instituições l agente da passiva Megaoperações realizou-se por instituições ambientais. encontram apenas uma. ou seja.

Termos acessórios da oração Termo acessórios: termos que adicionam informações (acessórias. l l O adjunto adnominal Adjunto adnominal: termo que determina ou caracteriza um substantivo que é núcleo de uma estrutura sintática. também pode vir introduzido por preposição. por todos substantivo= núcleo do sujeito que l l Instituições que defende o meio ambiente realiza megaoperação na fronteira. indicando circunstancias do processo verbal. l advérbio complemento do advérbio • O complemento nominal tem sentido passivo em relação ao nome cujo sentido ele completa. circunstancias. caracterizando e/ou ampliando o sentido de um nome (substantivo). Podem-se distinguir dois tipos de termos acessórios: • aqueles que adicionam informações. Daí a confusão na hora de definir se se trata de um ou outro. substantivo = núcleo do sujeito sentido passivo: as empresas receberam as reclamações complemento nominal l _____ Instituições do governo realizam megaoperação fronteira. se o termo estiver relacionado a um adjetivo ou advérbio. O adjunto adnominal é normalmente representado por artigo e/ou adjetivo ou expressão com valor de adjetivo (locução adjetiva): adjunto adnominal adjunto adnominal adjunto adnominal _l_ ____ l _____ As instituições ambientais realizam megaoperação na fronteira. o adjunto adnominal. l realizam Quando amanhece.• oração Megaoperação foi realizada aderiram à campanha. enquanto o adjunto adnominal tem sentido ativo em relação ao substantivo que ele caracteriza: Sentido ativo: as instituições Fizeram as reclamações adjunto adnominal substantivo = núcleo do sujeito __________________________ Houve reclamações das instituições ambientais às empresas madereiras. não há dúvida: trata-se de um complemento nominal: As fiscalizações ambientais estão relacionadas com a Operação Taiató. realizam instituições também pode ambientais ser realizam As circunstancias mais comuns indicadas pelos adjuntos adverbiais são: • acréscimo Além de campanhas. sujeito predicado _________ l __________ ____________ Instituições ambientais realizam fronteira. Portanto. indicando uma circunstância. substantivo= núcleo do sujeito l l Estas instituições ambientais megaoperação na fronteira. enquanto o adjunto adnominal só caracteriza o substantivo. adjunto adverbial e aposto. de um adjetivo e de um advérbio. l l adjetivo complemento do advérbio Certas empresas trabalham contrariamente às normas ambientais. O adjunto adnominal e o complemento nominal O complemento nominal sempre vem introduzido por preposição. • aqueles que adicionam informações. As características que os diferenciam são fundamentalmente duas: • O complemento nominal pode completar o sentido de um substantivo. as instituições realizam fiscalizações. l l l verbo adjunto adverbial adjunto adverbial adjunto adnominal • Adjunto adverbial: termo que caracteriza essencialmente uma forma verbal. . explicativas) a substantivos ou verbos. l l l informação adicional verbo __________ megaoperação l na informação adicional São três os termos acessórios da oração: adjunto adnominal. l adjunto adnominal • O adjunto adverbial representado por uma oração: pronome adjetivo adjunto adnominal oração Instituições ambientais realizam megaoperação hoje na fronteira. às vezes. l _____ na O adjunto adverbial adjunto adnominal O adjunto representado por: • adnominal também pode ser O adjunto adverbial é normalmente representado por um advérbio ou expressão com valor adverbial (locução adverbial): numeral adjetivo adjunto adnominal substantivo= núcleo do sujeito l l Duas instituições ambientais megaoperação na fronteira. megaoperação.

• freqüência Instituições ambientais realizam fiscalização todos os dias. l vocativo • negação Não aceitarei a proposta. • causa Houve revoltas por causa das queimadas. lançou em maio o Plano Nacional de Combate ao Desmatamento e à Queimada. vírgulas. • condição Sem maiores recursos. há casos em que o aposto não vem demarcado por sinais de pontuação: trata-se chamado aposto de especificação: A fiscalização tentará abranger todo o rio Amazonas. especifica. como nos exemplos acima. • tempo Diversas instituições megaoperação ontem. refere-se à 2ª pessoa). como no exemplo acima. aposto que esclarece e identifica o nome ministra (do Meio Ambiente) A ministra do Meio Ambiente. travessão. ponto de exclamação). diz-se que o vocativo: • é um elemento independente porque não faz parte nem do sujeito nem do predicado. sujeito Taiató rastreia predicado ________l_______ ________l_____ Povo da cidade. • modo A equipe da Operação pacientemente toda a área. Fragmentando a definição acima. na escrita. esclarece. os recursos naturais estão ameaçados. • concessão Apesar das campanhas. Amazonas e Rondônia. a depredação do meio ambiente continua. aposto que especifica e discrimina o nome estado aposto que esclarece e identifica o nome gerente (do Ibama no Acre) Geralmente. o aposto vem demarcado por sinais de pontuação (dois pontos. Segundo o gerente do Ibama do Acre. aposto que especifica e discrimina o nome ramais ambientais realizaram O aposto Aposto: termo que explica. O plano Nacional de Combate ao Desmatamento e à Queimada foi lançado no mês de maio. dentro de avançado um pouco. O aposto é normalmente representado por um substantivo ou expressão com valor de substantivo. l vocativo Vocês! Aonde vão com essa madeira? l vocativo O período simples e a pontuação Para falar sobre a pontuação no período simples. Baianos. podendo aparecer reforçado pela interjeição ó: Ó natureza. • por invocar a pessoa com quem se fala (via de regra. Marina Silva. Anselmo Forneck. propósito Realizam-se campanhas para a conscientização popular.). parênteses. na escrita. • intensidade A equipe da operação Taiató trabalhou demais nos últimos dias. interpelar o interlocutor. identifica. defende-te das agressões. • dúvida Talvez. • lugar Instituições ambientais realizam megaoperação na fronteira. Geralmente. ou discrimina um nome que o antecede. três empresas infligiram a lei. quatro grandes ramais serão fiscalizados – Jequitibá. • conformidade Segundo as normas ambientais. No entanto. não será possível continuar com as campanhas. Operação Taiató combate o desmatamento ilegal e as queimadas na região de fronteira de três estados: Acre. • instrumento A árvore foi cortada a machado.• afirmação Efetivamente aceitarei a proposta. algumas décadas. é necessário o esclarecimento sobre a ordem dos elementos que o compõem: sujeito _________l________ ______________l_____________ predicado . Mendes Júnior e Mococa. • meio As pessoas atravessam o rio de navio ou de trem. Mas também pode ser representado por uma oração: Os ecologistas tem um desejo: que seja preservado o meio ambiente. etc. sua função é invocar. O vocativo: um termo à parte Vocativo: elemento independente dentro da oração. o vocativo vem demarcado por sinais de pontuação (vírgulas. • companhia As instituições trabalham com o governo na defesa do meio ambiente. tenhamos • fim.

l Os dirigentes (mutuamente) • políticos se cumprimentaram. (voz passiva analítica) • se = índice de indeterminação do sujeito (ocorre com o verbo que não é transitivo direto e que não admite a voz passiva. arrependerse atrever-se. não há necessidade de sinais de pontuação internos. (voz passiva analítica) se= pronome apassivador l Realizaram-se fiscalizações. como reforço ou ênfase da relação entre o sujeito e a ação verbal. portanto.Instituições fronteira. que é considerada a ordem mais comum e segue. l objeto direto • Não se separam com sinais de pontuação os termos integrantes (objetos. Já quando a ordem é indireta ou inversa. l não há virgula • l Os dirigentes políticos apertaram-se as mãos em sinal de amizade. realizam megaoperação. se for retirada a informação intercalada. • Se o adjunto adverbial é deslocado. (voz passiva sintética) Fiscalizações foram realizadas. l se = sujeito (ocorre em construções com verbos causativos: mandar. como a virgula. • não há virgula • Se uma informação é intercalada entre o sujeito e o predicado. os sinais de pontuação internos. basicamente. l núcleo adjunto ambientais l realizam megaoperação l l adjunto na l núcleo objeto adnominal adverbial O período simples acima é um exemplo de ordem direta. • virgula que demarca o adjunto adverbial descolado Instituições ambientais. (a si mesma) se= pronome recíproco na função de objeto direto sujeito (núcleo + adjunto adnominal) + predicado (núcleo + complemento + adjunto adverbial) Quando o período simples segue a ordem direta e não apresenta nenhuma informação adicional no meio da seqüência padrão. l objeto direto se= pronome recíproco na função de objeto indireto Algumas regras básicas de pontuação • Não se separam com sinais de pontuação o sujeito e o predicado: Instituições ambientais realizam megaoperação na fronteira. l ambientais realizam na fronteira. megaoperação. ou seja.): realizam se = parte integrante do verbo (ocorre com verbos pronominais: queixar-se. deve ser isolada por sinais de pontuação: Instituições de dois estados.): . o sujeito e o predicado continuarão sem sinal de pontuação no meio. l l vírgula no início vírgula no final Dessa maneira. evidenciamno: Na fronteira. especialmente vírgula. o verbo sempre estará na 3ª pessoa do singular): se= índice de indeterminação do sujeito l Trabalha-se com entusiasmo. o seguinte esquema: Como pronome. se = pronome apassivador (ocorre em construções na voz passiva sintética. emprega-se a ordem indireta. complemento nominal e agente da passiva) dos termos a que se integram: Instituições ambientais realizam megaoperação na fronteira. etc. deixar. etc. (voz passiva sintética) Megaoperação foi realizada. As funções do pronome se • l não se atreveram a impedir a se = palavra expletiva (ocorre com verbos intransitivos. dependendo do contexto em que está inserida: • se = objeto direto (ocorre em construções reflexivas ou que expressam reciprocidade em que não há outro objeto direto): se= pronome reflexivo na função de objeto direto l A moça se cortou com a faca. se = objeto indireto (ocorre em construções reflexivas ou que expressam reciprocidade em que há objeto direto): se= pronome reflexivo na função de objeto indireto l Ele se perguntou a razão de tal barbaridade. Amazonas e Rondônia. com verbos transitivos na 3ª pessoa do singular ou plural): se= pronome apassivador l Realizou-se megaoperação.): l virgulas que demarcam o início e o fim do adjunto adverbial descolado se= índice de indeterminação do sujeito APÊNDICE As empresas fiscalização. nesse casso. passam a ter a importante função de organizar a frase. instituições megaoperação. os sinais de pontuação. l l se= pronome na função de sujeito do verbo no infinitivo enganar l A moça deixou-se enganar. a palavra se pode assumir diferentes funções sintáticas. fazer.

o período formado por uma única oração.). 3= oração subordinada em relação à segunda. pode oração coordenada ser Período Simples: formado por uma única oração: Zoológico de Bauru completa 24 anos com novos animais. Período composto por coordenação: . consequentemente. Zoológico de Bauru completa 24 anos com novos animais. espécie de mamífero africano de pequeno porte. ou seja. Oração: enunciado que se organiza em função de uma forma verbal. que hoje completa 24 anos. a oração está centrada na forma verbal completa e não tem sentido completo ações. As orações são coordenadas entre si: Período: frase constituída por uma ou mais orações. Há pelo menos uma oração principal e uma que depende sintaticamente dessa principal: [O Zoológico Municipal de Bauru. são independentes. • do ponto de vista semântico. a oração dependente adiciona uma informação a um termo da oração independente (no caso.] Preste atenção! São muito comuns os períodos em que ocorre coordenação e subordinação ao mesmo tempo. nenhuma depende ou faz parte de outra. oração principal Chama-se de oração absoluta o período simples. que hoje completa 24 anos. Observe o seguinte período composto de três orações: 1 [Os animais estão de quarentena] 2 [e devem ser expostos para visitação pública] 3 [assim que o recinto estiver pronto] 1= oração coordenada em relação à segunda. isto é. podem-se distinguir dois tipos: Coordenação: as orações que compõem o período são independentes. o período Atentando à relação sintática e/ou de sentido estabelecida entre as orações de um período composto. O período (simples ou composto) tem sempre sentido completo. O período composto Como já foi dito acima. a oração está centrada na forma verbal completa e tem sentido completo Zoológico de Bauru completa 24 anos com novos animais. independentemente de possuir sentido completo ou não. | [Os animais estão de quarentena] e [devem ser expostos para visitação pública nos próximos 15 dias. • do ponto de vista semântico. | [que hoje completa 24 anos. Preste atenção ! Subordinação: as orações que compõem o período não apresentam o mesmo nível hierárquico. O Zoológico Municipal de Bauru. O Período Composto Frase: enunciado que possui sentido completo e que. [que hoje completa 24 anos. estabelece comunicação. 2= oração coordenada em relação à primeira e oração principal em relação à terceira. Para não esquecer! | [O Zoológico Municipal de Bauru acaba de adquirir quatro suricatas.] oração subordinada • • • • Trata-se de uma oração quando há presença de uma forma verbal. Fogo! 24 anos de Zôo. A oração nem sempre tem sentido completo. espécie de mamífero africano de pequeno porte. sendo que: • do ponto de vista sintático. que hoje completa 24 anos. • O Zoológico Municipal de Bauru. o período composto é formado pela combinação de duas ou mais orações. nenhuma delas exerce uma função sintática em relação à outra. portanto nem toda frase é uma oração. espécie de mamífero africano de pequeno porte. portanto todo período é uma frase.] | oração coordenada Período Composto: formado por mais de uma oração: O Zoológico Municipal de Bauru. acaba de adquirir quatro suricatas. apresentam-se como duas informações que se somam. sintaticamente. A frase nem sempre apresenta uma forma verbal.se= palavra expletiva. sujeito da oração independente). uma é independente (O Zoológico Municipal de Bauru acaba de adquirir quatro suricatas. acaba de adquirir quatro suricatas. espécie de mamífero africano de pequeno porte].] acaba de adquirir quatro suricatas. espécie de mamífero africano de pequeno porte. Observe a composição dos seguintes períodos compostos: Os animais – três machos e uma fêmea – estão de quarentena e devem ser expostos para visitação pública nos próximos 15 dias. quantos anos tem o Zoológico Municipal de Bauru. Período Composto Que hoje completa 24 anos Quanto ao número classificado em: Período composto formado por duas orações que: • do ponto de vista sintático. pode ser extraída que a frase não se altera l Eles se dormiram num piscar de olhos. de Período composto formado por duas orações. outra dependente em relação à primeira (que hoje completa 24 anos). acaba de adquirir quatro suricatas. espécie de mamífero africano de pequeno porte. portanto nem toda oração é uma frase.

. (O Zoológico de Bauru) fez 24 anos. o sentido das assindéticas é aditivo.ORAÇÕES COORDENADAS Oração coordenada: oração sintaticamente independente dentro do período composto. seja. no entanto. contraste. Observe algumas: Os animais estão de quarentena. nem. escolha. funcionando como um termo dela. As principais conjunções conclusivas são: pois (quando anteposta ao verbo). uma unidade autônoma.. já. e a e fomos chuva não ao zôo. contudo. As conjunções que introduzem uma oração coordenada sindética são chamadas de conjunções coordenativas. Tais relações de sentido de grande importância na coesão e coerência interna de um texto. ora. quer. parava.. [O Zoológico fez 24 anos. podem-se distinguir cinco tipos de coordenadas: Orações Coordenadas → Aditivas: exprimem idéia de soma.] | | oração coordenada assindética oração coordenada sindética conclusiva Classificação das orações coordenadas → Explicativas: exprimem idéia de explicação. (e=adição) Ontem foi um dia (e=conseqüência) Queríamos ir ao (e=adversidade) ensolarado zôo. Fique por dentro! → Sindéticas: vêm introduzidas por conjunção. Observe o comportamento da conjunção coordenativa e.] [vivem em grupos de até 15. a relação de sentido é dada pela conjunção que introduz a coordenada. explicitada pela conjunção e Nos exemplos de períodos compostos por coordenação (acima). Segundo a presença ou não de conjunções para explicitar a ligação entre as orações. apresentam-se justapostas. [O Zoológico de Bauru está de parabéns. como já foi visto. há orações sintaticamente independentes. funcionando como uma unidade autônoma que mantém relação de sentido com outra oração. vêm introduzidas pelas conjunções coordenativas. geralmente por meio de conjunções. As principais conjunções conclusivas são: logo.] Preste atenção! A oração coordenadas assindéticas vêm justapostas. justificação. quer. todavia. essencialmente aditiva: Visitamos o zôo e passeamos pelo bairro. Período composto por subordinação: as orações subordinadas Oração subordinada: oração do período composto que depende sintaticamente de uma oração principal. ou. ou. porém. entretanto. confirmação. Segundo a relação de sentido.. seja. pois (quanto posposta ao verbo). ora. geralmente explicitado pela conjunções que ligam as orações. mas marcadas por sinais de pontuação.. As principais conjunções alternativas são: ou. Em geral.. [Visitamos o Zoológico] [Os animais estão de quarentena] explicitada pela conjunção e [ ou passeamos pela cidade?] | | oração coordenada assindética | [e devem ser expostos para visitação pública amanhã. [Os suricatas têm cauda longa. Observe os seguintes períodos simples: Esperamos sua visita no final de semana. (Eles) dever ser expostos para visitação pública amanhã. mas ainda. [Eles estão de quarentena] | oração coordenada assindética [e serão expostos para visitação amanhã. funcionado apenas como conectivo. portanto. mas também.] [pois fez 24 anos] [e adquiriu mais animais. então. As principais conjunções aditivas são: e. já.] | oração coordenada sindética aditiva Segundo a NGB (Nomenclatura Gramatical Brasileira). cada oração é.] oração coordenada assindética adversativa oração coordenada sindética → Alternativas: exprimem idéia de alternância..] [portanto tem de comemorar.] | oração coordenada | relação semântica de adição. | | . do ponto de vista sintático. podem-se distinguir dois tipos de orações coordenadas: [O Zoológico tem de comemorar] [pois fez 24 anos] | | oração coordenada assindética Orações Coordenadas Sindéticas oração coordenada sindética explicativa Preste atenção! → Assindéticas: não vêm introduzidas por conjunção. As principais conjunções adversativas são: mas. adição. Embora sem ligação sintática entre si. Oração principal: oração que possui como termo(s) sintático(s) uma ou mais orações subordinadas. [mas ainda estão de quarentena. As coordenadas sindéticas. que.. porque. especialmente pela vírgula. [O Zoológico adquiriu novos animais.] [alimentam-se de insetos]. que não exercem função sintática. as orações coordenadas relacionam-se semanticamente. no entanto é o contexto em que aparecem que pode determina-lo. ou seja.] [ora passeamos pela cidade?] | | oração coordenada sindética alternativa oração coordenada sindética alternativa → Conclusivas: exprimem idéia de conclusão..] | | oração coordenada sindética alternativa [Ora visitamos o Zoológico. isto é.. oposição. Mas nem sempre a conjunção coordenativa tem um único sentido. Observe: → Adversativas: exprimem idéia de adversidade.

Observe e compare estes exemplos com os dois acima: [Esperamos][que semana. portanto classificam-se de acordo com o papel sintático que assumem: sujeito.] proporção. podem-se distinguir três tipos de subordinadas: • Orações subordinadas → Substantivas: exercem funções próprias de um substantivo (sujeito. Tais funções também podem ser exercidas por orações. objeto indireto. [Um recinto [que seja adequando] é importante para o conforto. Classificação substantivas das orações subordinadas Como já foi visto. as subordinadas substantivas vêm introduzidas pelas conjunções integrantes que e se. → Subjetiva: exerce a função de sujeito. [Esperamos] [que nos visitem.] Neles. objeto indireto. objeto direto. que não exercem função sintática. predicativo. complemento nominal ou aposto. que exprimem circunstâncias de tempo.] | oração subordinada substantiva subjetiva (exerce a função substantiva de sujeito → Isso é importante) | oração principal oração subordinada na função substantiva de objeto direto → Adjetivas: exercem função própria de um adjetivo (adjunto adnominal).] | | oração subordinada (exerce a função de sujeito) adjunto | oração principal condição [Esperamos sua vista] [quando chegar o final de semana. oração principal sem sujeito nela mesma. as subordinadas substantivas vêm introduzidas pelas conjunções integrantes que e se. concessão.objeto direto adjunto adverbial de tempo comparação. De modo geral. quanto. As orações subordinadas também podem estar coordenadas entre si quando orações subordinadas entre equivalentes: → Objetiva indireta: exerce a função de objeto indireto.] | oração subordinada na função adjetiva de adjunto adnominal (Um recinto é importante para o conforto. cujo (e flexões) e o qual (e flexões). [Que haja respeito aos animais] [e que se cumpra a quarentena] [é importante] → oração principal [Esperamos] → oração principal [que nos visitem] [e que gostem do passeio] si que exercem a mesma função sintática (sujeito da oração principal) orações coordenadas entre si que exercem a mesma função sintática (objeto direto da oração principal) → Predicativa: exerce a função de predicativo. A oração subordinada substantiva subjetiva Classificação das orações subordinadas Para considerar uma oração como subordinada substantiva subjetiva. funcionando apenas como conectivo. reconhecemos alguns termos que cumprem funções sintáticas. com uma forma verbal na 3ª pessoa do singular [Comenta-se] [que haverá uma grande festa de aniversário no zôo] | oração subordinada substantiva subjetiva (exerce a função substantiva de sujeito → Isso comentase) A oração subordinada substantiva objetiva direta Para considerar uma oração como subordinada substantiva objetiva direta. conseqüência. como. exerce a função de → Apositiva: exerce a função de aposto. Um recinto adequado é importante para o conforto dos animas. predicativo. com uma forma verbal na 3ª pessoa do singular [É importante] [que os animais recebam os cuidados adequados. Preste atenção! → Objetiva direta: exerce a função de objeto direto. objeto direto. onde. as orações substantivas exercem funções próprias de um substantivo. formando assim períodos compostos por subordinação. oração subordinada (exerce a função de adverbial) | oração principal oração subordinada na função de adjunto adverbial alternativa ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS Em geral. com uma forma verbal na 3ª pessoa do singular [Convém] [que os suricatas fiquem de quarentena. a forma verbal da oração principal apresenta-se na 3ª pessoa do singular. As subordinadas adverbiais vêm introduzidas pelas conjunções subordinativas. | | sujeito adjunto adverbial de tempo nos | visitem][quando chegar | o final | de | oração principal oração subordinada (exerce a função de objeto direto) adjunto oração subordinada (exerce a função de adverbial) [Que haja um recinto adequado][é importante][para que os | | animas se sintam confortáveis. → Completiva nominal: complemento nominal. nenhum outro termo da oração principal se relaciona ao seu verbo na função de sujeito).] | oração subordinada substantiva subjetiva (exerce a função substantiva de sujeito → Isso convém) oração principal sem sujeito nela mesma. é preciso observar que: • a oração exerce a função sintática de sujeito da forma verbal da oração principal (evidentemente. → Oração principal) → Adverbiais: exercem função própria de um advérbio (adjunto adverbial). As subordinadas adjetivas vêm introduzidas pelos pronomes relativos que. Segundo a função sintática que exercem no período. quem. conformidade e finalidade. causa. é preciso observar que: . complemento nominal ou aposto).] | oração principal sem sujeito nela mesma.

] | oração subordinada substantiva objetiva indireta (exerce a função substantiva de objeto indireto → A sociedade confia nisso) oração principal [Com a nova aquisição.] oração subordinada substantiva completiva nominal (exerce a função substantiva de complemento nominal → O zoológico é favorável a isso) [que o Zoológico de Bauru é um dos maiores do | oração subordinada substantiva objetiva direta (exerce a função substantiva de objeto direto → Dizem isso) A oração subordinada substantiva objetiva indireta que os animais sejam bem | oração principal com uma forma verbal transitiva direta [Dizem] país. é preciso observa que: A oração subordinada substantiva apositiva • • a oração exerce a função sintática de objeto indireto da forma verbal da oração principal.] • | oração subordinada substantiva objetiva direta (exerce a função substantiva de objeto direto → A cidade de Bauru deseja isso) oração principal com um nome transitivo (favorável) [O zoológico é favorável] [a cuidados.] | oração subordinada substantiva objetiva direta (exerce a função substantiva de objeto direto → Esperamos isso) Para considerar uma oração como subordinada substantiva completiva nominal.] | oração subordinada substantiva completiva nominal (exerce a função substantiva de complemento nominal → O visitante pode ter certeza disso) Para considerar uma oração como subordinada substantiva objetiva indireta. a oração exerce a função sintática de predicativo do sujeito da oração principal. a oração principal precisa ter um nome transitivo. é preciso observar que: • oração principal com uma forma verbal transitiva direta [A cidade de Bauru deseja] [que o zoológico faça mais 24 anos. a forma verbal da oração principal tem de exigir um objeto indireto.] | oração subordinada adjetiva que = retoma inseto.] | oração subordinada substantiva predicativa (exerce a função substantiva de predicativo do sujeito → A tarefa essencial do zoológico é essa) oração principal com uma forma verbal de ligação [A verdade é] [que o zoológico cuida bem dos animais. Os pronomes relativos retomam um antecedente dado na oração principal e ainda assumem diversas funções sintáticas dentro da oração subordinada: que = retoma recinto.] [Um recinto[que seja adequado] é importante para o conforto dos animais. isto é.] a oração exerce a função sintática de complemento de um nome da oração principal. a forma verbal da oração principal tem de ser um verbo de ligação. Para considerar uma oração como subordinada substantiva apositiva. a forma verbal da oração principal tem de ser um verbo transitivo direto.] | oração subordinada substantiva apositiva (exerce a função substantiva de aposto de coisa → O zoológico só pede uma coisa: isso) oração principal com uma forma verbal transitiva ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS indireta [Necessita-se] [de que os visitantes colaborem com a limpeza do zôo. funciona como sujeito do verbo da subordinada (seja): Um recinto seja adequado. oração principal com uma forma verbal de ligação [A tarefa essencial do zoológico é][que os animais sejam bem cuidados.] | oração subordinada substantiva objetiva indireta (exerce a função substantiva de objeto indireto → O zoológico gostaria disso) oração principal [O zoológico só pede uma coisa:] [que não alimentem os animais. [O inseto[que os suricatas comem] é muito comum na África do Sul.] | oração subordinada substantiva apositiva (exerce a função substantiva de aposto de coisa → O zoológico só pede uma coisa: isso) oração principal com uma forma verbal transitiva indireta [A sociedade confia] [de que o zoológico cuide dos animais. é preciso observar que: • • As subordinadas adjetivas vêm introduzidas por pronomes relativos que não funcionam apenas como conectivo.] | oração subordinada adjetiva . é preciso observa que: • a oração exerce a função sintática de aposto de um nome da oração principal. funciona como objeto indireto [O zoológico [de que te falei] fica em Bauru. funciona como objeto direto do verbo da subordinada (comem): Os suricatas comem o inseto.] | oração subordinada substantiva objetiva indireta (exerce a função substantiva de objeto indireto → Necessita-se disso) A oração subordinada substantiva predicativa Para considerar uma oração como subordinada substantiva predicativa. o zoológico espera isto:] [que as visitas aumentem. oração principal com uma forma verbal transitiva direta oração subordinada substantiva predicativa (exerce a função substantiva de predicativo do sujeito → A verdade é essa) A oração nominal subordinada substantiva completiva [Esperamos] [que nos visitem. oração principal com uma forma verbal transitiva indireta [O zoológico gostaria][de que os visitantes não alimentassem os animais. que não tenha sentido completo.] | oração subordinada adjetiva que = retoma zoológico.• • | a oração exerce a função sintática de objeto direto da forma verbal da oração principal. oração principal com um nome transitivo (certeza) [O visitante pode ter certeza] [de que o zoológico cuida bem dos animais.

delimita a significação do substantivo e não vem isolada entre vírgulas. ainda que. se bem que. que não exercem função sintática dentro da oração. e não outro qualquer. nem que. .[de que os suricatacas tinham necessidade. Trata-se de uma informação essencial. [O jornalista [por quem fui entrevistado] será apresentado ao público] | oração subordinada adjetiva Geralmente. → Consecutiva: exprime circunstancia de conseqüência. porquanto.que = retoma recinto especial. motivo. apenas fornece uma informação adicional: ele faz 24 anos hoje) A oração subordinada adjetiva restritiva Para considerar uma oração como subordinada adjetiva restritiva. A oração subordinada adjetiva explicativa Para considerar uma oração como adjetiva explicativa. assim como. → Comparativa: exprime circunstancia de comparação. conquanto. já que. menos (do) que. próprio de um adjetivo: Como tais. A oração subordinada adverbial causal → Explicativa: a caracterização é à maneira de explicação.] | oração subordinada adverbial comparativa oração principal [O Zoológico Municipal de Bauru [. as orações adverbiais exercem funções próprias de um advérbio. conformidade e finalidade. → Concessiva: exprime circunstancia de concessão.] | Substantivo a que se refere. mas exprimem circunstâncias de tempo.) ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS oração subordinada adjetiva cujo= retoma os suricatas. as orações adjetivas exercem a função de adjunto adnominal. condição.] | oração subordinada adjetiva explicativa (que hoje completa 24 anos não restringe a significação do substantivo a que se refere. [Os suricatas [cujo recinto apresentados ao público] especial está pronto] serão | oração subordinada adjetiva quem = retoma jornalista. mas não interfere [Embora não tenha muitos recursos. [O recinto especial.] [este zoológico cuida bem | dos animais. que nem. funciona como circunstancial de lugar: Estudamos na escola. classificam-se em: → Causal: exprime circunstância de causa. proporção. mesmo que. [A escola [em que estudamos] fará uma excursão ao zoológico] | oração subordinada adjetiva Classificação das orações subordinadas adjetivas Como já foi visto. → Proporcional: exprime circunstancia de proporção. por menos que. funciona como complemento nominal do nome necessidade da subordinada: Os suricatas tinham necessidade do recinto especial. como se. por mais que. trata-se de uma informação adicional sobre o ser representado pelo substantivo. portanto classificam-se de acordo com a circunstância que exprimem. as orações subordinadas adjetivas caracterizam um substantivo. a causa do que se afirma na oração principal [Haverá uma festa no Zoológico Municipal] [porque ele fez 24 anos] | oração subordinada adverbial causal As principais conjunções e locuções conjuntivas causais são: porque. é preciso observar que: • subordinada a oração não restringe a significação do substantivo e. que distingue o ser caracterizado dos demais da mesma espécie. → Temporal: exprime circunstancia de tempo. A oração subordinada adverbial concessiva exprime a admissão de uma idéia que poderia interferir na realização da ação da oração principal. como. conseqüência. A oração subordinada adverbial comparativa há um confronto de dois elementos para uma comparação [Este zoológico cuida bem dos animais] [como cuida o zoológico da minha cidade. pois que. pior que. Classificação das orações subordinadas adverbiais Como já foi visto. menor que. oração principal [O zoológico [que hoje completa 24 anos] fica em Bauru. tanto quanto. determinado que o “zoológico que hoje completa 24 anos” é o que fica em Bauru. vem isolada entre vírgulas. melhor que. causa. visto que. exprime a motivação. que = retoma escola.] | oração subordinada adjetiva restritiva (que hoje completa 24 anos → restringe a significação do As principais conjunções e locuções conjuntivas comparativas são: mais (do) que. posto que. que hoje completa 24 anos. as subordinadas adverbiais vêm introduzidas pelas conjunções ou locuções conjuntivas subordinativas. tal qual. concessão.] adquiriu quatro suricatas. maior que. geralmente. bem como. → Conformativa: exprime circunstancia de conformidade. funciona como agente da passiva: (Ele) foi entrevistado pelo jornalista. comparação. → Condicional: exprime circunstancia de condição. do verbo da subordinada (falei): Te falei do zoológico. → Final: exprime circunstancia de finalidade. → Restritiva: a caracterização é à maneira de delimitação. é preciso observar que: • oração restringe.] oração subordinada adverbial concessiva As principais conjunções e locuções conjuntivas concessivas são: embora. funciona como adjunto adnominal do nome recinto da subordinada: O recinto dos suricatas está pronto.] ficou pronto. Segundo o tipo de caracterização.

salvo se.][ouvi um ruído. consoante. Veja outros exemplos de orações reduzidas: [Estamos ansiosos] [por acabar o trabalho] | oração subordinada completiva nominal reduzida de infinitivo A oração subordinada adverbial temporal [Os animais serão expostos para visitação] [assim que o recinto estiver pronto. oração subordinada adverbial condicional Para considerar uma oração como subordinada reduzida.] | reduzida de gerúndio adjetiva restritiva conjunção [Apavorado.] → [Quando acordei. são: exprime conseqüencia ou efeito do que se diz na oração principal [Participou tanta gente da festa ontem. de maneira que. logo que.. particípio.. é preciso observar que: As principais conjunções e locuções conjuntivas são: se.][ele mal falava. [À medida que os animais crescem. contando que. Sempre que possível. sendo que uma alteração em uma repercute na outra. tamanho na oração principal). menos.] | | oração subordinada adverbial causal reduzida de particípio oração subordinada adverbial causal oração subordinada adverbial proporcional As principais locuções conjuntivas proporcionais são: à proporção que. enquanto.] [ela rompeu com os que considerou | oração subordinada adverbial causal reduzida de gerúndio [Acabada a assembléia.] [os condôminos saíram da sala.] | | oração subordinada adverbial temporal reduzida de infinitivo | exprime o objeto ou propósito do que se diz na oração oração subordinada adverbial final As principais conjunções e locuções conjuntivas finais são: a fim de que. de modo que..] | oração subordinada adverbial temporal reduzida de particípio . quanto mais. a não ser que. assim que. trocando a forma nominal por uma forma verbal conjugada.][amanhã haverá festa no parque do zoológico.] → [Como estava apavorado. a menos que.] [eles necessitam de mais espaço. aparece a conjunção: conjunção A oração subordinada adverbial final [O zôo constitui um abrigo especial. e segundo o nome da forma nominal em que se apresenta o verbo: infinitivo. até que. desde que.] | subordinada Oração subordinada (.] | Exprime uma circuntância de tempo oração subordinada adverbial temporal As principais conjunções e locuções conjuntivas temporais são: quando. cada vez que. para que.] [que organizarão uma todo ano. de sorte que. segundo.A oração subordinada adverbial condicional ORAÇÕES REDUZIDAS exprime uma condição para que se realize o que se diz na oração principal [Se amanhã não chover. depois que..][ele mal falava.] | | oração subordinada adjetiva oração subordinada A oração subordinada adverbial proporcional Exprime uma relação de proporção entre duas coisas. ao desenvolver a oração. isto é. gerúndio). pode-se confirmar a função sintática que cumpre uma oração reduzida em um período composto. de forma que. particípio..] [para que os suricatas ficassem à vontade. mais.][ouvi um ruído.] [Ao acordar. oração subordinada adverbial temporal pronome relativo [Ouvi um rapaz][gritando. Observe que. caso. como.) reduzida → de infinitivo → de particípio → de gerúndio A oração subordinada adverbial consecutiva oração As orações subordinadas reduzidas classificam-se segundo a relação que estabelecem com a oração principal.] [haverá festa no parque do zoológico. antes que.] traidores. sempre que.. desenvolvendo-a. que. desde que. adverbial consecutiva As principais conjunções e locuções conjuntivas consecutivas são: que (combinada com os intensificadores tal. [Sabendo de tudo. sem que. dado que. à medida que.] → [Ouvi um rapaz][que gritava (estava gritando). • a oração apresenta o verbo em uma das formas nominais (infinitivo. As funções das orações reduzidas As orações reduzidas podem exercer quaisquer funções das orações subordinadas desenvolvidas.] | Oração reduzida: é a oração subordinada que se organiza em função de um verbo em uma das formas nominais. quanto menos.] | oração subordinada adverbial conformativa As principais conjunções conformativas conforme. a oração não é introduzida por conjunção (ou locução conjuntiva) subordinativa ou pronome relativo • A oração subordinada adverbial conformativa Classificação das orações reduzidas exprime que o que se diz na oração principal está em conformidade com algo [Segundo me informaram. gerúndio. tanto.