1.

Revisão de Principais Grandezas e Leis Básicas
1.1 Energia
Capacidade de realizar um trabalho ou mudanças de estado.
Energia mecânica: Quando uma força é aplicada sobre um corpo, fazendo com que ele se desloque
no espaço, dizemos que essa força realizou um trabalho mecânico. Essa é uma forma comum de
manifestação da energia, que denominamos energia mecânica.
Energia térmica: A queima ou combustão de um recurso natural - como a lenha ou o carvão - gera
calor, que é também outra forma comum de manifestação da energia, chamada de energia térmica.
Energia geotérmica: A energia que flui do interior da Terra na forma de calor é a energia geotérmica.
Ela se concentra nas rochas quentes e secas que se encontram em profundidades que variam de três a
cinco quilômetros.
Energia radiante: Chamamos de energia radiante a energia emitida por radiações eletromagnéticas,
como a luz e o calor do sol, as ondas de rádio e televisão, os raios X e as micro-ondas.
Energia nuclear: Quando o núcleo de um átomo pesado, como o de urânio, é dividido, parte da
energia que ligava seus elementos é liberada em forma de calor. Denominamos essa energia de
energia nuclear.
Energia química: Energia química é a energia liberada ou formada em uma reação química, como
acontece nas pilhas e baterias.
Energia Elétrica (Eletricidade): Fenômeno natural do movimento das cargas elétricas. A energia
elétrica pode ser gerada através de fontes renováveis de energia (a força das águas e dos ventos, o
sol, a biomassa), ou não-renováveis (combustíveis fósseis e nucleares). No Brasil, onde é grande o
número de rios, a opção hidráulica é mais utilizada e apenas uma pequena parte é gerada a partir de
combustíveis fósseis, em usinas termelétricas.
1.2 Tensão Elétrica
Vamos considerar o material equilibrado da figura abaixo. Ao observarmos, notaremos que
sua quantidade de elétrons (vermelho) é igual à quantidade de prótons (verde).

Causaremos um desequilíbrio elétrico nesse material, por exemplo, nos átomos das
extremidades. Retiraremos 1 elétron da extremidade da direita e acrescentarmos outro elétron no
átomo da extremidade esquerda.

Notemos agora que existirá uma diferença entre os potenciais elétricos do material. A
extremidade esquerda estará com uma carga negativa de 1 elétron e a extremidade direita estará com
uma carga positiva de 1 elétron. Essa diferença é chamada de d.d.p. – diferença de potencial.

A tensão elétrica é representada pelas letras E ou U e sua unidade de medida é o Volt. Existem alguns componentes elétricos que utilizam a resistência para executar uma determinada função.Ω. Todo resistor limita a resistência elétrica. uma força de atração que tenderá a manter o equilíbrio elétrico no material.4 Resistência Elétrica É a dificuldade oferecida por um material à passagem da corrente elétrica. e as cargas diferentes se atraem existirá. calcule a tensão da rede”. Quando um resistor limita a corrente elétrica. para manter o equilíbrio elétrico. Corrente elétrica é o movimento ordenado dos elétrons em uma unidade de tempo. podemos dizer que essa é uma das finalidades básicas desses componentes.5 Lei de Ohm A intensidade da corrente elétrica é diretamente proporcional a variação da tensão elétrica e inversamente proporcional a resistência elétrica. e é representado pela letra grega ômega . Se um determinado equipamento elétrico tem maior potência que outro.6 Potência elétrica Potencia é a rapidez com que se gasta energia. I = corrente elétrica em ampéres. então. A equação matemática que define a lei de ohm é: Onde: E = tensão elétrica em volts.Como existe agora a diferença de potencial. Ao movimento do elétron em busca de equilíbrio elétrico no material chamamos de Corrente Elétrica. 1. A função do resistor é limitar o valor da corrente elétrica ou provocar queda de tensão. 1.e. 1. – força eletromotriz. Também pode ser dita como sendo a energia gasta na unidade de tempo. até a extremidade que falta um elétron. R = resistência elétrica em ohms. que é representada pela letra A. que é representada pela letra V. A unidade de medida da resistência elétrica é o Ohm. ele dissipa a energia transformando-a em forma de calor que em alguns casos pode gerar luz. mesmo que sua função em um determinado circuito não seja essa. ou a rapidez com que se produz trabalho. Quando ligado consome uma corrente de 3A.3Ω. Geralmente transformam a energia elétrica em energia luminosa ou energia térmica. significa que ele realiza um trabalho elétrico maior em um tempo menor. a Tensão Elétrica é a força que impulsiona ou movimenta os elétrons. A corrente elétrica é representada pela letra I e sua unidade de medida é o Ampére. Tais componentes são denominados resistência ou resistor. Portanto. . Potência elétrica é o trabalho realizado pelos elétrons em um período de tempo.m. 1. o elétron em excesso do exemplo anterior se deslocará. Exemplo: “Um aquecedor de água tem uma resistência de 73.3 Corrente Elétrica Se criarmos um caminho. Essa força é chamada f.

    Fonte – é responsável por gerar e fornecer tensão elétrica ao circuito. etc. basta multiplicar a tensão pela corrente elétrica. P = potência em joules/segundo. então. J/S – Joule por segundo: 1J/S = 1W. aquele caminho que permite regressar ao ponto de partida logo após o ponto de chegada. comandando-o.7 Circuito Elétrico A palavra circuito significa caminho fechado. Dispositivo de manobra – pode ser um interruptor. I = corrente elétrica em ampéres. chave. seccionador ou outro componente que tenha por finalidade abrir e fechar o circuito. O Joule/segundo é conhecido também por Watt (W). ou seja. E = tensão elétrica em volts. luz.W = energia em Joules (J). HP – Horse Power: 1HP = 746W.). Para calcular a potência elétrica em circuitos de corrente contínua. Exemplos: “Qual a potência elétrica do motor do limpador de para-brisas de um automóvel sabendo que sua tensão é de 12V e sua corrente é 1A”? “Qual a corrente elétrica consumida por um chuveiro de 4400W ligado a uma rede de 127V”? 1. Circuito elétrico pode ser definido. Consumidor ou carga .Elemento responsável em transformar energia elétrica em outro tipo de energia (calor. porém. ou circuitos resistivos de corrente alternada. . então temos: Onde: P = potência elétrica em watts. movimento. como caminho fechado por onde circulam os elétrons. Condutor – elemento responsável em conduzir a corrente elétrica pelo circuito. existem outras que são bastante usadas: CV – Cavalo Vapor: 1CV = 736W. T = tempo em segundos (s).

.

endereço da instalação. Aplicada a instalações elétricas alimentadas sob tensão nominal igual ou inferior a 1000 V em corrente alternada e frequência inferior a 400 Hz ou a 1500 V em corrente contínua. comerciais.420 x 594 mm de área útil.  A1 .594 x 841 mm de área útil. nome e CREA do projetista. Esta norma fixa as condições que devem satisfazer as instalações elétricas. os quais. Sentido específico de Projeto – o Projeto Elétrico É a representação gráfica de uma instalação elétrica com os seus detalhes. industrial. simbologia. memorial descritivo. Normas Regulamentadoras: Regulamentam e fornecem orientações sobre procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e medicina do trabalho.2. trajeto dos condutores. sempre em busca de um resultado exclusivo e positivo. notas. escala.Associação Brasileira de Normas Técnicas .  agrega valor à empresa e aos negócios. data. localização de componentes.  A4 . feiras. etc. instalações temporárias. singular. Pode ser apresentado em papel nos formatos:  A0 . incluindo as edificações préfabricadas. 2. serviços. criam e/ou melhoram produtos. através de uma metodologia específica e organizada.  deve ser progressivamente elaborado. tipo de instalação.  cria um produto ou serviço singular. Apresenta legenda. estruturas de uso público.  A3 .  equipe multidisciplinar e temporária. de serviços. canteiro de obras. etc.  NBR-5410 (Norma de Instalações elétricas de Baixa tensão predial) Usada para edificações residenciais.297 x 420 mm de área útil. em suas etapas de projeto. produto.  deve ter propósitos definidos. processo ou serviço. ou características acerca de um material.é órgão que regulamenta todas as normas técnicas. normalmente produzido por um órgão oficial acreditado para tal. que estabelece regras. As características gerais de um projeto são:  temporário. processos.2 Normas: Norma Técnica: Uma norma técnica (ou padrão) é um documento. informações do proprietário.  NR10 Instalações e Serviços em Eletricidade Esta NR estabelece os requisitos e condições mínimas exigidas para garantir a segurança e saúde dos trabalhadores que interagem com instalações elétricas.  único. a segurança de pessoas e animais domésticos e a conservação dos bens.841 x 1189 mm.  Ou em meio digital: AUTOCAD. características técnicas. A ABNT . .1 Definições Sentido amplo de Projeto: Os projetos podem ser definidos como um esforço temporário empreendido por uma equipe.210 x 297 mm de área útil. a fim de garantir seu funcionamento adequado. diretrizes.  A2 . Projetos Elétricos 2.

. ou seja. é utilizado extensivamente para a produção de aço (ou ligas metálicas para a produção de ferramentas. montagem. de número atômico 26 (26 prótons e 26 elétrons) e massa atómica 56 u.3 – Segurança em Projetos (sentido específico): . somente o alumínio é mais abundante. além de Manganês (Mn). Cromo (Cr). através de processos de transformação. elasticidade. O ferro tem sido historicamente importante. o impacto necessário para levar um material à ruptura. a dureza pode ser avaliada a partir da capacidade de um material "riscar" o outro. dá-se origem a várias formas de aço. e um período da história recebeu o nome de Idade do ferro. Níquel (Ni). planejamento. O ferro. o núcleo da Terra não é ferromagnético. Itens relevantes da NR 10 em relação a projetos:  Item 10. que expressa sua resistência a deformações permanentes e está inversamente relacionada com a força de ligação dos átomos. conforme a sua aplicação. tenacidade. é usado na forma de lingotes. que conforme o seu teor percentual irá aumentar ou diminuir a resistência do aço.dispositivos. a estrutura e as propriedades dos aços dependem do teor de Carbono ou da presença ou não de elementos de liga. Mecânica e Materiais 3. É o quarto elemento mais abundante da crosta terrestre (aproximadamente 5%) e. Portanto. como elemento estrutural de pontes. operação e manutenção. o núcleo da Terra é formado principalmente por ferro e níquel (NiFe). resistência a corrosão. etc. Aços Ligados: os acréscimos de elementos de liga específicos (Cromo (Cr). diversas propriedades sejam elas de resistência. Tenacidade é uma medida de quantidade de energia que um material pode absorver antes de fraturar. Tungstênio (W). isto é. Basicamente.1 Ferro O ferro (do latim ferrum) é um elemento químico. máquinas. edifícios. À temperatura ambiente. sem que este se rompa.008 e 2. Silício (Si). Este ferro está em uma temperatura muito acima da temperatura de Curie do ferro. temperabilidade. revenimento. A diferença é que a ductilidade se refere a formação de filamentos e a maleabilidade permite a formação de delgadas lâminas do material. navios.11 – Procedimentos de Trabalho (sentido amplo): . etc).2 Aço Aço é uma liga metálica formada essencialmente por ferro e carbono.construção. etc ). Molibdênio (Mo). autorizações que envolvem a execução do serviço.1.1 Características: Maleabilidade e Ductilidade – O ferro pode ser moldado por deformação. veículos de transporte (automóveis. atualmente. o ferro encontra-se no estado sólido. dessa forma. É um dos elementos mais abundantes do Universo. 3. Fósforo (P) e Enxofre (S) e principalmente o Carbono (C). Níquel (Ni). itens e descrições obrigatórias. recozimento. com percentagens deste último variando entre 0. bem como de quaisquer trabalhos realizados em suas proximidades. Tenacidade – É a energia mecânica. e uma infinidade de outras aplicações. Os tratamentos térmicos (têmpera.estudo. etc). Dureza – É a propriedade característica do ferro. documentação. em sua composição química constam predominantemente Ferro (Fe). Comercialmente todo aço produzido pode ser dividido em 2 grupos: Aços Não Ligados: São aqueles que não possuem nenhum elemento de liga (p.ex. símbolo Fe. 3. Vanádio (V). 3. É extraído da natureza sob a forma de minério de ferro que.  Item 10. Controlando-se o teor de carbono. entre os metais.11%. Molibdênio (Mo). conferem ao aço.

Uma ferramenta para britadeira deverá resistir ao choque.1 Aplicações: Aços para Construção Mecânica – Os aços para construção mecânica. Indústrias de usinagem.2. Por necessitar dessas diversas propriedades específicas. forjarias. deverá ter uma resistência ao desgaste grande. peças automotivas. indústria naval. pontes. Uma combinação instantânea do cromo com o oxigênio do ar permite a formação desta camada bem fina. barras redondas. perfis “U”. indústria ferroviária. indústrias que servem de apoio para atenderem outras maiores que adquirem os mais variados tipos de peças usinadas sejam para compor produtos de suas linhas de produção ou para manutenção de suas próprias máquinas. de molas. barras chatas. indústria automobilística. e todas aquelas que produzem. perfis “I”. Aços para Ferramentas e Matrizes – São aços utilizados na confecção de ferramentas em geral. Os principais produtos fabricados nesta linha são chapas finas. por exemplo. A proteção contra a corrosão se dá por causa de uma película protetora (camada passiva) que se cria espontaneamente sobre a superfície do aço. prédios. os aços para ferramentas exigem maiores cuidados em sua fabricação. chapas grossas. serralheria. peças para máquinas em geral. ferramentas. devendo sempre apresentar propriedades mecânicas e metalográficas bem adequadas. engrenagens. Uma matriz de forjamento (trabalho a quente) deverá possuir uma grande resistência mecânica e a corrosão a altas temperaturas. cantoneiras. etc. petrolífera. peças como eixos. e baixo custo e possuem uma extensa aplicação em todos os campos da engenharia como estruturas em geral. quadradas. ou seja. Uma ferramenta de corte (trabalho a frio). mineração. etc) alteram ainda mais as propriedades mecânicas e a estrutura dos aços.normalização. etc. de parafusos. Aços Inoxidáveis – São todos os aços que contém pelo menos 11% de Cromo em sua liga e que tem como sua principal qualidade a resistência a corrosão. implementos agrícolas. 3. possuem uma aplicação especificamente voltada para as indústrias mecânicas em geral. desde a sua fundição. estável e não porosa bloqueando assim a ação da corrosão atmosférica e de diversos meios agressivos. por exemplo. Aços Estruturais e Chapas – São aços geralmente sem elementos de liga que combinam boa resistência mecânica. sua transformação mecânica até o tratamento térmico final considerando-se sempre os tipos de condições de serviços a que se destinam. indústria naval. perfis “T”. . soldabilidade. adequando-os especificamente a diferentes aplicações.

indústria mecânica.Tubos – Os tubos de aço têm uma importância muito grande na indústria e na construção por possuírem um grande campo de aplicações: condução de água. Ferro Fundido – É uma liga metálica de ferro com alta porcentagem de carbono (a partir de 2. líquidos.11%). Através da adição de elementos de liga é possível obter-se excelente resistência ao desgaste. e como matéria prima para fabricação de pregos. . eletrodutos e outros inúmeros empregos. Alguns tipos ainda passam por outros processos de conformação como a trefilação que irá conferir aos tubos mais precisão dimensional e resistência mecânica ou processos para proteção dos tubos contra a corrosão como a galvanização. indústria química e petrolífera. são aqueles utilizados em obras para armaduras de concreto podendo ser nervurados ou corrugados. ou lisos. podendo conter outros elementos químicos. telas para tubos de concreto e os arames. à abrasão e á corrosão. estruturas. Aços para Construção Civil – Popularmente conhecidos como ferros de construção. empregados principalmente nas amarrações de armaduras para concreto armado. ar comprimido. Quanto à sua fabricação podem ser divididos em dois tipos básicos: Tubos sem Costura – produzidos por conformação a quente a partir de tarugos de aço por processos de mandrilagem ou extrusão e Tubos com Costura – obtidos a partir de tiras de aço que são dobradas (perfiladas) na forma cilíndrica por meio de uma matriz e em seguida soldadas as extremidades em todo o seu comprimento até se constituir um tubo. limitando sua utilização em algumas aplicações. porém em geral a resistência ao impacto e a ductilidade são relativamente baixas. Além dos vergalhões. podemos destacar as telas soldadas para construção de lajes e pré-moldados de concreto. silício (entre 1 e 3%).