PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
CMEI DOM JOSÉ MAURO P. BASTOS

PRÁTICAS DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL E
NO ENSINO FUNDAMENTAL
INFÂNCIA, FAMÍLIA E ESCOLA
Professor: Roberto Izoton
Seguimento: Família
APRESENTAÇÃO E JUSTIFICATIVA
Este projeto propõe a realização de uma série de encontros com os membros do
seguimento família da comunidade escolar do CMEI Dom José Mauro Pereira
Bastos. Desde o início de sua implementação, no ano de 2007, as Práticas de
Filosofia e Ciências Sociais na Educação Infantil e no Ensino Fundamental não se
limitam ao trabalho com os alunos das unidades de ensino em que estão inseridas,
pois a pesquisa que indicou a possibilidade de implementação das Práticas apontou
que há em todos os seguimentos que compõem a Comunidade Escolar – alunos,
família/comunidade, professores e funcionários – a ausência do sentimento de
pertencimento à escola; a heteronomia provocada pela “falta de iniciativa e
capacidade de tomar decisões, [que gera] uma prática de transferência de decisões
e responsabilidades para terceiros”, bem como “pela dificuldade da escola para gerir
e fazer cumprir suas regras, assim como [de] criar uma proposta de interação com a
comunidade”; e a confusão sobre qual é o verdadeiro papel da escola, diante das
diversas demandas que seriam dadas a ela e que a impediriam de “cumprir sua
função fundamental, ou seja, ensino e aprendizagem dos conhecimentos
culturalmente acumulados e geração de novos conhecimentos” (CARIACICA, 2009,
p. 10). Com isso, junto ao seguimento aluno, o seguimento família/comunidade foi
eleito como um dos seguimentos prioritários de atuação dos professores de Filosofia
e Ciências Sociais do sistema de ensino de Cariacica.

 Sensibilizar familiares e responsáveis pelos alunos sobre seu papel no processo de socialização/instrução das crianças. .  Estreitar as relações entre família e escola.Comumente. proporemos por meio dele uma reflexão introdutória sobre os temas da infância. com o objetivo de iniciar um diálogo com os familiares e responsáveis pelos alunos da escola. à sensibilização dos sujeitos atendidos em relação a seu papel na educação das crianças. e à estreitar a relação família-escola. Discutiremos sobre a própria ideia de infância. da família e da escola. METODOLOGIA O trabalho realizado pelos professores de Filosofia e Ciências Sociais junto aos vários seguimentos que compõem a comunidade escolar tem como base “as interações e os significados produzidos nas experiências e o método dialógico amparado na dialética”. Por ser o primeiro projeto desenvolvido com o seguimento família/comunidade no CMEI Dom José Mauro Pereira Bastos. o valor e os diferentes sentidos produzidos nos encontros das Práticas de Filosofia e Ciências Sociais” (CARIACICA. e por significados “a importância. 8-9). p. OBJETIVOS  Discutir acerca do papel social desempenhado pela escola. e é por essa perspectiva que este projeto se justifica. os trabalhos desenvolvidos pelos professores de Filosofia e Ciências Sociais junto com os familiares e responsáveis pelos alunos visam à discussão sobre o papel social da escola como um espaço de produção e difusão de conhecimento. 2009. Trataremos também sobre o papel da escola na nossa sociedade e apontaremos as vantagens do estreitamento das relações entre a escola e as famílias nos processos de socialização e instrução das crianças. e de como ela vem se transformando ao longo do tempo. Entende-se por interações “as relações sociais interpessoais pelas quais os comportamentos dos indivíduos influenciam-se mutuamente e modificam-se”.

bonecas. expressando-se e contribuindo para a sua realização. iniciaremos com uma atividade desencadeadora. nas quais os convidados colocam-se no papel de ouvintes daqueles que os convidaram. p. A dinâmica que propomos utilizar é diferente daquela adotada pela maioria das reuniões de pais realizadas pelas diversas unidades de ensino. Inicialmente serão atendidos os familiares e responsáveis pelos alunos das turmas de primeiro ano do ensino fundamental. tendo cada um a duração aproximada de 30 a 40 minutos. Dividir os presentes em pequenos grupos e pedir que eles discutam e respondam às seguintes questões: 1. panelinhas. envolvendo todos os participantes e visam à construção de novos significados pelos envolvidos. Com o seguimento família/comunidade serão realizados encontros quinzenais. 2009. que deverá proporcionar reflexões e discussões por parte dos sujeitos presentes. dispõe de três momentos. baseado na dialética. carrinhos. Com isso abarcaremos pais e responsáveis pelos alunos de todas as turmas do turno matutino da escola. 44). Seguem abaixo as ações propostas para os encontros:  1º Encontro . a saber: “a) escolha do tema (tese). os das turmas de cinco anos da educação infantil. em seguida.O método dialógico. Tais reflexões e discussões se darão na forma de rodas de conversa. piões. Como era ser criança na sua época? . b) problematização do tema (antítese) e c) ressignificação do tema (síntese) que se repete constantemente” (CARIACICA. Pretendemos que os familiares e responsáveis pelos alunos sejam protagonistas dos encontros. e. bolinhas de gude etc. O que é infância para vocês? 2.) e pedir para que os presentes escolham um e falem sobre sua relação com ele quando crianças.Infância Ontem e Hoje Espalhar vários brinquedos (pipas. por fim os das turmas de quatro anos da educação infantil. Aplicando esse método aos encontros com o seguimento família/comunidade.

2) O/a professor/a conversa sobre o problema com o pai e/ou com a mãe da criança.Família: O que é e Para que Serve? Exibir o curta-metragem "Família".  3º Encontro . na época dos seus filhos? Pedir para que um representante (ou mais) de cada grupo contribua expondo as suas respostas. 3) o pai e/ou a mãe intervém junto ao/à seu/a filho/a. Dividir os presentes em pequenos grupos e pedir que eles discutam e respondam às seguintes questões: 1. O que é a família? 3. Dividir os presentes em pequenos grupos e pedir que eles discutam e respondam às seguintes questões: .3. Propor que os presentes interpretem as seguintes situações. O vídeo apresenta um exemplo de família "saudável"? Por quê? 2.Parceria Família-Escola: Quem Ganha com Isso? Pedir que os presentes escolham os seguintes personagens: professor/a. pai e/ou mãe. à sua maneira: 1) um/a aluno/a apresenta algum tipo de problema na sala de aula e o/a professor/a intervém.  2º Encontro . O que é mais importante numa família? 4. Como é ser criança hoje. alunos/as. Sistematizar as respostas dadas. Para que a família serve? Pedir para que um representante (ou mais) de cada grupo contribua expondo as suas respostas. Sistematizar as respostas dadas.

FAMÍLIA (curta-metragem). Jorge Paixão da Costa. Tal avaliação poderá ser feita de forma verbal ou escrita. RECURSOS NECESSÁRIOS  Brinquedos diversos. (mimeo).  Canetas. bem como ao final do projeto. borracha. Sistematizar as respostas dadas. e 13 seg. Como eu posso contribuir com isso? Pedir para que um representante (ou mais) de cada grupo contribua expondo as suas respostas. REFERÊNCIAS CARIACICA. os participantes avaliarão as atividades realizadas no sentido de sua relevância.  Papel sulfite. 2010. O que eu espero da escola do/a meu/minha filho/a? 3. O que é e para que serve a escola? 2. AVALIAÇÃO Ao final de cada encontro. Documento de Consolidação das Práticas de Filosofia e Ciências Sociais na Educação Infantil e no Ensino Fundamental. Prof. 2009. 53 p. lápis. Color.1. 4 min. Son.  Projetor multimídia. . Cariacica.