ARAUTO MARIANO

INFORMATIVO MENSAL FEDERAÇÃO DAS CC. MM. DE NOVA IGUAÇU FUNDADA EM 14 DE MAIO DE 1961 “A JESUS POR MARIA” ABRIL ANO XXVII Editorial
O tempo da Graça foi inaugurado com a morte e ressurreição de Jesus Cristo, que com seu sacrifício abre o Caminho da Salvação para além das fronteiras da nação eleita, a Páscoa em Jesus Cristo tem uma nova dimensão, não é a Festa da libertação do povo do jugo egípcio , é a Festa da libertação do homem das algemas através da Nova Aliança, que é celebrada com o sacrifício onde Jesus é a vítima oferecida, o Cordeiro que é morto, para que possamos ter vida no Cristo ressuscitado, não por nossos méritos mas por sua misericórdia que é infinita. É muito feliz o Apóstolo Paulo quando afirma que já não é ele quem vive, mas é o Cristo que nele vive, podemos com toda certeza afirmar, que quem não é convertido não vive, porque dispensa a ligação com o Criador. O valor e a crença na ressurreição é fartamente difundida e pregada por Jesus, Ele fala de sua própria ressurreição e também da ressurreição dos justos, que à primeira vista pode ser mal entendida, afinal, somos pecadores, e a afirmativa em questão parece limitar aqueles que ressuscitarão, mas num aprofundamento rápido,essa condição é dirigida àqueles que manifestam de maneira clara o amor ao próximo sem acepção de pessoas como exigia o Senhor. O próximo, sua eleição como “meta-alvo” nos faz entender que justo é aquele movido pela Fé se torna promotor da justiça em favor dos menos afortunados, dessa conclusão recordamos Tiago que afirma com todas as letra que é morta a fé sem obras, daí... Viva... João Evangelista afirma que “todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz” uns para a vida outros para o juízo (5, 28 -30) Paulo em tem toda a sua pregação fundamentada na garantia da esperança cristã da ressurreição e escrevendo aos cristãos de Corinto afirma”Por um homem , veio a morte, assim também por um homem a ressurreição dos mortos” (1 Cor 15, 12s). A “ressurreição da carne” significa a ressurreição do homem por uma nova formação do corpo, no sentido de uma nova criação, nova vida, da substancia material parcial do homem, é como afirma Paulo a transformação do corpo corruptível num corpo glorioso. Pra que nos lembremos sempre da maneira em fomos salvos, muitos cristãos usam crucifixos, como um adorno, um sacramental que seve para manter vivo na nossa memória, tudo aquilo que fomos capazes de fazer contra Nosso Salvador, uma semana antes da Paixão, O aclamávamos, pouco tempo depois preferimos Barrabás. O torturamos, açoitamos, blafemamos, pregamos numa cruz, encerramos num tumulo e fechamos a entrada com uma pedra enorme e montamos guarda para que ninguém retirasse seu Corpo do sepulcro e mesmo fazendo tudo isso, ainda assim, Jesus ressuscita, vence a morte. O tempo da grande espera passou, com a ressurreição de Jesus uma nova aurora se abre para nós, não mais somos escravos do pecado, permanecemos com a condição de pecadores, mas com a possibilidade de sempre poder voltar ao estado de Graça e para que a nossa caminhada fosse mais serena, no momento de paixão de dor na cruz, nos dá de presente aquela precede toda a humanidade no Paraíso e nos dá um Consolador para que Ele nos seja revelado plenamente. Pela ressurreição do Senhor somos redimidos, Deus estreita novamente os laços que foram rompidos por Adão, e Maria a Nova Eva, preservada de toda mancha original, participa como ninguém da Redenção que nos dá de volta a Graça, foge da perseguição de Herodes, refugiando-se no Egito só voltando quando Herodes havia morrido, convivendo com Aquele que muda o mundo sem que houvesse qualquer manifestação de seu poder até a idade adulta de Jesus.

Fernando E de Andrade

SÃO DOMINGOS SÁVIO O PADROEIRO DA JUVENTUDE
Domingos Sávio, tão logo soube distinguir entre "o Pão celestial e o terreno", foi admitido à Primeira Comunhão, em 1849, ainda com sete anos, quando, à época, a idade mínima para tal era 12 anos. Pode-se perceber a maturidade do menino nos propósitos que deixou registrados no seu grande dia: "Propósitos que eu, Domingos Sávio, me propus no ano de 1849, quando fiz a Primeira Comunhão, aos 7 anos de idade: 1º) Confessar-me-ei muito amiúde e receberei a Sagrada Comunhão sempre que o confessor me permitir; 2º) Quero santificar os dias de festa; 3º) Meus amigos serão Jesus e Maria; 4º) Antes morrer que pecar." Em 1854, Dom Bosco, ao passar pela região onde morava Domingos, ouviu falar dele e ficou "admirado por descobrir a obra que a Graça Divina tinha realizado num jovem adolescente." A devoção do pequeno Domingos para com Nossa Senhora era extrema. No dia 8 de dezembro de 1854 - ano da proclamação do dogma da Imaculada Conceição, pelo Bemaventurado Papa Pio IX -, ele se colocou diante do altar da Virgem, e renovou os propósitos que fizera na Primeira Comunhão, assim orando: "Maria, eu vos dou meu coração; fazei com que seja vosso. Jesus e Maria, sede sempre meus amigos; mas, por vosso amor, fazei com que eu morra mil vezes antes que tenha a desgraça de cometer um só pecado." Sua vida transformou-se de tal forma que, a partir de então, Dom Bosco passou a anotar o comportamento e os gestos do rapazinho, a fim de nada esquecer sobre ele. Em 1857, Domingos fica doente e sofreu, com grande coragem, algo acima de sua idade, durante quatro dias. Teve 10 hemorragias. No dia 9 de março, agonizando, murmura: "Adeus, meu querido paizinho, adeus! O senhor Padre queria me dizer algo mais, mas eu não sou capaz de me lembrar... Ó! como é lindo o que estou vendo..." Estas foram as suas últimas palavras. Sempre a sorrir, rosto iluminado, as mãos juntas sobre o peito, sem qualquer movimento, Domingos faleceu santamente aos 15 anos de idade.

COMO MARIA, DISCÍPULOS E MISSIONÁRIOS DE JESUS.

Queridos irmãos e irmãs este é o tema de nosso Dia Nacional do Congregado Mariano, no dia 18 de Maio e não vai ficar apenas na palestra deste dia, mais será o tema que nos guiará durante boa parte de 2008, pois ser discípulo e missionário de Jesus e principalmente como Maria foi, é um grande desafio. Falando em desafios nestes meses teremos 3 grandes momentos, primeiro no dia 18 de Maio celebraremos o Dia Nacional do Congregado Mariano por isso convoco marianinhos, aspirantes, candidatos e congregados para celebrar conosco o seu DIA. Por isso peço também que as congregações confirmem seu número de participantes, por favor não deixe para o dia ou para a véspera para que evitemos problemas como no ano passado, mas que todos que participaram em 2007 esteja conosco em 2008, garanto para vocês que estaremos nos esforçando para que nosso DIA seja ótimo. No dia 1º de Junho teremos o Encontro Estadual de Dirigentes Marianos, que terá como tema o mesmo do Dia Nacional do Congregado Mariano e a Espiritualidade Inaciana, que no nosso caso nos preparará para o 3º grande momento de nossa Federação, o nosso 1º Retiro Inaciano de suma importância para a vida de um bom congregado, nosso retiro será pregado por D. José Carlos de Lima Vaz, nosso Vice-Assistente Eclesiástico por isso peço o empenho de todos os presidentes, instrutores e demais congregados para que se esforcem para participar do Retiro e que as Congregações não meçam esforços
2

para colaborar rezando pelo êxito do retiro, ou ajudando financeiramente. Sei que havíamos dito que a estadia seria no valor de R$ 60,00 mais a coordenação da casa nos comunicou que houve um reajuste e agora a estadia será no valor de R$ 70,00, por isso peço que as congregações se movimentem para que seus presidentes e instrutores estejam presentes no Retiro Inaciano. Irmãos desde já peço que sempre em nossas orações sozinhos ou quando estivermos juntos em oração pelo êxito de nossas atividades, por nossos irmãos congregados (as) marianos (as), por aqueles nossos irmãos que se encontram enfermos, por aqueles que estão desanimados, rezemos para que Deus nos dê força e capacidade para levar o nome de Jesus aos irmãos como prometemos em nossa consagração. E que nossa Senhora das Dores que nos acompanhou na quaresma nos auxilie e interceda para que superemos nossos desafios. E não nos esqueçamos que na semana anterior ao Dia Nacional do Congregado Mariano do dia 12 ao dia 17 de Maio será nossa semana de oração pela Federação Mariana de Nova Iguaçu e que no dia 14 de Maio é aniversário de nossa Federação que completará 47 anos. A todos um grande e fraternal abraço e que Deus nos abençoe hoje e sempre!

Luciene Pereira da Silva
Presidente

Preito de Saudade
No dia 19/03 próximo passado , o esposo de Maria, o carpinteiro São José, pai adotivo de Jesus, chamou para seu convívio o CM Evaristo Mendes, que enquanto a saúde lhe permitiu organizava as Romarias da Congregação de Austin. Que a Senhora o receba e lhe permita o merecido descanso. A ALEGRIA NO RESSUSCITADO É A FORÇA DAS CONGREGAÇÕES MARIANAS

Prezados Congregados e Congregadas Marianos, Salve Maria! Aos Irmãos e Irmãs de Fita Azul, nosso desejo de Paz e Harmonia nas nossas Congregações . Que a alegria no Cordeiro Ressuscitado, fortaleça e dê um ânimo renovado na nossa caminhada de fé. Depois da caminhada do grande retiro quaresmal, onde meditamos com toda Igreja sobre a “Fraternidade e a Vida” com o lema da Campanha “Escolhe pois a Vida”. Na nossa Regra de Vida e no nosso Devocionário, aprendemos que a vida de um Congregado e Congregada Mariana, deve ser uma vida de oração, de meditação diária da Palavra de Deus, vida Eucarística, bons costumes, qualidade humana, disposição para o trabalho apostólico. Não podemos ficar escondidos atrás do manto de Nossa Senhora, precisamos imitar seus gestos e ações. As Congregações Marianas, são classificadas como Escolas de Santidade pelo nosso Vice-Assistente Eclesiástico, D. Vaz, e nós, estamos matriculados nesta Escola. Não é Verdade. Com a nossa vida meditada e direcionada para Deus, podemos por em prática o que Jesus nos ensi-

nou no retiro quaresmal, como por exemplo a importância do retiro, do jejum. Adorar a Deus e a Ele servir, não fazer boas obras para agradar aos homens, não dar esmolas, como faziam os hipócritas, que tocavam a trombeta para serem elogiados pelos homens nas praças e ruas. Depois de todas essas práticas importantes na nossa vida de Congregado e Congregada, poderemos dizer que é bom viver assim, porque a nossa vida está escondida no Cristo Ressuscitado. Com sua Ressurreição, Jesus abriu definitivamente o caminho da vida. Jesus, vida que não morre, reabriu a esperança de toda existência humana. Ele está vivo e vive em nosso meio, aleluia! Que a ressurreição de Jesus, renove a nossa esperança num caminhar positivo e que as nossas Congregações possam oferecer a cada um de seus membros perspectiva de ressurreição e alegria de ser Congregado e Congregada. Salve Maria!

Paulo Gonçalves

NOSSA SENHORA DA ANUNCIAÇÃO
A festa da Anunciação do Arcanjo Gabriel à Virgem Maria é comemorada desde o Século V, no Oriente e a partir do Século VI, no Ocidente, nove meses antes do Natal. Por este acontecimento, que fez de Maria o primeiro sacrário da Eucaristia, Ela recebeu dos cristãos o título de Nossa Senhora da Anunciação. A visita do Anjo à Virgem Maria, sinaliza o início do cumprimento do Velho Testamento com a abertura do caminho para o Reino de Deus à luz a Boa Nova, para toda a Humanidade. São Gabriel Arcanjo proferiu a oração que esta sempre na boca e no coração de todos os fiéis: a Ave Maria. Maria era uma jovem adolescente, simples e virgem, prometida ao já idoso José, um carpinteiro descendente direto da casa de Davi. Ficou perturbada ao receber do Arcanjo o aviso que era a escolhida para conceber o Filho de Deus, o qual devia ser chamado Jesus, pois era o enviado para salvar a Humanidade, e cujo Reino era eterno. Assim, o Pai Criador dependeu do consentimento de uma frágil criatura humana para realizar o Mistério para a nossa Redenção. A Virgem Maria aceitou sua parte na missão, demonstrando toda confiança no Senhor Deus e se fez Instrumento Divino nos acontecimentos proféticos. Mas teve de perguntar como seria possível, se não conhecia
3

homem algum. Gabriel lhe explicou o Espírito Santo a fecundaria, pela graça do Criador. Então respondeu com a mesma simplicidade de sua vida e fé: "Sou a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a Sua vontade". Com esta resposta, pelo seu consentimento, Maria aceitou a dignidade e a honra da maternidade divina, mas ao mesmo tempo também os sofrimentos, os sacrifícios que a ela estavam ligados. Por este motivo dos devotos de Nossa Senhora da Anunciação pedem sua proteção e intercessão junto a Deus, nas suas aflições. Por sua disposição Maria se tornou a mais perfeita das criaturas humanas, a fonte dos maiores méritos e das melhores graças. Porque a Mãe de Deus, que acolheu a divindade em si mesma, contém em si toda a eternidade e, nesta, toda a plenitude dos tempos. A data de 25 de março, marca e festeja um dos mistérios mais sublimes e importantes para a Humanidade, citado em várias passagens importantes do Novo Testamento. Maria foi poderosamente levada à comunhão com o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Motivo mais que suficiente para ser invocada como Nossa Senhora da Anunciação.

Festas Marianas / Paulinas

TEXTO PARA FORMAÇÃO DE CONGREGADOS MARIANOS
Abril - 2008 Vamos iniciar orando com o Evangelho de São Mateus 5, 13 a 16. Caros amigos neste ano de 2008 o nosso Tema para o mês da Bíblia será o Evangelho de S. Mateus, ver como S. Mateus, como devemos nos comportar em nossas comunidades como missionários de Jesus. “Sou sal, sou luz” pois bem como batizados, somos missionários do Reino de Deus e como tal como nós devemos nos comportar, como dar sentido a vida (sabor) ao que está a nossa volta. Vamos como luz mostrar o caminho a quem caminha ao nosso lado sendo sincero, justo, ordeiro para mostrar o que Deus quer de cada um de nós através do nosso viver. Caros irmãos temos em nossas mãos o Documento de Aparecida, isto é as conclusões do V CELAM (Conferência Geral do Episcopado LatinoLatinoAmericano e do Caribe) realizada em Aparecida no mês de Maio de 2007 com a presença de Sua Santidade Bento XVI. As conclusões nos levam a refletir o valor de Maria na evangelização dos povos. Vamos ler agora o número 269 do Documento de Aparecida na página 125: “Maria é a grande missionária, continuadora da missão de seu Filho e formadora de missionários. Ela, da mesma forma como deu a luz o Salvador do mundo, trouxe o Evangelho à nossa América. No acontecimento em Guadalupe, presidiu, junto com o humilde João Diego, o Pentecostes que nos abriu aos dons do Espírito. A partir desse momento, são incontáveis as comunidades que encontram nela a inspiração mais próxima para aprenderem como ser discípulos e missionários de Jesus. Com alegria constatamos que ela tem feito parte do caminhar de cada um de nossos povos, entrando profundamente no tecido de sua história e acolhendo as ações mais nobres e significativas de sua gente. Os diversos títulos e os santuários espalhados por todo o Continente testemunham a presença próxima de Maria às pessoas, e ao mesmo tempo manifestam a fé e a confiança que os devotos sentem por ela. Ela pertence a eles e eles a sentem como mãe e irmã.”. (nº. 269 página 125. Extraído do Documento de Aparecida, texto conclusivo). Amigos no próximo mês de Maio no 3º. Domingo celebraremos o Dia Nacional do Congregado Mariano que terá como Tema: “Como Maria Discípulos e Missionários de Jesus”. Vamos pensar com os participantes do CELAM; Maria a grande discípula, aquela que 1º ouviu as propostas de Jesus, mais também
ARAUTO MARIANO

aquela que primeiro foi em missão de apoio a vida como nos propõe a Campanha da Fraternidade “Escolhe, pois, a vida”. Maria logo após ser escolhida como discípula pelo próprio Deus, pois o Pai ao enviar o anjo Gabriel a jovem Maria de Nazaré para propor a ela a missão de trazer o Filho de Deus e colocá-lo entre nós, foi a primeira e grande missão, colocáou seja a mais santa missão que um mortal poderia realizar, trazer o próprio Deus feito homem em nosso meio para nos levar a Deus. Ressalto a última frase do trecho do Documento de Aparecida: “Ela pertence a eles e eles a sentem como mãe e irmã.”. Como filhos de Maria, mais também como irmãos nós temos que ser conscientes de nossas forças e deveres mais também de fracassos e derrotas mais com certezas de que temos e podemos dar a volta por cima (como diz o ditado popular) e vencer os fracassos e as derrotas que surgir em nossas caminhadas. Agora vamos ler juntos o nº. 36 da página 51 ou 53 de nossa Regra de Vida. “Convençam-se os congregados “Convençamda força e dos meios que a Igreja nos oferece para buscar os carismas para bem viver a nossa vocação.” Caros irmãos Maio o mês de Maria já estamos pensando em nossos compromissos para Maio: -1º de Maio São José Operário, dia do trabalhador, como anda meu trabalho profissional, onde ganho o suficiente para manter a mim e a minha família. E o trabalho social, como ajudo minha comunidade a ter mais vida como cidadão. Ao comemorarmos o 3º Domingo Dia Nacional do Congregado Mariano. Devemos estar atentos as nossas tarefas de irmãos e irmãs tais como: Devo participar das atividades da minha Federação. O Tributo Mariano é um dever de cada congregado (a) desde que consagrado, está em nossa Regra de vida artigo 11 item 3. Esta contribuição anual e uma fórmula de que o movimento conta para se manter atualmente. Hoje o nosso tributo pago uma vez por ano (no mês de maio) 5% (por cento) do que ganho no mês de Abril. Exemplo: se ganho R$ 380,00 5% é igual a R$ 19,00, se ganho R$ 1,000.00 o Tributo será de R$ 50,00. Por tanto amigos e irmãos vamos ser congregados conscientes e responsáveis pelo nosso movimento. Vamos encerrar nosso encontro de hoje rezando com Jesus no Evangelho de São Mateus 14, 22 a 27. Salve Maria!

José Pereira da Silva
Equipe de Formação

Rua do Couto, 29 bloco 2 apto 903 Setor A- Penha - Rio - 21020-410
TEL 21 2290-1107 21 2290-1107 - fexpedito@oi.com.br - fernando.expedito@hotmail.com

4